SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
O RETRATO DOS NOVOSO RETRATO DOS NOVOS
CONSUMIDORES BRASILEIROSCONSUMIDORES BRASILEIROS
Pesquisa daPesquisa da
Revista EXAMERevista EXAME
(Abril / 2008) Nos dá(Abril / 2008) Nos dá
Conta DasConta Das
TransformaçõesTransformações
Ocorridas no PerfilOcorridas no Perfil
Dos ConsumidoresDos Consumidores
BrasileirosBrasileiros
Quais São as TendênciasQuais São as Tendências
de Consumo Da Classede Consumo Da Classe
Média Brasileira?Média Brasileira?
Qual é a Participação Das
Mulheres no Mercado de
Consumo Brasileiro?
Quais São as Transformações naQuais São as Transformações na
Sociedade Brasileira Que Afetarão aSociedade Brasileira Que Afetarão a
Nossa Economia?Nossa Economia?
Com 190 Milhões deCom 190 Milhões de
Habitantes Espalhados PeloHabitantes Espalhados Pelo
5° Maior Território do5° Maior Território do
Planeta, o Brasil é SaudadoPlaneta, o Brasil é Saudado
no Seu Hino Como “ Giganteno Seu Hino Como “ Gigante
Pela Própria Natureza”Pela Própria Natureza”
Mas, Depois de UmaMas, Depois de Uma
Longa HibernaçãoLonga Hibernação
Parece Que o “Gigante”Parece Que o “Gigante”
Começou a Se Mexer e,Começou a Se Mexer e,
Quando um País DesseQuando um País Desse
Tamanho Resolve Sair doTamanho Resolve Sair do
Lugar, a RepercussãoLugar, a Repercussão
Costuma Ser MundialCostuma Ser Mundial É o Que se Vê Atualmente.É o Que se Vê Atualmente.
Crescimento Econômico AcimaCrescimento Econômico Acima
de 4% ao Ano, Multiplicaçãode 4% ao Ano, Multiplicação
de Empregos, Crédito Fácil ede Empregos, Crédito Fácil e
Elevação da Renda EstãoElevação da Renda Estão
Reproduzindo um FenômenoReproduzindo um Fenômeno
Típico de SociedadesTípico de Sociedades
Avançadas:Avançadas: a Criação de Uma Criação de Um
“Mercado de Massa”, Forte e“Mercado de Massa”, Forte e
Cada Vez Mais ComplexoCada Vez Mais Complexo
O Consumo Anual no Brasil Deve CrescerO Consumo Anual no Brasil Deve Crescer
de US$ 780 Bilhões em 2007 Para US$ 1de US$ 780 Bilhões em 2007 Para US$ 1
Trilhão em 2012 e, Com Esse Aumento, oTrilhão em 2012 e, Com Esse Aumento, o
Mercado Brasileiro Será o 3° Entre os QueMercado Brasileiro Será o 3° Entre os Que
Mais Contribuirão Para o Crescimento doMais Contribuirão Para o Crescimento do
Consumo no Mundo Nos Próximos 5Consumo no Mundo Nos Próximos 5
Anos (Atrás Apenas Dos EUA e da China)Anos (Atrás Apenas Dos EUA e da China)
SegundoSegundo
Especialistas, oEspecialistas, o
Brasil Passa PorBrasil Passa Por
um Momentoum Momento
Raro (ForteRaro (Forte
Crescimento daCrescimento da
Classe Média) eClasse Média) e
Esse MovimentoEsse Movimento
Deve seDeve se
Intensificar NosIntensificar Nos
Próximos AnosPróximos Anos
O Lado Mais Visível daO Lado Mais Visível da
Transformação em Curso é a RecenteTransformação em Curso é a Recente
Escalada de Uma Massa de PessoasEscalada de Uma Massa de Pessoas
Para Classes Superiores de ConsumoPara Classes Superiores de Consumo
A Maior Variação se Deu na Classe CA Maior Variação se Deu na Classe C
(Renda Mensal Entre R$ 1.062 e R$(Renda Mensal Entre R$ 1.062 e R$
2.017), Pois de Acordo Com a2.017), Pois de Acordo Com a
Pesquisa em Apenas 2 Anos (De 2005Pesquisa em Apenas 2 Anos (De 2005
a 2007) Um Contingente de 23,5a 2007) Um Contingente de 23,5
Milhões de Pessoas Passou a FazerMilhões de Pessoas Passou a Fazer
Com Isso, aCom Isso, a Classe CClasse C sese
Tornou a Maior em Número deTornou a Maior em Número de
Pessoas na “Pirâmide Social”Pessoas na “Pirâmide Social”
Brasileira, Superando os 86Brasileira, Superando os 86
Milhões do Ano Passado.Milhões do Ano Passado.
Somada aos 28 Milhões QueSomada aos 28 Milhões Que
Formam asFormam as Classes A e BClasses A e B, Isso, Isso
Significa Que Já São 114Significa Que Já São 114
Milhões de BrasileirosMilhões de Brasileiros
Considerados ConsumidoresConsiderados Consumidores
"Nos Próximos 5 a"Nos Próximos 5 a
7 Anos o Mercado7 Anos o Mercado
Brasileiro VaiBrasileiro Vai
Dobrar deDobrar de
Tamanho, Com oTamanho, Com o
Número deNúmero de
PassageirosPassageiros
Passando de 50Passando de 50
Para 100 Milhões" –Para 100 Milhões" –
Presidente da TAMPresidente da TAM
Segundo Projeções da VIVO,Segundo Projeções da VIVO,
Até 2012 o Número deAté 2012 o Número de
Celulares no País Superará 200Celulares no País Superará 200
Milhões e, Até Lá, CadaMilhões e, Até Lá, Cada
Brasileiro Terá – Em Média -Brasileiro Terá – Em Média -
Seu Próprio Telefone MóvelSeu Próprio Telefone Móvel
UM PAÍS EMUM PAÍS EM
TRANSFORMAÇÃOTRANSFORMAÇÃO
O Brasil Vive Hoje UmaO Brasil Vive Hoje Uma
Transição Que Muitos PaísesTransição Que Muitos Países
Desenvolvidos JáDesenvolvidos Já
Atravessaram, Resultado deAtravessaram, Resultado de
Mudanças Que Começaram aMudanças Que Começaram a
Ocorrer Seis Décadas AtrásOcorrer Seis Décadas Atrás
Nos Anos 50, aNos Anos 50, a
População BrasileiraPopulação Brasileira
Apresentava ElevadasApresentava Elevadas
Taxas de Crescimento,Taxas de Crescimento,
Fruto da Combinação deFruto da Combinação de
Uma Alta NatalidadeUma Alta Natalidade
Com Redução daCom Redução da
