SlideShare uma empresa Scribd logo

Déficit de Atenção, Hiperatividade, Discalculia e Outras Síndromes Que Causam Transtornos na Aprendizagem

Aula Ministrada aos Alunos do Curso de Pós-Graduação em Coordenação Pedagógica no POLO EDUCACIONAL do MÉIER (RJ) Pelo Professor JULIO

1 de 15
Baixar para ler offline
Déficit de Atenção, Hiperatividade, Discalculia e Outras
Síndromes:
As Principais Causas dos Transtornos de Aprendizagem
O Que é Discalculia? Por Que as Crianças Que
Sofrem de TDAH São as
Que Mais Sofrem Com
Maus Diagnósticos?
Quais São os Sintomas da
Hiperatividade e da Impulsividade?
Que Sinais Podem
Indicar o Transtorno do
Espectro Autista na
Criança?
Quais São as Características
das Síndromes de Asperger e
de Rett?
Discalculia: É a dificuldade em processar e refletir
processos que envolvam números e cálculos,
podendo ser percebido desde a infância. Mas, é na
educação infantil que ele pode se intensificar e ser
percebida pela confusão nos conceitos numéricos
Existem 4 tipos de erros nas operações matemáticas:
Erros
ocasionados
pela realização
parcial ou
incompleta de
um
determinado
problema ou
operação
matemática
Erros que
ocorrem pelo
posicionamento
ou alinhamento
incorreto dos
dígitos em
sequência
O aluno pode ter
problemas
originados por
cálculos
incorretos, em
que se
manifesta uma
falta de
aprendizagem
do processo a
ser seguido
Há também a
dificuldade
que ocorre
devido à falta
de
compreensão
do conceito de
zero
Sintomas Que Indicam a Necessidade de Uma Avaliação Mais Profunda:
Pré-Escola: Dificuldade em
aprender a contar e ignorar.
Problemas para reconhecer
símbolos numéricos (dificuldade
para compreender que “7”
significa sete). Não parece
entender o significado da
contagem
Ensino Fundamental: Dificuldade em lembrar
fatos matemáticos como 2 + 4 = 6. Sofre para
identificar os sinais de (+), (-) e outros. Usar
os dedos para contar em vez de estratégias
mais avançadas como a matemática mental.
Dificuldade para entender palavras
relacionadas à matemática, como maior ou
menor
Ensino Médio: Dificuldade em
entender valores. Problemas para
escrever números claramente ou
colocá-los na ordem correta.
Problemas com frações e
medidas. Dificuldade em
acompanhar a pontuação em
jogos esportivos
Universidade e Vida Adulta: Dificuldade para
aplicar conceitos de matemática ao dinheiro.
Dificuldade em entender gráficos ou
planilhas. Dificuldade em medir ingredientes
em uma receita ou líquidos em uma garrafa.
Dificuldade em compreender o tamanho,
medir uma distância ou quantidade de uma
determinada substância
Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH)
As crianças que sofrem de TDAH são as que mais sofrem
com os maus diagnósticos e são encaminhadas
diretamente para tratamentos médicos e medicamentosos
Embora muitos sintomas de TDAH sejam visíveis desde cedo, a
maioria não é considerada até o início do contexto escolar, em que
eles apresentam comportamentos de uma criança que não fica
sentada, não faz silêncio, não presta atenção na aula e não
consegue organizar suas tarefas
A Associação
Americana de
Psiquiatria
recomenda que
todas as
condições a
seguir sejam
analisadas, antes
de um
diagnóstico de
TDAH ser
confirmado:
Os sintomas são suficientemente graves para prejudicar o
funcionamento escolar e/ou social; Os sintomas são
inconsistentes com o nível de desenvolvimento de uma
criança; Os sintomas persistiram 6 meses ou mais; Os
sintomas estavam presentes antes dos 7 anos; Os sintomas
são observados tanto na escola quanto em casa; Não existem
evidências de uma condição de saúde ou doença mental que
pudesse causar problemas similares
Conforme o manual usado pelos profissionais da área,
para a identificação do TDAH 6 ou mais sintomas a
seguir sugerem a presença do transtorno:
Desatenção: Não presta
atenção a detalhes ou comete
erros por descuido em
atividades escolares; Têm
dificuldades para manter a
atenção em tarefas ou
atividades lúdicas; Não
escuta quando lhe dirigem a
palavra; Não segue
instruções e não termina
seus deveres; Com frequência
perde brinquedos, tarefas de
casa, livros e lápis; Distrai-se
facilmente com visões e sons
irrelevantes
Hiperatividade e
impulsividade:
Frequentemente
retorce as mãos e os
pés, remexendo-se na
cadeira; Tem grande
dificuldade para
brincar em silêncio;
Com frequência está
“a mil” ou age como se
“impulsionada por um
motor”; Fala
excessivamente;
Dá respostas precipitadas
antes de as questões
terem sido completadas;
Tem dificuldade em
esperar sua vez;
Com frequência
interrompe ou intromete-
se nos assuntos de
outros (intromete-se em
conversas ou
brincadeiras)
OTranstorno do Espectro Autista e as Dificuldades na
Aprendizagem Infantil
O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é um
distúrbio neurológico do desenvolvimento que está
presente desde a infância e apresenta déficit nas
dimensões socioeducativas e comportamentais
O diagnóstico não é
simples, pois trata-se de
um transtorno
relacionado ao
desenvolvimento e, dessa
forma, outros prejuízos
em outras áreas (a
motora, por exemplo)
podem estar
correlacionados
A literatura médica orienta
avaliar a criança nos
seguintes fatores: (a) O
retardo mental não é um
critério para diagnóstico
de Autismo; (b) Uma das
características do Autismo
é que ele se manifesta
antes dos 3 anos de idade
e isso é perceptível
Vejamos agora
alguns pontos
que são passiveis
de indicar
déficits nas áreas
avaliadas para se
diagnosticar o
Autismo:

