SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
A PROBLEMÁTICA DA INDISCIPLINA EM
CONTEXTO ESCOLAR
CFAE das Margens do Guadiana
Beja, junho 2014
A PROBLEMÁTICA DA INDISCIPLINA EM
CONTEXTO ESCOLAR
CFAE das Margens do Guadiana
Trabalho final da ação de formação
Formadora: Professora Doutora Marília Favinha
Formanda: Ana Maria da Silva Martins
Beja, junho 2014
INDISCIPLINA
Causas – Consequências – Soluções
4
"Educai as crianças, para que não seja necessário punir os adultos."
Pitágoras
5
Índice
Introdução………………………………………………………………………………………………………… 7
Causas……………………………………………………………………………………………………………… 11
Consequências…………………………………………………………………………………………………. 15
Trailers…………………………………………………………………………………………………. 17
Soluções…………………………………………………………………………………………………………… 18
Conclusão…………………………………………………………………………………………………………. 21
Bibliografia………………………………………………………………………………………………………… 23
6
Introdução
A indisciplina é uma questão ligada à natureza humana, portanto complexa e
incerta.
A profissão docente passa por um momento difícil. Este facto é reconhecido não só
por aqueles que fazem da sala de aula o seu dia a dia, mas também por autores
conceituados.
• “Nunca foi tão difícil ser professor.”, Philippe Perrenoud.
• “O conceito de indisciplina, como toda a criação cultural, não é estático, uniforme
nem universal. Relaciona-se com o conjunto de valores e expetativas que variam ao
longo da história, entre as diferentes culturas e numa mesma sociedade.”, Júlio
Groppa Aquino.
• “A disciplina é conquistada todos os dias, é preciso sempre lembrar as regras do
jogo, cada vez mais é preciso reinteressar, cada vez mais é preciso ameaçar, cada
mais é preciso recompensar.”, François Dubet.
7
Introdução
O que é a indisciplina? Destaquemos a palavra a partir de algumas definições.
Indisciplina – Procedimento, ato contrário à disciplina; desobediência, desordem,
rebelião. (Dicionário Aurélio)
Indisciplina – Falta de respeito às regras, negação às normas, mau comportamento
que compromete a convivência social. (Dicionário informal)
Comportamento indisciplinado – Ato ou omissão que contraria alguns princípios do
regulamento interno ou regras básicas estabelecidas pela escola, pelo professor ou
pela comunidade. A indisciplina é uma resposta à autoridade do professor.
8
Introdução
Os problemas ligados à indisciplina fazem parte do dia a dia das escolas e é preciso
enfrentá-los com responsabilidade e bom senso. Não existem receitas para resolver
essas situações.
Não se pode deitar fora o aluno indisciplinado, nem se pode deixar que o professor
resolva sozinho tudo o que acontecer. Todavia, não se pode pensar que a
indisciplina é um problema que não tem solução.
A indisciplina faz hoje parte do processo ensino/aprendizagem. É muito pouco
provável, para não dizer impossível acabar com ela, mas é possível apontar
caminhos para que o problema se atenue, conhecendo algumas das causas que
levam à indisciplina, as suas consequências e procurando soluções.
9
Causas
• Comportamentos com origem na escola – A escola está excessivamente
dependente do Ministério da Educação, tornando-se cada vez mais apenas uma
mera executante de ordens recebidas e legislações impostas, perdendo assim a sua
credibilidade; a escola está mal preparada para enfrentar os problemas atuais; a
crescente participação dos pais, entidades públicas ou privadas nas decisões que
cabiam unicamente à escola há uns anos atrás levam a que surjam novas fontes de
conflitos que podem levar a situações de instabilidade na escola.
• Comportamentos com origem nos professores – Devemos aceitar esta realidade:
há professores que provocam mais indisciplina que outros. Uma turma
indisciplinada com o professor de Ciências Naturais será uma turma bem
comportada com a professora de Português! Porquê? O professor não tem
capacidade para motivar os alunos, não utiliza novas metodologias e materiais
inovadores; não tem perfil para enfrentar conflitos e prefere assistir ou virar as
costas, deixando assim o problema tomar proporções incontroláveis; o professor é
demasiado distante ou agressivo com os alunos, levando a que estes adotem
comportamentos de defesa, normalmente manifestados através de violência verbal
ou até física ; o professor “rotula” os alunos.
11
• Comportamentos com origem na família – É aí que muitos alunos adquirem os
comportamentos que exteriorizam nas aulas. A pobreza, a violência doméstica e o
alcoolismo já não são as únicas causas na ordem do dia; hoje em dia, também a
desagregação dos casais, os problemas ligados ao consumo de drogas, a ausência
de valores morais, a permissividade dos pais ou até a sua demissão em educar os
filhos desencadeiam situações de indisciplina na escola. É frequente ver os pais
apontarem o dedo ao professor, culpabilizando-o da indisciplina e do insucesso
escolar dos filhos quando, na verdade, eles próprios se mostram impotentes para
lidar com essas situações.
Causas
Muitas vezes, estimulam e desculpam as
atitudes dos seus filhos, vitimizando-os;
alguns até vão mais longe e agridem os
professores.
12
• Comportamentos com origem no aluno – Qualquer aluno é um potencial
indisciplinado, porque a escola é vista como uma obrigação imposta pelo Estado e
pela família. Segundo Weber, existem três tipos de alunos:
- os obrigados-satisfeitos que aceitam as regras da escola;
- os obrigados-resignados que aceitam o que a escola lhes propõe, mas com
os únicos objetivos de “gozar a vida” e “passar de ano”;
- os obrigados-revoltados que colocam tudo em causa.
Não podemos esquecer que o grupo turma tem uma influência decisiva sobre a
adoção de certos comportamentos; há manifestações de indisciplina que não
passam de meras imitações de membros de um determinado grupo.
Causas
13
Consequências
• Interrupções na aprendizagem – A indisciplina interfere na qualidade do ensino;
o ruído e a conversa constantes, o humor fora de contexto, as agressões verbais
entre alunos são apenas alguns exemplos de comportamentos indisciplinados que
irão certamente prejudicar alunos que queiram realmente aprender. Estas situações
obrigam o professor a interromper as suas aulas; por vezes, também acontece que a
impressão de pouca disciplina na aula leve os estudantes a persistir nos seus
comportamentos impróprios, podendo este facto levar a uma “epidemia” de turma.