Mortalidade InfantilMortalidade Infantil
A População Crescia àA População Crescia à
Média de 3% ao Ano e, SeMédia de 3% ao Ano e, Se
o Ritmo de Crescimentoo Ritmo de Crescimento
Daqueles Anos FosseDaqueles Anos Fosse
Mantido Por Todo oMantido Por Todo o
Período, Em Vez de 190Período, Em Vez de 190
Milhões de Habitantes oMilhões de Habitantes o
Brasil Contaria Hoje ComBrasil Contaria Hoje Com
A Expectativa de Vida no Pais CresceuA Expectativa de Vida no Pais Cresceu
de 51 Anos (Em 1950) Para 74de 51 Anos (Em 1950) Para 74
Atualmente e, Nesse Ritmo, em 2050 osAtualmente e, Nesse Ritmo, em 2050 os
Brasileiros Terão Uma Expectativa deBrasileiros Terão Uma Expectativa de
Vida de 81 Anos, a Mesma TaxaVida de 81 Anos, a Mesma Taxa
Verificada Entre os Japoneses, o PovoVerificada Entre os Japoneses, o Povo
Com a Maior Longevidade do MundoCom a Maior Longevidade do Mundo
A Contínua Queda deA Contínua Queda de
Nascimentos e o Aumento daNascimentos e o Aumento da
Expectativa de Vida TêmExpectativa de Vida Têm
Ampliado o “Peso” Dos AdultosAmpliado o “Peso” Dos Adultos
na População, Criando umna População, Criando um
Fenômeno Favorável àFenômeno Favorável à
Economia: os Brasileiros naEconomia: os Brasileiros na
Faixa de Idade Ativa (Entre 15Faixa de Idade Ativa (Entre 15
e 64 Anos) Já São 2/3 dae 64 Anos) Já São 2/3 da
População, Uma ProporçãoPopulação, Uma Proporção
Inédita na HistóriaInédita na História
Isso Ocorre Porque aIsso Ocorre Porque a
Força de TrabalhoForça de Trabalho
Cresce Num Ritmo MaiorCresce Num Ritmo Maior
do Que a População Quedo Que a População Que
Depende Dela (CriançasDepende Dela (Crianças
e Idosos) e, Com Menose Idosos) e, Com Menos
Dependentes, SobramDependentes, Sobram
Mais Recursos Para asMais Recursos Para as
Famílias Aumentarem oFamílias Aumentarem o
ConsumoConsumo
Tendência 1Tendência 1:: O Avanço das Mulheres no MercadoO Avanço das Mulheres no Mercado
de Trabalhode Trabalho
População Feminina
Total no País
Ano Em Milhões
1980 61
2005 95
2020 112
Participação Feminina
na População
Economicamente Ativa
Ano Em %
1999 41,4 %
2006 43,8 %
2010 45 %
A População FemininaA População Feminina
Economicamente AtivaEconomicamente Ativa
Cresceu em Média 3,2 %Cresceu em Média 3,2 %
ao Ano de 2001 a 2006,ao Ano de 2001 a 2006,
Enquanto a MasculinaEnquanto a Masculina
Cresceu Apenas 1 %Cresceu Apenas 1 %
De 2000 a 2006, a Renda
Per Capita Disponível
das Mulheres Cresceu
7,3%, Enquanto a Dos
Homens Aumentou Apenas
2,6%
Em Resposta a Isso Vários Mercados DevemEm Resposta a Isso Vários Mercados Devem
Crescer, Tais ComoCrescer, Tais Como::
Sopas Em Milhões
de Dólares
2007 194
2012 325
Protetores
Solar
Em Milhões
de Dólares
2007 500
2012 746
CrescimentoCrescimento: 68 %: 68 % CrescimentoCrescimento: 49 %: 49 %
Eletrodomé
sticos
Em
Bilhões
de Dólares
2007 5,8
2012 7,9
CrescimentoCrescimento: 36 %: 36 %
Tintura de
Cabelo
Em Bilhões
de Dólares
2007 1,3
2012 1,7
CrescimentoCrescimento: 31 %: 31 %
A Transição DemográficaA Transição Demográfica
Deixará Uma Série deDeixará Uma Série de
Implicações Para o FuturoImplicações Para o Futuro
dos Negócios e a Maisdos Negócios e a Mais
Importante Deverá Ser oImportante Deverá Ser o
Envelhecimento daEnvelhecimento da
PopulaçãoPopulação
Hoje, Há no País 19Hoje, Há no País 19
Milhões de Pessoas ComMilhões de Pessoas Com
Idade Acima de 60 Anos,Idade Acima de 60 Anos,
Mas em 2020 EsseMas em 2020 Esse
Número Será de QuaseNúmero Será de Quase
30 Milhões. E Olhando30 Milhões. E Olhando
Mais à Frente Ainda, emMais à Frente Ainda, em
2050 Haverá Cerca de 642050 Haverá Cerca de 64
Milhões de Brasileiros naMilhões de Brasileiros na
3ª Idade3ª Idade
Desse Total, 160 000Desse Total, 160 000
Serão CentenáriosSerão Centenários
A Massa de RendimentosA Massa de Rendimentos
Dos Idosos Já é Relevante,Dos Idosos Já é Relevante,
Pois em 2006 Foi de R$ 16Pois em 2006 Foi de R$ 16
Bilhões MensaisBilhões Mensais
Isso Não Tem PassadoIsso Não Tem Passado
Despercebido àsDespercebido às
Empresas, as QuaisEmpresas, as Quais
Começam a DesenvolverComeçam a Desenvolver
Produtos Para EsseProdutos Para Esse
Público, Pois aPúblico, Pois a NATURANATURA ––
Por Exemplo – Já EstáPor Exemplo – Já Está
TestandoTestando CremesCremes ParaPara
Mulheres de 80 AnosMulheres de 80 Anos
A Coreana LG Está TrazendoA Coreana LG Está Trazendo
Para o Brasil Seus ProdutosPara o Brasil Seus Produtos
Para a 3ª Idade: CelularesPara a 3ª Idade: Celulares
Com Teclas Maiores Já SãoCom Teclas Maiores Já São
Oferecidos no Mercado e aOferecidos no Mercado e a
Última Novidade (Ainda NãoÚltima Novidade (Ainda Não
Disponível no Brasil) São osDisponível no Brasil) São os
Celulares Que Medem aCelulares Que Medem a
Pressão Arterial e a GlicosePressão Arterial e a Glicose
A Força da 3ª Idade Já é BemA Força da 3ª Idade Já é Bem
Real para a CVC (MaiorReal para a CVC (Maior
Operadora de Turismo doOperadora de Turismo do
Brasil). Em 2008, 40 % do 1,5Brasil). Em 2008, 40 % do 1,5
Milhão de Viajantes Tinham MaisMilhão de Viajantes Tinham Mais
de 50 Anos e, Nos Cruzeirosde 50 Anos e, Nos Cruzeiros