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cartilha ABDA sobre TDAH
Cartilha ABDA sobre TDAHCartilha ABDA sobre TDAH
Cartilha ABDA sobre TDAHAna Paula Silva
 
Tdah uma conversa_com_educadores
Tdah uma conversa_com_educadoresTdah uma conversa_com_educadores
Tdah uma conversa_com_educadoresMarlene Campos
 
Deficit de atencao_ou_tdah-1modulo_22-47
Deficit de atencao_ou_tdah-1modulo_22-47Deficit de atencao_ou_tdah-1modulo_22-47
Deficit de atencao_ou_tdah-1modulo_22-47Giordana Garcia
 
Transtornos do neurodesenvolvimento
Transtornos do neurodesenvolvimentoTranstornos do neurodesenvolvimento
Transtornos do neurodesenvolvimentoCaio Maximino
 
Tdah - Transtorno de Déficit de atenção e Hiperatividade - Prof. Esp. Viníciu...
Tdah - Transtorno de Déficit de atenção e Hiperatividade - Prof. Esp. Viníciu...Tdah - Transtorno de Déficit de atenção e Hiperatividade - Prof. Esp. Viníciu...
Tdah - Transtorno de Déficit de atenção e Hiperatividade - Prof. Esp. Viníciu...Vinícius Fagundes Dos Santos
 
TDAH – Transtorno do Déficit da Atenção / Hiperatividade
TDAH – Transtorno do Déficit da Atenção / HiperatividadeTDAH – Transtorno do Déficit da Atenção / Hiperatividade
TDAH – Transtorno do Déficit da Atenção / Hiperatividademendessergio
 
Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção
Perturbação de Hiperatividade e Défice de AtençãoPerturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção
Perturbação de Hiperatividade e Défice de AtençãoRita Domingues
 
A inclusão e o tdah
A inclusão e o tdahA inclusão e o tdah
A inclusão e o tdahAlzira Dias
 
Cartilha do TDAH
Cartilha do TDAHCartilha do TDAH
Cartilha do TDAHParamédico
 
Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade tdah power point
Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade tdah power pointTranstorno do déficit de atenção e hiperatividade tdah power point
Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade tdah power pointSme Otacílio Costa
 

Mais procurados (20)

PHDA
PHDAPHDA
PHDA
 
TDAH
TDAHTDAH
TDAH
 
TDAH
TDAHTDAH
TDAH
 
Cartilha ABDA sobre TDAH
Cartilha ABDA sobre TDAHCartilha ABDA sobre TDAH
Cartilha ABDA sobre TDAH
 
Tdah uma conversa_com_educadores
Tdah uma conversa_com_educadoresTdah uma conversa_com_educadores
Tdah uma conversa_com_educadores
 
Deficit de atencao_ou_tdah-1modulo_22-47
Deficit de atencao_ou_tdah-1modulo_22-47Deficit de atencao_ou_tdah-1modulo_22-47
Deficit de atencao_ou_tdah-1modulo_22-47
 