• Autoridade do professor – A relação professor/aluno é diretamente afetada pelas
várias situações de indisciplina; o professor é desafiado e, no caso de não vir a
controlar a indisciplina, deixa de ser visto como uma figura de autoridade e como
um transmissor de conhecimentos.
15
• Intensificação do problema – Uma má aplicação das regras em sala de aula
também pode levar a que a indisciplina se vá instalando progressivamente;
problemas menores, como a conversa constante, podem colocar em risco a
harmonia da sala de aula se o professor adotar uma posição neutral e apenas
decidir continuar a dar a aula; o resultado desta permissividade pode incitar os
alunos a adotar atitudes cada vez mais perturbadoras, por saberem que os seus
comportamentos não sofrerão represálias por parte do professor.
• Violência – A “pequena” indisciplina pode levar a comportamentos violentos,
quando os alunos ficam com a impressão que não são responsabilizados pelas suas
ações; há, de facto, uma forte ligação entre a indisciplina e o aumento da violência
nas escolas; as escolas onde há maior grau de indisciplina também são aquelas
onde existe maior taxa de violência escolar; todos os dias, existem alunos que
entram nas suas escolas com a ameaça de violência, por integrarem um sistema
onde predomina a indisciplina.
Consequências
16
17
Mr Holland’s Opus (1995) – Adorável professor
Dangerous Minds (1995) – Mentes perigosas
Freedom Writers (2007) – Escritores da liberdade
Entre les Murs (2008) – A turma
Detachment (2011) – O substituto
Algumas obras cinematográficas - Trailers
Soluções
• Identificação dos motivos da indisciplina – A postura da escola foi mudando ao
longo dos anos, deixou de assumir uma postura repressiva para assumir uma
postura de valorização da democracia, da cidadania e do respeito. Seguindo estes
novos conceitos, cabe ao professor observar e dialogar com os seus alunos de
modo a identificar a(s) fonte(s) da indisciplina e assim tentar aniquilá-la(s), de forma
assertiva; o professor deverá desprender-se dos métodos tradicionais de ensino
para começar a usar novas metodologias, com recurso a materiais estimulantes e
interativos, pois o “tédio” nas aulas é muitas vezes apontado como o primeiro fator
indutor de indisciplina.
• Confrontos – tolerância zero – A indisciplina ocorre muitas vezes a partir de uma
situação de confronto entre professor/aluno ou aluno/aluno; cabe ao professor
estabelecer o diálogo com os envolvidos, conversando e ouvindo, de modo a
desfazer a situação de conflito e voltar a um clima de aula saudável, recorrendo ao
reforço da autoestima, sempre que possível.
18
Soluções
• Criação de regras – O professor poderá criar uma série de regras, ou seja, um
regulamento de turma, em parceria com os alunos para que estes sintam também
que as suas vozes são ouvidas e as suas opiniões valorizadas.
• Promoção do sucesso escolar – Normalmente, muitos dos alunos indisciplinados
são alunos com fracos resultados escolares; como tal, a indisciplina pode ser vista
como uma reação ao facto de o aluno estar na aula mas não conseguir
acompanhar a matéria lecionada. Aqui, a responsabilidade não será unicamente do
professor; o aluno incumpridor nas suas tarefas escolares e com pouco ou nenhum
acompanhamento parental dificilmente poderá acompanhar adequadamente uma
aula. Cria-se então um círculo vicioso.
Não estuda
Não aprendeFracos resultados
Perturba
INDISCIPLINA
19
Soluções
• Relações sociais – As relações sociais alteraram-se devido a lentas mudanças na
nossa cultura. A relação pai/filho deixou de ser hierarquizada, horizontalizou-se e
cada vez mais os pais têm dificuldade em controlar os filhos.
Também estas mudanças se sentiram na sala de aula, por exemplo com o
desaparecimento do estrado como forma de atenuar a impressão de poder;
portanto, os jovens de hoje em dia têm tendência a confundir papéis e nem sempre
reconhecem o professor como um indivíduo com estatuto diferente dos restantes
indivíduos da turma.
A questão que se levanta aqui poderá ser a seguinte: a quem cabe incutir esse
discernimento nos alunos? Ao professor, aos pais, ao Ministério da Educação?
20
Conclusão
Hoje em dia, a visão negativa que se tem do professor poderá influenciar o
comportamento de alunos que vêem a sua presença na sala de aula sem qualquer
cabimento, uma vez que o professor já não é o único detentor de conhecimentos,
pois as informações podem ser facilmente obtidas em qualquer outro meio de
informação.
Uma forma de prevenção da indisciplina será a valorização da profissão docente.
No fundo, o professor tem de ser um grande observador e um grande conhecedor
dos seus alunos, de modo a proporcionar um ambiente onde reine o respeito
mútuo.
No entanto, ele nunca poderá deixar de mostrar que quem conduz o processo é ele
e só ele!
Para lidar com a indisciplina, o professor deverá ter várias formas de atuação,
refletir sobre os resultados obtidos e tratá-los de novo, se necessário. Mas este
papel não pertence apenas ao professor; as famílias também deverão estar
sensibilizadas para os problemas dos alunos, de modo a intervir mais ativamente na
sua vida escolar. O interesse familiar poderá motivar os jovens a estudar e a obter
bons resultados escolares. 21
Conclusão
Contudo, não existem fórmulas mágicas nem soluções fáceis para lidar e travar a
indisciplina. Cabe a todos – escola, professores, alunos, pais e encarregados de
educação, funcionários – unir forças e criar estratégias para construir escolas que
tanto ambicionamos.
22
Bibliografia
 http://www.planetaeducacao.com.br/portal/artigo.asp?artigo=733
 http://www.prof2000.pt/users/folhalcino/formar/outros/indisciplina.htm
 http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/1792-6
 http://educar.no.sapo.pt/indisciplina.htm
 http://doutissima.com.br/2014/02/04/conheca-consequencias-da-indisciplina-na-sala-de-aula-45098/
 http://www.suapesquisa.com/educacaoesportes/indisciplina.htm
 http://www.slideshare.net/rakellcsc/indisciplina-na-sala-de-aula-12784915
 http://youtu.be/RHoTbFPzSsU
 http://youtu.be/5yIZUGJRNKI
 http://youtu.be/9fixpBJh8_w
 http://youtu.be/9EAdkrVbzjU
 http://youtu.be/s8AXzFF-bgs
 Notas da ação de formação "A problemática da indisciplina em contexto escolar", dinamizada pela Professora
Doutora Marília Favinha 23

