SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Governo
                 Provisório

     Slides           C
                      h

   before 1st         a
                      r
                                                   O Estado
                                                    Novo -


    Section
                      g                            Caracterí
                      e                             sticas:
                      s


    Divider

                Constituição de                    Planejand
                    1934:                          o o Golpe




                     Fim do
      B              Estado

 O Estado
      r
      a
      s
                     Novo:           Governo
                                  Constitucional
   Novo
      il
      n
      a
                                    (1934-37)
      S
- Medidas:
      e
      g
                                    Q
                                    u
                                    e
      u                             r
      n                             e
      d                             m
      a                             i
      G                             s
      u                             m
      e                             o
      r
      r
      a
      M
      u
      n
      d
       i
      a
       l
Era Vargas
 1930-1945
   •Governo Provisório (1930-34),
 •Governo Constitucional (1934-37) e
      •Estado Novo (1937-45).
Introdução




• Assumiu       através    de    um     golpe,
  aproveitando-se do enfraquecimento do “café-
  com-leite”.
• Contou com o apoio dos militares:
  tenentistas.
Governo Provisório
• Objetivos: enfraquecer a política do “café-
  com-leite” e consolidar-se no poder.

• Medidas: dissolveu o Congresso e as
  Câmaras, tirou governadores do poder e os
  substituiu         por       Interventores
  (militares), suspensão da Constituição de
  1891,       criou     novos     ministérios:
  Trabalho, Indústria e Comercio; Educação e
  Saúde Pública.
Revolução Constitucionalista de
    São Paulo – MMDC – (1932).

• Causas: nomeação de            um
  interventor paulista, desejo   das
  oligarquias     paulistas       em
  retornar ao poder e criação      de
  uma Constituição para             o
  Brasil.
• Resultados: militarmente
  derrotado, mas politicamante
  vitoriosos.
Constituição de 1934:

• Promulgada a 16 de julho, a Constituição de 1934 foi
  fortemente influenciada pela Constituição da República
  de Weimar, da Alemanha.
• A Assembleia Constituinte que a elaborou elegeu
  Vargas para a Presidência da República, através de
  votação indireta, para cumprir um mandato de quatro
  anos.
• Alguns princípios da Constituição de 1891 foram
  mantidos, tais como: Estado federativo; Sistema de
  Governo Presidencialista; Bicameralismo(Câmara de
  Deputados e Senadores); Tripartição e independência
  dos poderes; Mandato de quatro anos.
Constituição de 1934:
A Constituição trouxe algumas inovações importantes,
  especialmente no tocante à Ordem Econômica e Social,
  tais como:
1. Criação de uma representação classista, dentro de uma
   visão corporativista;
2. Nacionalismo econômico através da proteção às
   riquezas naturais do país;
3. Criação do mandado de segurança;
4. Implantação de uma Justiça do Trabalho;
5. As empresas estrangeiras teriam de contratar, no
   mínimo, 2/3 de empregados brasileiros;
6. Criação de leis trabalhistas;
7. O voto seria secreto para homens e mulheres
   alfabetizados e com mais de 18 anos.
Governo Constitucional (1934-
            37)
   Bipolarização entre AIB (de caráter
    fascista, liderada por Plínio Salgado e
    identificada com as elites e Vargas)
                     X
   ANL (predominantemente de caráter
    socialista,  liderada   pos  Carlos
    Prestes, identificada com os anseios
    populares). Ambas eram nacionalistas
    ao seu modo.
Intentona Comunista.
                                 1935
1. Causa: fechamento da ANL.
2. Objetivo: tomar o poder no Brasil.
3. Não passou de uma quartelada (RJ, Natal e
   Recife).
4. Resultado: repressão contra os comunistas (que
   participaram ou não). Olga, mulher de Carlos
   Prestes foi presa e entregue a Gestapo.
5. Ademais esse movimento põem em alerta a
   opinião publica e Vargas contra os
   “comunistas”
Planejando o Golpe

