Analise granulométrica

5.021 visualizações

Publicada em

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.021
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
79
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Analise granulométrica

  1. 1. Análise GranulométricaNa análise granulométrica não se pretendemais do que analisar o tamanho daspartículas de uma determinada amostra e aforma como elas se distribuem nessamesma amostra. Belarmino Lira Isabel M. F. Almeida Materiais I
  2. 2. Análise GranulométricaDivide-se em 3 métodos básicos: • Agrupamento. • Contagem • Separação Isabel M. F. Almeida Belarmino Lira
  3. 3. Análise Granulométrica AgrupamentoEste método armazena partículas de tamanhosdiferentes na mesma amostra, depois agrupa osdados de forma a obter a distribuição do tamanhodas partículas no seu total. Isabel M. F. Almeida Belarmino Lira
  4. 4. AgrupamentoTécnicas mais utilizadas:• Low Angle Laser Light Scattering (LALLS).• Photon Correlation Spectroscopy (PCS).• Back-Scattering Spectroscopy. Isabel M. F. Almeida Belarmino Lira
  5. 5. Low Angle Laser Light Scattering (LALLS)Consiste em fazer passar um laser pela amostra daspartículas e recolher os dados da intensidade de luzem diferentes ângulos de distribuição.Compara as diferentes intensidades de luz nosdiferentes ângulos e através disso gera a distribuiçãodo tamanho das partículas para a amostra. Isabel M. F. Almeida Belarmino Lira
  6. 6. • Photon correlation The PhotoCor setups • É projetado para analise de particulas abaixo de microns.Isabel M. F. Almeida Belarmino Lira
  7. 7. Análise Granulométrica ContagemEste método caracteriza a distribuição da amostra,uma partícula de cada vez. Basicamente acumula acontagem de partículas com dimensões idênticas.As partículas são classificadas e colocadas em“size bins”, uma partícula de cada vez.
  8. 8. ContagemTécnicas mais utilizadas:• Electrozone Counter.• Light Counter.• Time of Flight Counter.• Microscope Counter (optical or electron).
  9. 9. A recent addition to theMalvern Instrumentsrange is the SysmexCDA-500 ParticleAnalyzer.The systemprovides a reliablemeasurement of particlesize distribution as wellas counting particles inthe size range 1µm to60µm. It has wideapplication, particularlyin life sciences.
  10. 10. Análise Granulométrica Métodos de SeparaçãoEste método apela a uma força exterior de separaçãopara as partículas, elas são fisicamente separadas deacordo com o seu tamanho.
  11. 11. SeparaçãoTécnicas mais utilizadas:• Peneiramento.• Sedimentação Gravitacional.• The Disc Centrifuge (DC).• Capillary Hydrodynamic Fractionation (CHDF).• Sedimentation Field Flow Fractionation (SF3).
  12. 12. Sieves - Peneiras
  13. 13. Abertura em mm Peso retido(g) Malha em mesh 3,36 12,18 6 2,36 58,61 8 1,7 46,92 12 1,18 31,14 16 0,85 18,92 20 0,6 16,12 30 0,425 16,1 40 0,3 7,99 50 0,212 11,66 70 0,15 9,05 100 0,106 6,64 140 0,075 4,07 200 0,053 4,25 270 0,038 6,78 400 0,02 1,34 450 Peso retido(g) 70 60 70 50 60 50 40 Peso retido(g) 40 30 30 20 20 10 10 0 0 0 0,5 0 1 1,5 0,5 2 2,5 1 3 3,5 1,5 4 2 2,5 3 3,5 Abertura em mm Abertura em mm Isabel M. F. Almeida
  14. 14. Particle Size Distribution 3.5 3 2.5Volume (%) 2 1.5 1 0.5 0 0.01 0.1 1 10 100 1000 3000 Particle Size (µm) CALCARIO zé carlos - Average, segunda-feira, 3 de julho de 2006 14:36:45 Isabel M. F. Almeida
  15. 15. Particle Size Distribution 3.5 3 2.5 2Volume (%) 1.5 1 0.5 0 0.01 0.1 1 10 100 1000 3000 Particle Size (µm) CALCARIO zé carlos - Average, segunda-feira,M.de julho de 2006 14:36:45 Isabel 3 F. Almeida
  16. 16. Y/10 Y/2 Y/4 Y/10 Y/25 Y/50 Y/75 15,53 78,65 36,11 15,53 7,72 4,16 2,96 15,86 76,98 38,12 15,86 7,32 3,78 2,72 1,02 9,33 2,73 1,026 0,55 0,27 0,18 1,63 14,88 3,47 1,63 0,89 0,52 0,38 2,7 14,51 5,59 2,7 1,4 0,78 0,57 12,6 59,89 24 12,6 8,45 6,71 5,56 24,29 13,88 80,75 63,43 44,06 26,19 24,29 13,88 16,43 9,27 12,8 7,29 10,4 5,94 Y = % acum. pass. 7,73 53,05 18,5 7,73 3,89 2,19 1,62 19,27 70,9 37,2 19,27 12,3 7,84 5,41 29,37 82,17 51,89 29,37 18,32 11,17 7,59 28,31 83,02 54,41 28,32 17,41 10,71 7,3 12,6 59,89 24 12,6 8,45 6,71 5,56 24,29 16,44 12,8 24,29 16,44 12,8 10,4 13,88 63,43 26,2 13,88 9,27 7,29 5,94 Mina Igarapé-Bahia Familia de curvas 90 80 Y/2 70Paâmetro "tn" (%) 60 Y/4 50 Y/10 40 Y/25 30 Y/50 20 10 Y/75 0 0 5 10 15 20 25 30 35 Parâmetro "t" Isabel M. F. Almeida
  17. 17. Análise Química• Espectrometria de Absorção Atómica.• Espectrometria UV / Visível.• Espectrometria de Emissão Atómica.• Fotometro de Chama. Isabel M. F. Almeida Belarmino Lira
  18. 18. EspectrometriaEsta técnica consiste em excitar através de uma fonte deluz as moléculas ou átomos da amostra que se pretendeanalisar.A intensidade de luz é monitorizada através de umdetector.As medições são efectuadas com e sem a amostra, notrajecto de luz, para determinar a quantidade absorvidapela amostra. Isabel M. F. Almeida Belarmino Lira
  19. 19. Fotometria de Chama É uma técnica simples e rápida aplicada principalmente na determinação dos elementos sódio, litio e potássio. Baseia-se na excitação dos átomos neutros desses metais em uma chama obtida pelo uso de ar comprimido e gás natural ou manufacturado. Os átomos que são excitados voltam ao seu estado fundamental com emissão de um foton de radiação que pode ser identificado e medido com um fotometro de chama adquado. Isabel Belarmino Lira M. F. Almeida

×