Marítimos, a Faixa Etária Média éMarítimos, a Faixa Etária Média é
Acima dos 60 AnosAcima dos 60 Anos
Tendência 2Tendência 2:: Mais Casais Sem FilhosMais Casais Sem Filhos
Casais Sem
Filhos
N° de
Domicílios
em Milhões
1996 5,2
2006 8,6
2016 16
Com Mais Casais Sem Filhos,Com Mais Casais Sem Filhos,
Melhora a Venda deMelhora a Venda de::
Comércio
Eletrônico
(Em Bilhões
de Reais)
2007 6,4
2010 15,7
Crescimento 145%
Crédito Para
Pessoa Física
(Em Bilhões
de Reais)
2007 250
2012 400
Crescimento 60%
Refeições
Prontas
(Milhões de
Dólares)
2007 580
2012 942
Crescimento 62%
A Categoria “A Categoria “CasaisCasais
Sem FilhosSem Filhos””
Acabou seAcabou se
Tornando UmaTornando Uma
Obsessão NosObsessão Nos
Departamentos deDepartamentos de
Marketing de MuitasMarketing de Muitas
EmpresasEmpresas
Nos EUA, Esses Casais SãoNos EUA, Esses Casais São
Chamados de DINKSChamados de DINKS
(Abreviatura de “Double Income,(Abreviatura de “Double Income,
no Kids - “Dupla Renda, Semno Kids - “Dupla Renda, Sem
Filhos") e Nesse Grupo EstãoFilhos") e Nesse Grupo Estão
Incluídos os Jovens QueIncluídos os Jovens Que
Protelam a Chegada DosProtelam a Chegada Dos
Herdeiros, Pessoas de Meia-Herdeiros, Pessoas de Meia-
Idade Que Já Criaram os Filhos,Idade Que Já Criaram os Filhos,
os Parceiros Gays e os Casaisos Parceiros Gays e os Casais
Que Não Podem (ou NãoQue Não Podem (ou Não
Querem) se Tornar PaisQuerem) se Tornar Pais
No Brasil, Identificou-seNo Brasil, Identificou-se
8,6 Milhões de Lares de8,6 Milhões de Lares de
““Casais Sem FilhosCasais Sem Filhos” (um” (um
Aumento de 60% Sobre oAumento de 60% Sobre o
Número de 1996)Número de 1996)
Tendência 3Tendência 3:: Cresce o Número de PessoasCresce o Número de Pessoas
Morando SozinhasMorando Sozinhas
Pessoas
Morando
Sozinhas
(Em
Milhões)
(1)
1996 3,2
2006 6
2016 12
Isso Cria Uma Série deIsso Cria Uma Série de
Oportunidades, Tais ComoOportunidades, Tais Como::
Conexões de
Banda Larga
(Em Milhões
de Conexões)
2007 8
2012 30(2)
Crescimento 275%
Aparelhos
Portáteis de
Música
(Em Milhões
de Dólares)
2007 99
2012 203
Crescimento 105%
Cerveja
(Em Bilhões
de Dólares)
2007 4,4
2012 6,8
Crescimento 55%
O Varejo é Um Dos Setores MaisO Varejo é Um Dos Setores Mais
Sensíveis às Mudanças no Perfil DosSensíveis às Mudanças no Perfil Dos
Consumidores: O Grupo Pão deConsumidores: O Grupo Pão de
Açúcar – Por Exemplo – Lançou emAçúcar – Por Exemplo – Lançou em
2008 a “Bandeira” Extra Fácil2008 a “Bandeira” Extra Fácil
Trata-se deTrata-se de
Lojas InstaladasLojas Instaladas
Próximas aPróximas a
Metrôs (ouMetrôs (ou
Passagens dePassagens de
Pedestres), ComPedestres), Com
no Máximo 200no Máximo 200
m² e Umam² e Uma
Combinação deCombinação de
Padaria e LojaPadaria e Loja
de Conveniênciade Conveniência
Boa Parte Dos 3 000 ItensBoa Parte Dos 3 000 Itens
Oferecidos Nas Lojas é VendidaOferecidos Nas Lojas é Vendida
Nas Menores Porções DisponíveisNas Menores Porções Disponíveis
Pelos FabricantesPelos Fabricantes
A Empresa de Pesquisa Nielsen,A Empresa de Pesquisa Nielsen,
Constatou Que os SupermercadosConstatou Que os Supermercados
Com Até 4 Caixas Movimentam R$Com Até 4 Caixas Movimentam R$
50 Bilhões Por Ano e50 Bilhões Por Ano e
Representam o Segmento Que MaisRepresentam o Segmento Que Mais
Cresce no SetorCresce no Setor
Tendência 4Tendência 4:: Cresce oCresce o
Número de ConsumidoresNúmero de Consumidores
de Meia Idadede Meia Idade
Consumidores
de Meia-Idade
(em
Milhões)
1980 6,8
2005 12,6
2020 18Essa Faixa Etária (Acima de 50Essa Faixa Etária (Acima de 50
Anos) Corresponde a 43% da ClasseAnos) Corresponde a 43% da Classe
de Renda Mais Alta (Acima de 10de Renda Mais Alta (Acima de 10
Salários Mínimos) e no Total daSalários Mínimos) e no Total da
População São 23%População São 23%
A Conseqüência
Disso é:
Viagens aéreas
(Em Milhões
de Viagens)
2007 50
2012 100
Crescimento: 100%
Vinhos
(Em Bilhões
de Dólares)
2007 1,9
2012 2,5
Crescimento: 32%
Captar os Humores do MercadoCaptar os Humores do Mercado
Será Cada Vez Mais ImportanteSerá Cada Vez Mais Importante
Daqui em Diante, Pois TudoDaqui em Diante, Pois Tudo
Indica Que o País Vive osIndica Que o País Vive os
Primeiros Contornos de UmaPrimeiros Contornos de Uma
Mudança Radical na EconomiaMudança Radical na Economia
A Teoria Econômica Ensina Que o Tamanho DosA Teoria Econômica Ensina Que o Tamanho Dos
Mercados Importa Muito, Pois Só a Escala PermiteMercados Importa Muito, Pois Só a Escala Permite
Oportunidades de SegmentaçãoOportunidades de Segmentação
Os Segmentos Mais Abastados daOs Segmentos Mais Abastados da Classe CClasse C EstãoEstão
Migrando para a “B” e o Mesmo Ocorre da “B” Para aMigrando para a “B” e o Mesmo Ocorre da “B” Para a
“A”. Ou Seja, Oportunidades de Negócios Vão Surgir“A”. Ou Seja, Oportunidades de Negócios Vão Surgir
Dos Mercados Populares Aos Artigos de Alto Luxo.Dos Mercados Populares Aos Artigos de Alto Luxo.
Sendo Assim, Vai Se Dar Bem Quem SouberSendo Assim, Vai Se Dar Bem Quem Souber
Entender o Que Quer o Seu ConsumidorEntender o Que Quer o Seu Consumidor