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Dimensoes apresentacao
Dimensoes apresentacaoDimensoes apresentacao
Dimensoes apresentacaoHyedda Rocha
 
Indisciplina na Sala de Aula
Indisciplina na Sala de AulaIndisciplina na Sala de Aula
Indisciplina na Sala de AulaRaquel Camacho
 
Slide educação especial
Slide educação especialSlide educação especial
Slide educação especialAndreia Gomes
 
Diferenciação Pedagógica e Adequações Curriculares
Diferenciação Pedagógica  e  Adequações CurricularesDiferenciação Pedagógica  e  Adequações Curriculares
Diferenciação Pedagógica e Adequações CurricularesJoaquim Colôa
 
Autoavaliacao professor
Autoavaliacao professorAutoavaliacao professor
Autoavaliacao professorDaniel Arena
 
Planejamento escolar
Planejamento escolarPlanejamento escolar
Planejamento escolarJoao Balbi
 
Trabalho insucesso escolar
Trabalho insucesso escolar Trabalho insucesso escolar
Trabalho insucesso escolar Raquel Camacho
 
Histórico da Educação Especial
Histórico da Educação EspecialHistórico da Educação Especial
Histórico da Educação EspecialVera Zacharias
 
Apresentação reunião de diretores e coordenadoras
Apresentação reunião de diretores e coordenadorasApresentação reunião de diretores e coordenadoras
Apresentação reunião de diretores e coordenadorasRosemary Batista
 
Plano de aula slides
Plano de aula slidesPlano de aula slides
Plano de aula slidesMarinaGLD
 
Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem carmensilva723002
 
Indisciplina na sala de aula
Indisciplina na sala de aulaIndisciplina na sala de aula
Indisciplina na sala de aulaNatália Lopes
 
24 Quadro Síntese das Tendências Pedagógicas.pdf
24 Quadro Síntese das Tendências Pedagógicas.pdf24 Quadro Síntese das Tendências Pedagógicas.pdf
24 Quadro Síntese das Tendências Pedagógicas.pdfMichélle Barreto
 
Avaliação do Desempenho Docente
Avaliação do Desempenho DocenteAvaliação do Desempenho Docente
Avaliação do Desempenho Docenteviviprof
 
Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)PamelaAschoff
 
Fracasso escolar: o que é e como combatê-lo?
Fracasso escolar: o que é e como combatê-lo?Fracasso escolar: o que é e como combatê-lo?
Fracasso escolar: o que é e como combatê-lo?Thiago de Almeida
 
