Prof. Fernanda Braga
TRÊS QUESTÕES BÁSICAS: I - Qual é a questão de que o texto está     tratando? Além de saber o assunto  principal do texto,...
“A condescendência com que os brasileiros têm convivido coma corrupção não é propriamente algo que fale bem de nossocaráte...
“Ao se desesperar num congestionamento em SãoPaulo, daqueles em que o automóvel não se movenem quando o sinal está verde, ...
Leia o texto para responder as questões seguintes:Cigarro e bebidaTitularia este artigo com a famosa frase “É proibido pro...
Quem fuma prejudica com o cheiro da fumaça; quem bebe, como da bebida. Quem fuma pode prejudicar o outro com o ardornos ol...
São centenas de casos de assassinatos coletivos em função deacidentes provocados pela bebedeira. Todos docilmentetratados ...
Tal como as imagens fortes nos maços, as de carros aosfarelos e de pessoasempastadas e decapitadas poderiam estar nos rótu...
QUESTÃO 01E CORRETO afirmar que o objetivo centraldesse texto eA) apontar as consequências do consumo deálcool e de cigarr...
QUESTÃO 02Assinale a alternativa em que se apresenta oargumento do autor para defender sua tese no texto.A) A bebida e mai...
OUTRAS QUESTÕES:Considere o seguinte trecho:Em vez do médico do Milan, o doutor José LuizRunco, da Seleção, é quem deverá ...
Caindo na gandaiaO ex-campeão mundial dos pesos pesados MikeTyson se esbaldou na noite paulistana. Em duasnoites, foi ao C...
Segundo o texto, é correto afirmar:a) Mike Tyson estava irritado com o assédio dasgarotas de programa.b) Mike Tyson foi pr...
Considerando a charge acima responda: o quemotivou o apito do juiz?
a) O jogador usou o pronome demonstrativo   “esse” quando deveria usar “este”.b) O uso do pronome pessoal oblíquo “o”   in...
A importância dos recursos gramaticais naformação da coesão textual – elementos maisimportantes:-Pronomes-Conjunções-Conco...
Texto sem elementos de coesão  “...É só isso, não tem mais jeito,acabou, boa sorte não tem o que dizer,são só palavras, sa...
Se é só isso, então não tem maisjeito, por isso acabou, desejo-lheboa sorte e não se preocupe nãotem nada o que dizer, iss...
Pérolas do Vestibular“A fé é uma graça através da qual podemos ver oque não vemos.”“O objetivo da Sociedade Anônima é ter ...
Interpretação   coesão e coerência
Interpretação   coesão e coerência
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Interpretação coesão e coerência

1.399 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Interpretação coesão e coerência

  1. 1. Prof. Fernanda Braga
  2. 2. TRÊS QUESTÕES BÁSICAS: I - Qual é a questão de que o texto está tratando? Além de saber o assunto principal do texto, o aluno deve saber distinguir as questões secundárias da principal.Ex.: “Qual o título mais apropriado para o texto?” “Afirmativa que resume o texto”
  3. 3. “A condescendência com que os brasileiros têm convivido coma corrupção não é propriamente algo que fale bem de nossocaráter. Conviver e condescender com a corrupção não é,contudo, praticá-la, como queria um líder empresarial queassegurava sermos todos corruptos. Somos mesmo?Um rápido olhar sobre nossas práticas cotidianas registra aamplitude e a profundidade da corrupção, em váriasintensidades. Há a pequena corrupção, cotidiana e muitodifundida. É, por exemplo, a da secretária da repartição públicaque engorda seu salário datilografando trabalhos “para fora”,utilizando máquina, papel e tempo que deveriam servir àinstituição. Os chefes justificam esses pequenos desvios com aalegação de que os salários públicos são baixos. Assim,estabelece-se um pacto: o chefe não luta por melhores saláriosde seus funcionários, enquanto estes, por sua vez, não‘funcionam’.”