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Unidade 8 temas 3 e 4 e unidade 9
Unidade 8 temas 3 e 4  e unidade 9Unidade 8 temas 3 e 4  e unidade 9
Unidade 8 temas 3 e 4 e unidade 9Christie Freitas
 
Demografia: Mundo e Brasil - PONTOMED
Demografia: Mundo e Brasil - PONTOMEDDemografia: Mundo e Brasil - PONTOMED
Demografia: Mundo e Brasil - PONTOMEDRogério Bartilotti
 
Demografia aplicada ao vestibular
Demografia aplicada ao vestibularDemografia aplicada ao vestibular
Demografia aplicada ao vestibularArtur Lara
 
Aspectos da população mundial e do brasil 1º mc
Aspectos da população mundial e do brasil 1º mcAspectos da população mundial e do brasil 1º mc
Aspectos da população mundial e do brasil 1º mcProfMario De Mori
 
Brasil capitalista com industrialização do tipo tardia
Brasil capitalista com  industrialização do tipo tardiaBrasil capitalista com  industrialização do tipo tardia
Brasil capitalista com industrialização do tipo tardiaSalageo Cristina
 
Geografia os paisese emergentes no cenario mundial
Geografia   os paisese emergentes no cenario mundialGeografia   os paisese emergentes no cenario mundial
Geografia os paisese emergentes no cenario mundialGustavo Soares
 
IECJ - Cap. 8 - A população brasileira
IECJ - Cap. 8 - A população brasileiraIECJ - Cap. 8 - A população brasileira
IECJ - Cap. 8 - A população brasileiraprofrodrigoribeiro
 
Contrastes de desenvolvimento: PD e PVD
Contrastes de desenvolvimento: PD e PVDContrastes de desenvolvimento: PD e PVD
Contrastes de desenvolvimento: PD e PVDIdalina Leite
 
Tema de redação uol
Tema de redação   uolTema de redação   uol
Tema de redação uollisllybarros
 

Mais procurados (19)

Demografia: Mundo e Brasil
Demografia: Mundo e BrasilDemografia: Mundo e Brasil
Demografia: Mundo e Brasil
 
Brasil país emergente
Brasil país emergenteBrasil país emergente
Brasil país emergente
 
PAÍSES EMERGENTES
PAÍSES EMERGENTESPAÍSES EMERGENTES
PAÍSES EMERGENTES
 
PAÍSES EMERGENTES
PAÍSES EMERGENTESPAÍSES EMERGENTES
PAÍSES EMERGENTES
 
PAÍSES EMERGENTES
PAÍSES EMERGENTESPAÍSES EMERGENTES
PAÍSES EMERGENTES
 
Brasil país rico
Brasil país ricoBrasil país rico
Brasil país rico
 
Unidade 8 temas 3 e 4 e unidade 9
Unidade 8 temas 3 e 4  e unidade 9Unidade 8 temas 3 e 4  e unidade 9
Unidade 8 temas 3 e 4 e unidade 9
 
Demografia: Mundo e Brasil - PONTOMED
Demografia: Mundo e Brasil - PONTOMEDDemografia: Mundo e Brasil - PONTOMED
Demografia: Mundo e Brasil - PONTOMED
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
 
Demografia aplicada ao vestibular
Demografia aplicada ao vestibularDemografia aplicada ao vestibular
Demografia aplicada ao vestibular
 
Aspectos da população mundial e do brasil 1º mc
Aspectos da população mundial e do brasil 1º mcAspectos da população mundial e do brasil 1º mc
Aspectos da população mundial e do brasil 1º mc
 
Brasil capitalista com industrialização do tipo tardia
Brasil capitalista com  industrialização do tipo tardiaBrasil capitalista com  industrialização do tipo tardia
Brasil capitalista com industrialização do tipo tardia
 
DESIGUALDADES SOCIECONÔMICAS.
DESIGUALDADES SOCIECONÔMICAS.DESIGUALDADES SOCIECONÔMICAS.
DESIGUALDADES SOCIECONÔMICAS.
 
Geografia os paisese emergentes no cenario mundial
Geografia   os paisese emergentes no cenario mundialGeografia   os paisese emergentes no cenario mundial
Geografia os paisese emergentes no cenario mundial
 
IECJ - Cap. 8 - A população brasileira
IECJ - Cap. 8 - A população brasileiraIECJ - Cap. 8 - A população brasileira
IECJ - Cap. 8 - A população brasileira
 
Contrastes de desenvolvimento: PD e PVD
Contrastes de desenvolvimento: PD e PVDContrastes de desenvolvimento: PD e PVD
Contrastes de desenvolvimento: PD e PVD
 
Aula novas tendências2012
Aula novas tendências2012Aula novas tendências2012
Aula novas tendências2012
 
Tema de redação uol
Tema de redação   uolTema de redação   uol
Tema de redação uol
 
Treinamento - Demografia
Treinamento - DemografiaTreinamento - Demografia
Treinamento - Demografia
 

Destaque

Comportamento do consumidor
Comportamento do consumidorComportamento do consumidor
Comportamento do consumidorJúnior Medeiros
 
Comportamento do consumidor módulo 2 psicanálise
Comportamento do consumidor módulo 2 psicanáliseComportamento do consumidor módulo 2 psicanálise
Comportamento do consumidor módulo 2 psicanáliseFelipe Correa de Mello
 
Sérgio Nardi - A Nova Era do Consumo de Baixa Renda 2009
Sérgio Nardi - A Nova Era do Consumo de Baixa Renda 2009Sérgio Nardi - A Nova Era do Consumo de Baixa Renda 2009
Sérgio Nardi - A Nova Era do Consumo de Baixa Renda 2009Sérgio Nardi
 
Comportamento do consumidor
Comportamento do consumidorComportamento do consumidor
Comportamento do consumidorRosane Domingues
 
Comportamento do consumidor tendências para nova década
Comportamento do consumidor tendências para nova décadaComportamento do consumidor tendências para nova década
Comportamento do consumidor tendências para nova décadaMarco Aurelio Morsch, MSc
 
Sociedade De Consumo
Sociedade De ConsumoSociedade De Consumo
Sociedade De ConsumoJoão Couto
 
Comportamento de compra do consumidor fatores psicológicos
Comportamento de compra do consumidor fatores psicológicosComportamento de compra do consumidor fatores psicológicos
Comportamento de compra do consumidor fatores psicológicosodlachris
 
O Ambiente de Marketing
O Ambiente de MarketingO Ambiente de Marketing
O Ambiente de MarketingKarina Rocha
 
Fatores que influenciam o comportamento do consumidor
Fatores que influenciam o comportamento do consumidorFatores que influenciam o comportamento do consumidor
Fatores que influenciam o comportamento do consumidorCésar William
 
Comportamento do consumidor atualizado
Comportamento do consumidor   atualizadoComportamento do consumidor   atualizado
Comportamento do consumidor atualizadoDawison Calheiros
 
Macro ambiente
Macro ambienteMacro ambiente
Macro ambienteIsadora
 

Destaque (15)

Comportamento do consumidor
Comportamento do consumidorComportamento do consumidor
Comportamento do consumidor
 
Comportamento do consumidor módulo 2 psicanálise
Comportamento do consumidor módulo 2 psicanáliseComportamento do consumidor módulo 2 psicanálise
Comportamento do consumidor módulo 2 psicanálise
 
