SlideShare uma empresa Scribd logo
Universidade Aberta do Brasil (UAB)Universidade Aberta do Brasil (UAB)
Foi criada pelo MEC em 2005, para a
implantação de um sistema nacional de
educação superior, formado por
instituições públicas.
http://www.uab.capes.gov.brhttp://www.uab.capes.gov.br
O Sistema UAB vislumbra atender, com
ensino superior público de qualidade, os
municípios brasileiros que não têm oferta
suficiente de cursos para atender a todos os
cidadãos.
 Estar motivado
 Ter tempo disponível
 Ser organizado
 Ter iniciativa para apresentar idéias,
questionamentos e sugestões
O que se espera do aluno que estudaO que se espera do aluno que estuda
na modalidade a distânciana modalidade a distância
Saber trabalhar em grupo
Saber trabalhar de forma independente e autônoma
Saber pesquisar conteúdos complementares em
outras fontes.
Ser disciplinado, a fim de cumprir os objetivos que
estabeleceu para si mesmo
O que se espera do aluno que estudaO que se espera do aluno que estuda
na modalidade a distânciana modalidade a distância
PLANEJAMENTO,
IMPLEMENTAÇÃO E GESTÃO
DA
EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
PIGEAD
 Possibilitar a formação do profissional de EaD,
docente ou técnico;
 Viabilizar o acesso aos conteúdos básicos inerentes à
área, bem como discutir questões pertinentes a essa
realidade, em todos os seus níveis de execução.
Planejamento, Implementação e Gestão em EAD
(PIGEAD) - Objetivos do cursoObjetivos do curso
 Socializar as experiências de exercício da metodologia da
Educação a Distância implementadas pela UFF, em cursos
de especialização no âmbito da UAB.
 Capacitar professores da rede pública, profissionais
atuantes nos cursos da UAB e outros profissionais que
buscam se aprimorar nesta área do conhecimento.
Planejamento, Implementação e Gestão em EAD
(PIGEAD) - Objetivos do cursoObjetivos do curso
 Tratar das questões pertinentes aos contextos dos
cursos na modalidade a distância, a saber: questões que
dizem respeito aos ambientes virtuais de aprendizagem,
aos aspectos teóricos relativos aos processos de
ensino-aprendizagem, às mídias de comunicação
utilizadas e aos processos de interação e avaliação.
Planejamento, Implementação e Gestão em EAD
(PIGEAD) - Objetivos do cursoObjetivos do curso
 Fundamentos de EaD (FEAD)
 Planejamento de Curso a Distância com Foco no
Aluno (PCFA)
 Produção de Material Didático (PMD)
 Ambientes Virtuais e Mídias de Comunicação (AVMC)
 Sistemas de Tutoria em Cursos a Distância (STCD)
Planejamento, Implementação e Gestão em EAD
(PIGEAD) - Disciplinas do cursoDisciplinas do curso
 Gestão de Cursos a Distância (GCD)
 Avaliação de Aprendizagem e Institucional (AAI)
 Metodologia do Trabalho Científico
 Trabalho Final de Curso (TFC)
Planejamento, Implementação e Gestão em EAD
(PIGEAD) - Disciplinas do cursoDisciplinas do curso
Cronograma Previsto do PIGEAD
INÍCIO TÉRMINO
NÚMERO
DE
SEMANAS
OBSERVAÇÕES
1 FEAD 09/10/2013 10/12/2013 9
Uma semana de adaptação e uma semana de
manutenção 30/10 a 05/11
2 PCFA 05/02/2014 23/03/2014 7 Semana de Carnaval
3 PMD 02/04/2014 12/05/2014 6
4 AVMC 21/05/2014 01/07/2014 6
5 STCD 16/07/2014 02/09/2014 7
6 GCD 10/09/2014 21/10/2014 6
7 AAI 29/10/2014 16/12/2014 7
8 MTC 03/02/2015 07/04/2015 8 Semana de Carnaval
9 TFC 29/04/2015 30/10/2015
DISCIPLINA
Seis meses
PIGEAD
 Avaliação continuada, virtual e/ou presencial, a
critério de cada coordenador de disciplina.
 Média para aprovação em disciplinas: 60.
 Para a obtenção do título de especialista, o
aluno deverá obter média final igual ou superior
a 70 e ter o seu TFC aprovado.
Critério de Aprovação
NTEM/PIGEAD
 Os cursos não oferecem segunda chamada para tarefas
propostas e demais atividades de avaliação, mas em
algumas disciplinas são oferecidas tarefas de reposição, a
fim de permitir aos alunos que tenham deixado de fazer,
até duas atividades virtuais, uma oportunidade de
reposição;
Informações Importantes
NTEM/PIGEAD
 O cancelamento de inscrição em disciplinas
poderá ser feito por até duas vezes, devendo o aluno
ficar atento ao prazo máximo para integralização dos
cursos.
Informações Importantes
NTEM/PIGEAD
Trabalho Final de Curso (TFC)
(NTEM/PIGEAD)
 Formato do TFC: Relatório de Pesquisa
 Pesquisa é elaborada em Grupo formado por, no mínimo, 3 e,
no máximo, 5 alunos de um mesmo polo (ou polos vizinhos)
 Pesquisa é aplicada e analisada individualmente, por cada
membro do grupo, em sua escola/campo proposto
 Ao final, as pesquisas (TFC) serão defendidas
presencialmente em Jornadas Itinerantes de TFC’s, realizadas
em Polos UAB estratégicos
 Objetivo: estimular a criação de Grupos de Pesquisa em torno
dos Polos UAB, reforçando o papel dos mesmos na divulgação e
produção de conhecimento
