EAD - Avaliação do Curso

292 visualizações

Publicada em

Estudo de Caso - Avaliação do Curso EAC

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
292
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

EAD - Avaliação do Curso

  1. 1. Estudo de Caso: Curso de Especialização “Gestão e Inovação em EAD” 1. Como se dá a comunicação nesta classe? Em todas as disciplinas a comunicação era: - nos fóruns: tutor-aluno ou aluno-aluno ou aluno-tutor - nas aulas online: aluno-tutor-professor - nos trabalhos em grupo: aluno-aluno e aluno/tutor para esclarecimento de dúvidas pontuais Todas as comunicações das quais participei eram mediadas por tecnologias digitais (computador, tablets ou smartphones). Houve também algum esforço dos alunos na tentativa de marcar encontros presenciais para um almoço ou jantar, mas não participei de nenhum desses encontros e também não sei se eles saíram do “papel” de fato. É importante observar que os fóruns das disciplinas eram frequentados basicamente pelas mesmas pessoas e que o fórum criado para networking dos alunos foi rapidamente substituído pelo grupo no Facebook, um grupo ativo, especialmente para lamentações e esclarecimento de dúvidas que podiam ser solucionadas pela leitura dos materiais disponibilizados (como manuais para fazer os trabalhos) e dos informativos enviados, inclusive por e-mail. Os fóruns das disciplinas, por sua vez, eram desestimulantes, pois as conversas não eram aninhadas de acordo com os temas – a propósito, também acho que as pessoas não sabem lidar com esse tipo de ferramenta, assim como aquelas que respondem e-mails para todas ou encaminham e-mails com respostas inadequadas para uma pessoa achando que era outra. Acredito que um fórum mais dinâmico seria mais produtivo. Informa ainda que, no início do curso, eu criei um grupo no Slideshare para postagens de materiais de interesse, mas que não teve muita colaboração e foi desativado em setembro de 2014. 2. Como se realiza a mediação docente e a avaliação da aprendizagem, tendo em vista que aqui se prescinde da presença física e do olho no olho determinantes na educação presencial? Não acho que houve mediação docente nesse curso, com exceção da disciplina GAMES NA EDUCAÇÃO, na qual o professor participou ativamente dos trabalhos em grupo. Entretanto, a disciplina foi falha por não se apresentar de maneira gamificada, afinal, é um curso que propões a inovação em EAD.
  2. 2. Os professores apenas davam uma aula e faziam a apostila (no caso da apostila de DIREITOS INTELECTUAIS NA INTERNET, diga-se de passagem, a apostila estava muito mal escrita e pessimamente diagramada, com informações repetidas e notas de rodapé muito longas, que a própria ABNT aponta como inapropriadas). A mediação foi feita pela tutora (não estou identificando nomes neste texto, pelo caráter público do mesmo), que sempre esteve à disposição dos alunos para esclarecer as dúvidas, cujas correções sempre traziam comentários, o que era interessante para a construção do conhecimento individual e coletivo. Entretanto, após a aula de 04/09/2014, ficou confusa a questão docente X tutor, porque, quando compramos um curso como este, compramos junto os currículos dos docentes apresentados como nossos futuros professores e que fique claro que isto não é uma crítica ao tutor, mas ao que é vendido para o aluno, ou seja, se o tutor vai ser identificado como professor, é isso que deve estar no programa do curso, sob pena de incorrer em propaganda enganosa. 3. Como os docentes acompanham os processos de construção do conhecimento nas interfaces da plataforma de e-learning? Sugiro que sejam feitos grupos menores (4 a 5 pessoas) para que o processo de construção do conhecimento seja avaliado. Essas pessoas, preferencialmente, devem ter objetivos semelhantes (trabalhar na mesma área, por exemplo, pois, como na disciplina em que tivemos que analisar um game, cada membro era de uma área diferente e passamos a maior parte do tempo discutindo qual jogo avaliar – pois eu, que sou docente universitária, não sei quais são as necessidades de uma criança de 8 anos, situação que se repetiu entre todos os membros do grupo - e perdemos tempo para concluir qual jogo utilizar, sendo que a conclusão foi “vai esse mesmo”, o que não considero como uma atividade na qual aprendi algo valioso e inovador, que era a proposta). Sugiro ainda que todas as disciplinas tenham um trabalho em grupo e um individual, pois o desenvolvimento de ideias em cada disciplina poderia ter facilitado o caminho individual para o artigo final – e, por mais “bonito” que seja trabalhar em grupo, o que conta mesmo na hora da escolha por uma vaga no mercado de trabalho é a competência individual – inclusive a competência em trabalhar em grupo. Além disso, as avaliações são estanques – uma vez terminada aquela disciplina, pouco se volta àquele tema. A avaliação proposta por esse curso, deveria se preocupar com isso, pois está desagregando a teoria proposta da prática exercida.