Sérgio Nardi - A Nova Era do Consumo de Baixa Renda 2009
Sérgio Nardi - A Nova Era do Consumo de Baixa Renda 2009Sérgio Nardi - A Nova Era do Consumo de Baixa Renda 2009
Sérgio Nardi - A Nova Era do Consumo de Baixa Renda 2009
 
Comportamento do consumidor
Comportamento do consumidorComportamento do consumidor
Comportamento do consumidor
 
Comportamento do consumidor tendências para nova década
Comportamento do consumidor tendências para nova décadaComportamento do consumidor tendências para nova década
Comportamento do consumidor tendências para nova década
 
Ambiente de marketing
Ambiente de marketingAmbiente de marketing
Ambiente de marketing
 
Marketing Social
Marketing SocialMarketing Social
Marketing Social
 
4ª aula (segmentação de mercados)
4ª aula (segmentação de mercados)4ª aula (segmentação de mercados)
4ª aula (segmentação de mercados)
 
Sociedade De Consumo
Sociedade De ConsumoSociedade De Consumo
Sociedade De Consumo
 
Comportamento de compra do consumidor fatores psicológicos
Comportamento de compra do consumidor fatores psicológicosComportamento de compra do consumidor fatores psicológicos
Comportamento de compra do consumidor fatores psicológicos
 
O Ambiente de Marketing
O Ambiente de MarketingO Ambiente de Marketing
O Ambiente de Marketing
 
Fatores que influenciam o comportamento do consumidor
Fatores que influenciam o comportamento do consumidorFatores que influenciam o comportamento do consumidor
Fatores que influenciam o comportamento do consumidor
 
Comportamento do consumidor atualizado
Comportamento do consumidor   atualizadoComportamento do consumidor   atualizado
Comportamento do consumidor atualizado
 
Macro ambiente
Macro ambienteMacro ambiente
Macro ambiente
 
Comportamento do Consumidor
Comportamento do ConsumidorComportamento do Consumidor
Comportamento do Consumidor
 

Semelhante a (7) o retrato dos novos consumidores brasileiros

AdministraçãO De Marketing Case De OrientaçãO
AdministraçãO De Marketing   Case De OrientaçãOAdministraçãO De Marketing   Case De OrientaçãO
AdministraçãO De Marketing Case De OrientaçãOguestf183ad
 
Desigualdade social e distribuição de renda
Desigualdade social e distribuição de rendaDesigualdade social e distribuição de renda
Desigualdade social e distribuição de rendaFernando Pinto Coelho
 
Na trilha do consumo: mensuração e perspectivas sobre as demandas da classe m...
Na trilha do consumo: mensuração e perspectivas sobre as demandas da classe m...Na trilha do consumo: mensuração e perspectivas sobre as demandas da classe m...
Na trilha do consumo: mensuração e perspectivas sobre as demandas da classe m...FecomercioSP
 
Crescimento populacional
Crescimento populacionalCrescimento populacional
Crescimento populacionalDébora Sales
 
Módulo 3 - Aula 1
Módulo 3 - Aula 1Módulo 3 - Aula 1
Módulo 3 - Aula 1agemais
 
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimentoApresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimentoFelipe Souto
 
Populacão brasileira - Rumo a estabilidade.ppt
Populacão brasileira - Rumo a estabilidade.pptPopulacão brasileira - Rumo a estabilidade.ppt
Populacão brasileira - Rumo a estabilidade.pptANAPAULACARDOSODONAS1
 
A bomba relógio_humana
A bomba relógio_humanaA bomba relógio_humana
A bomba relógio_humanaMarcelo Luiz
 
Aspectos DemográFicos Envelhecimento
Aspectos DemográFicos EnvelhecimentoAspectos DemográFicos Envelhecimento
Aspectos DemográFicos Envelhecimentotonetto2010
 
Unidade 3 7º ano - População do Brasil
Unidade 3   7º ano - População do BrasilUnidade 3   7º ano - População do Brasil
Unidade 3 7º ano - População do BrasilChristie Freitas
 

Semelhante a (7) o retrato dos novos consumidores brasileiros (20)

(8) o brasil em 2020 (1)
(8) o brasil em 2020 (1)(8) o brasil em 2020 (1)
(8) o brasil em 2020 (1)
 
AdministraçãO De Marketing Case De OrientaçãO
AdministraçãO De Marketing   Case De OrientaçãOAdministraçãO De Marketing   Case De OrientaçãO
AdministraçãO De Marketing Case De OrientaçãO
 
Desigualdade social e distribuição de renda
Desigualdade social e distribuição de rendaDesigualdade social e distribuição de renda
Desigualdade social e distribuição de renda
 
(6) o consumo da classe média brasileira
(6) o consumo da classe média brasileira(6) o consumo da classe média brasileira
(6) o consumo da classe média brasileira
 
1º Ma Grupo 04
1º Ma   Grupo 041º Ma   Grupo 04
1º Ma Grupo 04
 
Na trilha do consumo: mensuração e perspectivas sobre as demandas da classe m...
Na trilha do consumo: mensuração e perspectivas sobre as demandas da classe m...Na trilha do consumo: mensuração e perspectivas sobre as demandas da classe m...
Na trilha do consumo: mensuração e perspectivas sobre as demandas da classe m...
 
Crescimento populacional
Crescimento populacionalCrescimento populacional
Crescimento populacional
 
Cenário Brasil 2000 à 2012
Cenário Brasil 2000 à 2012Cenário Brasil 2000 à 2012
Cenário Brasil 2000 à 2012
 
Módulo 3 - Aula 1
Módulo 3 - Aula 1Módulo 3 - Aula 1
Módulo 3 - Aula 1
 
População
PopulaçãoPopulação
População
 
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimentoApresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
 
Populacão brasileira - Rumo a estabilidade.ppt
Populacão brasileira - Rumo a estabilidade.pptPopulacão brasileira - Rumo a estabilidade.ppt
Populacão brasileira - Rumo a estabilidade.ppt
 
A bomba relógio_humana
A bomba relógio_humanaA bomba relógio_humana
A bomba relógio_humana
 
Aspectos DemográFicos Envelhecimento
Aspectos DemográFicos EnvelhecimentoAspectos DemográFicos Envelhecimento
Aspectos DemográFicos Envelhecimento
 
Te amo brasil
Te amo brasilTe amo brasil
Te amo brasil
 
Brasil
BrasilBrasil
Brasil
 
Te amo brasil
Te amo brasilTe amo brasil
Te amo brasil
 
Unidade 3 7º ano - População do Brasil
Unidade 3   7º ano - População do BrasilUnidade 3   7º ano - População do Brasil
Unidade 3 7º ano - População do Brasil
 
GB1F1M1
GB1F1M1GB1F1M1
GB1F1M1
 
População Brasileira
População BrasileiraPopulação Brasileira
População Brasileira
 

Mais de PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas

Mais de PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas (20)

Comportamento em Ambientes de Trabalho
Comportamento em Ambientes de TrabalhoComportamento em Ambientes de Trabalho
Comportamento em Ambientes de Trabalho
 