Apresentação Hiperatividade
Apresentação HiperatividadeApresentação Hiperatividade
Apresentação Hiperatividade
 
Transtornos do neurodesenvolvimento
Transtornos do neurodesenvolvimentoTranstornos do neurodesenvolvimento
Transtornos do neurodesenvolvimento
 
Tdah - Transtorno de Déficit de atenção e Hiperatividade - Prof. Esp. Viníciu...
Tdah - Transtorno de Déficit de atenção e Hiperatividade - Prof. Esp. Viníciu...Tdah - Transtorno de Déficit de atenção e Hiperatividade - Prof. Esp. Viníciu...
Tdah - Transtorno de Déficit de atenção e Hiperatividade - Prof. Esp. Viníciu...
 
TDAH – Transtorno do Déficit da Atenção / Hiperatividade
TDAH – Transtorno do Déficit da Atenção / HiperatividadeTDAH – Transtorno do Déficit da Atenção / Hiperatividade
TDAH – Transtorno do Déficit da Atenção / Hiperatividade
 
hiperatividade
hiperatividadehiperatividade
hiperatividade
 
TDAH - aula 1
TDAH - aula 1TDAH - aula 1
TDAH - aula 1
 
Tdah tela
Tdah telaTdah tela
Tdah tela
 
Tdah adul..[1]
Tdah adul..[1]Tdah adul..[1]
Tdah adul..[1]
 
Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção
Perturbação de Hiperatividade e Défice de AtençãoPerturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção
Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção
 
A inclusão e o tdah
A inclusão e o tdahA inclusão e o tdah
A inclusão e o tdah
 
Cartilha do TDAH
Cartilha do TDAHCartilha do TDAH
Cartilha do TDAH
 
TDAH
TDAHTDAH
TDAH
 
TDAH - Rogério Goulart Paes
TDAH - Rogério Goulart PaesTDAH - Rogério Goulart Paes
TDAH - Rogério Goulart Paes
 
Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade tdah power point
Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade tdah power pointTranstorno do déficit de atenção e hiperatividade tdah power point
Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade tdah power point
 

Semelhante a Déficit de Atenção, Hiperatividade, Discalculia e Outras Síndromes Que Causam Transtornos na Aprendizagem

TRANSTORNOS DE NEURODESENV [Salvo automaticamente].pptx
TRANSTORNOS DE NEURODESENV [Salvo automaticamente].pptxTRANSTORNOS DE NEURODESENV [Salvo automaticamente].pptx
TRANSTORNOS DE NEURODESENV [Salvo automaticamente].pptxTicianaSantiago1
 
Avaliação Neuropsicológica Em Transtorno Global Do Desenvolvimento.pdf
Avaliação Neuropsicológica Em Transtorno Global Do Desenvolvimento.pdfAvaliação Neuropsicológica Em Transtorno Global Do Desenvolvimento.pdf
Avaliação Neuropsicológica Em Transtorno Global Do Desenvolvimento.pdfssuser07c142
 
Apostila atividades
Apostila atividadesApostila atividades
Apostila atividadesDboradeLara
 
Guia_de_orientações_para_pais_de_crianças_e_adolescentes_com_TDAH_-_em_per...
Guia_de_orientações_para_pais_de_crianças_e_adolescentes_com_TDAH_-_em_per...Guia_de_orientações_para_pais_de_crianças_e_adolescentes_com_TDAH_-_em_per...
Guia_de_orientações_para_pais_de_crianças_e_adolescentes_com_TDAH_-_em_per...CarlaOliveira280252
 
Cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas 1
Cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas 1Cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas 1
Cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas 1SimoneHelenDrumond
 
Trabalho sobre ação pedagógica coerente junto a alunos com DDAH
Trabalho sobre ação pedagógica coerente junto a alunos com DDAHTrabalho sobre ação pedagógica coerente junto a alunos com DDAH
Trabalho sobre ação pedagógica coerente junto a alunos com DDAHPriscila Pettine
 
Ped._Desenvolvimento_-_21775b-MO_-_Transtorno_do_Espectro_do_Autismo.pdf
Ped._Desenvolvimento_-_21775b-MO_-_Transtorno_do_Espectro_do_Autismo.pdfPed._Desenvolvimento_-_21775b-MO_-_Transtorno_do_Espectro_do_Autismo.pdf
Ped._Desenvolvimento_-_21775b-MO_-_Transtorno_do_Espectro_do_Autismo.pdfBielzinThekid
 
