Mesopotâmia

3.676 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.676
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.252
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
91
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mesopotâmia

  1. 1. OS POVOS DAMESOPOTÂMIAProf. Cynthia CletoProf. Marcos Pizzolatto (Adaptado)
  2. 2. REINOS DA MESOPOTÂMIA•Sumérios•Acádios•Babilônicos (Amoritas)•Assírios•Caldeus (Neobabilônicos)
  3. 3. SUMÉRIOS São os mais antigos povos da mesopotâmia, ocuparam o sul do território, perto do golfo pérsico, uma região que ficou conhecida como Súmer. Acredita-se que os ancestrais dos sumérios fizeram as primeiras obras para aproveitar as águas dos rios e foram os responsáveis pela invenção da roda e do arado de metal. Principais cidades: Ur e Uruk. Essas cidades eram independentes, isto é, cada qual tinha o seu próprio governo. Por isso são chamadas de cidades-Estado. Inventaram a mais antiga escrita que se tem notícia: A escrita cuneiforme. Faziam anotações sobre os pequenos blocos de barro úmido, desenhando várias figuras, conhecidas como pictogramas, foram modificadas e deram origem a escrita cuneiforme, que depois foram adotada por outros povos mesopotâmicas. Ela era em forma de cunha, daí o nome cuneiforme.
  4. 4.  CURIOSIDADE: A decifração foi possível graças ao inglês Henry Creswicke Rawlinson, que em 1850, decodificou uma inscrição em persa antigo, elamita e babilônico, que comemorava as vitórias do rei persa Dario. A melhoria das condições de vida provocou o aumento da população e alterou a organização social da região: os líderes guerreiros assumiram posição permanente como chefe; Aparecimento do exército: segurança da cidade e ataque a outras. A rivalidade entre as cidades era grande por causa da busca pela riqueza. As cidades-Estado da Suméria resistiram a vários ataques de outros povos, até que por volta de 2100 a.C., foram dominados pelos acádios. Após um curto período de paz, o Império Acádio também passou a sofrer invasões, principalmente de povos nômades atraídos pela riqueza de suas cidades
  5. 5. BABILÔNICOS Em cerca de 1990 a.C. instalou-se a primeira dinastia da Babilônia. Hamurábi, sexto rei da dinastia, governou entre 1792 e 1750 a.C. aproximadamente; Seu governo foi responsável por um famoso código de leis, conhecido como Código de Hamurábi, promulgado em 1765 a.C.. Esse código, unificou leis que existiam havia muito tempo e facilitou a administração do vasto império. É o primeiro código de leis escrito. A análise do código de Hamurábi revela que a população se dividia em três categorias: Homens livres de alta condição econômica; Homens livres que não possuíam privilégios econômicos; Escravos.
  6. 6.  Foi escrito em língua acádia e, do ponto de vista textual, é, sem dúvida, o melhor transmitido dos textos de leis do Oriente Antigo A cópia de parte do código mais importante é, hoje, a estela de diorito negro, com 2,25 metros de altura, encontrada em expedição arqueológica francesa de J. de Morgan nas escavações da acrópole da capital elamita, Susa, durante o inverno de 1901-1902. Essa estela encontra-se atualmente no museu do Louvre. A inscrição consta de 51 colunas escritas com sinais cuneiformes da época da babilônica antiga. Na parte inferior da estela, cerca de sete colunas foram raspadas, perdendo assim, de 35 a 40 parágrafos legais. A lei do Talião (olho por olho, dente por dente) A Babilônia tornou-se um dos maiores centros comerciais do mundo antigo. Após a morte de Hámurabi, houve muitas revoltas populares e o primeiro Império Babilônico entrou em decadência, dando origem a vários reinos independentes e rivais.