Diagrama Conceitual dos Objetivos dos
TFC
Normas de Conduta no AVA
Os Coordenadores de Disciplina, Tutores e alunos não poderão:
 utilizar termos chulos
 praticar qualquer tipo de discriminação junto aos seus pares (religião,
cor da pele, sexo, classe social, região de origem, profissão etc.)
 utilizar os fóruns acadêmicos para discutir quaisquer questões
distintas daquelas definidas pelos coordenadores e tutores
(propagandas, reclamações, pedidos etc.)
 ser agressivos ou desrespeitosos junto aos seus pares
Medidas punitivas são definidas pelo Conselho de Ética: advertência,
suspensão de 7 a 30 dias, cancelamento de matrícula
Como funcionam os cursos?Como funcionam os cursos?
Em todas as disciplinas, os alunos são distribuídos em grupos
com cerca de 30 alunos, onde cada grupo é orientado por um
tutor a distância (TD).
O TD é a referência acadêmica inicial dos alunos em cada
disciplina, é ele quem conduzirá as discussões propostas pelo
professor coordenador da disciplina (CD), avaliará, dará retorno
das avaliações e cuidará da evolução conceitual do seu grupo
de alunos.
O TD é específico de cada disciplina, e não responde por
questões que não dizem respeito a ela.
Todos os polos têm um tutor presencial (TP), que é uma
referência administrativa dos cursos, é a ele que o aluno deverá
remeter suas dúvidas de ordem estrutural e de apoio ao seu
curso, tais como: provas, entrega de trabalhos, recebimento de
material didático, tirar dúvidas sobre acesso à plataforma.
Na plataforma, mais precisamente no ambiente da Coordenação
Operacional, você descobrirá o nome e o e-mail do TP de seu
polo/curso, contate-o quando julgar necessário.
Toda disciplina tem, pelo menos, um coordenador de tutoria
(CT), que é o responsável pelo acompanhamento do trabalho
dos tutores.
Como funcionam os cursos?Como funcionam os cursos?
 As disciplinas são, normalmente, divididas em semanas e
em cada semana tem um fórum temático e uma tarefa.
 Não são aceitas tarefas fora da plataforma nem fora de
prazo.
 Não são consideradas postagens em fóruns fora de prazo.
 O plágio é uma falta grave e será punido de forma
exemplar.
 Toda comunicação deve ser feita através da plataforma.
Como funcionam os cursos?Como funcionam os cursos?
Coordenação Operacional (COOP)
A gestão dos cursos é feita pela Coordenação Operacional.
O contato com as secretarias dos dois cursos, assim como as
inscrições e cancelamentos de disciplinas são feitos no
ambiente da Coordenação Operacional, na Plataforma
MOODLE.
O canal de comunicação com os tutores responsáveis pelos
polos também é feito no ambiente da Coordenação Operacional.
Coordenação Operacional: Prof. Carlos Mathias
(coop@lante.uff.br)
A gestão dos tutores e coordenadores de tutoria é feita pela
Coordenação Geral de Tutoria. Ela é responsável pela escolha,
formação, acompanhamento e avaliação de todos os tutores a
distância e presenciais e coordenadores de tutoria das
disciplinas.
A CGT está vinculada à COOP e acompanha todo o processo
tutorial, em um trabalho colaborativo com os coordenadores de
disciplina, com as coordenações dos Cursos e com os
coordenadores de polo.
Coordenação Geral de Tutoria: Lícia Giesta
(cgt@lante.uff.br)
Coordenação Geral de Tutoria (CGT)
Estrutura Acadêmica e AdministrativaEstrutura Acadêmica e Administrativa
Coordenadores dos Cursos de Pós-Graduação
Coordenador do Curso NTEM
Professor Dr. Paulo Roberto Trales
Coordenador do Curso PIGEAD
Professor Dr. Celso Costa
Coordenador Geral da COOP
Prof. Dr. Carlos Mathias
Coordenador Geral de Tutoria
Profa. MSc. Lícia Giesta Medeiros
Dúvidas ou problemas com a Plataforma
Moodle?
Durante a primeira disciplina vocês
poderão entrar em contato direto
com o Suporte
(suporte@lante.uff.br).
E, em qualquer tempo, com o seu
tutor.
Secretarias dos Cursos
Telefones (21) 2629-9992
(21) 2629-9994
Viviane Nascimento: ntem@lante.uff.br
Priscila Lobo: pigead@lante.uff.br
Login e Senha para acesso à Plataforma
de seu curso do LANTE
NOME DO USUÁRIO (LOGIN):NOME DO USUÁRIO (LOGIN):
seu CPF (sem pontos e traço).
SENHA INICIAL:SENHA INICIAL: L@nte123
Será pedido para que você crie uma nova
senha e isso é importantíssimo!
Como bolar uma nova Senha?
ELA DEVE TER:ELA DEVE TER:
no mínimo, 8 caracteres, sendo que pelo menos um
desses caracteres devem ser:
uma letra minúscula,
uma letra maiúscula,
um número e
um caracter especial (@, #, $, %, *, & etc.).
Por exemplo:Por exemplo: Lulu#2013, reX1&Xuxa, Lnx-4570
Anote esta senha para não perdê-la!
Para acessar seu Curso?
PIGEAD:PIGEAD:
http://pigead.lanteuff.org/login/index.php
NTEM:NTEM:
http://ntem.lanteuff.org/login/index.php
Bom curso!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Manual do PIC
Manual do PICManual do PIC
Manual do PICOBMEP
 