Reunião com equipe_gestora_emei
Reunião com equipe_gestora_emeiReunião com equipe_gestora_emei
Reunião com equipe_gestora_emeiRosemary Batista
 
Avaliação Escolar - Texto de Libâneo (1994)
Avaliação Escolar - Texto de Libâneo (1994)Avaliação Escolar - Texto de Libâneo (1994)
Avaliação Escolar - Texto de Libâneo (1994)Mario Amorim
 

Mais procurados (20)

Dimensoes apresentacao
Dimensoes apresentacaoDimensoes apresentacao
Dimensoes apresentacao
 
Indisciplina na Sala de Aula
Indisciplina na Sala de AulaIndisciplina na Sala de Aula
Indisciplina na Sala de Aula
 
História de vida
História de vidaHistória de vida
História de vida
 
Slide educação especial
Slide educação especialSlide educação especial
Slide educação especial
 
Diferenciação Pedagógica e Adequações Curriculares
Diferenciação Pedagógica  e  Adequações CurricularesDiferenciação Pedagógica  e  Adequações Curriculares
Diferenciação Pedagógica e Adequações Curriculares
 
Autoavaliacao professor
Autoavaliacao professorAutoavaliacao professor
Autoavaliacao professor
 
Planejamento escolar
Planejamento escolarPlanejamento escolar
Planejamento escolar
 
Trabalho insucesso escolar
Trabalho insucesso escolar Trabalho insucesso escolar
Trabalho insucesso escolar
 
Histórico da Educação Especial
Histórico da Educação EspecialHistórico da Educação Especial
Histórico da Educação Especial
 
Apresentação reunião de diretores e coordenadoras
Apresentação reunião de diretores e coordenadorasApresentação reunião de diretores e coordenadoras
Apresentação reunião de diretores e coordenadoras
 
Plano de aula slides
Plano de aula slidesPlano de aula slides
Plano de aula slides
 
Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem
 
Indisciplina na sala de aula
Indisciplina na sala de aulaIndisciplina na sala de aula
Indisciplina na sala de aula
 
24 Quadro Síntese das Tendências Pedagógicas.pdf
24 Quadro Síntese das Tendências Pedagógicas.pdf24 Quadro Síntese das Tendências Pedagógicas.pdf
24 Quadro Síntese das Tendências Pedagógicas.pdf
 
Indisciplina
IndisciplinaIndisciplina
Indisciplina
 
Avaliação do Desempenho Docente
Avaliação do Desempenho DocenteAvaliação do Desempenho Docente
Avaliação do Desempenho Docente
 
Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)
 
Fracasso escolar: o que é e como combatê-lo?
Fracasso escolar: o que é e como combatê-lo?Fracasso escolar: o que é e como combatê-lo?
Fracasso escolar: o que é e como combatê-lo?
 
Reunião com equipe_gestora_emei
Reunião com equipe_gestora_emeiReunião com equipe_gestora_emei
Reunião com equipe_gestora_emei
 
Avaliação Escolar - Texto de Libâneo (1994)
Avaliação Escolar - Texto de Libâneo (1994)Avaliação Escolar - Texto de Libâneo (1994)
Avaliação Escolar - Texto de Libâneo (1994)
 

Semelhante a Indisciplina em contexto escolar

A indisciplina no contexto escolar
A indisciplina no contexto escolarA indisciplina no contexto escolar
A indisciplina no contexto escolarTamiris Cerqueira
 
Indisciplina escolar
Indisciplina escolarIndisciplina escolar
Indisciplina escolarCarla Choffe
 
Indisciplina escolar
Indisciplina escolarIndisciplina escolar
Indisciplina escolarCarla Choffe
 
Sucesso e insucesso escolar
Sucesso e insucesso escolarSucesso e insucesso escolar
Sucesso e insucesso escolarTânia Martins
 
Sucesso e insucesso escolar
Sucesso e insucesso escolarSucesso e insucesso escolar
Sucesso e insucesso escolarTânia Martins
 
Indisciplina-escolar.pptx
Indisciplina-escolar.pptxIndisciplina-escolar.pptx
Indisciplina-escolar.pptxJoana Faria
 
Crianças com dificuldade de aprendizagem
Crianças com dificuldade de aprendizagemCrianças com dificuldade de aprendizagem
Crianças com dificuldade de aprendizagemJanison Correia
 
Apresentação de Negócios Plano de Negócios Geométrico Corporativo Preto Laran...
Apresentação de Negócios Plano de Negócios Geométrico Corporativo Preto Laran...Apresentação de Negócios Plano de Negócios Geométrico Corporativo Preto Laran...
Apresentação de Negócios Plano de Negócios Geométrico Corporativo Preto Laran...RAFAEL COSTA
 
Agenda da reunião pais 2012 1
Agenda da reunião pais 2012 1Agenda da reunião pais 2012 1
Agenda da reunião pais 2012 1Netto Paes
 
projeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).ppt
projeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).pptprojeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).ppt
projeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).pptgracielimarchite1
 
Indisciplina na escola
Indisciplina na escolaIndisciplina na escola
Indisciplina na escolaraquelpiress
 
