SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
01.Ler todo o texto, procurando ter uma visão geral do assunto;


02. Se encontrar palavras desconhecidas, não interrompa a
leitura, vá até o fim, ininterruptamente;


03. Ler os enunciados antes de ler o texto, com isso, agilizamos
as respostas;


04. Ler com perspicácia, sutileza, malícia nas entrelinhas;


05. Voltar ao texto tantas quantas vezes precisar;
06. Não permitir que prevaleçam suas idéias sobre as do autor;

07. Partir o texto em partes (parágrafos, partes) para melhor
 compreensão;

08. Centralizar   cada   questão   ao   parágrafo/parte   do   texto
correspondente;

09. Procure estabelecer quais foram as opiniões expostas pelo
autor, definindo o tema e a mensagem;

10. O autor defende ideias e você deve percebê-las;

11. Os adjetivos ligados a um substantivo vão dar a ele maior
clareza de expressão, aumentando-lhe ou determinando-lhe o
significado.
Ao tentar responder a essa pergunta, o leitor será obrigado a
distinguir as questões secundárias da principal, isto é, aquela em
 torno da qual gira o texto inteiro. Quando o leitor não sabe dizer
do que o texto está tratando, ou sabe apenas de maneira
genérica
 e confusa, é sinal de que ele precisa ser lido com mais atenção
ou de que o leitor não tem repertório suficiente para
compreender o que está diante de seus olhos. 
Disseminados pelo texto, aparecem vários indicadores da opinião de
quem escreve. Por isso, uma leitura competente não terá dificuldade em
identificá-la. Não saber dar resposta a essa questão é um sintoma
 de leitura desatenta e dispersiva. 
Argumento é todo tipo de recurso usado pelo autor para convencer o
leitor de que ele está falando a verdade. Saber reconhecer os
argumentos do autor é também um sintoma de leitura bem feita, um
sinal claro de que o leitor acompanhou o desenvolvimento das idéias.
Na verdade, entender um texto significa acompanhar com atenção o
seu percurso argumentativo. 
 
 O primeiro passo para interpretar um texto consiste em
decompô-lo, após uma primeira leitura, em suas "idéias
básicas ou idéias núcleo", ou seja, um trabalho analítico
buscando os conceitos definidores da opinião explicitada
pelo autor. Esta operação fará com que o significado do
texto "salte aos olhos" do leitor.
  1)    Jamais use a primeira pessoa do singular. Os verbos
adequados são aqueles na terceira pessoa do singular: percebe-
se, admite-se, compreende-se. Lembre-se: a redação deve ser
impessoal. No máximo que pode ocorrer é o uso da primeira
pessoa do plural “nós”.
  2)    Preste muita atenção à elaboração do primeiro
parágrafo. É nele que você irá definir o ponto de vista que será
defendido em seu texto. Não se esqueça: trata-se de uma
redação dissertativo-argumentativa.
  3)    Planeje seu texto. Afinal, você vai trabalhar em um
órgão público e precisa saber que a Redação Oficial, por
exemplo, tem regras formais bem claras. Trace um esquema,
visualize a estrutura de sua redação. Dessa maneira não há
como você se perder.
  4)    Não generalize. Afirmações como “todos os políticos
brasileiros são corruptos” denunciam que você não está
refletindo sobre o tema. Denuncia o radicalismo.

  5)    Em sua argumentação, utilize apenas exemplos que
sejam de domínio público, isto é, que tenham figurado na
mídia.

  6)    Em cada parágrafo, procure elaborar de dois a três
períodos. Parágrafos formados por um único período
evidencia falta de conteúdo ou desorganização de ideias.
Não redija períodos excessivamente longos ou curtos.
Concisão, essa é a palavra de ordem.
  7)    Palavras abstratas podem ser utilizadas sem prejuízo
ao texto, desde que apareçam em sua forma singular.
Exemplos: “Diminuir a maioridade penal não irá reduzir o
crime” (em lugar de “os crimes”). “O projeto de lei do
deputado tem gerado muita polêmica” (em lugar
de “muitas polêmicas”).

  8)    Não escreva um texto “sujo”, repleto de marcas
gráficas como interrogações, exclamações, travessões e
aspas. Eles interrompem o fluxo de leitura de seu texto.