• Antecedentes: a intentona comunista, 1935 →
  decretação dos Estado de Sitio e Estado de
  Guerra → 1936, fim dos Estado de Sitio e
  Estado de Guerra → eleições para sucessão de
  Vargas.
• Pretexto para o Golpe do Estado Novo:
  suposto plano Cohen (plano atribuído aos
  comunistas, mas elaborado pelos integralistas
  com o objetivo de atemorizar a população)
O Estado Novo -
           Características:
1. Ditadura inspirada no
   fascismo,
2. com grande intervenção do
   Estado na sociedade e na
   economia,
3. com predomínio da censura,
4. nacionalismo econômico,
   política de controle dos
   trabalhadores (sindicalismo
   pelego)
O Estado Novo
- Medidas:
• Dissolveu o Congresso e as
  Câmaras, tirou governadores do
  poder e os substituiu por
  Interventores,


• Suspensão da Constituição de
  1934 e sua substituição pela
  Constituição Polaca de 1937, fim
  da autonomia dos
  estados, suspensão das eleições,
O Estado Novo - Medidas:
• Criação do DASP (Departamento
  Administrativo do Serviço Público), para
  controlar o serviço público.




• Criação do DIP (Departamento de
  Imprensa e Propaganda), para exaltar a
  figura de Vargas e censurar propagandas
  negativas do regime.
Fim do Estado Novo:
Fim da Segunda Guerra e retorno dos
  militares ao Brasil que perceberam a
  incoerência:
1. lurtaram no exterior contra as ditaduras (e
   pelas democracias)
2. seu país era uma ditadura
 → os militares cercaram o Palácio
   Guanabara ( Góis Monteiro e Gaspar
   Dutra)e exigiram a renúncia de Vargas
Brasil na
      Segunda Guerra Mundial
1. A princípio, a posição brasileira foi de
   neutralidade.
2. Depois de alguns ataques a navios
   brasileiros, Getúlio Vargas decidiu entrar
   em acordo com o presidente americano
   Roosevelt para a participação do país na
   Guerra.
3. Vantagens: financiamento e tecnologia
   para a construção da CSN
Queremismo
Retorno dos partidos políticos: PSD, UDN e PTB.
Para debater

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estado novo vargas
Estado novo vargasEstado novo vargas
Estado novo vargasDilermando12
 
Apresentação Da revolução à estabilização da democracia
Apresentação Da revolução à estabilização da democraciaApresentação Da revolução à estabilização da democracia
Apresentação Da revolução à estabilização da democraciaLaboratório de História
 
Portugal Estado Novo
Portugal   Estado NovoPortugal   Estado Novo
Portugal Estado NovoCarlos Vieira
 
Getulio Dorneles Vargas
Getulio Dorneles VargasGetulio Dorneles Vargas
Getulio Dorneles Vargassissapb
 
Era vargas 2, Estado Novo
Era vargas 2, Estado NovoEra vargas 2, Estado Novo
Era vargas 2, Estado NovoThiago Bro
 
Do Estado Novo à Democracia
Do Estado Novo à DemocraciaDo Estado Novo à Democracia
Do Estado Novo à DemocraciaAna Barreiros
 
Estado Novo e era do rádio
Estado Novo e era do rádioEstado Novo e era do rádio
Estado Novo e era do rádioseixasmarianas
 
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo DilmaRoteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilmajosafaslima
 
B.2 teste diagnóstico o estado novo (1) - soluções
B.2 teste diagnóstico   o estado novo (1) - soluçõesB.2 teste diagnóstico   o estado novo (1) - soluções
B.2 teste diagnóstico o estado novo (1) - soluçõesPeixoto Rocha
 
O fim do regime
O fim do regime O fim do regime
O fim do regime Maria Gomes
 
Slide explicativo
Slide explicativoSlide explicativo
Slide explicativokrrico93
 
Estado Novo
Estado NovoEstado Novo
Estado Novoblog-eic
 

Mais procurados (19)

