Povos bárbaros

8.782 visualizações

Publicada em

Esse vídeo mostra a visão etnocêntrica dos romanos sobre os povos bárbaros. Também podemosconhecer um pouquinho o governo de Carlos Magno.

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.782
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
98
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Povos bárbaros

  1. 1. Povos Bárbaros Povos Germanos
  2. 2. Rafael Sanzio. O encontro do papa Leão I com Átila (Afresco, 1511- 1514)
  3. 3. ROMANOS BÁRBAROS
  4. 4. Vamos refletir a partir da obra... <ul><li>Como são as vestimentas dos romanos?E dos bárbaros? </li></ul><ul><li>Como se portam os cavalos dos romanos? E dos bárbaros? </li></ul><ul><li>Como estão distribuídas as pessoas do lado dos romanos? E dos bárbaros? </li></ul><ul><li>Como você descreve a paisagem do lado dos romanos? E dos Bárbaros? </li></ul><ul><li>A obra de Rafael Sanzio traz uma visão positiva ou negativa dos povos bárbaros? </li></ul>
  5. 5. Trabalhando com documento <ul><li>Sidônio Apolinário, um romano que foi obrigado a hospedar burgúndios em sua casa, ao se questionado por um amigo sobre os motivos que o levaram a não mais compor versos, responde: “(...) Eu, cantar em versos (...) quando vivo no meio de hordas cabeludas, ensurdecido pelos sons da língua germânica, obrigado a ter a aparência de louvar algumas vezes o que canta, quando é bastante repulsivo o burgúndio de cabelos besuntados de uma manteiga rançosa? Felizes os teus olhos, felizes os teus ouvidos, feliz mesmo o teu nariz! Pois ele não sente dez vezes de manhã o odor emprestado do alho ou da cebola” </li></ul><ul><li>Apud ISAAC, J; Alba, A. História Universal- Roma. SP: Mestre Jou, 1964. p.226 </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Com base no texto anterior, quais as características dos bárbaros burgúndios, descritas por Sidônio Apolinário? </li></ul><ul><li>Se você tivesse acesso apenas às duas fontes de informação apresentadas, que visão teria a respeito dos povos bárbaros? </li></ul>
  7. 7. Mas afinal, quem eram os bárbaros? <ul><li>Eram todos os povos que não falavam o latim e não moravam dentro dos limites do Império construído pelos romanos. </li></ul>
  8. 9. Povos bárbaros (germanos) <ul><li>Localizavam-se na região da Germânia, norte do Império Romano. </li></ul><ul><li>Viviam em aldeias e se dedicavam à agricultura e criação de animais. </li></ul><ul><li>Eram povos guerreiros. A honra, a bravura e a coragem eram valores importantes para os germanos. </li></ul><ul><li>Havia uma relação de reciprocidade entre os guerreiros e o chefe. </li></ul><ul><li>As leis eram orais, baseadas nas tradições, costumes... </li></ul><ul><li>As tribos germânicas eram politeístas, os deuses que adoravam representavam as forças da natureza. </li></ul>
  9. 12. Reino dos Francos <ul><li>Clóvis(482-511) foi um rei importante da dinastia merovíngea, converteu-se para o cristianismo e promoveu uma aliança com a igreja. </li></ul><ul><li>Isso favoreceu ambas as partes. Pois de um lado o Papa fortaleceu o poder do rei e por outro o Papa teve o apoio  político  e militar contra os imperadores bizantinos. </li></ul>
  10. 13. Império de Carlos Magno <ul><li>Carlos Magno (768 -814, realizou muitas conquistas, expandindo as fronteiras do império. Com isso Carlos garantiu a dependência entre poder central e nobreza. Porque parte  das terras conquistadas eram doadas à aristocracia que por sua vez tinha um compromisso de lealdade para o rei-susserano. </li></ul><ul><li>As vitórias de Carlos Magno expandiram não só seu território mas também a fé católica sobre as outras religiões. </li></ul>
  11. 14. Coroação de Carlos Magno <ul><li>O fato de um rei ser coroado pelo papa demonstra que a instituição mais poderosa do período depositava em Carlos Magno a confiança da expansão do Império Carolíngeo e do cristianismo. </li></ul>
  12. 15. Missi dominici: inspetores reais <ul><li>Missi dominici, ou enviados do senhor; eram funcionários encarregados por Carlos Magno de percorrer o Império e informar o soberano sobre a administração dos seus domínios. Cabia também a eles impor aos condes e homens livres o juramento de fidelidade ao imperador. </li></ul>
  13. 16. Tratado de Verdun <ul><li>Carlos, o Calvo, ficou com a França Ocidental; Luís, o Germânico, com a França Oriental; Lotário, com a França Central. </li></ul><ul><li>Logo os reis se tornaram cada vez mais dependentes da ajuda financeira e militar dos nobres e clero, perdendo parte de seu poder sobre o reino. </li></ul>Pelo Tratado de Verdun, em 843, o reino foi dividido em três partes:

×