  9)    Respeite as margens e indicações de parágrafo. Sim,
isso será avaliado!
  10)    Revise seu texto. Observe especialmente se você
utilizou a norma culta. Verifique se há inadequações quanto à
pontuação, ortografia, acentuação, vocabulário, concordância,
regência, construção do período e uso de conectores.
Dica-bônus: Em provas e concursos, as redações devem ser
desenvolvidas em torno de um tema proposto pela comissão de
avaliação. Pense em seu texto como uma resposta. Sim, todo
texto é uma resposta. Mas você precisa conhecer bem a
pergunta. Leia a proposta com muita atenção e fiscalize-se
para não fugir dela sob nenhuma hipótese. O desenvolvimento
do tema, a objetividade frente à sua apresentação, a seleção e
articulação dos argumentos e a consistência da argumentação
são quesitos avaliados com muito rigor.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Como escrever artigos de opinião
Como escrever artigos de opiniãoComo escrever artigos de opinião
Como escrever artigos de opiniãoCícero Nogueira
 
Conclusão de texto dissertativo-argumentativo
Conclusão de texto dissertativo-argumentativoConclusão de texto dissertativo-argumentativo
Conclusão de texto dissertativo-argumentativo7 de Setembro
 
Artigo de opnião
Artigo de opniãoArtigo de opnião
Artigo de opniãoEdson Alves
 
Como fazer um resumo (passo a passo)
Como fazer um resumo (passo a passo)Como fazer um resumo (passo a passo)
Como fazer um resumo (passo a passo)Jazon Pereira
 
Características de um bom resumo
Características de um bom resumoCaracterísticas de um bom resumo
Características de um bom resumoGabriela Costeira
 
Dicas para o enem inglês adriana sales-cefetmg
Dicas para o enem   inglês adriana sales-cefetmgDicas para o enem   inglês adriana sales-cefetmg
Dicas para o enem inglês adriana sales-cefetmgAdriana Sales Zardini
 
Redação - 4 passos para escrever textos mais persuasivos
Redação - 4 passos para escrever textos mais persuasivosRedação - 4 passos para escrever textos mais persuasivos
Redação - 4 passos para escrever textos mais persuasivosCícero Nogueira
 
Como fazer um resumo
Como fazer um resumoComo fazer um resumo
Como fazer um resumoMayjö .
 
Redação para concursos
Redação para concursosRedação para concursos
Redação para concursosGoConqr Brasil
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opiniãoElicio Lima
 
Como fazer um resumo
Como fazer um resumoComo fazer um resumo
Como fazer um resumoSandra Alves
 
Como fazer um bom resumo
Como fazer um bom resumoComo fazer um bom resumo
Como fazer um bom resumoKelly Delfino
 
Roteiro de resumo de texto
Roteiro de resumo de textoRoteiro de resumo de texto
Roteiro de resumo de textoCarlos Eduardo
 
Como Fazer Um Resumo
Como Fazer Um ResumoComo Fazer Um Resumo
Como Fazer Um ResumoBE/CRE
 
Como estudar filosofia
Como estudar filosofiaComo estudar filosofia
Como estudar filosofiasuperego
 

Mais procurados (20)

Como escrever artigos de opinião
Como escrever artigos de opiniãoComo escrever artigos de opinião
Como escrever artigos de opinião
 
Conclusão de texto dissertativo-argumentativo
Conclusão de texto dissertativo-argumentativoConclusão de texto dissertativo-argumentativo
Conclusão de texto dissertativo-argumentativo
 
Artigo de opnião
Artigo de opniãoArtigo de opnião
Artigo de opnião
 
Como fazer um resumo (passo a passo)
Como fazer um resumo (passo a passo)Como fazer um resumo (passo a passo)
Como fazer um resumo (passo a passo)
 
Características de um bom resumo
Características de um bom resumoCaracterísticas de um bom resumo
Características de um bom resumo
 
Dicas para o enem inglês adriana sales-cefetmg
Dicas para o enem   inglês adriana sales-cefetmgDicas para o enem   inglês adriana sales-cefetmg
Dicas para o enem inglês adriana sales-cefetmg
 