Estado novo vargas
Estado novo vargasEstado novo vargas
Estado novo vargas
 
Era vargas 2
Era vargas 2Era vargas 2
Era vargas 2
 
Apresentação Da revolução à estabilização da democracia
Apresentação Da revolução à estabilização da democraciaApresentação Da revolução à estabilização da democracia
Apresentação Da revolução à estabilização da democracia
 
O Estado novo
O Estado novoO Estado novo
O Estado novo
 
Era Vargas (1930-1945)
Era Vargas (1930-1945)Era Vargas (1930-1945)
Era Vargas (1930-1945)
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
 
Portugal Estado Novo
Portugal   Estado NovoPortugal   Estado Novo
Portugal Estado Novo
 
Brasil Era Vargas (1930 - 45)
Brasil Era Vargas (1930 - 45)Brasil Era Vargas (1930 - 45)
Brasil Era Vargas (1930 - 45)
 
Getulio Dorneles Vargas
Getulio Dorneles VargasGetulio Dorneles Vargas
Getulio Dorneles Vargas
 
Era vargas 2, Estado Novo
Era vargas 2, Estado NovoEra vargas 2, Estado Novo
Era vargas 2, Estado Novo
 
Do Estado Novo à Democracia
Do Estado Novo à DemocraciaDo Estado Novo à Democracia
Do Estado Novo à Democracia
 
Estado Novo e era do rádio
Estado Novo e era do rádioEstado Novo e era do rádio
Estado Novo e era do rádio
 
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo DilmaRoteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
 
Eja era vargas - 2011
Eja   era vargas - 2011Eja   era vargas - 2011
Eja era vargas - 2011
 
B.2 teste diagnóstico o estado novo (1) - soluções
B.2 teste diagnóstico   o estado novo (1) - soluçõesB.2 teste diagnóstico   o estado novo (1) - soluções
B.2 teste diagnóstico o estado novo (1) - soluções
 
25 de Abril
25 de Abril25 de Abril
25 de Abril
 
O fim do regime
O fim do regime O fim do regime
O fim do regime
 
Slide explicativo
Slide explicativoSlide explicativo
Slide explicativo
 
Estado Novo
Estado NovoEstado Novo
Estado Novo
 

Destaque

Constituição de Weimar na Alemanha de 1919
Constituição de Weimar na Alemanha de 1919Constituição de Weimar na Alemanha de 1919
Constituição de Weimar na Alemanha de 1919Larissa Assis
 
Aula de historia ditadura militar 64 parte i
Aula de historia   ditadura militar 64  parte iAula de historia   ditadura militar 64  parte i
Aula de historia ditadura militar 64 parte iPérysson Nogueira
 
Aula de historia ditadura militar 64 pérysson
Aula de historia   ditadura militar 64 péryssonAula de historia   ditadura militar 64 pérysson
Aula de historia ditadura militar 64 péryssonPérysson Nogueira
 
Sugestões de temas para o enem 2011
Sugestões de temas para o enem 2011Sugestões de temas para o enem 2011
Sugestões de temas para o enem 2011Pérysson Nogueira
 
Aula de historia ditadura militar Parte II 64 pérysson
Aula de historia   ditadura militar Parte II 64 péryssonAula de historia   ditadura militar Parte II 64 pérysson
Aula de historia ditadura militar Parte II 64 péryssonPérysson Nogueira
 
Republica do Cafe com Leite ou das Oligarquias
Republica do Cafe com Leite ou das OligarquiasRepublica do Cafe com Leite ou das Oligarquias
Republica do Cafe com Leite ou das OligarquiasPérysson Nogueira
 
Primeira guerra mundial aula
Primeira guerra mundial   aulaPrimeira guerra mundial   aula
Primeira guerra mundial aulaprofmarloncardozo
 
Direito do serviço social - constituições - seguridade social
Direito do serviço social - constituições - seguridade socialDireito do serviço social - constituições - seguridade social
Direito do serviço social - constituições - seguridade socialDaniele Rubim
 

