Lição 5     Obadias – O Princípio da Retribuição        TEXTO ÁUREO:“Pois o dia do SENHOR está próximopara todas as nações...
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE                    Obadias 1.1-4, 15-18Obadias 1:1-4Visão de Obadias. Assim diz o Soberano, o SE...
OBADIASSEU SIGNIFICADO: “Servo do Senhor” ou “Adorador de         Yaweh”.           DATA PROVÁVEL DA INSCRIÇÃO:           ...
A Soberania de Deus. A SOBERANIA É UMA CARACTERÍSTICA DE DEUS, FAZ PARTE DA SUA ESSÊNCIA. QUANDO ENTENDEMOS ERECONHECEMOS ...
Características da soberania de Deus  ELA É ESSENCIAL: NÃO PODE SER SEPARADA DA EXISTÊNCIA DO                          CRI...
1. A desunião entre povos – Israel e Edom - ORIGENS                                 Reino de Edom Lentilhas Veremelhas    ...
1. A desunião entre povos – Israel e Edom           PROBLEMAS FAMILIARES• Isaque resistiu cumprir o que Deus falara, não  ...
2. Entendendo o livro de Obadias• Não podemos entender o livro sem entender os  relacionamentos entre Jacó e Esaú;• A luta...
3. História do conflito Israel Vs EdomO primeiro registro conflituoso de grande porte entre Israel e Edom está nasEscritur...
3. História do conflito Israel Vs EdomCom isso, o problema se agravou, os idumeus em 40 a.C. formam o reipalestino, Herode...
O Território de EdomO território de EdomO território de Edom tinha um formato parecido com um retângulo mal feito,sendo 20...
4. Propósitos e Teologia         MOSTRAR O ZELO DE DEUS PARA SEU POVOMOSTRAR QUE O ORGULHO É FORÇA MOTRIZ PARA A DESTRUIÇÃ...
5. A RetribuiçãoA RETRIBUIÇÃO SIGNIFICA “PAGAR NA MESMA MOEDA”, OU SEJA,            OLHO-POR-OLHO, DENTE-POR-DENTE.       ...
5. A RetribuiçãoExistem alguns princípios que norteiam a retribuição divina,segundo R.N. CHamplim, são eles:1)    A nature...
6. Conclusão       Devemos entender algo sobre a retribuição,pois alguns acham que este princípio é desumano,opressor e de...
Slides elaborados pelo Professor Érick Freire.             Acesse: www.ebdbrasil.net       Devemos entender algo sobre a r...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Lição 5 obadias - o princípio da retribuição, slides professor érick freire.

2.652 visualizações

Publicada em

Lição 5 - Obadias - O princípio da Retribuição.

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.652
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
709
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
328
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Este modelo pode ser usado como um arquivo inicial de um álbum de fotos.
  • Este modelo pode ser usado como um arquivo inicial de um álbum de fotos.
  • Este modelo pode ser usado como um arquivo inicial de um álbum de fotos.
  • Lição 5 obadias - o princípio da retribuição, slides professor érick freire.