Redação - 4 passos para escrever textos mais persuasivos
Redação - 4 passos para escrever textos mais persuasivosRedação - 4 passos para escrever textos mais persuasivos
Redação - 4 passos para escrever textos mais persuasivos
 
Como fazer um resumo
Como fazer um resumoComo fazer um resumo
Como fazer um resumo
 
Redação para concursos
Redação para concursosRedação para concursos
Redação para concursos
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
 
Como fazer um resumo
Como fazer um resumoComo fazer um resumo
Como fazer um resumo
 
Resumo
ResumoResumo
Resumo
 
Como fazer um bom resumo
Como fazer um bom resumoComo fazer um bom resumo
Como fazer um bom resumo
 
Roteiro de resumo de texto
Roteiro de resumo de textoRoteiro de resumo de texto
Roteiro de resumo de texto
 
Dicas para um bom texto jornalístico
Dicas para um bom texto jornalísticoDicas para um bom texto jornalístico
Dicas para um bom texto jornalístico
 
Dicas para o enem
Dicas para o enemDicas para o enem
Dicas para o enem
 
Como Fazer Um Resumo
Como Fazer Um ResumoComo Fazer Um Resumo
Como Fazer Um Resumo
 
Como estudar filosofia
Como estudar filosofiaComo estudar filosofia
Como estudar filosofia
 
Redação
RedaçãoRedação
Redação
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
 

Destaque

Dicas de como se iniciar uma redação.
Dicas de como se iniciar uma redação.Dicas de como se iniciar uma redação.
Dicas de como se iniciar uma redação.Ajudar Pessoas
 
Agente de-segurança-penitenciário
Agente de-segurança-penitenciárioAgente de-segurança-penitenciário
Agente de-segurança-penitenciárioMário Campos
 
Como fazer uma redação dissertativa argumentativa
Como fazer uma redação dissertativa argumentativaComo fazer uma redação dissertativa argumentativa
Como fazer uma redação dissertativa argumentativaAgassis Rodrigues
 
Agente Penitenciário - Aula 5 - Prod. Textos
Agente Penitenciário - Aula 5 - Prod. TextosAgente Penitenciário - Aula 5 - Prod. Textos
Agente Penitenciário - Aula 5 - Prod. TextosProfFernandaBraga
 
Agente Penitenciário - Aula 7 Morfologia - substantivo
Agente Penitenciário - Aula 7   Morfologia - substantivoAgente Penitenciário - Aula 7   Morfologia - substantivo
Agente Penitenciário - Aula 7 Morfologia - substantivoProfFernandaBraga
 
Agente Penitenciário - Aula 9 Morfologia - Pronome demonstrativo
Agente Penitenciário - Aula 9  Morfologia - Pronome demonstrativoAgente Penitenciário - Aula 9  Morfologia - Pronome demonstrativo
Agente Penitenciário - Aula 9 Morfologia - Pronome demonstrativoProfFernandaBraga
 
Agente Penitenciário Aula 4 Questões IBFC
Agente Penitenciário Aula 4   Questões IBFCAgente Penitenciário Aula 4   Questões IBFC
Agente Penitenciário Aula 4 Questões IBFCProfFernandaBraga
 
Unidad 1 ¿Cómo te va? A
Unidad 1 ¿Cómo te va? AUnidad 1 ¿Cómo te va? A
Unidad 1 ¿Cómo te va? ACarmen Illán
 
Manual técnicas de redação
Manual   técnicas de redaçãoManual   técnicas de redação
Manual técnicas de redaçãorochamendess82
 
Agente Penitenciário - Aula 8 Morfologia - Pronome Relativo
Agente Penitenciário - Aula 8 Morfologia - Pronome RelativoAgente Penitenciário - Aula 8 Morfologia - Pronome Relativo
Agente Penitenciário - Aula 8 Morfologia - Pronome RelativoProfFernandaBraga
 
Criminologia e Legislação Específica p/ Concurso DEPEN
Criminologia e Legislação Específica p/ Concurso DEPENCriminologia e Legislação Específica p/ Concurso DEPEN
Criminologia e Legislação Específica p/ Concurso DEPENEstratégia Concursos
 