Destaque (20)

Constituição de Weimar na Alemanha de 1919
Constituição de Weimar na Alemanha de 1919Constituição de Weimar na Alemanha de 1919
Constituição de Weimar na Alemanha de 1919
 
Aula de historia ditadura militar 64 parte i
Aula de historia   ditadura militar 64  parte iAula de historia   ditadura militar 64  parte i
Aula de historia ditadura militar 64 parte i
 
Aula de historia ditadura militar 64 pérysson
Aula de historia   ditadura militar 64 péryssonAula de historia   ditadura militar 64 pérysson
Aula de historia ditadura militar 64 pérysson
 
A república populista
A república populistaA república populista
A república populista
 
Sugestões de temas para o enem 2011
Sugestões de temas para o enem 2011Sugestões de temas para o enem 2011
Sugestões de temas para o enem 2011
 
História fácil
História fácilHistória fácil
História fácil
 
Estados totalitários
Estados totalitáriosEstados totalitários
Estados totalitários
 
Aula de historia ditadura militar Parte II 64 pérysson
Aula de historia   ditadura militar Parte II 64 péryssonAula de historia   ditadura militar Parte II 64 pérysson
Aula de historia ditadura militar Parte II 64 pérysson
 
Ac de história 2 ano
Ac de história 2 anoAc de história 2 ano
Ac de história 2 ano
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
 
Pré história
Pré históriaPré história
Pré história
 
Questão judaico palestina
Questão judaico palestinaQuestão judaico palestina
Questão judaico palestina
 
Republica do Cafe com Leite ou das Oligarquias
Republica do Cafe com Leite ou das OligarquiasRepublica do Cafe com Leite ou das Oligarquias
Republica do Cafe com Leite ou das Oligarquias
 
Republica do cafe com leite
Republica do cafe com leiteRepublica do cafe com leite
Republica do cafe com leite
 
Política do café com leite
Política do café com leitePolítica do café com leite
Política do café com leite
 
Hebreus
HebreusHebreus
Hebreus
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
 
Primeira guerra mundial aula
Primeira guerra mundial   aulaPrimeira guerra mundial   aula
Primeira guerra mundial aula
 
Direito do serviço social - constituições - seguridade social
Direito do serviço social - constituições - seguridade socialDireito do serviço social - constituições - seguridade social
Direito do serviço social - constituições - seguridade social
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 

Semelhante a Era vargas

Semelhante a Era vargas (20)

Ppt a
Ppt aPpt a
Ppt a
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
Era vargas (1930-1945)
Era vargas (1930-1945)Era vargas (1930-1945)
Era vargas (1930-1945)
 
A ERA VARGAS - ETAPAS DO GOVERNO(1930-1945).ppt
A ERA VARGAS - ETAPAS DO GOVERNO(1930-1945).pptA ERA VARGAS - ETAPAS DO GOVERNO(1930-1945).ppt
A ERA VARGAS - ETAPAS DO GOVERNO(1930-1945).ppt
 
3º ano - Era Vargas 1930-1945
3º ano  - Era Vargas 1930-19453º ano  - Era Vargas 1930-1945
3º ano - Era Vargas 1930-1945
 
A Era Vargas
A Era Vargas A Era Vargas
A Era Vargas
 
Estado novo
Estado novoEstado novo
Estado novo
 
Era vargas1
Era vargas1Era vargas1
Era vargas1
 
Era vargas1
Era vargas1Era vargas1
Era vargas1
 
Estudos CACD Missão Diplomática - História do Brasil Aula Resumo 05 - Era Va...
Estudos CACD Missão Diplomática - História do Brasil  Aula Resumo 05 - Era Va...Estudos CACD Missão Diplomática - História do Brasil  Aula Resumo 05 - Era Va...
Estudos CACD Missão Diplomática - História do Brasil Aula Resumo 05 - Era Va...
 
