Pedagogia do futsal na escola e na iniciação

15.773 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Pedagogia do futsal na escola e na iniciação

  1. 1. DISCIPLINA: FUTSAL/ FUTEBOLPROFESSOR: DANIEL FERREIRA PEDAGOGIA DO FUTSAL NA ESCOLA E NA INICIAÇÃO 1. EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR A maioria das escolas tanto da rede pública quanto particular preocupam-secom o ensino da educação física desde a educação infantil e reconhecem a importância doensino dos esportes para as crianças como meio de educação e saúde. Hoje em um mundoglobalizado, as várias tecnologias proporcionam um aprendizado rápido e dinâmico sendoimprescindíveis os cuidados não só com os aspectos intelectuais, mas também os sócio-afetivose os físico-motores. A escola assume um papel importante no que diz respeito à aquisição do hábitoda prática esportiva pelos jovens. As escolas que realmente investem em educação reconhecemna educação física escolar um meio rápido de interação da criança com ambiente em que vive,oferecendo momentos de convívio social. Propostas sérias que visam democratizar, humanizar ediversificar a forma pedagógica de ensino da educação física e métodos que procuram valorizaras dimensões afetivas, cognitivas e socioculturais dos alunos estão se tornando referênciasignificativa no contexto educacional. A educação física escolar, ainda promove a autoconfiança através dos jogos,danças, lutas, ginásticas e atividades rítmicas, enriquecendo o acervo motor e assim,possibilitando que a criança adquira a cultura do movimento. É por meio dessa cultura que eladescobre as possibilidades de se expressar com seu corpo e percebe a importância domovimento na integração e no relacionamento com seus companheiros e é também por meiodessa participação social, da cooperação que a criança passa a praticar os princípiosdemocráticos de uma vivência coletiva. 1.1 A CRIANÇA NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA Todas as crianças adoram as aulas de educação física, costuma-se dizer que oprofissional dessa área é um iluminado, tal é o fascínio das crianças diante de uma bola e dasmil possibilidades que esta oferece para brincar. Nas aulas, o emocional e o afetivo andamjuntos, o que favorece a sociabilização. O companheirismo e o respeito tornam o convívio muitoprazeroso, a criança adquire limites e passa a respeitar o direito dos outros. Estes fatorescontribuem para uma auto-estima elevada e proporcionam prazer. Feliz, a criança tende amelhorar seu desempenho em todas as áreas do conhecimento, aprendendo com mais facilidade. A prática da educação física traz maior autonomia às crianças, os alunos queapresentam domínio motor mais desenvolvido exercem uma liderança natural tanto nasatividades práticas quanto em sala de aula, estes normalmente são desenvoltos, seguros e composicionamento crítico. 1.2 A EDUCAÇÃO FÍSICA NA ESCOLA DEVE: • Promover o desenvolvimento de habilidades motoras, atitudes, valores e conhecimentos, procurando levar os alunos a uma participação ativa e voluntária em atividades físicas e esportivas ao longo de suas vidas. • Ser ministrada em um ambiente de alegria, em que as práticas corporais e esportivas sejam prazerosas.
  2. 2. • Propiciar experiências e vivências de solidariedade, cooperação e superação. • Valorizar as práticas esportivas, danças e jogos nos conteúdos de seus programas, inclusive as atividades que representam a tradição e a pluralidade do patrimônio cultural do país e suas regiões. • Ser meio de desenvolvimento da cidadania nos alunos e de respeito ao meio-ambiente. 1.3 PAPEL DO PROFESSOR – EDUCADOR Ser professor é uma função que constitui um permanente desafio que exige umempenho profissional muito grande. No exercício da profissão, surgem oportunidades decontribuir na formação do caráter das crianças e dos jovens. Desta forma, o professor podedeixar marcas duradouras e significativas nos alunos em formação. Para ser um bom professor, a pessoa não precisa ter sido um grande atleta,precisa de características indispensáveis como ser simpático, compreensivo, carismático,educado, respeitador, responsável, ético e de boa comunicação. Deverá ser um líder e queinspire a confiança dos alunos e de seus pais. Os professores para muitos alunos são exemplosde conduta e até formadores de opinião podendo inclusive influenciar no futuro de seus alunos. O professor ainda deve estabelecer um vínculo afetivo com seus alunos,transmitir apoio e segurança, usar o reforço positivo, manter sempre a motivação elevada,trabalhar com as diferenças assegurando a participação de todos, promover a convivência entreos gêneros, estimular a interdisciplinaridade, mostrar-se organizado, apresentar os objetivos daaula, incentivar a criatividade, considerar o contexto no qual o aluno está inserido, trabalhar dosimples para o complexo e ser altamente intuitivo. 