Revista de Redação - Propostas Volume 1
Revista de Redação - Propostas Volume 1Revista de Redação - Propostas Volume 1
Revista de Redação - Propostas Volume 1ProfFernandaBraga
 
Agente Penitenciário - Aula 3 Ortografia
Agente Penitenciário - Aula 3   OrtografiaAgente Penitenciário - Aula 3   Ortografia
Agente Penitenciário - Aula 3 OrtografiaProfFernandaBraga
 
Passos para uma boa redação
Passos para uma boa redaçãoPassos para uma boa redação
Passos para uma boa redaçãoSinara Lustosa
 
Curso Legislação Aplicada p/ Agente Penitenciário SEJUS-PI
Curso Legislação Aplicada p/ Agente Penitenciário SEJUS-PICurso Legislação Aplicada p/ Agente Penitenciário SEJUS-PI
Curso Legislação Aplicada p/ Agente Penitenciário SEJUS-PIEstratégia Concursos
 

Destaque (15)

Dicas de como se iniciar uma redação.
Dicas de como se iniciar uma redação.Dicas de como se iniciar uma redação.
Dicas de como se iniciar uma redação.
 
Agente de-segurança-penitenciário
Agente de-segurança-penitenciárioAgente de-segurança-penitenciário
Agente de-segurança-penitenciário
 
Como fazer uma redação dissertativa argumentativa
Como fazer uma redação dissertativa argumentativaComo fazer uma redação dissertativa argumentativa
Como fazer uma redação dissertativa argumentativa
 
Agente Penitenciário - Aula 5 - Prod. Textos
Agente Penitenciário - Aula 5 - Prod. TextosAgente Penitenciário - Aula 5 - Prod. Textos
Agente Penitenciário - Aula 5 - Prod. Textos
 
Agente Penitenciário - Aula 7 Morfologia - substantivo
Agente Penitenciário - Aula 7   Morfologia - substantivoAgente Penitenciário - Aula 7   Morfologia - substantivo
Agente Penitenciário - Aula 7 Morfologia - substantivo
 
Agente Penitenciário - Aula 9 Morfologia - Pronome demonstrativo
Agente Penitenciário - Aula 9  Morfologia - Pronome demonstrativoAgente Penitenciário - Aula 9  Morfologia - Pronome demonstrativo
Agente Penitenciário - Aula 9 Morfologia - Pronome demonstrativo
 
Agente Penitenciário Aula 4 Questões IBFC
Agente Penitenciário Aula 4   Questões IBFCAgente Penitenciário Aula 4   Questões IBFC
Agente Penitenciário Aula 4 Questões IBFC
 
Unidad 1 ¿Cómo te va? A
Unidad 1 ¿Cómo te va? AUnidad 1 ¿Cómo te va? A
Unidad 1 ¿Cómo te va? A
 
Manual técnicas de redação
Manual   técnicas de redaçãoManual   técnicas de redação
Manual técnicas de redação
 
Agente Penitenciário - Aula 8 Morfologia - Pronome Relativo
Agente Penitenciário - Aula 8 Morfologia - Pronome RelativoAgente Penitenciário - Aula 8 Morfologia - Pronome Relativo
Agente Penitenciário - Aula 8 Morfologia - Pronome Relativo
 
Criminologia e Legislação Específica p/ Concurso DEPEN
Criminologia e Legislação Específica p/ Concurso DEPENCriminologia e Legislação Específica p/ Concurso DEPEN
Criminologia e Legislação Específica p/ Concurso DEPEN
 
Revista de Redação - Propostas Volume 1
Revista de Redação - Propostas Volume 1Revista de Redação - Propostas Volume 1
Revista de Redação - Propostas Volume 1
 
Agente Penitenciário - Aula 3 Ortografia
Agente Penitenciário - Aula 3   OrtografiaAgente Penitenciário - Aula 3   Ortografia
Agente Penitenciário - Aula 3 Ortografia
 
Passos para uma boa redação
Passos para uma boa redaçãoPassos para uma boa redação
Passos para uma boa redação
 
Curso Legislação Aplicada p/ Agente Penitenciário SEJUS-PI
Curso Legislação Aplicada p/ Agente Penitenciário SEJUS-PICurso Legislação Aplicada p/ Agente Penitenciário SEJUS-PI
Curso Legislação Aplicada p/ Agente Penitenciário SEJUS-PI
 