Informações sobre Autismo
Informações sobre AutismoInformações sobre Autismo
Informações sobre AutismoTathiane Cuesta
 
Transtornos do Neurodesenvolvimento - TDAH.pptx
Transtornos do Neurodesenvolvimento - TDAH.pptxTranstornos do Neurodesenvolvimento - TDAH.pptx
Transtornos do Neurodesenvolvimento - TDAH.pptxJessicaDassi
 
Crianças com dificuldade de aprendizagem
Crianças com dificuldade de aprendizagemCrianças com dificuldade de aprendizagem
Crianças com dificuldade de aprendizagemJanison Correia
 
Transtorno do Espectro do Autismo - Documento Científico da SBP
Transtorno do Espectro do Autismo - Documento Científico da SBPTranstorno do Espectro do Autismo - Documento Científico da SBP
Transtorno do Espectro do Autismo - Documento Científico da SBPProf. Marcus Renato de Carvalho
 
Nee hiperatividade jessica fer
Nee hiperatividade jessica ferNee hiperatividade jessica fer
Nee hiperatividade jessica ferfergwen
 
Educa%e7%e3o inclusica
Educa%e7%e3o inclusicaEduca%e7%e3o inclusica
Educa%e7%e3o inclusicaEliane1964
 
Slide Autismo
Slide   AutismoSlide   Autismo
Slide AutismoUNIME
 
Défice de atenção e hiperactividade
Défice de atenção e hiperactividadeDéfice de atenção e hiperactividade
Défice de atenção e hiperactividadeTania Silva
 

Semelhante a Déficit de Atenção, Hiperatividade, Discalculia e Outras Síndromes Que Causam Transtornos na Aprendizagem (20)

TRANSTORNOS DE NEURODESENV [Salvo automaticamente].pptx
TRANSTORNOS DE NEURODESENV [Salvo automaticamente].pptxTRANSTORNOS DE NEURODESENV [Salvo automaticamente].pptx
TRANSTORNOS DE NEURODESENV [Salvo automaticamente].pptx
 
exemplo.pptx
exemplo.pptxexemplo.pptx
exemplo.pptx
 
Avaliação Neuropsicológica Em Transtorno Global Do Desenvolvimento.pdf
Avaliação Neuropsicológica Em Transtorno Global Do Desenvolvimento.pdfAvaliação Neuropsicológica Em Transtorno Global Do Desenvolvimento.pdf
Avaliação Neuropsicológica Em Transtorno Global Do Desenvolvimento.pdf
 
Apostila atividades
Apostila atividadesApostila atividades
Apostila atividades
 
Guia_de_orientações_para_pais_de_crianças_e_adolescentes_com_TDAH_-_em_per...
Guia_de_orientações_para_pais_de_crianças_e_adolescentes_com_TDAH_-_em_per...Guia_de_orientações_para_pais_de_crianças_e_adolescentes_com_TDAH_-_em_per...
Guia_de_orientações_para_pais_de_crianças_e_adolescentes_com_TDAH_-_em_per...
 
Cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas 1
Cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas 1Cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas 1
Cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas 1
 
Autismo-treinamentopais-Ins.pdf
Autismo-treinamentopais-Ins.pdfAutismo-treinamentopais-Ins.pdf
Autismo-treinamentopais-Ins.pdf
 
Trabalho sobre ação pedagógica coerente junto a alunos com DDAH
Trabalho sobre ação pedagógica coerente junto a alunos com DDAHTrabalho sobre ação pedagógica coerente junto a alunos com DDAH
Trabalho sobre ação pedagógica coerente junto a alunos com DDAH
 
Ped._Desenvolvimento_-_21775b-MO_-_Transtorno_do_Espectro_do_Autismo.pdf
Ped._Desenvolvimento_-_21775b-MO_-_Transtorno_do_Espectro_do_Autismo.pdfPed._Desenvolvimento_-_21775b-MO_-_Transtorno_do_Espectro_do_Autismo.pdf
Ped._Desenvolvimento_-_21775b-MO_-_Transtorno_do_Espectro_do_Autismo.pdf
 
Informações sobre Autismo
Informações sobre AutismoInformações sobre Autismo
Informações sobre Autismo
 
Transtornos do Neurodesenvolvimento - TDAH.pptx
Transtornos do Neurodesenvolvimento - TDAH.pptxTranstornos do Neurodesenvolvimento - TDAH.pptx
Transtornos do Neurodesenvolvimento - TDAH.pptx
 
