Introdução à Norma de Desempenho (NBR 15575)

793 visualizações

Publicada em

Nessa palestra virtual, o consultor Rildo Prado, especialista na aplicação dos requisitos da NBR 15575 e em gestão da qualidade, apresenta de forma objetiva e clara os principais elementos e conceitos da Norma de Desempenho.

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
793
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
47
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Introdução à Norma de Desempenho (NBR 15575)

  1. 1. Palestra: Introdução à Norma de Desempenho Eng. Rildo Augusto do Prado
  2. 2. Introdução à Norma de Desempenho Programação da palestra 1. Criação da norma 2. Diferença das demais normas da ABNT 3. Níveis de desempenho 4. Considerações sobre vida útil (VU), durabilidade e manutenção da edificação 5. Sistemas envolvidos e suas principais abordagens 6. Principais responsabilidades dos envolvidos 7. Benefícios da Norma de desempenho
  3. 3. Introdução à Norma de Desempenho Criação e diferença das demais normas da ABNT • Pedido da CEF – empreendimentos interesse social • Participação de diversos orgãos • Fornece Parâmetros objetivos e quantitativos que podem ser medidos; • Normas prescritivas da ABNT dizem “como fazer”, sem cobrar resultados.
  4. 4. Introdução à Norma de Desempenho Níveis de Desempenho • (M) Mínimo - obrigatório; • (I) Intermediário; • (S) Superior Obs. Certamente será o diferencial do produto no mercado.
  5. 5. Introdução à Norma de Desempenho Vida Útil, Durabilidade e Manutenção • Soluções e a Vida Útil devem ser estabelecidas na fase de projetos • Soluções X custo e desempenho • VU prolongada ou reduzida pela manutenção • Avanços da norma: • Traz o tempo mínimo que deve durar cada uma das partes da edificação e • Fornece diretrizes para o estabelecimento de prazos de garantia
  6. 6. Introdução à Norma de Desempenho Sistemas envolvidos
  7. 7. Introdução à Norma de Desempenho Exemplo de aplicação – Isolamento acústico
  8. 8. Introdução à Norma de Desempenho Principais responsabilidades • Nas contratações: VUP para cada sistema; responsabilidades por riscos e ações; estabelecer escopo responsabilidades técnicas; • Incorporador: identificar riscos; passivos ambientais e determinar o nível de desempenho; • Construtor: boas práticas de construção, com embasamento técnico; elaborar um manual de uso e proposta da gestão da manutenção;
  9. 9. Introdução à Norma de Desempenho Principais responsabilidades • Fornecedor: informações sobre o desempenho, a VUP, os cuidados e os resultados que comprovem o desempenho dos seus produtos; • Projetista: informações técnicas consistentes, análises, ensaios tecnológicos; memoriais com VUP de cada sistema; especificar materiais, produtos e processos que atendam ao desempenho mínimo; Indicar manutenções para atingir a VUP; • Usuário: Fazer bom uso da edificação, atender às exigências para reformas, sobrecargas e realizar manutenção.
  10. 10. Introdução à Norma de Desempenho Benefícios do atendimento da Norma • Atendimento às exigências da CEF e bancos • Melhoria da qualidade da construção (projetos, fornecedores, NBRs e boas práticas) • Redução de demandas judiciais e custos • Aumento da vida útil dos empreendimentos e o bem-estar dos usuários, com consequente aumento da sua satisfação.
  11. 11. Introdução à Norma de Desempenho Meus contatos Engº Rildo Augusto do Prado 11 97131-8589 E-mail: rildoaprado@yahoo.com.br LinkedIn: www.linkedin.com/in/rildoprado
  12. 12. Transformando conhecimento emresultados.

×