Semelhante a Agente Penitenciário - Aula 1 Interpretação e Redação

Cefet/Coltec Aula 1 Interpretação
Cefet/Coltec Aula 1 InterpretaçãoCefet/Coltec Aula 1 Interpretação
Cefet/Coltec Aula 1 InterpretaçãoProfFernandaBraga
 
Cefet/Coltec Aula 1 Interpretação
Cefet/Coltec Aula 1   InterpretaçãoCefet/Coltec Aula 1   Interpretação
Cefet/Coltec Aula 1 InterpretaçãoProfFernandaBraga
 
7 regras para escrever
7 regras para escrever7 regras para escrever
7 regras para escreverDavid Oliveira
 
Produção de texto
Produção de textoProdução de texto
Produção de textoeebhomago
 
Interpretação de texo
Interpretação de texoInterpretação de texo
Interpretação de texoPaulo Lobo
 
1ª série E. M. - Interpretação de Texto
1ª série E. M. - Interpretação de Texto1ª série E. M. - Interpretação de Texto
1ª série E. M. - Interpretação de TextoAngélica Manenti
 
9º ano E. F. II - Interpretação de Texto
9º ano E. F. II - Interpretação de Texto9º ano E. F. II - Interpretação de Texto
9º ano E. F. II - Interpretação de TextoAngélica Manenti
 
Ementario - Técnicas de Leitura e Normas da ABNT.pdf
Ementario - Técnicas de Leitura e Normas da ABNT.pdfEmentario - Técnicas de Leitura e Normas da ABNT.pdf
Ementario - Técnicas de Leitura e Normas da ABNT.pdfWesley De Lai Cruz
 
Coesao e corencia
Coesao e corenciaCoesao e corencia
Coesao e corenciaDior FG
 
Curso de Redação - Parte 3/4
Curso de Redação - Parte 3/4Curso de Redação - Parte 3/4
Curso de Redação - Parte 3/4ABCursos OnLine
 
Aula tipos de textos
Aula tipos de textosAula tipos de textos
Aula tipos de textosRomario Dias
 
Produção textual
Produção textualProdução textual
Produção textualNato EBel
 
Como se faz uma tese :: Umberto Eco
Como se faz uma tese :: Umberto EcoComo se faz uma tese :: Umberto Eco
Como se faz uma tese :: Umberto EcoAndré Camargo
 
Resumo e Síntese, Mónica Almeida (CLC)
Resumo e Síntese, Mónica Almeida (CLC)Resumo e Síntese, Mónica Almeida (CLC)
Resumo e Síntese, Mónica Almeida (CLC)efaesan
 
Produção de texto - Percursos da escrita - Texto argumentativo
Produção de texto - Percursos da escrita - Texto argumentativoProdução de texto - Percursos da escrita - Texto argumentativo
Produção de texto - Percursos da escrita - Texto argumentativocomplementoindirecto
 

Semelhante a Agente Penitenciário - Aula 1 Interpretação e Redação (20)

Cefet/Coltec Aula 1 Interpretação
Cefet/Coltec Aula 1 InterpretaçãoCefet/Coltec Aula 1 Interpretação
Cefet/Coltec Aula 1 Interpretação
 
Cefet/Coltec Aula 1 Interpretação
Cefet/Coltec Aula 1   InterpretaçãoCefet/Coltec Aula 1   Interpretação
Cefet/Coltec Aula 1 Interpretação
 
10 passos para uma boa redação
10 passos para uma boa redação10 passos para uma boa redação
10 passos para uma boa redação
 
7 regras para escrever
7 regras para escrever7 regras para escrever
7 regras para escrever
 
Produção de texto
Produção de textoProdução de texto
Produção de texto
 
Noção de Texto
Noção de TextoNoção de Texto
Noção de Texto
 
Interpretação de texo
Interpretação de texoInterpretação de texo
Interpretação de texo
 
1ª série E. M. - Interpretação de Texto
1ª série E. M. - Interpretação de Texto1ª série E. M. - Interpretação de Texto
1ª série E. M. - Interpretação de Texto
 