Como Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
Como Utilizar o Marketing nas Redes SociaisComo Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
Como Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
 
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
 
Postura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
Postura e Imagem Profissional em Ambientes CorporativosPostura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
Postura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
 
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
 
O Processo de Transporte de Cargas.pptx
O Processo de Transporte de Cargas.pptxO Processo de Transporte de Cargas.pptx
O Processo de Transporte de Cargas.pptx
 
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptxConceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
 
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas OrganizacõesA Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
 
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
 
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptxTécnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
 
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptxA Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
 
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptxGestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
 
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptxA Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
 
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptxProgramação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
 
DINÂMICA de GRUPO.pptx
DINÂMICA de GRUPO.pptxDINÂMICA de GRUPO.pptx
DINÂMICA de GRUPO.pptx
 
AUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptx
AUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptxAUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptx
AUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptx
 
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptxDESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
 
INTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptx
INTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptxINTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptx
INTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptx
 
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptxA Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
 
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
 

(7) o retrato dos novos consumidores brasileiros

  • 1. O RETRATO DOS NOVOSO RETRATO DOS NOVOS CONSUMIDORES BRASILEIROSCONSUMIDORES BRASILEIROS Pesquisa daPesquisa da Revista EXAMERevista EXAME (Abril / 2008) Nos dá(Abril / 2008) Nos dá Conta DasConta Das TransformaçõesTransformações Ocorridas no PerfilOcorridas no Perfil Dos ConsumidoresDos Consumidores BrasileirosBrasileiros Quais São as TendênciasQuais São as Tendências de Consumo Da Classede Consumo Da Classe Média Brasileira?Média Brasileira? Qual é a Participação Das Mulheres no Mercado de Consumo Brasileiro? Quais São as Transformações naQuais São as Transformações na Sociedade Brasileira Que Afetarão aSociedade Brasileira Que Afetarão a Nossa Economia?Nossa Economia?
  • 2. Com 190 Milhões deCom 190 Milhões de Habitantes Espalhados PeloHabitantes Espalhados Pelo 5° Maior Território do5° Maior Território do Planeta, o Brasil é SaudadoPlaneta, o Brasil é Saudado no Seu Hino Como “ Giganteno Seu Hino Como “ Gigante Pela Própria Natureza”Pela Própria Natureza” Mas, Depois de UmaMas, Depois de Uma Longa HibernaçãoLonga Hibernação Parece Que o “Gigante”Parece Que o “Gigante” Começou a Se Mexer e,Começou a Se Mexer e, Quando um País DesseQuando um País Desse Tamanho Resolve Sair doTamanho Resolve Sair do Lugar, a RepercussãoLugar, a Repercussão Costuma Ser MundialCostuma Ser Mundial É o Que se Vê Atualmente.É o Que se Vê Atualmente. Crescimento Econômico AcimaCrescimento Econômico Acima de 4% ao Ano, Multiplicaçãode 4% ao Ano, Multiplicação de Empregos, Crédito Fácil ede Empregos, Crédito Fácil e Elevação da Renda EstãoElevação da Renda Estão Reproduzindo um FenômenoReproduzindo um Fenômeno Típico de SociedadesTípico de Sociedades Avançadas:Avançadas: a Criação de Uma Criação de Um “Mercado de Massa”, Forte e“Mercado de Massa”, Forte e Cada Vez Mais ComplexoCada Vez Mais Complexo
  • 3. O Consumo Anual no Brasil Deve CrescerO Consumo Anual no Brasil Deve Crescer de US$ 780 Bilhões em 2007 Para US$ 1de US$ 780 Bilhões em 2007 Para US$ 1 Trilhão em 2012 e, Com Esse Aumento, oTrilhão em 2012 e, Com Esse Aumento, o Mercado Brasileiro Será o 3° Entre os QueMercado Brasileiro Será o 3° Entre os Que Mais Contribuirão Para o Crescimento doMais Contribuirão Para o Crescimento do Consumo no Mundo Nos Próximos 5Consumo no Mundo Nos Próximos 5 Anos (Atrás Apenas Dos EUA e da China)Anos (Atrás Apenas Dos EUA e da China) SegundoSegundo Especialistas, oEspecialistas, o Brasil Passa PorBrasil Passa Por um Momentoum Momento Raro (ForteRaro (Forte Crescimento daCrescimento da Classe Média) eClasse Média) e Esse MovimentoEsse Movimento Deve seDeve se Intensificar NosIntensificar Nos Próximos AnosPróximos Anos O Lado Mais Visível daO Lado Mais Visível da Transformação em Curso é a RecenteTransformação em Curso é a Recente Escalada de Uma Massa de PessoasEscalada de Uma Massa de Pessoas Para Classes Superiores de ConsumoPara Classes Superiores de Consumo A Maior Variação se Deu na Classe CA Maior Variação se Deu na Classe C (Renda Mensal Entre R$ 1.062 e R$(Renda Mensal Entre R$ 1.062 e R$ 2.017), Pois de Acordo Com a2.017), Pois de Acordo Com a Pesquisa em Apenas 2 Anos (De 2005Pesquisa em Apenas 2 Anos (De 2005 a 2007) Um Contingente de 23,5a 2007) Um Contingente de 23,5 Milhões de Pessoas Passou a FazerMilhões de Pessoas Passou a Fazer
