Leitura e Interpretação de Projeto Arquitetônico

36.846 visualizações

Publicada em

Curso ministrado durante o III Encontro de Iniciação Cientifica do IFAL

Publicada em: Educação
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
36.846
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6.795
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
377
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Leitura e Interpretação de Projeto Arquitetônico

  1. 1. Novembro de 2010 fernandes_ifal@hotmail.com
  2. 2.  Através da linguagem gráfica expressar e registrar idéias e dados para construção de um objeto ou uma estrutura. É regido por uma normatização e é a ferramenta mais importante num projeto. O Desenho Técnico é o meio de comunicação entre quem projeta e quem fabrica(constrói). fernandes_ifal@hotmail.com
  3. 3.  São documentos que contém informações técnicas para uso de fabricantes e consumidores. Linha do Tempo das Principais associações de normas técnicas:• 1901: Comissão de Normas de Engenharia- Inglaterra (1ª associação e hoje Inst. Britânico de Normatização)• 1906: Comissão Internacional de Eletrotécnica• 1940: ABNT- ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Reconhecida pela Lei Federal 4050 de 1962.• 1946: ISO – International Organization for Standardization (Organização Internacional de Normatização) fernandes_ifal@hotmail.com
  4. 4.  NBR 10647 - Norma Geral; NBR 8196 – Escalas; NBR 8402 – Escrita; NBR 8403 – Tipos de Linha; NBR 10068 – Folhas de Desenho; NBR 10126 – Cotagem; NBR 13142 – Dobramentos de cópias. fernandes_ifal@hotmail.com
  5. 5.  NA PRANCHETA:• Esquadros;• Escalímetro;• Régua “T” ou Paralela;• Lápis ou lapiseira;• Borracha;• Transferidor;• Gabaritos;• Compasso. fernandes_ifal@hotmail.com
  6. 6.  NO COMPUTADOR: Uso de softwares aplicativos ( AUTO CAD, ARCHICAD, INVENTOR, etc; CAD- DESENHO ASSISTIDO POR COMPUTADOR. fernandes_ifal@hotmail.com
  7. 7. fernandes_ifal@hotmail.com
  8. 8. A partir do A-0 temos: Referência X (mm) Y (mm) 2 A0 1189 1682 A0 841 1189 A1 594 841 A2 420 594 A3 297 420 A4 210 297 A5 148 210 fernandes_ifal@hotmail.com
  9. 9. Margens devem ter as dimensões constantes.A margem esquerda serve para ser perfurada eusada no arquivamento das folhas de desenho. fernandes_ifal@hotmail.com
  10. 10. A LEGENDA É ELEMENTO INDISPENSÁVEL NUM PROJETO, SEJAELE DE QUALQUER NATUREZA. NELA CONSTAM DADOS QUEIDENTIFICAM O DESENHISTA, EMPRESA, DATA, ESCALA EDADOS IMPORTANTES QUE SE FAÇAM NECESSÁRIO . É USADATAMBÉM PARA PRESTAR INFORMAÇÕES QUE NÃO CONSTEMNO DESENHO MAIS QUE SÃO NECESSÁRIAS PARA SUA TOTALCOMPREENSÃO. fernandes_ifal@hotmail.com
  11. 11. fernandes_ifal@hotmail.com
  12. 12. Planta Baixa é o nome que se dá ao desenho deuma construção feito, em geral, a partir do cortehorizontal à altura de 1,5m a partir da base. Neladevem estar detalhadas em escala as medidas dasparedes (comprimento eespessura), portas, janelas, o nome e a área decada ambiente e seu respectivo nível. A partir daplanta baixa é feito os lançamentos dos demaisprojetos complementares de instalaçõeselétricas, hidráulicas, sanitárias, telefônicas, prevenção e combate a incêndio, sistema de proteção adescargasatmosféricas, sonorização, segurança, assim comoo cálculo estrutural fernandes_ifal@hotmail.com e de fundações de uma obra.
  13. 13. fernandes_ifal@hotmail.com
  14. 14. Os elementos que são representados na Planta são: As paredes (comprimento e espessura); Portas (vão e altura); Janelas (peitoril, largura e altura); O nome e a área de cada ambiente e seurespectivo nível; As cotas (todas as medidas); Áreas molhadas Aparelho sanitário e pia da cozinha; Outras informações podem ser escritas nalegenda. fernandes_ifal@hotmail.com
  15. 15.  PAREDES: São representadas de acordo com suas espessuras e com simbologia relacionada ao material que as constitui. Normalmente as paredes internas são representadas com espessura de 15 cm, mesmo que na realidade a parede tenha 14 cm ou até menos.Parede - uso comum em Planta baixa.Parede – representação em cortes fernandes_ifal@hotmail.com
  16. 16.  PORTAS E PORTÕES: São desenhados representando-se sempre a folha da esquadria, procurando especificar o movimento da folha e o espaço ocupado. fernandes_ifal@hotmail.com
  17. 17.  JANELAS: São representadas através de uma convenção genérica. Marca-se na parede a sua largura e utiliza-se duas linhas paralelas no meio. Janela vai e vem Janela comum fernandes_ifal@hotmail.com
  18. 18.  PISOS: geralmente são representados apenas nas áreas molhadas da casa (banheiros, lavabos, cozinhas, área de serviço, etc.). Salienta-se que o tamanho do reticulado constitui uma simbologia, não tendo a ver necessariamente com o tamanho real das lajotas. ou pisos cerâmicos. fernandes_ifal@hotmail.com
  19. 19.  NÍVEIS OU DESNÍVEIS: indica as mudanças das alturas dos pisos da construção. As variações de níveis ocorrem em relação à rua e à altura do piso da construção. Áreas molhadas geralmente são mais baixas 1 ou 2cm em relação aos outros cômodos, para evitar que a água possa atingir regiões secas. A representação dos desníveis são obrigatórias fernandes_ifal@hotmail.com
  20. 20.  NOMES E ÁREAS CORRESPONDENTES DE CADA COMPARTIMENTO.Deve-se indicar os nomes e área quadrada doscompartimentos em m². fernandes_ifal@hotmail.com
  21. 21.  PEÇAS SANITÁRIAS, TANQUE, PIA DE COZINHA SÃO OBRIGATÓRIAMENTE REPRESENTADAS. fernandes_ifal@hotmail.com

×