Pré-projeto Mestrado UNIFRA
Pré-projeto Mestrado UNIFRAPré-projeto Mestrado UNIFRA
Pré-projeto Mestrado UNIFRAAlexandre Brust
 
Formação Pedagógica Inicial de Formadores - Flyer
Formação Pedagógica Inicial de Formadores - FlyerFormação Pedagógica Inicial de Formadores - Flyer
Formação Pedagógica Inicial de Formadores - FlyerDianova
 
Tic 10º Ano - Apresentação
Tic 10º Ano - ApresentaçãoTic 10º Ano - Apresentação
Tic 10º Ano - ApresentaçãoJoão Torres
 
Sistemas de tutoria_em_cursos_a_distância_04_a_pvou114_ravel_gimenes
Sistemas de tutoria_em_cursos_a_distância_04_a_pvou114_ravel_gimenes Sistemas de tutoria_em_cursos_a_distância_04_a_pvou114_ravel_gimenes
Sistemas de tutoria_em_cursos_a_distância_04_a_pvou114_ravel_gimenes Ravel Gimenes
 
Programa referencial de comunicação e tecnologias da informação
Programa  referencial de comunicação e tecnologias da informaçãoPrograma  referencial de comunicação e tecnologias da informação
Programa referencial de comunicação e tecnologias da informaçãosandra alfaiate
 
Tecnologias no Ensino- Aprendizagem através da Gamificação e ou através de Vídeo
Tecnologias no Ensino- Aprendizagem através da Gamificação e ou através de VídeoTecnologias no Ensino- Aprendizagem através da Gamificação e ou através de Vídeo
Tecnologias no Ensino- Aprendizagem através da Gamificação e ou através de VídeoMarta Saraiva
 
1203078170 an2 qimfc_profs
1203078170 an2 qimfc_profs1203078170 an2 qimfc_profs
1203078170 an2 qimfc_profsAbel Antunes
 
Defesa da tese 09 12-2010
Defesa da tese 09 12-2010Defesa da tese 09 12-2010
Defesa da tese 09 12-2010João Piedade
 
Cepem 2018 apresentacao_silvia_lucila_short
Cepem 2018 apresentacao_silvia_lucila_shortCepem 2018 apresentacao_silvia_lucila_short
Cepem 2018 apresentacao_silvia_lucila_shortLucila Pesce
 
Reflexao critica formacao_fa_avaliacao_web_artur_ramisio
Reflexao critica formacao_fa_avaliacao_web_artur_ramisioReflexao critica formacao_fa_avaliacao_web_artur_ramisio
Reflexao critica formacao_fa_avaliacao_web_artur_ramisioarturramisio
 

Mais procurados (19)

Manual do PIC
Manual do PICManual do PIC
Manual do PIC
 
Apres mod 9
Apres mod 9Apres mod 9
Apres mod 9
 
A ecologia do curso MPeL
A ecologia do curso MPeLA ecologia do curso MPeL
A ecologia do curso MPeL
 
Pré-projeto Mestrado UNIFRA
Pré-projeto Mestrado UNIFRAPré-projeto Mestrado UNIFRA
Pré-projeto Mestrado UNIFRA
 
Formação Pedagógica Inicial de Formadores - Flyer
Formação Pedagógica Inicial de Formadores - FlyerFormação Pedagógica Inicial de Formadores - Flyer
Formação Pedagógica Inicial de Formadores - Flyer
 
Polo uab sapucaia
Polo uab sapucaiaPolo uab sapucaia
Polo uab sapucaia
 
Tic 10º Ano - Apresentação
Tic 10º Ano - ApresentaçãoTic 10º Ano - Apresentação
Tic 10º Ano - Apresentação
 
Sistemas de tutoria_em_cursos_a_distância_04_a_pvou114_ravel_gimenes
Sistemas de tutoria_em_cursos_a_distância_04_a_pvou114_ravel_gimenes Sistemas de tutoria_em_cursos_a_distância_04_a_pvou114_ravel_gimenes
Sistemas de tutoria_em_cursos_a_distância_04_a_pvou114_ravel_gimenes
 