  4. 4. “Ao se desesperar num congestionamento em SãoPaulo, daqueles em que o automóvel não se movenem quando o sinal está verde, o indivíduo deve saberque, por trás de sua irritação crônica e cotidiana, estáuma monumental ignorância histórica.São Paulo só chegou a esse caos porque um seletogrupo de dirigentes decidiu, no início do século, quenão deveríamos ter metrô. Como cresce dia a dia onúmero de veículos, a tendência é piorar ainda mais ocongestionamento – o que leva técnicos a preveremcomo inevitável a implantação de perigos.”
  5. 5. Leia o texto para responder as questões seguintes:Cigarro e bebidaTitularia este artigo com a famosa frase “É proibido proibir”.Ninguém esquece Caetano Veloso vociferando contra essarotina no período da ditadura militar no Brasil. Pois o Planeta arepete contra os fumantes. Como tudo, pode ser boa a luta, maspeca pelo exagero. Pois proibir atos individuais tornou-se umamania mundial e, especialmente, no Brasil. Quanto às açõescontra os fumantes, o erro está em querer proibir o cidadão defumar. O correto é proibi-lo de fazer mal aos outros. Mas aquestão principal seria a diferença de tratamento entre fumante ebeberrão. E ambos trazem problemas, mas os da bebidaparecem ser mais amplos e com menores chances de defesa àsvítimas. No entanto a bebida recebe tratamento de muitoglamour. Sempre vem o estímulo gigante e, depois, uma frasetímida, quase inaudível, a recomendar que “Encha a cara, masnão dirija”. Como se o mal estivesse só em dirigir.
  6. 6. Quem fuma prejudica com o cheiro da fumaça; quem bebe, como da bebida. Quem fuma pode prejudicar o outro com o ardornos olhos; quem bebe, com as cusparadas indesejadas. Ofumante suja a cidade com suas pontas de cigarro, facilmenteevitadas, se usassem cinzeiros portáteis ou jogassem no lugardevido; quem bebe fala alto, vomita em qualquer lugar. Umareação orgânica sem controle. O fumante fica consciente, já oembriagado perde quase sempre a consciência. Somente fumarmataria individualmente, caso fosse evitado o repasse aosfumantes passivos. Ninguém pode evitar o suicídio desejado deninguém. Mas quem não quer receber a fumaça afastasse;ao menos tem essa chance. Já do bêbado, é difícil se defender.Ele vem pra cima de qualquer um, ofende, provoca, agride. Emcasa, geralmente aterroriza. E ambos matam milhões ao ano. Ocigarro, pelas doenças que provoca. Os bêbados, pelosacidentes que causam.
  7. 7. São centenas de casos de assassinatos coletivos em função deacidentes provocados pela bebedeira. Todos docilmentetratados como crime culposo, sem nenhum assassino nacadeia. Ninguém pode se defender de uma carreta dirigida porum bêbado. Ele é muito mais pernicioso à sociedade. Mais pelaviolência de que se utiliza, muito em função da bebida. É sólevantar as estatísticas de assassinatos que envolvemembriaguez. Bebida causa um mal muito mais amplo, imediato,e com nenhuma chance de defesa. E não sofre críticaveemente nem ações contrárias por parte das autoridades. Aocontrário, sempre está em qualquer horário nas novelas, nosfilmes, nos comerciais. Enquanto só cresce o cerco ao cigarro.[...] Às autoridades caberia sempre a orientação informativa,com vista a educar. Nada mais. E é preciso dar tratamento àbebida semelhante ao dado ao cigarro. Tal como as imagensfortes nos maços, as de carros aos farelos e de pessoasempastadas e decapitadas poderiam estar nos rótulos dasgarrafas.
  8. 8. Tal como as imagens fortes nos maços, as de carros aosfarelos e de pessoasempastadas e decapitadas poderiam estar nos rótulos dasgarrafas.COSTA, Pedro Cardoso. Cigarro e bebida.Disponível wm:<http://www.jornaldiadia.com.br/jdd/index.php?option=com_content&view=article&id=8782:cigarro-e-bebida-&catid=41:artigos-e-opinioes&Itemid=58>.Acesso em: 10 maio de 2011. (Adaptado)
  9. 9. QUESTÃO 01E CORRETO afirmar que o objetivo centraldesse texto eA) apontar as consequências do consumo deálcool e de cigarro.B) combater o aumento do uso de cigarros e debebidas alcoólicas.C) criticar as campanhas antitabagismo feitaspelo Governo Federal.D) reivindicar o combate do alcoolismo tal qualse faz com o cigarro.