Crianças com dificuldade de aprendizagem
Crianças com dificuldade de aprendizagemCrianças com dificuldade de aprendizagem
Crianças com dificuldade de aprendizagem
 
Transtorno do Espectro do Autismo - Documento Científico da SBP
Transtorno do Espectro do Autismo - Documento Científico da SBPTranstorno do Espectro do Autismo - Documento Científico da SBP
Transtorno do Espectro do Autismo - Documento Científico da SBP
 
Nee hiperatividade jessica fer
Nee hiperatividade jessica ferNee hiperatividade jessica fer
Nee hiperatividade jessica fer
 
Slideaula
Slideaula Slideaula
Slideaula
 
Slideaula helen
Slideaula helenSlideaula helen
Slideaula helen
 
Educa%e7%e3o inclusica
Educa%e7%e3o inclusicaEduca%e7%e3o inclusica
Educa%e7%e3o inclusica
 
Slide Autismo
Slide   AutismoSlide   Autismo
Slide Autismo
 
Tg ds
Tg dsTg ds
Tg ds
 
Défice de atenção e hiperactividade
Défice de atenção e hiperactividadeDéfice de atenção e hiperactividade
Défice de atenção e hiperactividade
 

Mais de PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas

Mais de PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas (20)

Comportamento em Ambientes de Trabalho
Comportamento em Ambientes de TrabalhoComportamento em Ambientes de Trabalho
Comportamento em Ambientes de Trabalho
 
Como Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
Como Utilizar o Marketing nas Redes SociaisComo Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
Como Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
 
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
 
Postura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
Postura e Imagem Profissional em Ambientes CorporativosPostura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
Postura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
 
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
 
O Processo de Transporte de Cargas.pptx
O Processo de Transporte de Cargas.pptxO Processo de Transporte de Cargas.pptx
O Processo de Transporte de Cargas.pptx
 
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptxConceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
 
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas OrganizacõesA Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
 
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
 
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptxTécnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
 
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptxA Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
 
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptxGestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
 
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptxA Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
 
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptxProgramação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
 
DINÂMICA de GRUPO.pptx
DINÂMICA de GRUPO.pptxDINÂMICA de GRUPO.pptx
DINÂMICA de GRUPO.pptx
 
AUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptx
AUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptxAUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptx
AUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptx
 
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptxDESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
 
INTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptx
INTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptxINTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptx
INTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptx
 
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptxA Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
 
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
 

Último

2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...azulassessoriaacadem3
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...azulassessoriaacadem3
 
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...assessoriaff01
 
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...apoioacademicoead
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...azulassessoriaacadem3
 
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...azulassessoriaacadem3
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdfCludiaFrancklim
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...excellenceeducaciona
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da MulherMary Alvarenga
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...azulassessoriaacadem3
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Mary Alvarenga
 
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médioElementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médioProfessor Belinaso
 
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...GraceDavino
 
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoReprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoMariaJoão Agualuza
 
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Prime Assessoria
 
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIACONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIAHenrique Pontes
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptxAndreia Silva
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
 
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
 
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 
Namorar não és ser don .
Namorar não és ser don                  .Namorar não és ser don                  .
Namorar não és ser don .
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
 
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médioElementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
 
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...
 
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoReprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
 
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
 
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIACONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
 

Déficit de Atenção, Hiperatividade, Discalculia e Outras Síndromes Que Causam Transtornos na Aprendizagem