Orientaçõs para período diagnóstico
Orientaçõs para período diagnósticoOrientaçõs para período diagnóstico
Orientaçõs para período diagnósticojosivaldopassos
 
Orientaçõs para período de sondagem
Orientaçõs para período de sondagemOrientaçõs para período de sondagem
Orientaçõs para período de sondagemjosivaldopassos
 

Semelhante a Indisciplina em contexto escolar (20)

A indisciplina no contexto escolar
A indisciplina no contexto escolarA indisciplina no contexto escolar
A indisciplina no contexto escolar
 
Indisciplina escolar
Indisciplina escolarIndisciplina escolar
Indisciplina escolar
 
Paula indisciplina na_escola_de_onde_vem_para_onde_vai
Paula indisciplina na_escola_de_onde_vem_para_onde_vaiPaula indisciplina na_escola_de_onde_vem_para_onde_vai
Paula indisciplina na_escola_de_onde_vem_para_onde_vai
 
O insucesso escolar
O insucesso escolarO insucesso escolar
O insucesso escolar
 
Indisciplina escolar
Indisciplina escolarIndisciplina escolar
Indisciplina escolar
 
Sucesso e insucesso escolar
Sucesso e insucesso escolarSucesso e insucesso escolar
Sucesso e insucesso escolar
 
Sucesso e insucesso escolar
Sucesso e insucesso escolarSucesso e insucesso escolar
Sucesso e insucesso escolar
 
Indisciplina
IndisciplinaIndisciplina
Indisciplina
 
Slide da apresentação
Slide da apresentaçãoSlide da apresentação
Slide da apresentação
 
Indisciplina-escolar.pptx
Indisciplina-escolar.pptxIndisciplina-escolar.pptx
Indisciplina-escolar.pptx
 
Crianças com dificuldade de aprendizagem
Crianças com dificuldade de aprendizagemCrianças com dificuldade de aprendizagem
Crianças com dificuldade de aprendizagem
 
Modelo de artigo
Modelo de artigoModelo de artigo
Modelo de artigo
 
Apresentação de Negócios Plano de Negócios Geométrico Corporativo Preto Laran...
Apresentação de Negócios Plano de Negócios Geométrico Corporativo Preto Laran...Apresentação de Negócios Plano de Negócios Geométrico Corporativo Preto Laran...
Apresentação de Negócios Plano de Negócios Geométrico Corporativo Preto Laran...
 
Agenda da reunião pais 2012 1
Agenda da reunião pais 2012 1Agenda da reunião pais 2012 1
Agenda da reunião pais 2012 1
 
projeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).ppt
projeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).pptprojeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).ppt
projeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).ppt
 
Indisciplina
IndisciplinaIndisciplina
Indisciplina
 
Bullying na Escola
Bullying na EscolaBullying na Escola
Bullying na Escola
 
Indisciplina na escola
Indisciplina na escolaIndisciplina na escola
Indisciplina na escola
 
Orientaçõs para período diagnóstico
Orientaçõs para período diagnósticoOrientaçõs para período diagnóstico
Orientaçõs para período diagnóstico
 
Orientaçõs para período de sondagem
Orientaçõs para período de sondagemOrientaçõs para período de sondagem
Orientaçõs para período de sondagem
 

Mais de ProgramaEscolasTEIP

Indisciplina em contexto escolar
Indisciplina em contexto escolarIndisciplina em contexto escolar
Indisciplina em contexto escolarProgramaEscolasTEIP
 
Cadernos desafios 4_verfinal (6)
Cadernos desafios 4_verfinal (6)Cadernos desafios 4_verfinal (6)
Cadernos desafios 4_verfinal (6)ProgramaEscolasTEIP
 
Agrupamento de Escolas de Apelação
Agrupamento de Escolas de ApelaçãoAgrupamento de Escolas de Apelação
Agrupamento de Escolas de ApelaçãoProgramaEscolasTEIP
 
Texto evento à conversa sobre boas práticas em equipas multidisciplinares ...
Texto evento à conversa sobre    boas práticas em equipas multidisciplinares ...Texto evento à conversa sobre    boas práticas em equipas multidisciplinares ...
Texto evento à conversa sobre boas práticas em equipas multidisciplinares ...ProgramaEscolasTEIP
 
Brochura modelo frei2013 4 julho[1]
Brochura modelo frei2013 4 julho[1]Brochura modelo frei2013 4 julho[1]
Brochura modelo frei2013 4 julho[1]ProgramaEscolasTEIP
 
Gaaf intervenção 2009-2013 - Agrupamento Damião de Góis
Gaaf intervenção 2009-2013 - Agrupamento Damião de Góis Gaaf intervenção 2009-2013 - Agrupamento Damião de Góis
Gaaf intervenção 2009-2013 - Agrupamento Damião de Góis ProgramaEscolasTEIP
 

Mais de ProgramaEscolasTEIP (20)

Indisciplina em contexto escolar
Indisciplina em contexto escolarIndisciplina em contexto escolar
Indisciplina em contexto escolar
 
Cadernos desafios 4_verfinal (6)
Cadernos desafios 4_verfinal (6)Cadernos desafios 4_verfinal (6)
Cadernos desafios 4_verfinal (6)
 