  7. 7. ASSÍRIOS Nas proximidades de 1200 a.C., os assírios, originários do norte da Mesopotâmia, dominaram a região. Viviam inicialmente da agricultura, nos vales e da pecuária e da caça, nas partes montanhosas. Sua principal cidade era Assur, às margens do rio Tigre; Ocupavam uma região rica em madeira e minerais, o que possibilitou o desenvolvimento de armas de ferro: lanças, espadas e escudos. Isso foi fundamental para que a Assíria se transformasse num Estado militarizado e, a partir do século XII a.C, iniciasse a conquista dos territórios de seus vizinhos. Usando cavalos e os terríveis carros de guerra (veículos de duas rodas, protegidos por um anteparo frontal, atrelados a dois cavalos, os assírios revolucionaram os combates graças à rapidez das tropas. Para manter o exército, a maior parte da população, composta de trabalhadores do campo e artesãos, era obrigada a pagar tributos, além de trabalhar gratuitamente para o Estado na construção de estradas (comunicação dos territórios conquistados);
  8. 8.  Capital do Império em Nínive; As regiões conquistadas eram obrigadas a pagarem impostos ao Império Assírios; No século VII a.C., a dominação assíria atingiu sua maior extensão territorial, englobando regiões desde a Ásia menor até o golfo pérsico, do Egito ao rio Tigre. CURIOSIDADE: Assurnazipal II, rei assírio do século IX a.C, ficou conhecido pela crueldade: ordenava que se empilhassem as cabeças dos vencidos diante do portal das cidades ocupadas, empalassem cadáveres, queimassem casas, esfolassem vivos os líderes derrotados e executassem em massa os prisioneiros Com a morte de Assurnazipal II, em 627 a.C, cresceram as revoltas em todo o império.
  9. 9.  O recrutamento forçado de camponeses para a guerra, as batalhas contínuas, o pagamento dos tributos e a violência das invasões enfraqueceram a economia e possibilitaram a formação de alianças militares contra os assírios. As regiões dominadas deixaram de pagar impostos e, em 612 a.C, a união entre os reis da Média (os medos) e os caldeus destruiu a cidade de Nínive, pondo fim ao Império Assírio.
  10. 10. CALDEUS O império caldeu estabeleceu sua capital na cidade da Babilônia, iniciando o Segundo império Babilônico. Auge do império com Nabucodonosor: investiu em grandes obras públicas, tais como palácios, templos, muralhas da cidade e os famosos Jardins Suspensos da Babilônia; A Babilônia se tornou uma das mais belas da época; Esse império estendeu-se do Mediterrâneo ao Golfo Pérsico, abrangendo quase todo o Oriente Médio. Após a morte de Nabucodonosor, seus sucessores não conseguiram manter a unidade do território. Império dominado pelos persas, pondo fim aos grandes impérios mesopotâmicos
  11. 11. CURIOSIDADES O casamento na Mesopotâmia Na sociedade mesopotâmica, o casamento era monogâmico – o homem e a mulher podiam ter apenas um cônjuge. “o noivo (para formalizar o casamento) devia oferecer um presente, em dinheiro ou bens móveis, a seu futuro sogro, o qual entregava a sua filha um dote, de usufruto pessoal dela (...) a mulher casada (...) podia demandar em juízo, exercer diversas profissões e até assumir cargos públicos. O marido, contudo, tinha autoridade para castigá-la no caso de infidelidade,e a ele competia a iniciativa do divórcio.” (Paul Garelli, o Oriente Próximo asiático – das origens às invasões dos povos do mar, p.130-131).
  12. 12.  A religião na Mesopotâmia Para os povos mesopotâmicos, os deuses assemelhava-se ao homens, tanto no aspecto físico quanto no modo de pensar e agir. O principal deles era Marduk. Nos textos religiosos, os deuses são representados com traços humanos: usavam roupas e se alimentavam. Entretanto moravam no céu e na terra, tinham o poder de prever o futuro, eram imortais e capazes de fazer o bem e o mal. Os povos mesopotâmicos não acreditavam na existência de vida após a morte ou em qualquer tipo de ressurreição. Isso pode explicar a simplicidade dos túmulos. Durante o breve império dos caldeus, os deuses foram dissociados dos homens e identificados com os planetas, além de considerados onipotentes.
  13. 13. CULTURA Astrologia e Horóscopo (12 Signos); Desenvolvimento da Matemática; Semana de 7 dias; Divisão do Círculo em 360º Multiplicação Construção de Templos, Palácios e Zigurates
  14. 14.  BRAICK, Patrícia. Et al. História das Cavernas ao terceiro Milênio 6º ano. São Paulo: Moderna. 2008. BRAICK, Patrícia. Estudar a História: Das origens do homem à era digital. 6º ano. São Paulo: Moderna. 2011. VAINFAS. Ronaldo. Et al. História: volume único. São Paulo: Saraiva. 2010.. VICENTINO. Cláudio. Projeto Radix: Raiz do Conhecimento 6º ano. São Paulo: Scipione. 2010

×