  • 1. Déficit de Atenção, Hiperatividade, Discalculia e Outras Síndromes: As Principais Causas dos Transtornos de Aprendizagem O Que é Discalculia? Por Que as Crianças Que Sofrem de TDAH São as Que Mais Sofrem Com Maus Diagnósticos? Quais São os Sintomas da Hiperatividade e da Impulsividade? Que Sinais Podem Indicar o Transtorno do Espectro Autista na Criança? Quais São as Características das Síndromes de Asperger e de Rett?
  • 2. Discalculia: É a dificuldade em processar e refletir processos que envolvam números e cálculos, podendo ser percebido desde a infância. Mas, é na educação infantil que ele pode se intensificar e ser percebida pela confusão nos conceitos numéricos Existem 4 tipos de erros nas operações matemáticas: Erros ocasionados pela realização parcial ou incompleta de um determinado problema ou operação matemática Erros que ocorrem pelo posicionamento ou alinhamento incorreto dos dígitos em sequência O aluno pode ter problemas originados por cálculos incorretos, em que se manifesta uma falta de aprendizagem do processo a ser seguido Há também a dificuldade que ocorre devido à falta de compreensão do conceito de zero
  • 3. Sintomas Que Indicam a Necessidade de Uma Avaliação Mais Profunda: Pré-Escola: Dificuldade em aprender a contar e ignorar. Problemas para reconhecer símbolos numéricos (dificuldade para compreender que “7” significa sete). Não parece entender o significado da contagem Ensino Fundamental: Dificuldade em lembrar fatos matemáticos como 2 + 4 = 6. Sofre para identificar os sinais de (+), (-) e outros. Usar os dedos para contar em vez de estratégias mais avançadas como a matemática mental. Dificuldade para entender palavras relacionadas à matemática, como maior ou menor Ensino Médio: Dificuldade em entender valores. Problemas para escrever números claramente ou colocá-los na ordem correta. Problemas com frações e medidas. Dificuldade em acompanhar a pontuação em jogos esportivos Universidade e Vida Adulta: Dificuldade para aplicar conceitos de matemática ao dinheiro. Dificuldade em entender gráficos ou planilhas. Dificuldade em medir ingredientes em uma receita ou líquidos em uma garrafa. Dificuldade em compreender o tamanho, medir uma distância ou quantidade de uma determinada substância
  • 4. Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) As crianças que sofrem de TDAH são as que mais sofrem com os maus diagnósticos e são encaminhadas diretamente para tratamentos médicos e medicamentosos Embora muitos sintomas de TDAH sejam visíveis desde cedo, a maioria não é considerada até o início do contexto escolar, em que eles apresentam comportamentos de uma criança que não fica sentada, não faz silêncio, não presta atenção na aula e não consegue organizar suas tarefas A Associação Americana de Psiquiatria recomenda que todas as condições a seguir sejam analisadas, antes de um diagnóstico de TDAH ser confirmado: Os sintomas são suficientemente graves para prejudicar o funcionamento escolar e/ou social; Os sintomas são inconsistentes com o nível de desenvolvimento de uma criança; Os sintomas persistiram 6 meses ou mais; Os sintomas estavam presentes antes dos 7 anos; Os sintomas são observados tanto na escola quanto em casa; Não existem evidências de uma condição de saúde ou doença mental que pudesse causar problemas similares
  • 5. Conforme o manual usado pelos profissionais da área, para a identificação do TDAH 6 ou mais sintomas a seguir sugerem a presença do transtorno: Desatenção: Não presta atenção a detalhes ou comete erros por descuido em atividades escolares; Têm dificuldades para manter a atenção em tarefas ou atividades lúdicas; Não escuta quando lhe dirigem a palavra; Não segue instruções e não termina seus deveres; Com frequência perde brinquedos, tarefas de casa, livros e lápis; Distrai-se facilmente com visões e sons irrelevantes Hiperatividade e impulsividade: Frequentemente retorce as mãos e os pés, remexendo-se na cadeira; Tem grande dificuldade para brincar em silêncio; Com frequência está “a mil” ou age como se “impulsionada por um motor”; Fala excessivamente; Dá respostas precipitadas antes de as questões terem sido completadas; Tem dificuldade em esperar sua vez; Com frequência interrompe ou intromete- se nos assuntos de outros (intromete-se em conversas ou brincadeiras)
  • 6. OTranstorno do Espectro Autista e as Dificuldades na Aprendizagem Infantil O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é um distúrbio neurológico do desenvolvimento que está presente desde a infância e apresenta déficit nas dimensões socioeducativas e comportamentais O diagnóstico não é simples, pois trata-se de um transtorno relacionado ao desenvolvimento e, dessa forma, outros prejuízos em outras áreas (a motora, por exemplo) podem estar correlacionados A literatura médica orienta avaliar a criança nos seguintes fatores: (a) O retardo mental não é um critério para diagnóstico de Autismo; (b) Uma das características do Autismo é que ele se manifesta antes dos 3 anos de idade e isso é perceptível Vejamos agora alguns pontos que são passiveis de indicar déficits nas áreas avaliadas para se diagnosticar o Autismo:
  • 7. Interação social: Talvez o mais característico e conhecido dos sintomas do Autismo é a dificuldade de interação social e os movimentos repetitivos. A criança parece viver imersa em seus pensamentos Comunicação e padrão restrito de comportamento: Existe um déficit cognitivo que se verifica por um atraso ou inexistência de linguagem verbal articulada correspondente ao esperado para a idade cronológica Padrões restritos de comportamento e interesses: Outro sintoma é um extremo a detalhes, a criança pode se apegar a pequenos objetos e mudanças na rotina não são assimiladas com facilidade OBSERVAÇÃO: O Autismo é uma doença crônica. Isso significa que não existe cura, mas o tratamento pode minimizar alguns de seus déficits
  • 8. Síndrome de Asperger: É uma das mais difíceis de ser diagnosticada, pois se caracteriza por prejuízos na interação social, interesses limitados. Mas não são observados déficits cognitivos, de autocuidados e nem na fala – durante o desenvolvimento do indivíduo A ausência de problemas cognitivos gera uma dificuldade de diagnóstico e faz com que as comorbidades (doenças associadas) sejam diagnosticadas anteriormente. Assim, um sujeito com Asperger poderá ser diagnosticado e tratado para depressão e posteriormente diagnosticado o Asperger Síndrome de Rett: É considerada um Transtorno Invasivo do Desenvolvimento que não apresenta sintomas nos primeiros meses com consequente degeneração e perda das habilidades desenvolvidas, principalmente interação social e das funções cognitivas. Outra característica dessa síndrome é uma prevalência quase que única em meninas O processo degenerativo ocorre em 4 fases e pesquisas identificaram uma mutação genética presente no cromossomo X, a qual pode ser esporádica ou de linhagem geminal
  • 9. Diagnóstico e Intervenções no Processo de Ensino e Aprendizagem É importante detectar os problemas de aprendizagem desde o início da vida da criança para que haja uma intervenção mais precisa e, principalmente, todos os tipos de prevenção necessária Assim, caso haja alguma dificuldade de aprendizagem, a criança não terá problemas ou empecilhos na sua vida de seus familiares sem necessidade, evitando muitos sofrimentos Alguns autores sugerem um diagnóstico com as seguintes etapas: Entrevista Familiar Exploratória Situacional / Anamnese / Sessões lúdicas centradas na aprendizagem (para crianças) / Complementação com provas e testes / Síntese Diagnóstica – Prognóstico / Devolução – Encaminhamento Conhecer a rotina do aluno, seu contexto escolar e familiar é fundamental na construção do prognóstico psicopedagógico, bem como alguns dados pessoais de nascimento e os tipos de dificuldades que apresenta para poder iniciar uma investigação mais apurada e assim ter uma prática interventiva mais eficaz
  • 10. A Atuação Profissional Frente às Dificuldades de Aprendizagem Inicialmente, os problemas de aprendizagem foram estudados por médicos na Europa no século 19 e, no Brasil, isso é muito comum devido à pouca divulgação de um tratamento profundo em relação aos problemas de aprendizagem, pois demanda dedicação e mudanças de comportamento na rotina familiar Devemos compreender que os problemas de aprendizagem possuem um enfoque multidimensional que contemplam fatores: orgânicos, cognitivos, afetivos, sociais e pedagógicos, percebidos dentro dos contextos sociais da realidade do indivíduo O tema da Aprendizagem é estudado nos diversos cursos de licenciatura, principalmente na Pedagogia. Mas você sabe o que é a aprendizagem? É o processo pelo qual o indivíduo adquire informações, habilidades, atitudes e valores a partir de seu contato com a realidade, com o meio ambiente e com as outras pessoas Trata-se de um processo que se diferencia dos fatores inatos (a capacidade de digestão, por exemplo, que já nasce com o indivíduo) e dos processos de maturação do organismo, independente da informação do ambiente (a maturação sexual, por exemplo)
  • 11. Mesmo tendo condições neurológicas e físicas para o aprendizado, a criança sempre precisará de um outro ser para aprender, seja uma outra criança, seus pais, familiares, professores ou outra pessoa que ela se relacione O professor possui papel importante na construção do conhecimento do aluno e, por isso, é interessante que ele possua estratégias de ensino e metodologias adequadas a sua realidade escolar Existem outros profissionais que também são necessários para o auxílio na intervenção e melhoria dos problemas de aprendizagem Fonoaudiólogos (cuidando da audição e fala) / Fisioterapeutas (trabalhando os movimentos e articulações motoras) / Psicólogos (em relação a traumas e situações mais profundas e emocionais) Médicos (caso seja imprescindível a utilização de medicamentos) / Pediatra (cuidando das particularidades do desenvolvimento da criança) / Profissionais escolares (criando um ambiente adequado ao estudo e aprendizagem)