  3. 3. 4. Quais os instrumentos e estratégias de avaliação mais utilizados? Principalmente trabalhos em grupo feitos pelo Google Docs, que foram sub-utilizados, por falta de padronagem e de objetividade em sua construção. Também considerei os trabalhos exigidos abaixo do meu nível de expectativa e abaixo do nível de uma especialização, especialmente pela universidade que oferece este curso. As disciplinas que trouxeram trabalhos individuais ou a possibilidade de fazê-los individualmente para mim foram melhores, porque o EAD pressupõe a autonomia dos alunos, que muitos colegas não demonstraram durante o curso, e a disponibilidade de tempo, e muitas vezes é complicado agendar reuniões, ainda que pelo Skype, por conta das atividades pessoais e profissionais dos envolvidos. As leituras exigidas também ficaram aquém do que eu esperava. Sugiro, nesse caso, fazer parcerias com editoras que trabalham com livros eletrônicos sob demanda, para que sejam concedidos descontos aos alunos do curso, inclusive para incentivar os alunos a pesquisarem mais sobre os temas abordados. Em poucos momentos tivemos discussões de nível acadêmico elevado, uma exigência quando se estuda sob a chancela desta universidade. 5. Especificamente sobre as “provas presenciais”, quais tem sido suas implicações efetivas no processo de construção do conhecimento pessoal e coletivo. Considero que as provas presenciais foram coerentes com o ideal de construir o conhecimento. Como sugestão, penso que poderiam ser disponibilizadas as rubricas das correções dos trabalhos, tal como na disciplina MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA E AVALIAÇÃO ONLINE. O uso do material para consulta é coerente, pois não faz sentido decorar as informações, e sim utilizá-las coerentemente. 6. Em quais situações o desenho didático ou desenho educacional de cada disciplina favoreceu ou prejudicou a docência e a avaliação da aprendizagem? De maneira geral, o curso tinha disciplinas que pareciam interessantes, embora pudessem ter sido mais aprofundadas com exigências de leituras e um trabalho junto às editoras para disponibilização de livros digitais. Nos pontos negativos, o site era muito bagunçado e pouco user friendly; informativos que para ler o mais novo tinha que usar a barra de rolagem, pois eles estavam por último; o pop up sempre com a mesma mensagem – poderia, por exemplo, colocar o calendário com as atividades da semana; o fórum não organizava as mensagens por tópicos; o
  4. 4. horário das 2 da manhã para entrega de atividades prejudicou muitos alunos por diversas vezes; apostilas com erros de português, links quebrados, fora da formatação ABNT, gráficos, tabelas e figuras faltantes; mudanças de datas em desacordo com o cronograma (as atividades devem ser melhor previstas para evitar essa situação); surpresas nas notas por conta das mudanças de datas (“mudando a regra do jogo aos 45 minutos do segundo tempo”); enunciados confusos das atividades e falta de exemplos dos mesmo; aprofundar os conteúdos das disciplinas. Seguem minhas avaliações sobre cada disciplina: POLÍTICA PÚBLICA E LEGISLAÇÃO Positiva · Ter disponibilizados links para material complementar. · Atividade individual: considero a melhor maneira de avaliar o aluno, pois é diferente de avaliar uma pessoa de um grupo. Negativa · Os interesses conflitantes (educação superior, educação corporativa, educação de crianças e jovens, educação de idiomas etc) atrapalharam o melhor desenvolvimento da disciplina. · Deveria ter focado mais na legislação EAD. MODELOS EDUCACIONAIS Positiva · Ter disponibilizados links para material complementar. · Atividade individual para avaliação. Negativa · A atividade wiki não fazia sentido – era para comparar respostas? O que aconteceu ao final da disciplina, quando só sobraram duas respostas? · Deveria ter focado mais nos modelos educacionais. PLANEJAMENTO E GESTÃO DE PROJETOS Positiva · Trazer informações sobre PMBok para a Gestão. · Atividade individual para avaliação.
  5. 5. Negativa · Faltou trabalhar melhor os aspectos da gestão. DIREITOS INTELECTUAIS NA INTERNET Positiva · Assunto de extrema importância e pouco explorado. · Atividade individual para avaliação. Negativa · A apostila estava muito mal redigida e diagramada. · Painel de opiniões: se é opinião, não pode ser avaliada. Pode ser debatida, contrariada, denunciada, mas não pode ser avaliada. Além disso, não levou em consideração os alunos que, pela própria natureza do EAD, preferem fazer suas atividades na última semana do curso, prejudicando-os. Se isso estivesse previsto e explícito no cronograma, não existiria esse problema. DESENHO EDUCACIONAL Positiva · Melhor uso do fórum, por ter sido dividido em 3 unidades de discussão – o que não significa excelência. · Atividade individual para avaliação. Negativa · Uso inadequado do wiki, por ser uma ferramenta que não se aplicava ao que se desejava na questão. · A falta de um modelo estruturado de resposta causou dispersão durante sua realização. PRODUÇÃO DE CONTEÚDO: AUTORIA Positiva · Utilização do wiki, embora tenha sido uma atividade chata de ser realizada, possivelmente por falta de intimidade dos cursistas com a ferramenta. Negativa · Painel de opiniões como ferramenta avaliativa. AMBIENTES VIRTUAIS E NOVAS TECNOLOGIAS
