Cefet/Coltec Aula 10 Termos da Oração

770 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
770
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
72
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cefet/Coltec Aula 10 Termos da Oração

  1. 1. Termos essenciais:sujeito e predicado Termos integrantes:complementos verbais, nominais e agente da passiva Termos Acessórios: adjuntos adnominais, adverbiais, aposto e vocativo
  2. 2. Introdução  Integrantes são os termos que servem para complementar o sentido de certos verbos ou nomes, pois seu significado só se completa com a presença de tais termos.  Os termos integrantes da oração são: 1-Complementos verbaisobjeto diretoobjeto indireto2-Complemento nominal3-Agente da passiva
  3. 3. OBJETO DIRETO Termo não regido por preposição obrigatória. Completa o sentido do verbo transitivo direto. Exemplos: Eles esperavam o ônibus.                            VTD        Obj. Dir. Ela vendia doces.        VTD   Obj. dir. Um método bem prático para determinar o objeto direto é perguntar QUEM? ou O QUÊ? depois do verbo. Ela vendia O QUÊ? Doces                              Obj. dir.
  4. 4. Completa o sentido do verbo transitivo indireto e é regido por preposição.  Exemplos: Aline gosta de frutas.                                   Obj. ind.Não confio em políticos.                    Obj. ind. Para reconhecer o objeto indireto, basta perguntar QUEM ou QUE depois do verbo + preposição. Exemplo: Aline gosta de frutas.Aline gosta de quê? De frutas.
  5. 5. É o termo que completa o sentido de substantivos, adjetivos e advérbios, ligando-se a esses nomes por meio de preposição.Exemplos: Tenho certeza de sua culpa.Compl. Nominal (completa o sentido do substantivo certeza)A árvore está cheia de frutos.Compl. Nominal (completa o sentido do adjetivo cheia)
  6. 6. Nós chegamos perto dos gorilas.Compl. Nominal (completa o sentido do advérbio perto)Para determinar o complemento nominal, basta seguir o seguinte esquema: Nome + preposição + QUEM ou QUÊ?Ele é perito em computação. Complemento nominal
  7. 7. Enquanto o complemento nominal completa o sentido dos nomes – substantivo, adjetivo e advérbio – o objeto indireto completa o sentido de um verbo transitivo indireto.  Exemplos: Lembrei-me de minha terra natal.                                        Objeto indireto Ela manteve seu gosto pelo luxo.                              Complemento nominal 
  8. 8. O agente da passiva só ocorre em orações cujo verbo se apresenta na voz passiva a fim de indicar o elemento que executa a ação verbal. Exemplos: As terras foram invadidas pelos sem- terra.                                                       Agente da passiva A cidade estava cercada de belezas naturais.                                        Agente da passiva 
  9. 9. Observação: O agente da passiva, o objeto indireto e o complemento nominal são regidos por preposição, pr isso muitas vezes há dúvidas na diferenciação dos três. Quando isso acontecer, basta observar o sujeito da oração. Para ser agente da passiva o sujeito precisa ser paciente. Exemplos: A jangada havia sido levada pelas enchentes.                                                           Agente da passiva Sentia-se livre de qualquer responsabilidade.                             Complemento nominal Vamos precisar de sua compreensão.                              Objeto indireto
  10. 10. O complemento nominal completa o sentido dos nomes – substantivo, adjetivo e advérbio – e, assim como o objeto indireto, também é regido por preposição. A diferença entre ambos é que o complemento nominal completa o sentido dos nomes, e o objeto indireto, o sentido de verbos transitivos indiretos.  O agente da passiva ocorre em orações cujo verbo se apresenta na voz passiva a fim de indicar o elemento que executa a ação verbal. Geralmente o agente da passiva vem regido das preposições de e por.
  11. 11.  Classificam os núcleos da oração, dando a eles maiores explicações. Podem ser retirados da oração sem prejuízo de sentido. Se classificam em adjuntos adnominais, adverbiais, aposto e vocativo.
  12. 12.  Artigo (o, os, a, as, um, uns, uma, umas)  O rapaz não veio  Umas garotas gritaram: Bis! Numeral  Comprei treze livros  Ela é a décima aluna da classe. Adjetivo/ Locução adjetiva  Alegres crianças brincam em casa  As águas das chuva entupiram a calha Pronomes adjetivos  Aqueles alunos passaram com louvor na prova.
  13. 13.  Termos que indicam circunstância (advérbios) Ontem fomos ao sítio, de carro, com os amigos (Tempo lugar modo companhia) Ela cortou o frango com a tesoura (instrumento) Ele pergunta frequentemente por você (modo) Talvez eu viaje com você (dúvida companhia) Não ficarei sozinha de novo. (negação)
  14. 14.  Termo que, ligado ao nome, serve para explicar, resumir, enumerar e ou especificar esse nome:  Adalberto, aluno daqui, foi aprovado ontem.  Cadeiras, mesas, roupas, tudo foi roubado.  Comprou vários presentes na Espanha: relógio, livro, roupa.  Os compositores, Tom Jobim e Vinícius, gravaram essa música.
  15. 15.  Termo isolado com a função de indicar a pessoa com quem falamos, SEMPRE aparece entre vírgulas e admite interjeições (Ó! Óh!...):  Alunos, atenção!  Deus, ó Deus, onde estás que não respondes!?  São Paulo, sê a terra dos meus amores!  Joãozinho, já pra cama!
  16. 16. REGRA BÁSICA: NÃO SE DEVE CONFUNDIR COMPLEMENTO NOMINAL COM ADJUNTO ADNOMINAL
  17. 17. a ADJETIVO PREPOSIÇÃO [ termo ] SEMPRE COMPLEMENTO NOMINALb ADVÉRBIO PREPOSIÇÃO [ termo ] SEMPRE COMPLEMENTO NOMINALc SUBSTANTIVO ABSTRATO PREPOSIÇÃO [ termo ] COMPLEMENTO NOMINAL SUBSTANTIVO PREPOSIÇÃO [ termo ] CONCRETO SEMPRE ADJUNTO ADNOMINAL

×