    1. 1. Lição 5 Obadias – O Princípio da Retribuição TEXTO ÁUREO:“Pois o dia do SENHOR está próximopara todas as nações. Como você fez,assim lhe será feito. A maldade quevocê praticou recairá sobre você.Obadias 1:15 VERDADE PRÁTICA: Obadias mostra que a lei dasemeadura e o princípio da retribuição constituem uma realidade da qual ninguém escapará.
    2. 2. LEITURA BÍBLICA EM CLASSE Obadias 1.1-4, 15-18Obadias 1:1-4Visão de Obadias. Assim diz o Soberano, o SENHOR, a respeito de Edom:Nós ouvimos uma mensagem do SENHOR. Um mensageiro foi enviado àsnações para dizer: “Levantem-se! Vamos atacar Edom! ”“Veja! Eu tornarei você pequeno entre as nações. Será completamentedesprezado! A arrogância do seu coração o tem enganado, você que vivenas cavidades das rochas e constrói sua morada no alto dos montes; vocêque diz a si mesmo: ‘Quem pode me derrubar? ’ Ainda que você suba tãoalto como a águia e faça o seu ninho entre as estrelas, dali eu o derrubarei”,declara o SENHOR.Obadias 1:15-18“Pois o dia do SENHOR está próximo para todas as nações. Como você fez,assim lhe será feito. A maldade que você praticou recairá sobre você.Assim como vocês beberam do meu castigo no meu santo monte, tambémtodas as nações beberão sem parar. Beberão até o fim, e serão como senunca tivessem existido. Mas no monte Sião estarão os que escaparam; eleserá santo e a descendência de Jacó possuirá a sua herança.A descendência de Jacó será um fogo, e a de José uma chama; adescendência de Esaú será a palha. Eles a incendiarão e a consumirão. Nãohaverá sobreviventes da descendência de Esaú”, declara o SENHOR.
    3. 3. OBADIASSEU SIGNIFICADO: “Servo do Senhor” ou “Adorador de Yaweh”. DATA PROVÁVEL DA INSCRIÇÃO: 845 a.C. e 586 a.C.
    4. 4. A Soberania de Deus. A SOBERANIA É UMA CARACTERÍSTICA DE DEUS, FAZ PARTE DA SUA ESSÊNCIA. QUANDO ENTENDEMOS ERECONHECEMOS A SOBERANIA DE DEUS, PASSAMOS A ENTENDER UMA SÉRIE DE OUTRAS COISAS NA VIDA. MUITO DA INCOMPREENSÃO DE COISAS QUE ESTÃO ESCRITAS NA BÍBLIA, É A CAUSA DO PROBLEMA DE PESSOAS NÃO ACEITAREM O FATO DE QUE DEUS É SOBERANO. A SOBERANIA SIGNIFICA QUE EU TENHO DE ME HUMILHAR DIANTE DE DEUS E RECONHECERQUE DEUS É TUDO E EU SOU NADA. SE A PESSOA NÃO RECONHECE QUE DEUS É SOBERANO, COMO ELAPODERÁ ENTENDER QUANDO TIAGO DIZ “ALEGREM-SE POR PASSAR PROVAÇÕES NA VIDA”?
    5. 5. Características da soberania de Deus ELA É ESSENCIAL: NÃO PODE SER SEPARADA DA EXISTÊNCIA DO CRIADOR.ELA É ETERNA: A SOBERANIA FAZ PARTE DO DEUS ETERNO, FAZ PARTE DO SEU SER. ELA É PODEROSA: POR SUA VONTADE ELE QUER E PODE FAZER. ELA É IMUTÁVEL: COMO SEU AGENTE TAMBÉM É. ELA É EFICAZ: TUDO O QUANTO ELE DECRETA SE FAZ.ELA É INATA: FAZ PARTE DO SER DE DEUS, SE DEUS EXISTE ELA EXISTE.
    6. 6. 1. A desunião entre povos – Israel e Edom - ORIGENS Reino de Edom Lentilhas Veremelhas Prato de lentilhasO início da desunião entre edomitas e hebreuscomeçou com o erro dos pais de Jacó e Esaú, ouseja, ter preferência a filhos, Isaque amava mais Esaúe Rebeca preferia Jacó (Gn 25.28).
    7. 7. 1. A desunião entre povos – Israel e Edom PROBLEMAS FAMILIARES• Isaque resistiu cumprir o que Deus falara, não abençoaria o mais novo;• Rebeca quis dá uma ajudinha a Deus;• Falta de cultivo de amizade dos filhos;• Disputa entre irmãos;• Traição de Jacó, suplantou seu irmão e pegou sua bênção;• A fuga• O perdão de Esaú• Descendentes de Esaú criam conflito com os hebreus a partir de 1406 a.C. Quando os hebreus queriam transpassar a terra de Edom para alcançarem Canaã.
    8. 8. 2. Entendendo o livro de Obadias• Não podemos entender o livro sem entender os relacionamentos entre Jacó e Esaú;• A luta no ventre (Gn 25.22);• O erro dos pais (Gn 25.28);• Um jantar muito caro (Gn 25.29-34);• Mentindo astutamente (Gn 27.6-29);• O ódio de Esaú (Gn 27.41);• A hostilidade histórica hereditária (Ob 1.12-14);• Inimizade até o extermínio edomita (Mt 2.1-23)
    9. 9. 3. História do conflito Israel Vs EdomO primeiro registro conflituoso de grande porte entre Israel e Edom está nasEscrituras (Nm 20.14-21 e Dt 25) Quando Edom nega aos seus irmãos hebreus otranspasse com destino a terra de Canaã (1406 a.C.) 414 anos depois é a vez daretaliação davídica (2 Sm 8.12), conquistando e dominando Edom, cumprindo abenção de Isaque a Esaú “...você servirá a seu irmão”(NTLH), mas seria libertoatravés da revolta (Gn 27.40), por isso em 845 a.C. Edom faz uma campanhamilitar junto aos filisteus contra Judah tomando e pilhando a cidade (2 Cr 21.17a).Em 785 a.C. Amazias se vinga do que fizeram a seu pai Jeorão e mata cerca devinte mil homens indumeus (edomitas), sujeitando outra vez Edom, mas poucotempo depois o domínio é aniquilado por Jeoás por causa da altivez de Amazias (2Cr 25.11-24).Após duas centúrias, os edomitas se aliam ao império babilônico para destruirJerusalém e gritavam “Arrasem Jerusalém até o chão” (Sl 137.7b NTLH), com issotomaram posse do sul de Judah e se instalaram. Após a queda do império dosjardins suspensos, alguns edomitas mesclaram-se aos judeus e a árabes queresidiam na região, principalmente os nabateus que, com esse fato miscigenou ostransformando nos agora chamados mais frequentemente idumeus, formando oestado da Idumeia, estes foram forçados por João Hircano em 126 a.C. acircuncidarem-se, tornando-os judeus a força.