Getulio vargas
Getulio vargasGetulio vargas
Getulio vargas
 
3º ano era vargas
3º ano   era vargas3º ano   era vargas
3º ano era vargas
 
Era vargas 1
Era vargas 1Era vargas 1
Era vargas 1
 
A Era Vargas (1930-1945). Prof. Medeiros
A Era Vargas (1930-1945). Prof. MedeirosA Era Vargas (1930-1945). Prof. Medeiros
A Era Vargas (1930-1945). Prof. Medeiros
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
 
IECJ - CAP. 12 - Poder, política e Estado - 2º EM
IECJ - CAP. 12 - Poder, política e Estado - 2º EMIECJ - CAP. 12 - Poder, política e Estado - 2º EM
IECJ - CAP. 12 - Poder, política e Estado - 2º EM
 
1159
11591159
1159
 
1335289995 1 -estado_novo
1335289995 1 -estado_novo1335289995 1 -estado_novo
1335289995 1 -estado_novo
 
A ERA VARGAS- MARINA.pptx
A ERA VARGAS- MARINA.pptxA ERA VARGAS- MARINA.pptx
A ERA VARGAS- MARINA.pptx
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
 

Mais de Pérysson Nogueira

Mais de Pérysson Nogueira (8)

Ac 3 ano h ii -turma 1
Ac 3 ano h ii -turma 1Ac 3 ano h ii -turma 1
Ac 3 ano h ii -turma 1
 
Segundo reinado completo
Segundo reinado   completoSegundo reinado   completo
Segundo reinado completo
 
Brasil colonia
Brasil coloniaBrasil colonia
Brasil colonia
 
Ac 3 ano h ii -turma 1 - gabaritada
Ac 3 ano h ii -turma 1 - gabaritadaAc 3 ano h ii -turma 1 - gabaritada
Ac 3 ano h ii -turma 1 - gabaritada
 
História do ceará
História do cearáHistória do ceará
História do ceará
 
A República Populista
A República PopulistaA República Populista
A República Populista
 
Brasil colonia ou América Portuguesa
Brasil colonia ou América PortuguesaBrasil colonia ou América Portuguesa
Brasil colonia ou América Portuguesa
 
Mineração na América Portuguesa
Mineração na América PortuguesaMineração na América Portuguesa
Mineração na América Portuguesa
 

Último

472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...GisellySobral
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdflbgsouza
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja Mary Alvarenga
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...WelitaDiaz1
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 

Último (20)