Entrando no mundo da formação a distância
Entrando no mundo da formação a distânciaEntrando no mundo da formação a distância
Entrando no mundo da formação a distância
 
Programa referencial de comunicação e tecnologias da informação
Programa  referencial de comunicação e tecnologias da informaçãoPrograma  referencial de comunicação e tecnologias da informação
Programa referencial de comunicação e tecnologias da informação
 
Educação à distância
Educação à distânciaEducação à distância
Educação à distância
 
Tecnologias no Ensino- Aprendizagem através da Gamificação e ou através de Vídeo
Tecnologias no Ensino- Aprendizagem através da Gamificação e ou através de VídeoTecnologias no Ensino- Aprendizagem através da Gamificação e ou através de Vídeo
Tecnologias no Ensino- Aprendizagem através da Gamificação e ou através de Vídeo
 
1203078170 an2 qimfc_profs
1203078170 an2 qimfc_profs1203078170 an2 qimfc_profs
1203078170 an2 qimfc_profs
 
Educação à distância
Educação à distânciaEducação à distância
Educação à distância
 
Defesa da tese 09 12-2010
Defesa da tese 09 12-2010Defesa da tese 09 12-2010
Defesa da tese 09 12-2010
 
Tic
TicTic
Tic
 
Cepem 2018 apresentacao_silvia_lucila_short
Cepem 2018 apresentacao_silvia_lucila_shortCepem 2018 apresentacao_silvia_lucila_short
Cepem 2018 apresentacao_silvia_lucila_short
 
Guia Curso
Guia CursoGuia Curso
Guia Curso
 
Reflexao critica formacao_fa_avaliacao_web_artur_ramisio
Reflexao critica formacao_fa_avaliacao_web_artur_ramisioReflexao critica formacao_fa_avaliacao_web_artur_ramisio
Reflexao critica formacao_fa_avaliacao_web_artur_ramisio
 

Semelhante a Guia do Aluno

Estrutura de Curso Fead
Estrutura de Curso FeadEstrutura de Curso Fead
Estrutura de Curso Feadregislima
 
Pós oficina ii parte05
Pós oficina ii parte05Pós oficina ii parte05
Pós oficina ii parte05Simone Silva
 
PRIMEIRO ENCONTRO DE ORIENTAÇÃO do processo de ensino aprendizagem.pptx
PRIMEIRO ENCONTRO DE ORIENTAÇÃO do processo de ensino aprendizagem.pptxPRIMEIRO ENCONTRO DE ORIENTAÇÃO do processo de ensino aprendizagem.pptx
PRIMEIRO ENCONTRO DE ORIENTAÇÃO do processo de ensino aprendizagem.pptxDonacianoMatuaIvanov
 
Rede ead
Rede eadRede ead
Rede eadjcmerij
 
Guia dol grupo ser - v3 (1)
Guia  dol   grupo ser - v3 (1)Guia  dol   grupo ser - v3 (1)
Guia dol grupo ser - v3 (1)Juliana Paiva
 
Design de aulas-crie_planeje_e_ministre_aulas_que_fazem_a_diferença
Design de aulas-crie_planeje_e_ministre_aulas_que_fazem_a_diferençaDesign de aulas-crie_planeje_e_ministre_aulas_que_fazem_a_diferença
Design de aulas-crie_planeje_e_ministre_aulas_que_fazem_a_diferençaandre_mm
 
Modelos e sistemas de educação a distância
Modelos e sistemas de educação a distânciaModelos e sistemas de educação a distância
Modelos e sistemas de educação a distânciavinivs
 
Ambientes de Formação Online: antes, durante e depois da pandemia
Ambientes de Formação Online:  antes, durante e depois da pandemiaAmbientes de Formação Online:  antes, durante e depois da pandemia
Ambientes de Formação Online: antes, durante e depois da pandemiaPaula Peres
 
Apresentação do pré-projecto Doutoramento
Apresentação do pré-projecto DoutoramentoApresentação do pré-projecto Doutoramento
Apresentação do pré-projecto Doutoramentolfroque
 
Uniderpolodourados Interativa
Uniderpolodourados InterativaUniderpolodourados Interativa
Uniderpolodourados Interativanubea xavier
 
Apres aluno monitor-escola
Apres aluno monitor-escolaApres aluno monitor-escola
Apres aluno monitor-escolaedemar
 
Apres aluno monitor-escola
Apres aluno monitor-escolaApres aluno monitor-escola
Apres aluno monitor-escolaedemar
 
Apresentacao progestao
Apresentacao progestaoApresentacao progestao
Apresentacao progestaojapquimica
 
Apresent. Prog.Aluno Monitor Escola
Apresent. Prog.Aluno Monitor EscolaApresent. Prog.Aluno Monitor Escola
Apresent. Prog.Aluno Monitor EscolaMerc es Aires
 
Apresentação do Curso Introdução a Educação Digital
Apresentação do Curso Introdução a Educação DigitalApresentação do Curso Introdução a Educação Digital
Apresentação do Curso Introdução a Educação DigitalJoseCicero
 

Semelhante a Guia do Aluno (20)

Estrutura de Curso Fead
Estrutura de Curso FeadEstrutura de Curso Fead
Estrutura de Curso Fead
 