  10. 10. QUESTÃO 02Assinale a alternativa em que se apresenta oargumento do autor para defender sua tese no texto.A) A bebida e mais prejudicial que o cigarro, porpermitir menos chances de defesa as vitimas.B) A bebida e tão prejudicial quanto o cigarro, já queambos matam, mais comumente, apenas quemos utiliza.C) A campanha contra bebida deve ser mais intensaque a feita contra o cigarro, embora este sejamais prejudicial.D) A campanha contra cigarro deve ser amenizada,para se poder destacar, também, os malesda bebida.
  11. 11. OUTRAS QUESTÕES:Considere o seguinte trecho:Em vez do médico do Milan, o doutor José LuizRunco, da Seleção, é quem deverá ser oresponsável pela cirurgia de Cafu. Foi ele quemoperou o volante Edu e o atacante RicardoOliveira, dois jogadores que tiveram problemassemelhantes no ano passado.O termo “ele”, em destaque no texto, refere-se:a) ao médico do Milan.b) a Cafu.c) ao doutor José Luiz Runco.d) ao volante Edu.e) ao atacante Ricardo Oliveira.
  12. 12. Caindo na gandaiaO ex-campeão mundial dos pesos pesados MikeTyson se esbaldou na noite paulistana. Em duasnoites, foi ao Café Photo e ao Bahamas, casasfrequentadas por garotas de programa. Na madrugadada quinta-feira, foi barrado com seis delas no hotelonde estava hospedado, deu gorjeta de US$ 100 acada uma e foi terminar a noite na boate Love Story.Irritado com o assédio, Tyson agrediu um cinegrafistae foi levado para a delegacia. Ele vai responder porlesões corporais, danos materiais e exercício arbitráriodas próprias razões.(Época, nº 391, nov. 2005.)
  13. 13. Segundo o texto, é correto afirmar:a) Mike Tyson estava irritado com o assédio dasgarotas de programa.b) Mike Tyson foi preso em companhia das garotas.c) Tyson foi liberado da delegacia por demonstrarexercício arbitrário de suas razões.d) Mike Tyson, em duas noites, esteve em três boatese uma delegacia.e) Mike Tyson distribuiu US$ 100 em gorjetas e seesbaldou na noite paulistana.
  14. 14. Considerando a charge acima responda: o quemotivou o apito do juiz?
  15. 15. a) O jogador usou o pronome demonstrativo “esse” quando deveria usar “este”.b) O uso do pronome pessoal oblíquo “o” inadequadamente em vez de lhe ou a ele.c) O uso do pronome pessoal oblíquo “o” inadequadamente em vez de “a”.d) Uso inadequado do pronome oblíquo “o” como sujeito da oração.
  16. 16. A importância dos recursos gramaticais naformação da coesão textual – elementos maisimportantes:-Pronomes-Conjunções-Concordância (nominal e verbal)-Advérbios-Pontuação-Vocabulário
  17. 17. Texto sem elementos de coesão “...É só isso, não tem mais jeito,acabou, boa sorte não tem o que dizer,são só palavras, saiba que o que eusinto não mudará...” (composição: Vanessa Da Mata feat.Ben Harper)
  18. 18. Se é só isso, então não tem maisjeito, por isso acabou, desejo-lheboa sorte e não se preocupe nãotem nada o que dizer, isso são sópalavras, mas saiba que e o que eusinto por você não mudará...”
  19. 19. Pérolas do Vestibular“A fé é uma graça através da qual podemos ver oque não vemos.”“O objetivo da Sociedade Anônima é ter muitasfábricas desconhecidas.”“O Ateísmo é uma religião anônima.”“O problema fundamental do terceiro mundo é asuperabundância de necessidades.”"A diferença entre o Romantismo e o Realismo éque os românticos escrevem romances e osrealistas nos mostram como está a situação dopaís.""O Chile é um país muito alto e magro.""Em Esparta as crianças que nasciam mortas

×