472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 

Era vargas

  • 1. Governo Provisório Slides C h before 1st a r O Estado Novo - Section g Caracterí e sticas: s Divider Constituição de Planejand 1934: o o Golpe Fim do B Estado O Estado r a s Novo: Governo Constitucional Novo il n a (1934-37) S - Medidas: e g Q u e u r n e d m a i G s u m e o r r a M u n d i a l
  • 2. Era Vargas 1930-1945 •Governo Provisório (1930-34), •Governo Constitucional (1934-37) e •Estado Novo (1937-45).
  • 3. Introdução • Assumiu através de um golpe, aproveitando-se do enfraquecimento do “café- com-leite”. • Contou com o apoio dos militares: tenentistas.
  • 4. Governo Provisório • Objetivos: enfraquecer a política do “café- com-leite” e consolidar-se no poder. • Medidas: dissolveu o Congresso e as Câmaras, tirou governadores do poder e os substituiu por Interventores (militares), suspensão da Constituição de 1891, criou novos ministérios: Trabalho, Indústria e Comercio; Educação e Saúde Pública.
  • 5. Revolução Constitucionalista de São Paulo – MMDC – (1932). • Causas: nomeação de um interventor paulista, desejo das oligarquias paulistas em retornar ao poder e criação de uma Constituição para o Brasil. • Resultados: militarmente derrotado, mas politicamante vitoriosos.
  • 6. Constituição de 1934: • Promulgada a 16 de julho, a Constituição de 1934 foi fortemente influenciada pela Constituição da República de Weimar, da Alemanha. • A Assembleia Constituinte que a elaborou elegeu Vargas para a Presidência da República, através de votação indireta, para cumprir um mandato de quatro anos. • Alguns princípios da Constituição de 1891 foram mantidos, tais como: Estado federativo; Sistema de Governo Presidencialista; Bicameralismo(Câmara de Deputados e Senadores); Tripartição e independência dos poderes; Mandato de quatro anos.
  • 7. Constituição de 1934: A Constituição trouxe algumas inovações importantes, especialmente no tocante à Ordem Econômica e Social, tais como: 1. Criação de uma representação classista, dentro de uma visão corporativista; 2. Nacionalismo econômico através da proteção às riquezas naturais do país; 3. Criação do mandado de segurança; 4. Implantação de uma Justiça do Trabalho; 5. As empresas estrangeiras teriam de contratar, no mínimo, 2/3 de empregados brasileiros; 6. Criação de leis trabalhistas; 7. O voto seria secreto para homens e mulheres alfabetizados e com mais de 18 anos.
  • 8. Governo Constitucional (1934- 37) Bipolarização entre AIB (de caráter fascista, liderada por Plínio Salgado e identificada com as elites e Vargas) X ANL (predominantemente de caráter socialista, liderada pos Carlos Prestes, identificada com os anseios populares). Ambas eram nacionalistas ao seu modo.
  • 9. Intentona Comunista. 1935 1. Causa: fechamento da ANL. 2. Objetivo: tomar o poder no Brasil. 3. Não passou de uma quartelada (RJ, Natal e Recife). 4. Resultado: repressão contra os comunistas (que participaram ou não). Olga, mulher de Carlos Prestes foi presa e entregue a Gestapo. 5. Ademais esse movimento põem em alerta a opinião publica e Vargas contra os “comunistas”
  • 10. Planejando o Golpe • Antecedentes: a intentona comunista, 1935 → decretação dos Estado de Sitio e Estado de Guerra → 1936, fim dos Estado de Sitio e Estado de Guerra → eleições para sucessão de Vargas. • Pretexto para o Golpe do Estado Novo: suposto plano Cohen (plano atribuído aos comunistas, mas elaborado pelos integralistas com o objetivo de atemorizar a população)
  • 11. O Estado Novo - Características: 1. Ditadura inspirada no fascismo, 2. com grande intervenção do Estado na sociedade e na economia, 3. com predomínio da censura, 4. nacionalismo econômico, política de controle dos trabalhadores (sindicalismo pelego)
  • 12. O Estado Novo - Medidas: • Dissolveu o Congresso e as Câmaras, tirou governadores do poder e os substituiu por Interventores, • Suspensão da Constituição de 1934 e sua substituição pela Constituição Polaca de 1937, fim da autonomia dos estados, suspensão das eleições,
  • 13. O Estado Novo - Medidas: • Criação do DASP (Departamento Administrativo do Serviço Público), para controlar o serviço público. • Criação do DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda), para exaltar a figura de Vargas e censurar propagandas negativas do regime.
  • 14. Fim do Estado Novo: Fim da Segunda Guerra e retorno dos militares ao Brasil que perceberam a incoerência: 1. lurtaram no exterior contra as ditaduras (e pelas democracias) 2. seu país era uma ditadura → os militares cercaram o Palácio Guanabara ( Góis Monteiro e Gaspar Dutra)e exigiram a renúncia de Vargas
  • 15. Brasil na Segunda Guerra Mundial 1. A princípio, a posição brasileira foi de neutralidade. 2. Depois de alguns ataques a navios brasileiros, Getúlio Vargas decidiu entrar em acordo com o presidente americano Roosevelt para a participação do país na Guerra. 3. Vantagens: financiamento e tecnologia para a construção da CSN
  • 16. Queremismo Retorno dos partidos políticos: PSD, UDN e PTB.