Apelação
ApelaçãoApelação
Apelação
 
Agrupamento de Escolas de Apelação
Agrupamento de Escolas de ApelaçãoAgrupamento de Escolas de Apelação
Agrupamento de Escolas de Apelação
 
Teip conclusoes tema5-v4
Teip conclusoes tema5-v4Teip conclusoes tema5-v4
Teip conclusoes tema5-v4
 
Teip conclusoes tema4-v4
Teip conclusoes tema4-v4Teip conclusoes tema4-v4
Teip conclusoes tema4-v4
 
Teip conclusoes tema5-v4
Teip conclusoes tema5-v4Teip conclusoes tema5-v4
Teip conclusoes tema5-v4
 
Teip conclusoes tema4-v4
Teip conclusoes tema4-v4Teip conclusoes tema4-v4
Teip conclusoes tema4-v4
 
Teip conclusoes tema3-v3
Teip conclusoes tema3-v3Teip conclusoes tema3-v3
Teip conclusoes tema3-v3
 
Teip conclusoes tema2-v6
Teip conclusoes tema2-v6Teip conclusoes tema2-v6
Teip conclusoes tema2-v6
 
Teip conclusoes tema1-v3
Teip conclusoes tema1-v3Teip conclusoes tema1-v3
Teip conclusoes tema1-v3
 
Registosde atividades
Registosde atividadesRegistosde atividades
Registosde atividades
 
Texto evento à conversa sobre boas práticas em equipas multidisciplinares ...
Texto evento à conversa sobre    boas práticas em equipas multidisciplinares ...Texto evento à conversa sobre    boas práticas em equipas multidisciplinares ...
Texto evento à conversa sobre boas práticas em equipas multidisciplinares ...
 
Brochura modelo frei2013 4 julho[1]
Brochura modelo frei2013 4 julho[1]Brochura modelo frei2013 4 julho[1]
Brochura modelo frei2013 4 julho[1]
 
Stp newsletter 2
Stp newsletter 2Stp newsletter 2
Stp newsletter 2
 
Atividades sec s_pedro_da_cova
Atividades sec s_pedro_da_covaAtividades sec s_pedro_da_cova
Atividades sec s_pedro_da_cova
 
Pef final2
Pef final2Pef final2
Pef final2
 
Boas praticas teip
Boas praticas teipBoas praticas teip
Boas praticas teip
 
Programa seminário
Programa seminário Programa seminário
Programa seminário
 
Gaaf intervenção 2009-2013 - Agrupamento Damião de Góis
Gaaf intervenção 2009-2013 - Agrupamento Damião de Góis Gaaf intervenção 2009-2013 - Agrupamento Damião de Góis
Gaaf intervenção 2009-2013 - Agrupamento Damião de Góis
 

Último

Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 

Último (20)

Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 

Indisciplina em contexto escolar

  • 1. A PROBLEMÁTICA DA INDISCIPLINA EM CONTEXTO ESCOLAR CFAE das Margens do Guadiana Beja, junho 2014
  • 2. A PROBLEMÁTICA DA INDISCIPLINA EM CONTEXTO ESCOLAR CFAE das Margens do Guadiana Trabalho final da ação de formação Formadora: Professora Doutora Marília Favinha Formanda: Ana Maria da Silva Martins Beja, junho 2014
  • 4. 4
  • 5. "Educai as crianças, para que não seja necessário punir os adultos." Pitágoras 5
  • 6. Índice Introdução………………………………………………………………………………………………………… 7 Causas……………………………………………………………………………………………………………… 11 Consequências…………………………………………………………………………………………………. 15 Trailers…………………………………………………………………………………………………. 17 Soluções…………………………………………………………………………………………………………… 18 Conclusão…………………………………………………………………………………………………………. 21 Bibliografia………………………………………………………………………………………………………… 23 6
  • 7. Introdução A indisciplina é uma questão ligada à natureza humana, portanto complexa e incerta. A profissão docente passa por um momento difícil. Este facto é reconhecido não só por aqueles que fazem da sala de aula o seu dia a dia, mas também por autores conceituados. • “Nunca foi tão difícil ser professor.”, Philippe Perrenoud. • “O conceito de indisciplina, como toda a criação cultural, não é estático, uniforme nem universal. Relaciona-se com o conjunto de valores e expetativas que variam ao longo da história, entre as diferentes culturas e numa mesma sociedade.”, Júlio Groppa Aquino. • “A disciplina é conquistada todos os dias, é preciso sempre lembrar as regras do jogo, cada vez mais é preciso reinteressar, cada vez mais é preciso ameaçar, cada mais é preciso recompensar.”, François Dubet. 7
  • 8. Introdução O que é a indisciplina? Destaquemos a palavra a partir de algumas definições. Indisciplina – Procedimento, ato contrário à disciplina; desobediência, desordem, rebelião. (Dicionário Aurélio) Indisciplina – Falta de respeito às regras, negação às normas, mau comportamento que compromete a convivência social. (Dicionário informal) Comportamento indisciplinado – Ato ou omissão que contraria alguns princípios do regulamento interno ou regras básicas estabelecidas pela escola, pelo professor ou pela comunidade. A indisciplina é uma resposta à autoridade do professor. 8
  • 9. Introdução Os problemas ligados à indisciplina fazem parte do dia a dia das escolas e é preciso enfrentá-los com responsabilidade e bom senso. Não existem receitas para resolver essas situações. Não se pode deitar fora o aluno indisciplinado, nem se pode deixar que o professor resolva sozinho tudo o que acontecer. Todavia, não se pode pensar que a indisciplina é um problema que não tem solução. A indisciplina faz hoje parte do processo ensino/aprendizagem. É muito pouco provável, para não dizer impossível acabar com ela, mas é possível apontar caminhos para que o problema se atenue, conhecendo algumas das causas que levam à indisciplina, as suas consequências e procurando soluções. 9
  • 10.
  • 11. Causas • Comportamentos com origem na escola – A escola está excessivamente dependente do Ministério da Educação, tornando-se cada vez mais apenas uma mera executante de ordens recebidas e legislações impostas, perdendo assim a sua credibilidade; a escola está mal preparada para enfrentar os problemas atuais; a crescente participação dos pais, entidades públicas ou privadas nas decisões que cabiam unicamente à escola há uns anos atrás levam a que surjam novas fontes de conflitos que podem levar a situações de instabilidade na escola. • Comportamentos com origem nos professores – Devemos aceitar esta realidade: há professores que provocam mais indisciplina que outros. Uma turma indisciplinada com o professor de Ciências Naturais será uma turma bem comportada com a professora de Português! Porquê? O professor não tem capacidade para motivar os alunos, não utiliza novas metodologias e materiais inovadores; não tem perfil para enfrentar conflitos e prefere assistir ou virar as costas, deixando assim o problema tomar proporções incontroláveis; o professor é demasiado distante ou agressivo com os alunos, levando a que estes adotem comportamentos de defesa, normalmente manifestados através de violência verbal ou até física ; o professor “rotula” os alunos. 11
  • 12. • Comportamentos com origem na família – É aí que muitos alunos adquirem os comportamentos que exteriorizam nas aulas. A pobreza, a violência doméstica e o alcoolismo já não são as únicas causas na ordem do dia; hoje em dia, também a desagregação dos casais, os problemas ligados ao consumo de drogas, a ausência de valores morais, a permissividade dos pais ou até a sua demissão em educar os filhos desencadeiam situações de indisciplina na escola. É frequente ver os pais apontarem o dedo ao professor, culpabilizando-o da indisciplina e do insucesso escolar dos filhos quando, na verdade, eles próprios se mostram impotentes para lidar com essas situações. Causas Muitas vezes, estimulam e desculpam as atitudes dos seus filhos, vitimizando-os; alguns até vão mais longe e agridem os professores. 12
  • 13. • Comportamentos com origem no aluno – Qualquer aluno é um potencial indisciplinado, porque a escola é vista como uma obrigação imposta pelo Estado e pela família. Segundo Weber, existem três tipos de alunos: - os obrigados-satisfeitos que aceitam as regras da escola; - os obrigados-resignados que aceitam o que a escola lhes propõe, mas com os únicos objetivos de “gozar a vida” e “passar de ano”; - os obrigados-revoltados que colocam tudo em causa. Não podemos esquecer que o grupo turma tem uma influência decisiva sobre a adoção de certos comportamentos; há manifestações de indisciplina que não passam de meras imitações de membros de um determinado grupo. Causas 13
  • 14.
  • 15. Consequências • Interrupções na aprendizagem – A indisciplina interfere na qualidade do ensino; o ruído e a conversa constantes, o humor fora de contexto, as agressões verbais entre alunos são apenas alguns exemplos de comportamentos indisciplinados que irão certamente prejudicar alunos que queiram realmente aprender. Estas situações obrigam o professor a interromper as suas aulas; por vezes, também acontece que a impressão de pouca disciplina na aula leve os estudantes a persistir nos seus comportamentos impróprios, podendo este facto levar a uma “epidemia” de turma. • Autoridade do professor – A relação professor/aluno é diretamente afetada pelas várias situações de indisciplina; o professor é desafiado e, no caso de não vir a controlar a indisciplina, deixa de ser visto como uma figura de autoridade e como um transmissor de conhecimentos. 15