  • 4. Com Isso, aCom Isso, a Classe CClasse C sese Tornou a Maior em Número deTornou a Maior em Número de Pessoas na “Pirâmide Social”Pessoas na “Pirâmide Social” Brasileira, Superando os 86Brasileira, Superando os 86 Milhões do Ano Passado.Milhões do Ano Passado. Somada aos 28 Milhões QueSomada aos 28 Milhões Que Formam asFormam as Classes A e BClasses A e B, Isso, Isso Significa Que Já São 114Significa Que Já São 114 Milhões de BrasileirosMilhões de Brasileiros Considerados ConsumidoresConsiderados Consumidores "Nos Próximos 5 a"Nos Próximos 5 a 7 Anos o Mercado7 Anos o Mercado Brasileiro VaiBrasileiro Vai Dobrar deDobrar de Tamanho, Com oTamanho, Com o Número deNúmero de PassageirosPassageiros Passando de 50Passando de 50 Para 100 Milhões" –Para 100 Milhões" – Presidente da TAMPresidente da TAM Segundo Projeções da VIVO,Segundo Projeções da VIVO, Até 2012 o Número deAté 2012 o Número de Celulares no País Superará 200Celulares no País Superará 200 Milhões e, Até Lá, CadaMilhões e, Até Lá, Cada Brasileiro Terá – Em Média -Brasileiro Terá – Em Média - Seu Próprio Telefone MóvelSeu Próprio Telefone Móvel
  • 5. UM PAÍS EMUM PAÍS EM TRANSFORMAÇÃOTRANSFORMAÇÃO O Brasil Vive Hoje UmaO Brasil Vive Hoje Uma Transição Que Muitos PaísesTransição Que Muitos Países Desenvolvidos JáDesenvolvidos Já Atravessaram, Resultado deAtravessaram, Resultado de Mudanças Que Começaram aMudanças Que Começaram a Ocorrer Seis Décadas AtrásOcorrer Seis Décadas Atrás Nos Anos 50, aNos Anos 50, a População BrasileiraPopulação Brasileira Apresentava ElevadasApresentava Elevadas Taxas de Crescimento,Taxas de Crescimento, Fruto da Combinação deFruto da Combinação de Uma Alta NatalidadeUma Alta Natalidade Com Redução daCom Redução da Mortalidade InfantilMortalidade Infantil A População Crescia àA População Crescia à Média de 3% ao Ano e, SeMédia de 3% ao Ano e, Se o Ritmo de Crescimentoo Ritmo de Crescimento Daqueles Anos FosseDaqueles Anos Fosse Mantido Por Todo oMantido Por Todo o Período, Em Vez de 190Período, Em Vez de 190 Milhões de Habitantes oMilhões de Habitantes o Brasil Contaria Hoje ComBrasil Contaria Hoje Com
  • 6. A Expectativa de Vida no Pais CresceuA Expectativa de Vida no Pais Cresceu de 51 Anos (Em 1950) Para 74de 51 Anos (Em 1950) Para 74 Atualmente e, Nesse Ritmo, em 2050 osAtualmente e, Nesse Ritmo, em 2050 os Brasileiros Terão Uma Expectativa deBrasileiros Terão Uma Expectativa de Vida de 81 Anos, a Mesma TaxaVida de 81 Anos, a Mesma Taxa Verificada Entre os Japoneses, o PovoVerificada Entre os Japoneses, o Povo Com a Maior Longevidade do MundoCom a Maior Longevidade do Mundo A Contínua Queda deA Contínua Queda de Nascimentos e o Aumento daNascimentos e o Aumento da Expectativa de Vida TêmExpectativa de Vida Têm Ampliado o “Peso” Dos AdultosAmpliado o “Peso” Dos Adultos na População, Criando umna População, Criando um Fenômeno Favorável àFenômeno Favorável à Economia: os Brasileiros naEconomia: os Brasileiros na Faixa de Idade Ativa (Entre 15Faixa de Idade Ativa (Entre 15 e 64 Anos) Já São 2/3 dae 64 Anos) Já São 2/3 da População, Uma ProporçãoPopulação, Uma Proporção Inédita na HistóriaInédita na História Isso Ocorre Porque aIsso Ocorre Porque a Força de TrabalhoForça de Trabalho Cresce Num Ritmo MaiorCresce Num Ritmo Maior do Que a População Quedo Que a População Que Depende Dela (CriançasDepende Dela (Crianças e Idosos) e, Com Menose Idosos) e, Com Menos Dependentes, SobramDependentes, Sobram Mais Recursos Para asMais Recursos Para as Famílias Aumentarem oFamílias Aumentarem o ConsumoConsumo
  • 7. Tendência 1Tendência 1:: O Avanço das Mulheres no MercadoO Avanço das Mulheres no Mercado de Trabalhode Trabalho População Feminina Total no País Ano Em Milhões 1980 61 2005 95 2020 112 Participação Feminina na População Economicamente Ativa Ano Em % 1999 41,4 % 2006 43,8 % 2010 45 % A População FemininaA População Feminina Economicamente AtivaEconomicamente Ativa Cresceu em Média 3,2 %Cresceu em Média 3,2 % ao Ano de 2001 a 2006,ao Ano de 2001 a 2006, Enquanto a MasculinaEnquanto a Masculina Cresceu Apenas 1 %Cresceu Apenas 1 % De 2000 a 2006, a Renda Per Capita Disponível das Mulheres Cresceu 7,3%, Enquanto a Dos Homens Aumentou Apenas 2,6%
  • 8. Em Resposta a Isso Vários Mercados DevemEm Resposta a Isso Vários Mercados Devem Crescer, Tais ComoCrescer, Tais Como:: Sopas Em Milhões de Dólares 2007 194 2012 325 Protetores Solar Em Milhões de Dólares 2007 500 2012 746 CrescimentoCrescimento: 68 %: 68 % CrescimentoCrescimento: 49 %: 49 % Eletrodomé sticos Em Bilhões de Dólares 2007 5,8 2012 7,9 CrescimentoCrescimento: 36 %: 36 % Tintura de Cabelo Em Bilhões de Dólares 2007 1,3 2012 1,7 CrescimentoCrescimento: 31 %: 31 %
  • 9. A Transição DemográficaA Transição Demográfica Deixará Uma Série deDeixará Uma Série de Implicações Para o FuturoImplicações Para o Futuro dos Negócios e a Maisdos Negócios e a Mais Importante Deverá Ser oImportante Deverá Ser o Envelhecimento daEnvelhecimento da PopulaçãoPopulação Hoje, Há no País 19Hoje, Há no País 19 Milhões de Pessoas ComMilhões de Pessoas Com Idade Acima de 60 Anos,Idade Acima de 60 Anos, Mas em 2020 EsseMas em 2020 Esse Número Será de QuaseNúmero Será de Quase 30 Milhões. E Olhando30 Milhões. E Olhando Mais à Frente Ainda, emMais à Frente Ainda, em 2050 Haverá Cerca de 642050 Haverá Cerca de 64 Milhões de Brasileiros naMilhões de Brasileiros na 3ª Idade3ª Idade Desse Total, 160 000Desse Total, 160 000 Serão CentenáriosSerão Centenários A Massa de RendimentosA Massa de Rendimentos Dos Idosos Já é Relevante,Dos Idosos Já é Relevante, Pois em 2006 Foi de R$ 16Pois em 2006 Foi de R$ 16 Bilhões MensaisBilhões Mensais
