Produção de texto

2.743 visualizações

Publicada em

Como produzir um bom texto narrativo

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.743
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
111
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Produção de texto

  1. 1. 1 - Como fazer uma Narração 1.1 - Introdução Narrar é contar uma história, que pode ser real ou imaginária, fictícia. Essa história deve envolver personagens, que interagem entre si gerando acontecimentos, que ocorrem em um determinado lugar e em uma determinada época. Assim, a narração se caracteriza por ser uma modalidade dinâmica de redação, na qual predominam os verbos de ação, ao contrário da descrição, onde predominam verbos de estado (ser, estar...).
  2. 2. Espaço - É o local onde acontecem os fatos, onde as personagens se movimentam. Existe o espaço “físico”, que é aquele que caracteriza o enredo, e o “psicológico”, que retrata a vivência subjetiva dos personagens. http://oficinasdearteecontacaodehistorias.blogspot.com.br/
  3. 3. Tempo - Caracteriza o desencadear dos fatos. É constituído pelo cronológico, que, como o próprio nome diz, é ligado a horas, meses, anos, ou seja, marcado pelos ponteiros do relógio e pelo calendário. O outro é o psicológico, ligado às lembranças, aos sentimentos interiores vividos pelos personagens e intrinsecamente relacionados com a característica pessoal de cada um.
  4. 4. Personagens - São as peças fundamentais, pois sem elas não haveria o próprio enredo. Há a predominância de personagens que se destacam pelos atos heroicos, chamadas de principais - protagonistas, outras que se relacionam pelo seu caráter de oposição, as antagonistas, e as secundárias, que não se destacam tanto quanto as primárias, funcionando apenas como suporte da trama em si
  5. 5. Narrador - É aquele que narra a história, atuando como um mediador entre a história narrada e o leitor/ouvinte. Classifica-se em três modalidades: Narrador-personagem - Ele conta e participa dos fatos ao mesmo tempo. Neste caso a narrativa é contada em 1ª pessoa. Narrador-observador - Apenas limita-se em descrever os fatos sem se envolver com os mesmos. Aí predomina-se o uso da 3ª pessoa. Narrador Onisciente - Esse sabe tudo sobre o enredo e os personagens, revelando os sentimentos e pensamentos mais íntimos, de uma maneira que vai além da própria imaginação. Muitas vezes sua voz se confunde com a dos personagens, é o que chamamos de Discurso Indireto Livre.
  6. 6. Enredo Todos estes elementos correlacionam entre si, formando o que denominamos de enredo, que é o desencadear dos fatos, a essência da história, a qual se constituirá para um desfecho imprevisível que talvez não corresponderá às expectativas do leitor. Este, portanto, poderá ser triste, alegre, cômico ou trágico, dependo do ponto de vista do narrador.
  7. 7. Antes de começar a fazer uma narração, é importante responder a algumas perguntas para facilitar a construção do texto: • • • • • • • • Qual fato ou acontecimento será narrado? Quando ele ocorreu ou ocorrerá? Onde tudo acontece? Quais são os personagens? Por que o fato aconteceu? Como ele ocorreu? Quais as suas consequências? O narrador participa da história?
  8. 8. Estrutura da Narração A estrutura mais utilizada em textos narrativos é a seguinte: Situação inicial - os personagens e espaço são apresentados. Estabelecimento de um conflito - um acontecimento modifica a situação apresentada e desencadeia uma nova situação a ser resolvida, que quebra a estabilidade de personagens e acontecimentos Clímax - ponto de maior tensão na narrativa. Epílogo - solução do conflito, o que nem sempre significa um final feliz.
  9. 9. Veja como a história resumida da Branca de Neve segue essa estrutura narrativa A história começa com o estabelecimento de uma situação inicial, apresentando os personagens: "Era uma vez, uma linda princesa chamada Branca de Neve, cuja beleza desabrochava dia-a-dia, causando inveja em sua madrasta, a rainha.
  10. 10. Estabelecimento de um conflito. Em certo momento, um conflito se estabelece. Algo acontece e quebra a estabilidade do início da história, demandando uma solução: "A malvada rainha, disfarçando-se como uma pobre velhinha vendedora de maçãs, lhe oferece uma fruta envenenada. Ao morder a maçã, a jovem cai ao chão, desfalecida, como se estivesse morta. O feitiço da maçã envenenada só poderia ser quebrado pelo primeiro beijo de amor." Clímax Então, ocorre o Clímax, que é o instante decisivo e de maior intensidade emocional da narração: "Um dia, o príncipe finalmente encontra Branca de Neve e lhe dá um beijo. De repente, os olhos da jovem se abrem, como se ela acabasse de despertar de um sono profundo."
  11. 11. Epílogo Depois do Clímax, acontece o desfecho da trama, solucionando de vez o conflito. "Branca de Neve e o príncipe, montados em seu belo cavalo, partem rumo ao castelo do príncipe, onde viveram felizes para sempre." Dicas para fazer uma narração No início do texto, tente caracterizar as personagens com traços marcantes e essenciais, tanto física como psicologicamente, de forma a possibilitar ao espectador criar uma imagem mais definida. Isso os tornará mais interessantes, prendendo mais a atenção do leitor. Procure desde já definir nos personagens e na situação elementos que serão importantes para a solução dos conflitos no final da narração.
  12. 12. Estabelecida a situação inicial, crie uma situação inusitada que desencadeie uma circunstância de conflito. A partir dessa situação, crie uma série de ações que mantenham o clima de suspense em relação aos acontecimentos que virão, aumentando a tensão. Caracterize alguns espaços e objetos determinantes no enredo, de forma a cativar e envolver o leitor.
  13. 13. No clímax, misture de forma criativa alguns dos elementos apresentados na situação inicial e no desenvolvimento com outros elementos inesperados para criar o instante decisivo da narração. Esse retorno aos elementos iniciais assegura a coesão do texto, e a associação de elementos novos garante que o texto não se torne previsível. O desfecho deve ser original, inesperado, surpreendente. Caso contrário, a narrativa pode se transformar num simples relato. Finalize de forma a tentar suprir as expectativas dos leitores. Capriche, pois muitas vezes o final é responsável pela avaliação de toda a narração.
  14. 14. Uma boa ideia para que as crianças coloquem em prática o que foi Trabalhado, é pedir para que confeccionem avental de uma história conhecida, onde terão que caprichar na caracterização dos personagens, dentro de um determinado tempo e espaço. Além disso, trabalharão com a sequência dos fatos, produção escrita, oralidade e criatividade. http://artesdafabiola.blogspot.com.br/2011/03/inventando-com-mamae.html
  15. 15. Uma outra ideia é criar uma caixa de contação de história. Alice no País das Maravilhas
  16. 16. Chapeuzinho Vermelho
  17. 17. FONTES: http://www.jurisway.org.br/v2/cursoonline.asp?id_curso=834&id_titulo=10573&pagina =26 http://www.mundoeducacao.com/redacao/os-elementos-texto-narrativo.htm http://gnt.globo.com/maes-e-filhos/noticias/Fotografa-faz-ensaio-com-bebevestida-de-personagens-de-contos-de-fada.shtml http://queromoraremumalivraria.blogspot.com.br/2010/07/contos-de-fadasbonequinhas-de-papel.html

×