Aula introdutoria final

268 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
268
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula introdutoria final

  1. 1. Disciplina: Ciência, Tecnologia e Sociedade Aula IntrodutóriaProfessor: Adalberto Mantovani Martiniano de Azevedo Santo André, 29/05/2012
  2. 2. Plano de aula1. Sobre o professor2. Sobre a disciplina CTS3. Tópicos do programa4. Didática5. Avaliação
  3. 3. Sobre o Professor Adalberto1. Bacharel em Administração Pública (Unesp, 1999)2. Mestre (2005) e Doutor (2010) em Política Científica e Tecnológica (Unicamp)3. Pesquisador colaborador no Grupo de Apoio à Inovação e Aprendizagem em Sistemas Organizacionais, Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer4. Currículo: http://lattes.cnpq.br/8374095640342540
  4. 4. Sobre o Professor AdalbertoInteresses de pesquisa:1. Redes de pesquisa colaborativa (universidade-empresa)2. Políticas públicas de Ciência, Tecnologia e Inovação (C,T&I)3. Regulação ambiental e mudança tecnológica4. Políticas de promoção da indústria de microeletrônica no Brasil5. Gestão de Resíduos de Eletroeletrônicos6. Políticas Públicas de difusão de biocombustíveis
  5. 5. Sobre a Disciplina CTSCiência, Tecnologia e SociedadeCampo acadêmico interdisciplinar de pesquisa e ensino, comaportes de várias disciplinasQuestiona o caráter essencialmente benéfico e o sinônimode progresso atribuído à C&TColoca em evidência: impactos negativosassimetrias na benefícios e malefícios geradosQuestiona a idéia de neutralidade e universalidade da C&Tcomo atividade social necessariamente positiva
  6. 6. Sobre a Disciplina CTSExemplo: biocombustíveis X combustíveis de petróleoRudolph Diesel testou seus primeiros motores com óleo deamendoim...Entre 1913 e 1930 Henry Ford testou e produziu motores aetanol...Mas...Fatores sociais relações de poder (corporações), atuação degrupos sociais relevantes ajudaram a consolidar a“superioridade” técnica dos combustíveis de petróleo.A produção científica e tecnológica comprova a“superioridade” técnica dos combustíveis de petróleo - emfunção de critérios que delimitam métodos adequados ao quefaz sentido para grupos de interesse, cientistas, empresários,Estado...
  7. 7. Sobre a Disciplina CTSMas...Características da tecnologia dos combustíveis de petróleolevaram ao “renascimento dos biocombustíveis”Nos anos 70 (crise de abastecimento)...Desde os anos 90: expectativas de exaustão, problemasambientaisEstado, movimentos sociais, grupos de pressão, pressionampor mudanças (gerando artefatos como carros flex fuel)gerando a nova “superioridade” técnica dosbiocombustíveis.A produção científica e tecnológica comprova a“superioridade” técnica dos combustíveis de petróleo - emfunção de critérios que delimitam métodos adequados ao quefaz sentido para grupos de interesse, cientistas, empresários,Estado...
  8. 8. Sobre a Disciplina CTSMORAL DA ESTÓRIATecnologias não são construídas isoladamente de seusentornos... mas também modificam a sociedade e seuspressupostos: homem é produto e produtor de tecnologias.A legitimação dos fatos científicos e artefatos tecnológicosdepende das regras do jogo científico e tecnológico, quedefinem que é um acerto e o que é um erro em processos denegociação e formação de consensoNão é possível diferenciar elementos determinantes e dacriação e difusão do que é cientificamente relevante,tecnologicamente funcional, economicamente viável esocialmente aceitável (nem suas consequências)Mundo natural integrado ao mundo social, em um tecido semcosturas.
  9. 9. 2. Por que estudar CTS?Compreensão da prática científica/tecnológica: questionamentosobre a prática individual de cientistas, engenheiros e usuáriosde tecnologiaQuestionamento de fatos científicos e artefatos tecnológicosapresentados como “verdades absolutas” neutras e universais:desmistificação;Participação democrática em processos decisórios de geração eadoção de tecnologias X Ditadura do “cientificamentecomprovado”Descobrir os interesses relacionados às “verdades” científicas etecnológicas: econômicos, políticos, culturais...Contrabalanceando o poder dos expertosDirecionar políticas de C,T&I para o interesse público
  10. 10. Temas estudadosEstudos de Laboratório: abrindo a caixa preta da C,T&IEstudos sobre Gênero e C,T&IHistória da C,T&IPolíticas Públicas de CT&I (indicadores)Participação pública no debate tecnológico-científicoEstudos sobre democracia: “tirania” dos expertos e participaçãode leigos e movimentos sociaisEstudos sobre ciência, tecnologia e culturaParticipação da Mídia no debate CT&I…
  11. 11. Contribuições da CTSCompreensão de que a CT&I é controversa (exemplo- história do biocombustível)Exatamente porque é controversa que outros grupo sociais (cidadãos, movimentos sociais) devem participar, questionar e influenciar nas decisões tomadas por expertsElaboração de PCTs: agendas de pesquisaPorquê existem designs dominantes e invenções fracassadasQual a diferença entre ciência, tecnologia e inovação?Como se explicam as assimetrias (nacionais, regionais...)
  12. 12. Efeitos dos estudos CTS sobre as políticas epráticas de C,T&IRegulamentações, proteção ambiental, proteção doconsumidor, avaliação de tecnologiasComissões de ética da pesquisa científicaPrimeiros programas CTS em UniversidadesInclusão desses estudos nas grades curriculares de cursos degraduaçãoMétodos de prospecção/avaliação tecnológica (cientometria eanálises qualitativas)Ações de divulgação científica: participação pública
  13. 13. Alguns temas abordados no nosso curso de CTS1. A institucionalização das C&T como atividade social onipresente e indispensável2. Revoluções Industriais3. C&T como processo social: determinantes e assimetrias na distribuição dos resultados4. C,T&I e competitividade econômica5. C,T&I e capacitação: competências e sua importância6. C,T&I e o trabalho;7. C, T&I e o meio ambiente8. C;T&I e a produção artística e cultural
  14. 14. DIDÁTICA1. Aulas expositivas sobre os temas propostos no programa;2. Discussões em sala sobre as aulas (necessária leitura prévia de textos essenciais, levados impressos às aulas) e sobre temas atuais de interesse;3. Textos da disciplina: biblioteca, pasta do professor (para Xerox) e eletrônicos (internet);4. Aprofundamento dos temas: textos complementares (a serem utilizados nos trabalhos finais).
  15. 15. AVALIAÇÃOConceito final: critérios1.Participação nas discussões em aula: 20%;2. Provas escritas (1 prova sem consulta): 45%;3. Trabalho final em grupo baseado nos tópicos dasdisciplinas e elaborado ao longo do curso: 35%.

×