9º ano E. F. II - Interpretação de Texto
9º ano E. F. II - Interpretação de Texto9º ano E. F. II - Interpretação de Texto
9º ano E. F. II - Interpretação de Texto
 
Dissertaçao
DissertaçaoDissertaçao
Dissertaçao
 
Ementario - Técnicas de Leitura e Normas da ABNT.pdf
Ementario - Técnicas de Leitura e Normas da ABNT.pdfEmentario - Técnicas de Leitura e Normas da ABNT.pdf
Ementario - Técnicas de Leitura e Normas da ABNT.pdf
 
Coesao e corencia
Coesao e corenciaCoesao e corencia
Coesao e corencia
 
Curso de Redação - Parte 3/4
Curso de Redação - Parte 3/4Curso de Redação - Parte 3/4
Curso de Redação - Parte 3/4
 
Aula tipos de textos
Aula tipos de textosAula tipos de textos
Aula tipos de textos
 
Produção textual
Produção textualProdução textual
Produção textual
 
Como se faz uma tese :: Umberto Eco
Como se faz uma tese :: Umberto EcoComo se faz uma tese :: Umberto Eco
Como se faz uma tese :: Umberto Eco
 
Redação.PDF
Redação.PDFRedação.PDF
Redação.PDF
 
Redação.DOCX
Redação.DOCXRedação.DOCX
Redação.DOCX
 
Resumo e Síntese, Mónica Almeida (CLC)
Resumo e Síntese, Mónica Almeida (CLC)Resumo e Síntese, Mónica Almeida (CLC)
Resumo e Síntese, Mónica Almeida (CLC)
 
Produção de texto - Percursos da escrita - Texto argumentativo
Produção de texto - Percursos da escrita - Texto argumentativoProdução de texto - Percursos da escrita - Texto argumentativo
Produção de texto - Percursos da escrita - Texto argumentativo
 

Mais de ProfFernandaBraga

Propostas de redação 2016 Volume 2
Propostas de redação 2016 Volume 2Propostas de redação 2016 Volume 2
Propostas de redação 2016 Volume 2ProfFernandaBraga
 
Prova ANPAD Português Resolvida
Prova ANPAD Português Resolvida Prova ANPAD Português Resolvida
Prova ANPAD Português Resolvida ProfFernandaBraga
 
Redação trote universitário exemplo
Redação trote universitário   exemploRedação trote universitário   exemplo
Redação trote universitário exemploProfFernandaBraga
 
Redação gravidez na adolescência: textos exemplo
Redação gravidez na adolescência: textos exemploRedação gravidez na adolescência: textos exemplo
Redação gravidez na adolescência: textos exemploProfFernandaBraga
 
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da naçãoRedação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da naçãoProfFernandaBraga
 
Redação: O papel e o limite do humor no Brasil
Redação: O papel e o limite do humor no BrasilRedação: O papel e o limite do humor no Brasil
Redação: O papel e o limite do humor no BrasilProfFernandaBraga
 
Dois exemplos de redações sobre Bioética
Dois exemplos de redações sobre BioéticaDois exemplos de redações sobre Bioética
Dois exemplos de redações sobre BioéticaProfFernandaBraga
 
Exemplos de Redação - Tema: Consumismo
Exemplos de Redação - Tema: ConsumismoExemplos de Redação - Tema: Consumismo
Exemplos de Redação - Tema: ConsumismoProfFernandaBraga
 
Atividades sobre figuras de linguagem
Atividades sobre figuras de linguagemAtividades sobre figuras de linguagem
Atividades sobre figuras de linguagemProfFernandaBraga
 
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologiaProposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologiaProfFernandaBraga
 
Trabalhos dos alunos Ecologia
Trabalhos dos alunos  EcologiaTrabalhos dos alunos  Ecologia
Trabalhos dos alunos EcologiaProfFernandaBraga
 
Trabalhos dos alunos Biodiversidade
Trabalhos dos alunos  BiodiversidadeTrabalhos dos alunos  Biodiversidade
Trabalhos dos alunos BiodiversidadeProfFernandaBraga
 
Trabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
Trabalhos dos alunos Gêneros DiscursivosTrabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
Trabalhos dos alunos Gêneros DiscursivosProfFernandaBraga
 