  6. 6. Positiva · Disponibilização de material complementar. · Atividade individual para avaliação. Negativa · Poderia ter explorado melhor as novas tecnologias – focou muito em Games, conteúdo de outra disciplina. · A obrigatoriedade de contribuições semanais me pareceu uma técnica muito fordista para avaliar os cursistas. GAMES NA EDUCAÇÃO Positiva · Glossário foi uma ótima atividade avaliativa, embora eu discorde dos alunos dando notas – acho que poderia ser um wiki, assim poderia ser mais colaborativo. E que deveria ser do curso como um todo, para ser continuamente alimentado (e poderiam aparecer as atualizações no pop up). · Disponibilização de material complementar. · Os fóruns separados por tópicos – embora tenha possibilitado a não inclusão em todos os assuntos, o que é negativo. Negativa · Não houve game para ministrar a disciplina ou parte dela. · Repetitiva com “Ambientes virtuais e novas tecnologias”. DESIGN UNIVERSAL E TECNOLOGIAS ASSISTIVAS Positiva · Atividade individual para avaliação. · Disponibilização de material complementar. Negativa · Faltou apresentar maiores contextos de inclusão digital, como sites para deficientes visuais. Poderiam ser criados vídeos, com entrevistas de usuários e visualização do uso, para isso. MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA E AVALIAÇÃO ONLINE Positiva
  7. 7. · As rubricas das “possíveis” correções dos trabalhos. Negativa · Deveria ser ministrada ANTES do início dos prazos para o TCC (vale o mesmo para a disciplina vindoura “Avaliação e assessment”). · A maneira como foi disponibilizado o trabalho em grupo (se fosse um wiki, não teria toda a “choradeira” por parte dos alunos) e a maneira mais desorganizada ainda com que os grupos foram criados, sem pensar naqueles que preferem fazer as atividades na última semana. Pela desorganização, deveria ter sido oferecida a possibilidade do trabalho individual ou a formação de grupos pela coordenação. METODOLOGIA Positiva · Separar tópico por tópico dos componentes do projeto/ pesquisa. Negativa · Usar vídeos não feitos especificamente para o curso: essa é minha maior crítica ao EAD: diminuição das vagas de trabalho para os professores e consequente diminuição dos salários por causa da demanda subsequente menor, isso provocado pelo uso de outros materiais educativos disponíveis na web. Se esses vídeos fossem citados como material de estudo complementar, não teria achado ruim, mas dessa maneira – primeiro, o material não era específico para o nosso artigo; segundo, algum professor não teve uma oportunidade de trabalho – achei péssimo. · Avaliação: em um dos testes a pergunta era algo como “quantas moscas o cientista usou no experimento?”, uma “decoreba” sem sentido. · Os áudios não permitiam pausar – tinham que ser reiniciados do início, então, se perdíamos tempo escutando tudo de novo (assuntos que já haviam sido assimilados). Idem para quando travavam por qualquer motivo. · O Educast não carrega tão bem como o YouTube: fazer outra tarefa (como anotações da aula no notebook) impede o carregamento do vídeo. · Essas pontuações extras para quem entrega no prazo ou para quem apresentou dúvidas: considerei uma maneira extremamente infantilizada de tratar o cursista. · As questões avaliativas não tinham um gabarito explicativo (e algumas alternativas nas respostas podiam ser consideradas “pegadinhas”, um modelo inadequado de avaliação).
  8. 8. · Não constar as aulas online de Metodologia no cronograma das aulas (ser um cronograma a parte) e fazer essas mesmas aulas em dia diferente (terça-feira) do estabelecido originalmente (quinta-feira). A maioria de nós é docente, o que significa, muitas vezes, trabalho no período noturno mediante disponibilidade oferecida a cada semestre. · Poderia ter sido oferecida desde o início do curso (os textos e vídeos), para que cada cursista pudesse fazer no seu ritmo. · A entrega do projeto deveria ser após a disciplina Avaliação e Assessment, pois ela ainda pode ser objeto do TCC. A entrega do projeto deveria ser durante as disciplinas Panorama da EAD no mundo e EAD: o futuro da arte, pois essas disciplinas parecem mais amplas e menos objetivas. · No final da célula 6 dizia que teria um bônus para quem participasse do hangout 6 com questão no fórum dessa célula. Mas não foi criado um fórum para esta célula. · Não ficou claro como seria a escolha dos professores orientadores do TCC. Sugiro que, ou sejam de fato os professores do curso, ou os tutores (que já nos conhece melhor), ou se forem professores aleatórios, que seja criada uma página para apresenta-los todos aos alunos.

×