Pub 1291082475
Pub 1291082475Pub 1291082475
Pub 1291082475
 
Pós oficina ii parte05
Pós oficina ii parte05Pós oficina ii parte05
Pós oficina ii parte05
 
PRIMEIRO ENCONTRO DE ORIENTAÇÃO do processo de ensino aprendizagem.pptx
PRIMEIRO ENCONTRO DE ORIENTAÇÃO do processo de ensino aprendizagem.pptxPRIMEIRO ENCONTRO DE ORIENTAÇÃO do processo de ensino aprendizagem.pptx
PRIMEIRO ENCONTRO DE ORIENTAÇÃO do processo de ensino aprendizagem.pptx
 
Rede ead
Rede eadRede ead
Rede ead
 
Guia dol grupo ser - v3 (1)
Guia  dol   grupo ser - v3 (1)Guia  dol   grupo ser - v3 (1)
Guia dol grupo ser - v3 (1)
 
2W MIC JENIFA.docx
2W MIC JENIFA.docx2W MIC JENIFA.docx
2W MIC JENIFA.docx
 
Design de aulas-crie_planeje_e_ministre_aulas_que_fazem_a_diferença
Design de aulas-crie_planeje_e_ministre_aulas_que_fazem_a_diferençaDesign de aulas-crie_planeje_e_ministre_aulas_que_fazem_a_diferença
Design de aulas-crie_planeje_e_ministre_aulas_que_fazem_a_diferença
 
Modelos e sistemas de educação a distância
Modelos e sistemas de educação a distânciaModelos e sistemas de educação a distância
Modelos e sistemas de educação a distância
 
Ambientes de Formação Online: antes, durante e depois da pandemia
Ambientes de Formação Online:  antes, durante e depois da pandemiaAmbientes de Formação Online:  antes, durante e depois da pandemia
Ambientes de Formação Online: antes, durante e depois da pandemia
 
ApresentaçãO Da FormaçãO
ApresentaçãO Da FormaçãOApresentaçãO Da FormaçãO
ApresentaçãO Da FormaçãO
 
Educação a distância estratégias e condições de implementação
Educação a distância estratégias e condições de implementaçãoEducação a distância estratégias e condições de implementação
Educação a distância estratégias e condições de implementação
 
Apresentação do pré-projecto Doutoramento
Apresentação do pré-projecto DoutoramentoApresentação do pré-projecto Doutoramento
Apresentação do pré-projecto Doutoramento
 
Fast ead 1º semestre de 2008
Fast ead 1º semestre de 2008Fast ead 1º semestre de 2008
Fast ead 1º semestre de 2008
 
Uniderpolodourados Interativa
Uniderpolodourados InterativaUniderpolodourados Interativa
Uniderpolodourados Interativa
 
Apres aluno monitor-escola
Apres aluno monitor-escolaApres aluno monitor-escola
Apres aluno monitor-escola
 
Apres aluno monitor-escola
Apres aluno monitor-escolaApres aluno monitor-escola
Apres aluno monitor-escola
 
Apresentacao progestao
Apresentacao progestaoApresentacao progestao
Apresentacao progestao
 
Apresent. Prog.Aluno Monitor Escola
Apresent. Prog.Aluno Monitor EscolaApresent. Prog.Aluno Monitor Escola
Apresent. Prog.Aluno Monitor Escola
 
Apresentação do Curso Introdução a Educação Digital
Apresentação do Curso Introdução a Educação DigitalApresentação do Curso Introdução a Educação Digital
Apresentação do Curso Introdução a Educação Digital
 

Mais de Thiago Petra

Redes e Conectivismo
Redes e ConectivismoRedes e Conectivismo
Redes e ConectivismoThiago Petra
 
Formulário para relato de experiência
Formulário para relato de experiênciaFormulário para relato de experiência
Formulário para relato de experiênciaThiago Petra
 
Mídia social na saúde: um workshop para estudantes
Mídia social na saúde: um workshop para estudantesMídia social na saúde: um workshop para estudantes
Mídia social na saúde: um workshop para estudantesThiago Petra
 
Educação a distância
Educação a distânciaEducação a distância
Educação a distânciaThiago Petra
 
ÉTICA EM PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS
ÉTICA EM  PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS ÉTICA EM  PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS
ÉTICA EM PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS Thiago Petra
 
Ética em experimentação animal
Ética em  experimentação animal Ética em  experimentação animal
Ética em experimentação animal Thiago Petra
 
Desafios da Pesquisa Clínica no Brasil
Desafios da Pesquisa Clínica no BrasilDesafios da Pesquisa Clínica no Brasil
Desafios da Pesquisa Clínica no BrasilThiago Petra
 
projetos_final1 (1)Elaborando um projeto de pesquisa competitivo
projetos_final1 (1)Elaborando um projeto de pesquisa competitivoprojetos_final1 (1)Elaborando um projeto de pesquisa competitivo
projetos_final1 (1)Elaborando um projeto de pesquisa competitivoThiago Petra
 