    10. 10. 3. História do conflito Israel Vs EdomCom isso, o problema se agravou, os idumeus em 40 a.C. formam o reipalestino, Herodes, O Grande, conquistou e subjugou Jerusalém em 37 a.C.Daí pra frente todos os reis herodianos hostilizaram o povo israelita. Inclusive,a perseguição e morte de infantes abaixo de dois anos do sexo masculino (Mt2) era porque Herodes temia que os judeus tomassem o poder dos idumeus(edomitas) e Yeshua fosse o agente desta revolução judaica, Herodes tinhatomado conhecimento da Profecia de Miqueias 5.2 e fez cumprir Jeremias31.15.O fim dos idumeus (edomitas) só ocorreu no ano 70 d.C. se cumprindo o queo profeta Obadias havia falado, a população de Jerusalém não judaica foiarrasada e destruída, os aliados romanos que antes eram amigos ecompanheiros, agora tomavam o poder de Herodes e baniria toda populaçãoidumeia da face da terra, poucos que sobraram se misturaram aos árabes epalestinos, mas nunca mais ouviu se falar em Edom.
    11. 11. O Território de EdomO território de EdomO território de Edom tinha um formato parecido com um retângulo mal feito,sendo 200 quilômetros de comprimento e por 48 quilômetros de largura. Áreacoberta de montanhas que chegavam até 1740 metros de altitude. Umacaracterística era as rochas vermelhas que aludiam o nome do povo “vermelhos”..
    12. 12. 4. Propósitos e Teologia MOSTRAR O ZELO DE DEUS PARA SEU POVOMOSTRAR QUE O ORGULHO É FORÇA MOTRIZ PARA A DESTRUIÇÃONINGUÉM ESTÁ SEGURO ESCANERCENDO OS PRINCÍPIOS DE DEUS MOSTRAR O PRINCÍPIO DE RETRIBUIÇÃOMOSTRAR QUE APÓS A HUMILHAÇÃO O POVO DE DEUS TRIUNFARÁ MOSTRAR A SOBERANIA DE DEUS SOBRE TODOS OS REINOS DO MUNDO MOSTRAR A SOBERANIA DE DEUS AO LONGO DA HISTÓRIA
    13. 13. 5. A RetribuiçãoA RETRIBUIÇÃO SIGNIFICA “PAGAR NA MESMA MOEDA”, OU SEJA, OLHO-POR-OLHO, DENTE-POR-DENTE. O TEMPO DA RETRIBUIÇÃO (OB 1.15) O ALCANCE DA RETRIBUIÇÃO (OB 1.15) A MEDIDA DA RETRIBUIÇÃO (OB 1.15) O PESO DA RETRIBUIÇÃO (OB 1.15,16) EDOM ABRIU UMA COVA PARA JUDAH E ELE MESMO CAIU QUEM MAQUINA O MAL SE TORNA A PRÓPRIA VÍTIMA
    14. 14. 5. A RetribuiçãoExistem alguns princípios que norteiam a retribuição divina,segundo R.N. CHamplim, são eles:1) A natureza de Deus, pois ele é reto, justo, onipotente esoberano, por isso, ele quer e é capaz de punir o mal erecompensar a retidão. Sua soberania trás para nós seujulgamento, pois ser soberano é transcender ao físico, emocional,material e intelectivo, em suma tudo o que é visível e invisível eledomina e quer e pode controlar.2) Inevitabilidade da retribuição. Em Gal. 6.7 e 8, claramentenos trás este princípio, não focando só a retribuição ao atosoberano de Deus, mas ao princípio das ações do homem. Deusnão o faz simplesmente como justiceiro, mas porque os atostrazem consequências inevitáveis, tanto no campo moral, comono espiritual.3) Propriedade da punição. Deus é justo e não pode deixar umato de pecado passar impune, e Mateu 7.2 é bem claro que apunição é proporcional aos atos.
    15. 15. 6. Conclusão Devemos entender algo sobre a retribuição,pois alguns acham que este princípio é desumano,opressor e desproporcional ao amor, mas pelocontrário, “A própria retribuição é uma manifestaçãodo amor divino” (R.N. CHAMPLIM), mas a retribuiçãoapós castigar ela tem o efeito restaurador porque levao povo e/ou indivíduo a uma reflexão que trásrestauração espiritual, o sofrimento leva-nos a refletire “voltar ao primeiro amor”, como chamasse nohebraico, faz-se uma teshuvá, um retorno. Muitos denós estamos precisando deste retorno antes quesejamos destruídos, não precisamos de uma NovaReforma, precisamos de uma restauração espiritual.
    16. 16. Slides elaborados pelo Professor Érick Freire. Acesse: www.ebdbrasil.net Devemos entender algo sobre a retribuição,pois alguns acham que este princípio é desumano,opressor e desproporcional ao amor, mas pelocontrário, “A própria retribuição é uma manifestaçãodo amor divino” (R.N. CHAMPLIM), mas a retribuiçãoapós castigar ela tem o efeito restaurador porque levao povo e/ou indivíduo a uma reflexão que trásrestauração espiritual, o sofrimento leva-nos a refletire “voltar ao primeiro amor”, como chamasse nohebraico, faz-se uma teshuvá, um retorno. Muitos denós estamos precisando deste retorno antes quesejamos destruídos, não precisamos de uma NovaReforma, precisamos de uma restauração espiritual.

    ×