O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

1) Henri Ford e Alfred Sloan

Parte da Aula aos alunos do Curso de Gestão Empresarial

  • Seja o primeiro a comentar

1) Henri Ford e Alfred Sloan

  1. 1. CONTRIBUIÇÕES DE HENRY FORD À ADMINISTRAÇÃO: Primeiro Fabricante Mundial de Automóveis. Implantou o Horário de 8 Horas / Dia, Impondo o Modelo do “Funcionário Padrão Ford” Adotou o Sistema Logístico do “Just in Time”.
  2. 2. Linha de Montagem Móvel Os Operários Pararam de se Locomover Pela Fábrica e, em Função Disso, o Produto a Ser Montado Passou a se Deslocar Até o Operário, o Qual Fazendo “Movimentos Rápidos e Repetitivos” Passou a Produzir Mais
  3. 3. Produção em Massa A Linha de Montagem Móvel Elevou Bastante a Produção da FORD, a Qual Passou a Produzir em Série o Modelo T-29 Essa Especialização Demonstrou Que Quanto Mais uma Indústria Produz, Mais Ela Aprende a Fabricar com Qualidade, Cada Vez Mais Rápido e Mais Barato
  4. 4. REVOLUÇÃO INDUSTRIAL Linha de Montagem FORD (T-29)
  5. 5. Linha de Montagem (Automóveis 1) Fábrica da Romiseta (SP) Fábrica Volkswagen (SP)
  6. 6. Linha de Montagem (Automóveis 2) Fábrica da Ferrari (Itália) 1955 Fábrica da GM EUA - 1960
  7. 7. Linha de Montagem (Automóveis 3) Toyota Japão 2005 Volkswagen Brasil
  8. 8. Linha de Montagem (Automóveis 4) F O R D Brasil (2007) F I A T Brasil 2007
  9. 9. LINHA DE MONTAGEM MÓVEL Indústria Alimentícia Brasil 2007 Indústria de Informática Brasil 2007
  10. 10. LINHA DE MONTAGEM MÓVEL Indústria de Transformadores Brasil - 2007 Indústria de Alimentos Brasil - 2007
  11. 11. CONTRIBUIÇÕES DE ALFRED SLOAN À ADMINISTRAÇÃO: Segundo Fabricante Americano de Automóveis Lançou Outros Tipos de Veículos e Cores Descentralizou as Decisões Administrativas, Delegando Autoridade aos Diretores das Filiais Introduziu as Figuras do Diretor Financeiro e de Marketing
  12. 12. 1908 a 1920 – A “ERA” DA PRODUÇÃO: Henry Ford Se Inspirou em Taylor, Provando Ser Possível Especializar as Tarefas, e Decompor a Produção de Automóveis em Gestos Elementares Dessa Forma, Os Operários Deixaram de Girar Ao Redor do Automóvel e a Cadeia de Produção, Passou a Desfilar em Frente ao Trabalhador A General Motors (GM) Superou a Ford Com Modelos Para Cada Segmento. Começamos a Falar em Marketing e RH, Mas o Taylorismo Ainda Imperou Por Muitos Anos
  13. 13. 1920 A 1950 – O TRIUNFO DA ORGANIZAÇÃO Pela 1ª Vez a Direção das Empresas Passou a Fixar os Objetivos e a Coordenar as Atividades dos Outros Departamentos A Produção, a Distribuição, os Preços e a Publicidade se Adaptaram à Nova Estratégia “Voltada Para o Cliente”, Que Deixou “Fora de Moda” o Carro Preto da Ford Elton Mayo Percebeu Que, Pelo Fato de Se Interessarem Por Eles, os Trabalhadores se Motivavam a Produzir Mais
  14. 14. 1950 a 1960 – A Chegada do “Pai” da Gestão Empresarial Os Americanos Introduziram Uma Nova Cultura de Gestão, à Base de Pesquisa, de Venda Horizontal e de Controle Gerencial Peter Drucker Permitiu às Pessoas Aprenderem a Gerenciar, Criando uma Nova Disciplina no Aprendizado: o Gerenciamento. À Partir Daí Todos Puseram em Prática a “Gestão por Objetivos” e, as Empresas Americanas, Foram as Primeiras a Fixar Objetivos Específicos Para Seus Gerentes Drucker Afirma Que “Só Há Uma Definição Válida Para o Objetivo de Uma Empresa: Criar um Cliente”

×