A pesquisa na uff e os programas da proppi
A pesquisa na uff e os programas da proppiA pesquisa na uff e os programas da proppi
A pesquisa na uff e os programas da proppiThiago Petra
 
Fontes de financiamento
Fontes de financiamentoFontes de financiamento
Fontes de financiamentoThiago Petra
 
Novo Edital Fopesq 2010
Novo Edital Fopesq 2010Novo Edital Fopesq 2010
Novo Edital Fopesq 2010Thiago Petra
 
Apresentacao Enprop
Apresentacao EnpropApresentacao Enprop
Apresentacao EnpropThiago Petra
 
Reuniao De Pro Reitores22222
Reuniao De Pro Reitores22222Reuniao De Pro Reitores22222
Reuniao De Pro Reitores22222Thiago Petra
 
Reuniao De Pro Reitores22222
Reuniao De Pro Reitores22222Reuniao De Pro Reitores22222
Reuniao De Pro Reitores22222Thiago Petra
 
Reuniao De Pro Reitores
Reuniao De Pro ReitoresReuniao De Pro Reitores
Reuniao De Pro ReitoresThiago Petra
 
A produção científica na UFF
A produção científica  na UFFA produção científica  na UFF
A produção científica na UFFThiago Petra
 

Mais de Thiago Petra (20)

Redes e Conectivismo
Redes e ConectivismoRedes e Conectivismo
Redes e Conectivismo
 
Formulário para relato de experiência
Formulário para relato de experiênciaFormulário para relato de experiência
Formulário para relato de experiência
 
Paul Watzlawick
Paul WatzlawickPaul Watzlawick
Paul Watzlawick
 
Mídia social na saúde: um workshop para estudantes
Mídia social na saúde: um workshop para estudantesMídia social na saúde: um workshop para estudantes
Mídia social na saúde: um workshop para estudantes
 
Educação a distância
Educação a distânciaEducação a distância
Educação a distância
 
Mídia Radical
Mídia RadicalMídia Radical
Mídia Radical
 
ÉTICA EM PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS
ÉTICA EM  PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS ÉTICA EM  PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS
ÉTICA EM PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS
 
Ética em experimentação animal
Ética em  experimentação animal Ética em  experimentação animal
Ética em experimentação animal
 
Desafios da Pesquisa Clínica no Brasil
Desafios da Pesquisa Clínica no BrasilDesafios da Pesquisa Clínica no Brasil
Desafios da Pesquisa Clínica no Brasil
 
projetos_final1 (1)Elaborando um projeto de pesquisa competitivo
projetos_final1 (1)Elaborando um projeto de pesquisa competitivoprojetos_final1 (1)Elaborando um projeto de pesquisa competitivo
projetos_final1 (1)Elaborando um projeto de pesquisa competitivo
 
A pesquisa na uff e os programas da proppi
A pesquisa na uff e os programas da proppiA pesquisa na uff e os programas da proppi
A pesquisa na uff e os programas da proppi
 
Fontes de financiamento
Fontes de financiamentoFontes de financiamento
Fontes de financiamento
 
Novo Edital Fopesq 2010
Novo Edital Fopesq 2010Novo Edital Fopesq 2010
Novo Edital Fopesq 2010
 
Relatorio Proppi
Relatorio ProppiRelatorio Proppi
Relatorio Proppi
 
Apresentacao Enprop
Apresentacao EnpropApresentacao Enprop
Apresentacao Enprop
 
Inauguração
InauguraçãoInauguração
Inauguração
 
Reuniao De Pro Reitores22222
Reuniao De Pro Reitores22222Reuniao De Pro Reitores22222
Reuniao De Pro Reitores22222
 
Reuniao De Pro Reitores22222
Reuniao De Pro Reitores22222Reuniao De Pro Reitores22222
Reuniao De Pro Reitores22222
 
Reuniao De Pro Reitores
Reuniao De Pro ReitoresReuniao De Pro Reitores
Reuniao De Pro Reitores
 
A produção científica na UFF
A produção científica  na UFFA produção científica  na UFF
A produção científica na UFF
 

Último

Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - FalamansaMary Alvarenga
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfrarakey779
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdfedjailmax
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfrarakey779
 
O carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan AhlbergO carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan AhlbergBrenda Fritz
 
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-carloseduardogonalve36
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfRILTONNOGUEIRADOSSAN
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assisbrunocali007
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfLeandroTelesRocha2
 
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfLabor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfemeio123
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 

Último (20)

Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
O carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan AhlbergO carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
 
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfLabor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 