  • 10. Isso Não Tem PassadoIsso Não Tem Passado Despercebido àsDespercebido às Empresas, as QuaisEmpresas, as Quais Começam a DesenvolverComeçam a Desenvolver Produtos Para EsseProdutos Para Esse Público, Pois aPúblico, Pois a NATURANATURA –– Por Exemplo – Já EstáPor Exemplo – Já Está TestandoTestando CremesCremes ParaPara Mulheres de 80 AnosMulheres de 80 Anos A Coreana LG Está TrazendoA Coreana LG Está Trazendo Para o Brasil Seus ProdutosPara o Brasil Seus Produtos Para a 3ª Idade: CelularesPara a 3ª Idade: Celulares Com Teclas Maiores Já SãoCom Teclas Maiores Já São Oferecidos no Mercado e aOferecidos no Mercado e a Última Novidade (Ainda NãoÚltima Novidade (Ainda Não Disponível no Brasil) São osDisponível no Brasil) São os Celulares Que Medem aCelulares Que Medem a Pressão Arterial e a GlicosePressão Arterial e a Glicose A Força da 3ª Idade Já é BemA Força da 3ª Idade Já é Bem Real para a CVC (MaiorReal para a CVC (Maior Operadora de Turismo doOperadora de Turismo do Brasil). Em 2008, 40 % do 1,5Brasil). Em 2008, 40 % do 1,5 Milhão de Viajantes Tinham MaisMilhão de Viajantes Tinham Mais de 50 Anos e, Nos Cruzeirosde 50 Anos e, Nos Cruzeiros Marítimos, a Faixa Etária Média éMarítimos, a Faixa Etária Média é Acima dos 60 AnosAcima dos 60 Anos
  • 11. Tendência 2Tendência 2:: Mais Casais Sem FilhosMais Casais Sem Filhos Casais Sem Filhos N° de Domicílios em Milhões 1996 5,2 2006 8,6 2016 16 Com Mais Casais Sem Filhos,Com Mais Casais Sem Filhos, Melhora a Venda deMelhora a Venda de:: Comércio Eletrônico (Em Bilhões de Reais) 2007 6,4 2010 15,7 Crescimento 145% Crédito Para Pessoa Física (Em Bilhões de Reais) 2007 250 2012 400 Crescimento 60% Refeições Prontas (Milhões de Dólares) 2007 580 2012 942 Crescimento 62%
  • 12. A Categoria “A Categoria “CasaisCasais Sem FilhosSem Filhos”” Acabou seAcabou se Tornando UmaTornando Uma Obsessão NosObsessão Nos Departamentos deDepartamentos de Marketing de MuitasMarketing de Muitas EmpresasEmpresas Nos EUA, Esses Casais SãoNos EUA, Esses Casais São Chamados de DINKSChamados de DINKS (Abreviatura de “Double Income,(Abreviatura de “Double Income, no Kids - “Dupla Renda, Semno Kids - “Dupla Renda, Sem Filhos") e Nesse Grupo EstãoFilhos") e Nesse Grupo Estão Incluídos os Jovens QueIncluídos os Jovens Que Protelam a Chegada DosProtelam a Chegada Dos Herdeiros, Pessoas de Meia-Herdeiros, Pessoas de Meia- Idade Que Já Criaram os Filhos,Idade Que Já Criaram os Filhos, os Parceiros Gays e os Casaisos Parceiros Gays e os Casais Que Não Podem (ou NãoQue Não Podem (ou Não Querem) se Tornar PaisQuerem) se Tornar Pais No Brasil, Identificou-seNo Brasil, Identificou-se 8,6 Milhões de Lares de8,6 Milhões de Lares de ““Casais Sem FilhosCasais Sem Filhos” (um” (um Aumento de 60% Sobre oAumento de 60% Sobre o Número de 1996)Número de 1996)
  • 13. Tendência 3Tendência 3:: Cresce o Número de PessoasCresce o Número de Pessoas Morando SozinhasMorando Sozinhas Pessoas Morando Sozinhas (Em Milhões) (1) 1996 3,2 2006 6 2016 12 Isso Cria Uma Série deIsso Cria Uma Série de Oportunidades, Tais ComoOportunidades, Tais Como:: Conexões de Banda Larga (Em Milhões de Conexões) 2007 8 2012 30(2) Crescimento 275% Aparelhos Portáteis de Música (Em Milhões de Dólares) 2007 99 2012 203 Crescimento 105% Cerveja (Em Bilhões de Dólares) 2007 4,4 2012 6,8 Crescimento 55%
  • 14. O Varejo é Um Dos Setores MaisO Varejo é Um Dos Setores Mais Sensíveis às Mudanças no Perfil DosSensíveis às Mudanças no Perfil Dos Consumidores: O Grupo Pão deConsumidores: O Grupo Pão de Açúcar – Por Exemplo – Lançou emAçúcar – Por Exemplo – Lançou em 2008 a “Bandeira” Extra Fácil2008 a “Bandeira” Extra Fácil Trata-se deTrata-se de Lojas InstaladasLojas Instaladas Próximas aPróximas a Metrôs (ouMetrôs (ou Passagens dePassagens de Pedestres), ComPedestres), Com no Máximo 200no Máximo 200 m² e Umam² e Uma Combinação deCombinação de Padaria e LojaPadaria e Loja de Conveniênciade Conveniência Boa Parte Dos 3 000 ItensBoa Parte Dos 3 000 Itens Oferecidos Nas Lojas é VendidaOferecidos Nas Lojas é Vendida Nas Menores Porções DisponíveisNas Menores Porções Disponíveis Pelos FabricantesPelos Fabricantes A Empresa de Pesquisa Nielsen,A Empresa de Pesquisa Nielsen, Constatou Que os SupermercadosConstatou Que os Supermercados Com Até 4 Caixas Movimentam R$Com Até 4 Caixas Movimentam R$ 50 Bilhões Por Ano e50 Bilhões Por Ano e Representam o Segmento Que MaisRepresentam o Segmento Que Mais Cresce no SetorCresce no Setor
  • 15. Tendência 4Tendência 4:: Cresce oCresce o Número de ConsumidoresNúmero de Consumidores de Meia Idadede Meia Idade Consumidores de Meia-Idade (em Milhões) 1980 6,8 2005 12,6 2020 18Essa Faixa Etária (Acima de 50Essa Faixa Etária (Acima de 50 Anos) Corresponde a 43% da ClasseAnos) Corresponde a 43% da Classe de Renda Mais Alta (Acima de 10de Renda Mais Alta (Acima de 10 Salários Mínimos) e no Total daSalários Mínimos) e no Total da População São 23%População São 23% A Conseqüência Disso é: Viagens aéreas (Em Milhões de Viagens) 2007 50 2012 100 Crescimento: 100% Vinhos (Em Bilhões de Dólares) 2007 1,9 2012 2,5 Crescimento: 32%
  • 16. Captar os Humores do MercadoCaptar os Humores do Mercado Será Cada Vez Mais ImportanteSerá Cada Vez Mais Importante Daqui em Diante, Pois TudoDaqui em Diante, Pois Tudo Indica Que o País Vive osIndica Que o País Vive os Primeiros Contornos de UmaPrimeiros Contornos de Uma Mudança Radical na EconomiaMudança Radical na Economia A Teoria Econômica Ensina Que o Tamanho DosA Teoria Econômica Ensina Que o Tamanho Dos Mercados Importa Muito, Pois Só a Escala PermiteMercados Importa Muito, Pois Só a Escala Permite Oportunidades de SegmentaçãoOportunidades de Segmentação Os Segmentos Mais Abastados daOs Segmentos Mais Abastados da Classe CClasse C EstãoEstão Migrando para a “B” e o Mesmo Ocorre da “B” Para aMigrando para a “B” e o Mesmo Ocorre da “B” Para a “A”. Ou Seja, Oportunidades de Negócios Vão Surgir“A”. Ou Seja, Oportunidades de Negócios Vão Surgir Dos Mercados Populares Aos Artigos de Alto Luxo.Dos Mercados Populares Aos Artigos de Alto Luxo. Sendo Assim, Vai Se Dar Bem Quem SouberSendo Assim, Vai Se Dar Bem Quem Souber Entender o Que Quer o Seu ConsumidorEntender o Que Quer o Seu Consumidor