Trabalhos dos alunos Gêneros discursivos
Trabalhos dos alunos  Gêneros discursivosTrabalhos dos alunos  Gêneros discursivos
Trabalhos dos alunos Gêneros discursivosProfFernandaBraga
 

Mais de ProfFernandaBraga (20)

Estudo dos verbos Volume 1
Estudo dos verbos Volume 1Estudo dos verbos Volume 1
Estudo dos verbos Volume 1
 
Sintaxe Volume 1
Sintaxe Volume 1Sintaxe Volume 1
Sintaxe Volume 1
 
Propostas de redação 2016 Volume 2
Propostas de redação 2016 Volume 2Propostas de redação 2016 Volume 2
Propostas de redação 2016 Volume 2
 
Prova ANPAD Português Resolvida
Prova ANPAD Português Resolvida Prova ANPAD Português Resolvida
Prova ANPAD Português Resolvida
 
Redação trote universitário exemplo
Redação trote universitário   exemploRedação trote universitário   exemplo
Redação trote universitário exemplo
 
Redação gravidez na adolescência: textos exemplo
Redação gravidez na adolescência: textos exemploRedação gravidez na adolescência: textos exemplo
Redação gravidez na adolescência: textos exemplo
 
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da naçãoRedação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
 
Redação: O papel e o limite do humor no Brasil
Redação: O papel e o limite do humor no BrasilRedação: O papel e o limite do humor no Brasil
Redação: O papel e o limite do humor no Brasil
 
Atividade notícia
Atividade notíciaAtividade notícia
Atividade notícia
 
Dois exemplos de redações sobre Bioética
Dois exemplos de redações sobre BioéticaDois exemplos de redações sobre Bioética
Dois exemplos de redações sobre Bioética
 
Exemplos de Redação - Tema: Consumismo
Exemplos de Redação - Tema: ConsumismoExemplos de Redação - Tema: Consumismo
Exemplos de Redação - Tema: Consumismo
 
Temas ENEM 2015
Temas ENEM 2015 Temas ENEM 2015
Temas ENEM 2015
 
15 temas ENEM 2015
15 temas ENEM 201515 temas ENEM 2015
15 temas ENEM 2015
 
Temas para ENEM - Drogas
Temas para ENEM - DrogasTemas para ENEM - Drogas
Temas para ENEM - Drogas
 
Atividades sobre figuras de linguagem
Atividades sobre figuras de linguagemAtividades sobre figuras de linguagem
Atividades sobre figuras de linguagem
 
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologiaProposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
 
Trabalhos dos alunos Ecologia
Trabalhos dos alunos  EcologiaTrabalhos dos alunos  Ecologia
Trabalhos dos alunos Ecologia
 
Trabalhos dos alunos Biodiversidade
Trabalhos dos alunos  BiodiversidadeTrabalhos dos alunos  Biodiversidade
Trabalhos dos alunos Biodiversidade
 
Trabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
Trabalhos dos alunos Gêneros DiscursivosTrabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
Trabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
 
Trabalhos dos alunos Gêneros discursivos
Trabalhos dos alunos  Gêneros discursivosTrabalhos dos alunos  Gêneros discursivos
Trabalhos dos alunos Gêneros discursivos
 