Guia do Aluno

  • 1.
  • 2.
  • 3. Universidade Aberta do Brasil (UAB)Universidade Aberta do Brasil (UAB) Foi criada pelo MEC em 2005, para a implantação de um sistema nacional de educação superior, formado por instituições públicas. http://www.uab.capes.gov.brhttp://www.uab.capes.gov.br
  • 4. O Sistema UAB vislumbra atender, com ensino superior público de qualidade, os municípios brasileiros que não têm oferta suficiente de cursos para atender a todos os cidadãos.
  • 5.
  • 6.  Estar motivado  Ter tempo disponível  Ser organizado  Ter iniciativa para apresentar idéias, questionamentos e sugestões O que se espera do aluno que estudaO que se espera do aluno que estuda na modalidade a distânciana modalidade a distância
  • 7. Saber trabalhar em grupo Saber trabalhar de forma independente e autônoma Saber pesquisar conteúdos complementares em outras fontes. Ser disciplinado, a fim de cumprir os objetivos que estabeleceu para si mesmo O que se espera do aluno que estudaO que se espera do aluno que estuda na modalidade a distânciana modalidade a distância
  • 9.  Possibilitar a formação do profissional de EaD, docente ou técnico;  Viabilizar o acesso aos conteúdos básicos inerentes à área, bem como discutir questões pertinentes a essa realidade, em todos os seus níveis de execução. Planejamento, Implementação e Gestão em EAD (PIGEAD) - Objetivos do cursoObjetivos do curso
  • 10.  Socializar as experiências de exercício da metodologia da Educação a Distância implementadas pela UFF, em cursos de especialização no âmbito da UAB.  Capacitar professores da rede pública, profissionais atuantes nos cursos da UAB e outros profissionais que buscam se aprimorar nesta área do conhecimento. Planejamento, Implementação e Gestão em EAD (PIGEAD) - Objetivos do cursoObjetivos do curso
  • 11.  Tratar das questões pertinentes aos contextos dos cursos na modalidade a distância, a saber: questões que dizem respeito aos ambientes virtuais de aprendizagem, aos aspectos teóricos relativos aos processos de ensino-aprendizagem, às mídias de comunicação utilizadas e aos processos de interação e avaliação. Planejamento, Implementação e Gestão em EAD (PIGEAD) - Objetivos do cursoObjetivos do curso
  • 12.  Fundamentos de EaD (FEAD)  Planejamento de Curso a Distância com Foco no Aluno (PCFA)  Produção de Material Didático (PMD)  Ambientes Virtuais e Mídias de Comunicação (AVMC)  Sistemas de Tutoria em Cursos a Distância (STCD) Planejamento, Implementação e Gestão em EAD (PIGEAD) - Disciplinas do cursoDisciplinas do curso
  • 13.  Gestão de Cursos a Distância (GCD)  Avaliação de Aprendizagem e Institucional (AAI)  Metodologia do Trabalho Científico  Trabalho Final de Curso (TFC) Planejamento, Implementação e Gestão em EAD (PIGEAD) - Disciplinas do cursoDisciplinas do curso
  • 14. Cronograma Previsto do PIGEAD INÍCIO TÉRMINO NÚMERO DE SEMANAS OBSERVAÇÕES 1 FEAD 09/10/2013 10/12/2013 9 Uma semana de adaptação e uma semana de manutenção 30/10 a 05/11 2 PCFA 05/02/2014 23/03/2014 7 Semana de Carnaval 3 PMD 02/04/2014 12/05/2014 6 4 AVMC 21/05/2014 01/07/2014 6 5 STCD 16/07/2014 02/09/2014 7 6 GCD 10/09/2014 21/10/2014 6 7 AAI 29/10/2014 16/12/2014 7 8 MTC 03/02/2015 07/04/2015 8 Semana de Carnaval 9 TFC 29/04/2015 30/10/2015 DISCIPLINA Seis meses PIGEAD
  • 15.  Avaliação continuada, virtual e/ou presencial, a critério de cada coordenador de disciplina.  Média para aprovação em disciplinas: 60.  Para a obtenção do título de especialista, o aluno deverá obter média final igual ou superior a 70 e ter o seu TFC aprovado. Critério de Aprovação NTEM/PIGEAD
  • 16.  Os cursos não oferecem segunda chamada para tarefas propostas e demais atividades de avaliação, mas em algumas disciplinas são oferecidas tarefas de reposição, a fim de permitir aos alunos que tenham deixado de fazer, até duas atividades virtuais, uma oportunidade de reposição; Informações Importantes NTEM/PIGEAD
  • 17.  O cancelamento de inscrição em disciplinas poderá ser feito por até duas vezes, devendo o aluno ficar atento ao prazo máximo para integralização dos cursos. Informações Importantes NTEM/PIGEAD
  • 18. Trabalho Final de Curso (TFC) (NTEM/PIGEAD)  Formato do TFC: Relatório de Pesquisa  Pesquisa é elaborada em Grupo formado por, no mínimo, 3 e, no máximo, 5 alunos de um mesmo polo (ou polos vizinhos)  Pesquisa é aplicada e analisada individualmente, por cada membro do grupo, em sua escola/campo proposto  Ao final, as pesquisas (TFC) serão defendidas presencialmente em Jornadas Itinerantes de TFC’s, realizadas em Polos UAB estratégicos  Objetivo: estimular a criação de Grupos de Pesquisa em torno dos Polos UAB, reforçando o papel dos mesmos na divulgação e produção de conhecimento