  • 16. • Intensificação do problema – Uma má aplicação das regras em sala de aula também pode levar a que a indisciplina se vá instalando progressivamente; problemas menores, como a conversa constante, podem colocar em risco a harmonia da sala de aula se o professor adotar uma posição neutral e apenas decidir continuar a dar a aula; o resultado desta permissividade pode incitar os alunos a adotar atitudes cada vez mais perturbadoras, por saberem que os seus comportamentos não sofrerão represálias por parte do professor. • Violência – A “pequena” indisciplina pode levar a comportamentos violentos, quando os alunos ficam com a impressão que não são responsabilizados pelas suas ações; há, de facto, uma forte ligação entre a indisciplina e o aumento da violência nas escolas; as escolas onde há maior grau de indisciplina também são aquelas onde existe maior taxa de violência escolar; todos os dias, existem alunos que entram nas suas escolas com a ameaça de violência, por integrarem um sistema onde predomina a indisciplina. Consequências 16
  • 17. 17 Mr Holland’s Opus (1995) – Adorável professor Dangerous Minds (1995) – Mentes perigosas Freedom Writers (2007) – Escritores da liberdade Entre les Murs (2008) – A turma Detachment (2011) – O substituto Algumas obras cinematográficas - Trailers
  • 18. Soluções • Identificação dos motivos da indisciplina – A postura da escola foi mudando ao longo dos anos, deixou de assumir uma postura repressiva para assumir uma postura de valorização da democracia, da cidadania e do respeito. Seguindo estes novos conceitos, cabe ao professor observar e dialogar com os seus alunos de modo a identificar a(s) fonte(s) da indisciplina e assim tentar aniquilá-la(s), de forma assertiva; o professor deverá desprender-se dos métodos tradicionais de ensino para começar a usar novas metodologias, com recurso a materiais estimulantes e interativos, pois o “tédio” nas aulas é muitas vezes apontado como o primeiro fator indutor de indisciplina. • Confrontos – tolerância zero – A indisciplina ocorre muitas vezes a partir de uma situação de confronto entre professor/aluno ou aluno/aluno; cabe ao professor estabelecer o diálogo com os envolvidos, conversando e ouvindo, de modo a desfazer a situação de conflito e voltar a um clima de aula saudável, recorrendo ao reforço da autoestima, sempre que possível. 18
  • 19. Soluções • Criação de regras – O professor poderá criar uma série de regras, ou seja, um regulamento de turma, em parceria com os alunos para que estes sintam também que as suas vozes são ouvidas e as suas opiniões valorizadas. • Promoção do sucesso escolar – Normalmente, muitos dos alunos indisciplinados são alunos com fracos resultados escolares; como tal, a indisciplina pode ser vista como uma reação ao facto de o aluno estar na aula mas não conseguir acompanhar a matéria lecionada. Aqui, a responsabilidade não será unicamente do professor; o aluno incumpridor nas suas tarefas escolares e com pouco ou nenhum acompanhamento parental dificilmente poderá acompanhar adequadamente uma aula. Cria-se então um círculo vicioso. Não estuda Não aprendeFracos resultados Perturba INDISCIPLINA 19
  • 20. Soluções • Relações sociais – As relações sociais alteraram-se devido a lentas mudanças na nossa cultura. A relação pai/filho deixou de ser hierarquizada, horizontalizou-se e cada vez mais os pais têm dificuldade em controlar os filhos. Também estas mudanças se sentiram na sala de aula, por exemplo com o desaparecimento do estrado como forma de atenuar a impressão de poder; portanto, os jovens de hoje em dia têm tendência a confundir papéis e nem sempre reconhecem o professor como um indivíduo com estatuto diferente dos restantes indivíduos da turma. A questão que se levanta aqui poderá ser a seguinte: a quem cabe incutir esse discernimento nos alunos? Ao professor, aos pais, ao Ministério da Educação? 20
  • 21. Conclusão Hoje em dia, a visão negativa que se tem do professor poderá influenciar o comportamento de alunos que vêem a sua presença na sala de aula sem qualquer cabimento, uma vez que o professor já não é o único detentor de conhecimentos, pois as informações podem ser facilmente obtidas em qualquer outro meio de informação. Uma forma de prevenção da indisciplina será a valorização da profissão docente. No fundo, o professor tem de ser um grande observador e um grande conhecedor dos seus alunos, de modo a proporcionar um ambiente onde reine o respeito mútuo. No entanto, ele nunca poderá deixar de mostrar que quem conduz o processo é ele e só ele! Para lidar com a indisciplina, o professor deverá ter várias formas de atuação, refletir sobre os resultados obtidos e tratá-los de novo, se necessário. Mas este papel não pertence apenas ao professor; as famílias também deverão estar sensibilizadas para os problemas dos alunos, de modo a intervir mais ativamente na sua vida escolar. O interesse familiar poderá motivar os jovens a estudar e a obter bons resultados escolares. 21
  • 22. Conclusão Contudo, não existem fórmulas mágicas nem soluções fáceis para lidar e travar a indisciplina. Cabe a todos – escola, professores, alunos, pais e encarregados de educação, funcionários – unir forças e criar estratégias para construir escolas que tanto ambicionamos. 22
  • 23. Bibliografia  http://www.planetaeducacao.com.br/portal/artigo.asp?artigo=733  http://www.prof2000.pt/users/folhalcino/formar/outros/indisciplina.htm  http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/1792-6  http://educar.no.sapo.pt/indisciplina.htm  http://doutissima.com.br/2014/02/04/conheca-consequencias-da-indisciplina-na-sala-de-aula-45098/  http://www.suapesquisa.com/educacaoesportes/indisciplina.htm  http://www.slideshare.net/rakellcsc/indisciplina-na-sala-de-aula-12784915  http://youtu.be/RHoTbFPzSsU  http://youtu.be/5yIZUGJRNKI  http://youtu.be/9fixpBJh8_w  http://youtu.be/9EAdkrVbzjU  http://youtu.be/s8AXzFF-bgs  Notas da ação de formação "A problemática da indisciplina em contexto escolar", dinamizada pela Professora Doutora Marília Favinha 23