Imperialismo

8.717 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.717
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
150
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Imperialismo

  1. 1. NEOCOLONIALISMO <ul><li>Neocolonialismo é o processo de exploração econômica e dominação política estabelecido pelas potências capitalistas emergentes ao longo do século XIX e início do século XX , que culmina com a partilha da África e da Ásia , (colonização da África e da Ásia). </li></ul>
  2. 5. Partilha da África: Conferência de Berlim (1884-1885)
  3. 7. Observe que 60% desta divisão é constituído de retas ou de arcos de circunferência. Os estados africanos atuais, na sua maioria, não tem a mesma unidade cultural, lingüística. Existem casos em que um mesmo Estado abriga várias nações ou até uma única nação em dois ou mais Estados.
  4. 8. <ul><li>Um dos grandes problemas do neocolonialismo é a forma como se deu a &quot;partilha&quot; dos territórios africanos, por exemplo. Ao dividir os territórios, os países invasores não levaram em consideração as diferenças culturais do continente, o que fez com que tribos rivais ficassem numa mesma região, agravando ainda mais as guerras civis africanas . </li></ul>
  5. 9. A violência em que se deu a colonização provocou grandes distorções nas estruturas econômicas, sociais e culturais dos territórios dominados. A economia tradicional comunitária ou de subsistência foi totalmente desorganizada pela introdução de cultivos destinados a atender exclusivamente as necessidades das metrópoles. Intrigas entre etnias foram estimuladas e antigos reinos destruídos, vencidos pela superioridade militar dos colonizadores. Vários povos, antes auto-suficientes em alimentos, passaram a depender de produtos importados da metrópole.
  6. 10. A Partilha da Ásia <ul><li>Em geral, o modo de produção dos países asiáticos era formado pela união da pequena produção agrícola com a indústria doméstica, compondo pequenas comunidades economicamente auto-suficientes . O comércio de produtos europeus, principalmente os ingleses, destruiu rapidamente essa indústria artesanal, ficando a população local na exclusiva dependência da agricultura. Tornavam-se, assim, abastecedores de víveres e matérias-primas da Europa. </li></ul>
  7. 11. REVOLTAS COLONIAIS Resistências contra o Imperialismo
  8. 12. Guerra do Ópio (1839) : Ingleses e Chineses Esta guerra foi iniciada pelos ingleses após as autoridades chinesas, que já sabiam do mal causado por esta substância, terem queimado uma embarcação inglesa repleta de ópio. Tratado de Nanquim (1842) : 5 portos chineses abertos ao comércio inglês + Hong Kong.
  9. 13. Revolta dos Cipaios (1857) : (Indianos X Ingleses) em xeque o domínio britânico
  10. 14. Objetivo: acabar com o imperialismo britânico na Índia. Nacionalistas indianos apoiados pela população local e pelo exército da Índia reivindicavam o direito indiano à liberdade.. Mas a revolta foi sufocada pela Inglaterra. Ao lado, indianos enforcados pela s autoridades inglesas
  11. 15. GUERRA DOS BOXERS (1900-1901) Revolta nacionalista chinesa contra o domínio estrangeiro iniciada pela Sociedade Harmoniosos Punhos Justiceiros (Sociedade dos Boxers). Dedicavam ao treinamento de lutas marciais.Seus movimentos eram semelhantes a uma luta de boxe, daí o nome guerra dos Boxers.
  12. 16. A Guerra dos Bôeres (1899 e 1902) – África do Sul
  13. 17. Causas e Consequências da Guerra <ul><li>Confronto entre o Reino Unido e os fundadores das repúblicas independentes de Transvaal e Orange, no nordeste da África do Sul. Regiões ricas em jazidas de diamantes, ouro e ferro . </li></ul><ul><li>A superioridade britânica em homens e armamentos derrota os bôeres. </li></ul><ul><li>As tropas inglesas devastavam e queimavam as propriedades ao longo da guerra. </li></ul><ul><li>Os bôeres capturados (homens, mulheres e crianças) são colocados em campos de confinamento, onde morrem cerca de 20 mil pessoas. </li></ul>
  14. 18. Ideologia do Imperialismo <ul><li>Etnocentrismo : europeus acreditavam que o colonialismo transmitia “o progresso econômico e cultural” </li></ul><ul><li>Teorias Racistas: raça branca era superior às outras. </li></ul><ul><li>Geopolítica: espaço vital para a sobrevivência. </li></ul><ul><li>Darwinismo Social: fortes dominam os mais fracos. </li></ul>
  15. 19. Arthur de Gobineau: um dos mais importantes teóricos do racismo no século XIX <ul><li>Para ele a mistura de raças era inevitável e levaria a raça humana a graus sempre maiores de degenerescência física e intelectual. </li></ul><ul><li>O Brasil não tinha futuro, país marcado pela presença de raças que julgava inferiores. A mistura racial daria origem a mestiços e pardos degenerados e estéreis. Esta característica Esta característica já teria selado a sorte do país: a degeneração levaria ao desaparecimento da população. </li></ul><ul><li>A única saída para os brasileiros, seria o incentivo à imigração de &quot;raças&quot; européias, consideradas superiores. </li></ul>

×