  • 19. Diagrama Conceitual dos Objetivos dos TFC
  • 20. Normas de Conduta no AVA Os Coordenadores de Disciplina, Tutores e alunos não poderão:  utilizar termos chulos  praticar qualquer tipo de discriminação junto aos seus pares (religião, cor da pele, sexo, classe social, região de origem, profissão etc.)  utilizar os fóruns acadêmicos para discutir quaisquer questões distintas daquelas definidas pelos coordenadores e tutores (propagandas, reclamações, pedidos etc.)  ser agressivos ou desrespeitosos junto aos seus pares Medidas punitivas são definidas pelo Conselho de Ética: advertência, suspensão de 7 a 30 dias, cancelamento de matrícula
  • 21. Como funcionam os cursos?Como funcionam os cursos? Em todas as disciplinas, os alunos são distribuídos em grupos com cerca de 30 alunos, onde cada grupo é orientado por um tutor a distância (TD). O TD é a referência acadêmica inicial dos alunos em cada disciplina, é ele quem conduzirá as discussões propostas pelo professor coordenador da disciplina (CD), avaliará, dará retorno das avaliações e cuidará da evolução conceitual do seu grupo de alunos. O TD é específico de cada disciplina, e não responde por questões que não dizem respeito a ela.
  • 22. Todos os polos têm um tutor presencial (TP), que é uma referência administrativa dos cursos, é a ele que o aluno deverá remeter suas dúvidas de ordem estrutural e de apoio ao seu curso, tais como: provas, entrega de trabalhos, recebimento de material didático, tirar dúvidas sobre acesso à plataforma. Na plataforma, mais precisamente no ambiente da Coordenação Operacional, você descobrirá o nome e o e-mail do TP de seu polo/curso, contate-o quando julgar necessário. Toda disciplina tem, pelo menos, um coordenador de tutoria (CT), que é o responsável pelo acompanhamento do trabalho dos tutores. Como funcionam os cursos?Como funcionam os cursos?
  • 23.  As disciplinas são, normalmente, divididas em semanas e em cada semana tem um fórum temático e uma tarefa.  Não são aceitas tarefas fora da plataforma nem fora de prazo.  Não são consideradas postagens em fóruns fora de prazo.  O plágio é uma falta grave e será punido de forma exemplar.  Toda comunicação deve ser feita através da plataforma. Como funcionam os cursos?Como funcionam os cursos?
  • 24. Coordenação Operacional (COOP) A gestão dos cursos é feita pela Coordenação Operacional. O contato com as secretarias dos dois cursos, assim como as inscrições e cancelamentos de disciplinas são feitos no ambiente da Coordenação Operacional, na Plataforma MOODLE. O canal de comunicação com os tutores responsáveis pelos polos também é feito no ambiente da Coordenação Operacional. Coordenação Operacional: Prof. Carlos Mathias (coop@lante.uff.br)
  • 25. A gestão dos tutores e coordenadores de tutoria é feita pela Coordenação Geral de Tutoria. Ela é responsável pela escolha, formação, acompanhamento e avaliação de todos os tutores a distância e presenciais e coordenadores de tutoria das disciplinas. A CGT está vinculada à COOP e acompanha todo o processo tutorial, em um trabalho colaborativo com os coordenadores de disciplina, com as coordenações dos Cursos e com os coordenadores de polo. Coordenação Geral de Tutoria: Lícia Giesta (cgt@lante.uff.br) Coordenação Geral de Tutoria (CGT)
  • 26. Estrutura Acadêmica e AdministrativaEstrutura Acadêmica e Administrativa
  • 27. Coordenadores dos Cursos de Pós-Graduação Coordenador do Curso NTEM Professor Dr. Paulo Roberto Trales Coordenador do Curso PIGEAD Professor Dr. Celso Costa Coordenador Geral da COOP Prof. Dr. Carlos Mathias Coordenador Geral de Tutoria Profa. MSc. Lícia Giesta Medeiros
  • 28. Dúvidas ou problemas com a Plataforma Moodle? Durante a primeira disciplina vocês poderão entrar em contato direto com o Suporte (suporte@lante.uff.br). E, em qualquer tempo, com o seu tutor.
  • 29. Secretarias dos Cursos Telefones (21) 2629-9992 (21) 2629-9994 Viviane Nascimento: ntem@lante.uff.br Priscila Lobo: pigead@lante.uff.br
  • 30. Login e Senha para acesso à Plataforma de seu curso do LANTE NOME DO USUÁRIO (LOGIN):NOME DO USUÁRIO (LOGIN): seu CPF (sem pontos e traço). SENHA INICIAL:SENHA INICIAL: L@nte123 Será pedido para que você crie uma nova senha e isso é importantíssimo!
  • 31. Como bolar uma nova Senha? ELA DEVE TER:ELA DEVE TER: no mínimo, 8 caracteres, sendo que pelo menos um desses caracteres devem ser: uma letra minúscula, uma letra maiúscula, um número e um caracter especial (@, #, $, %, *, & etc.). Por exemplo:Por exemplo: Lulu#2013, reX1&Xuxa, Lnx-4570 Anote esta senha para não perdê-la!
  • 32. Para acessar seu Curso? PIGEAD:PIGEAD: http://pigead.lanteuff.org/login/index.php NTEM:NTEM: http://ntem.lanteuff.org/login/index.php Bom curso!