  • 12. Prevenção e Intervenções Psicopedagógicas Existem 3 níveis de prevenção dentro do contexto diversificado de profissionais: Primária: consiste em extinguir ou inibir o início e o desenvolvimento de uma desordem, evitando o aparecimento dos distúrbios Secundária: visa minimizar os distúrbios, como uma proteção específica e um diagnóstico precoce Terciária: é o tratamento propriamente dito, que busca reabilitar o indivíduo quanto aos aspectos da aprendizagem Sendo assim, o trabalho preventivo na escola no nível primário é direcionado para evitar que surjam as dificuldades de aprendizagem e também possuir um contexto construtivista de conhecimento, no qual o educador realiza seus planejamentos em conjunto com outros professores para que seus trabalhos pedagógicos sejam realizados em equipe, pois essa concepção está sempre em processo de construção do conhecimento
  • 13. No âmbito escolar, a atividade mental que impulsiona a aprendizagem adquire características próprias, sendo preciso considerar que as crianças aprendem no contexto escolar conteúdos que refletem a cultura, os quais são selecionados a partir de critérios referentes ao cenário social que os estudantes estão inseridos Essa aprendizagem contribuirá para o desenvolvimento dos alunos em 2 dimensões: A 1º se refere à socialização, na forma que aproxima os estudantes da cultura e também do meio social em que vivem e, a 2ª, é a individualização que consiste na forma em que o estudante construirá com esses fatores uma interpretação pessoal sobre o mundo em que vive Portanto, observamos que os conteúdos no contexto escolar já estão elaborados e que fazem parte do conhecimento acumulado. Sendo assim, a construção dos estudantes é uma construção individual atrelada a fatores sociais imbuídos no contexto escolar Embora possam inventar formas de somar bem interessantes, que podem levá- los a resultados inesperados e possam usar a ortografia de maneira criativa e pouco convencional, é obvio que essa construção pessoal deve ser orientada a fim de aproximar- se do culturalmente estabelecido, compreendendo- o e podendo usá-lo de múltiplas e variadas formas
  • 14. Pedagogia Sistêmica Originou-se nos trabalhos de Hellinger que, para resolver problemas de aprendizagem, colocou em prática abordagens psicoterapêuticas a partir da psicanálise, análise transacional, hipnoterapia, terapia primal, Gestalt, esculturas familiares e análise de histórias A Pedagogia Sistêmica se manifesta em um contexto educativo ao traduzirmos os princípios que sustentam as “ordens do amor” para que nos sirvam de orientação: A importância da ordem (familiar), quem veio antes e quem está depois: Tem a ver com o vínculo entre gerações (tanto para os alunos como para os professores) / A importância do lugar onde cada qual (membro familiar) tenha a sua correspondência: Tem a ver com as funções, quem é e como é o pai, a mãe, o professor, o diretor, etc. O valor da inclusão e as implicações da exclusão: Em sala de aula, como um espaço de comunicação em que todos tenham um lugar (pertencimento) / O peso das culturas de origem, o contexto do qual viemos (também denominada, de uma forma mais ampla, como “consciência”) O significado das interações: Todos os membros de um sistema estão vinculados uns aos outros
  • 15. No Brasil, ainda são escassas as experiências com a Pedagogia Sistêmica, mas temos alguns relatos que nos conta um pouco dessa nova abordagem, a qual faz intersecções com a Psicologia do Desenvolvimento/Aprendizagem A forma de aplicação dessa teoria mostra que, em 1º lugar, a Pedagogia Sistêmica, é uma abordagem filosófica e não é uma metodologia em si, mas uma forma de intervir na relação escola-aluno-família, tendo como ponto de partida as leis que governam o grupo familiar Exemplo dessa abordagem é o fato de que, em muitas famílias, o pai encontra-se excluído. Mas, o fato é que se descobriu que, num nível mais profundo, as crianças são muito leais aos seus pais (especialmente quando eles são excluídos, desvalorizados e condenados) Portanto, a aplicação da Pedagogia Sistêmica na escola, requer a formação do corpo docente para as relações e leis inconscientes que perpassam o universo da criança. Dessa forma, a professora, orientadora, pedagoga, etc. terão em seu campo de visão como intervir e ter mais chance de sucesso em seu trabalho