Agente Penitenciário - Aula 1 Interpretação e Redação

  • 1.
  • 2. 01.Ler todo o texto, procurando ter uma visão geral do assunto; 02. Se encontrar palavras desconhecidas, não interrompa a leitura, vá até o fim, ininterruptamente; 03. Ler os enunciados antes de ler o texto, com isso, agilizamos as respostas; 04. Ler com perspicácia, sutileza, malícia nas entrelinhas; 05. Voltar ao texto tantas quantas vezes precisar;
  • 3. 06. Não permitir que prevaleçam suas idéias sobre as do autor; 07. Partir o texto em partes (parágrafos, partes) para melhor compreensão; 08. Centralizar cada questão ao parágrafo/parte do texto correspondente; 09. Procure estabelecer quais foram as opiniões expostas pelo autor, definindo o tema e a mensagem; 10. O autor defende ideias e você deve percebê-las; 11. Os adjetivos ligados a um substantivo vão dar a ele maior clareza de expressão, aumentando-lhe ou determinando-lhe o significado.
  • 4. Ao tentar responder a essa pergunta, o leitor será obrigado a distinguir as questões secundárias da principal, isto é, aquela em torno da qual gira o texto inteiro. Quando o leitor não sabe dizer do que o texto está tratando, ou sabe apenas de maneira genérica e confusa, é sinal de que ele precisa ser lido com mais atenção ou de que o leitor não tem repertório suficiente para compreender o que está diante de seus olhos. 
  • 5. Disseminados pelo texto, aparecem vários indicadores da opinião de quem escreve. Por isso, uma leitura competente não terá dificuldade em identificá-la. Não saber dar resposta a essa questão é um sintoma de leitura desatenta e dispersiva. 
  • 6. Argumento é todo tipo de recurso usado pelo autor para convencer o leitor de que ele está falando a verdade. Saber reconhecer os argumentos do autor é também um sintoma de leitura bem feita, um sinal claro de que o leitor acompanhou o desenvolvimento das idéias. Na verdade, entender um texto significa acompanhar com atenção o seu percurso argumentativo.   
  • 7.  O primeiro passo para interpretar um texto consiste em decompô-lo, após uma primeira leitura, em suas "idéias básicas ou idéias núcleo", ou seja, um trabalho analítico buscando os conceitos definidores da opinião explicitada pelo autor. Esta operação fará com que o significado do texto "salte aos olhos" do leitor.
  • 8.   1)    Jamais use a primeira pessoa do singular. Os verbos adequados são aqueles na terceira pessoa do singular: percebe- se, admite-se, compreende-se. Lembre-se: a redação deve ser impessoal. No máximo que pode ocorrer é o uso da primeira pessoa do plural “nós”.   2)    Preste muita atenção à elaboração do primeiro parágrafo. É nele que você irá definir o ponto de vista que será defendido em seu texto. Não se esqueça: trata-se de uma redação dissertativo-argumentativa.   3)    Planeje seu texto. Afinal, você vai trabalhar em um órgão público e precisa saber que a Redação Oficial, por exemplo, tem regras formais bem claras. Trace um esquema, visualize a estrutura de sua redação. Dessa maneira não há como você se perder.
  • 9.   4)    Não generalize. Afirmações como “todos os políticos brasileiros são corruptos” denunciam que você não está refletindo sobre o tema. Denuncia o radicalismo.   5)    Em sua argumentação, utilize apenas exemplos que sejam de domínio público, isto é, que tenham figurado na mídia.   6)    Em cada parágrafo, procure elaborar de dois a três períodos. Parágrafos formados por um único período evidencia falta de conteúdo ou desorganização de ideias. Não redija períodos excessivamente longos ou curtos. Concisão, essa é a palavra de ordem.
  • 10.   7)    Palavras abstratas podem ser utilizadas sem prejuízo ao texto, desde que apareçam em sua forma singular. Exemplos: “Diminuir a maioridade penal não irá reduzir o crime” (em lugar de “os crimes”). “O projeto de lei do deputado tem gerado muita polêmica” (em lugar de “muitas polêmicas”).   8)    Não escreva um texto “sujo”, repleto de marcas gráficas como interrogações, exclamações, travessões e aspas. Eles interrompem o fluxo de leitura de seu texto.   9)    Respeite as margens e indicações de parágrafo. Sim, isso será avaliado!
  • 11.   10)    Revise seu texto. Observe especialmente se você utilizou a norma culta. Verifique se há inadequações quanto à pontuação, ortografia, acentuação, vocabulário, concordância, regência, construção do período e uso de conectores. Dica-bônus: Em provas e concursos, as redações devem ser desenvolvidas em torno de um tema proposto pela comissão de avaliação. Pense em seu texto como uma resposta. Sim, todo texto é uma resposta. Mas você precisa conhecer bem a pergunta. Leia a proposta com muita atenção e fiscalize-se para não fugir dela sob nenhuma hipótese. O desenvolvimento do tema, a objetividade frente à sua apresentação, a seleção e articulação dos argumentos e a consistência da argumentação são quesitos avaliados com muito rigor.