2. A DIMENSÃO EDUCACIONAL DO FUTSAL Você acredita que ao ensinar futsal é possível compartilhar mais do que regras,técnicas e táticas? Acredita que além de aprender habilidades e desenvolver capacidades, acriança constrói valores e atitudes? Se a resposta for positiva, então você reconhece a dimensãoeducacional do esporte. Por conseqüência, compartilha da idéia de que ao ensinar esporte épossível ensinar mais do que esporte. Nesta perspectiva, os fins do esporte seriam proporcionar:O prazer, a evolução da consciência, a cultura de esporte e lazer, a construção da cidadania e avalorização da auto-estima. Trata-se de uma concepção pedagógica que apesar de se contrapor aoutra também tem por finalidade a procura da excelência. Entenda por busca da excelência nãoa vitória e os resultados esportivos, mas ir além de si mesmo, tornar-se melhor do que se é (nãomelhor do que o outro). Esse modo de ensinar esporte deve facilitar às crianças à busca da autonomia,logo não se busca as crianças ideais para a prática do esporte mas trabalha-se com a criança real,afinal o esporte é direito de todos e não privilégio de poucos. Desta forma, surge a necessidade de dar tratamento pedagógico ao ensino dofutsal na infância e para explicá-los, cito quatro princípios norteadores: Ensinar mais que futsal,ensinar bem o futsal, ensinar futsal a todos, ensinar a gostar de esportes. 3. PRINCÍPIOS PEDAGÓGICOS PARA ENSINAR FUTSAL Princípios pedagógicos são os valores e as idéias que permeiam a prática dosprofessores. Ao meu modo de ver, os princípios antecedem as metodologias, mas a maneira deensinar ou o como ensinar vem depois do por que ensinar, contudo os métodos têm relaçãodireta com os princípios. O professor que ensina futsal na infância deve formar atletas? Deve pensar emrevelar talentos? Deve selecionar os melhores? Deve buscar títulos? As respostas refletirãosobre os princípios.
  3. 3. Na infância não há lugar para seleção, ao olhar uma criança, por mais habilidosaque seja nunca devemos enxergar um atleta, embora não se possa descartar o surgimento de umtalento, não se deve estar a procurá-lo. A infância é o período para construir atitudes, afirmarhabilidades e desenvolver capacidades que possam contribuir para sua atuação no mundo e nãoapenas no esporte. Entre essas atitudes/valores estão a participação, o respeito mútuo, acooperação e autonomia, a auto-estima. Entre as habilidades está correr, saltar, girar, equilibrar-se, desviar, transpor etc. ou habilidades específicas como passar, conduzir, chutar, driblar etc.Entre as capacidades está a velocidade, resistência, a potência muscular. O esporte ensinado na infância deve contrapor-se à idéia de ensinar apenas umconjunto de regras, técnicas e táticas e voltar-se para o desenvolvimento humano, para aevolução da consciência, para a introdução de uma cultura de lazer esportivo e para aconstrução da cidadania. • ENSINAR FUTSAL A TODOS: Independente do nível de habilidade que a criança apresenta, o professor deve dar atenção e oportunidades irrestritas para que se desenvolva. Não deve haver diagnóstico nem seleção. • ENSINAR BEM O FUTSAL: Eleger corretamente os objetivos, conteúdos e métodos, respeitar as características das crianças nos diferentes domínios. • ENSINAR MAIS QUE FUTSAL: Preocupar-se com a condição humana das crianças. O professor cria o ambiente pedagógico favorável ao aprendizado. • ENSINAR A GOSTAR DOS ESPORTES: Veicular o lúdico, as brincadeiras. Incutir o prazer nas aulas. Os objetivos do futsal na infância devem ser elaborados em acordo com ascaracterísticas próprias do crescimento e desenvolvimento infantil, e devem ser objetivospossíveis de serem atingidos. 4. OS PERIGOS DA ESPECIALIZAÇÃO PRECOCE Há um consenso na área esportiva de que a especialização precoce submete acriança a riscos consideráveis. É evidente que devemos considerar alguns fatos relevantes comoa ação da mídia, a cultura do esporte como meio de ascensão social e principalmente umapressão exercida pelos pais muitas vezes pos transferir para os filhos algumas frustrações daprópria infância. A prática de somente um esporte na infância, seja ele qual for, submetendo acriança a treinamento sistematizado, pode levá-la a desenvolver uma aversão ao esporte, porassumir determinadas responsabilidades para as quais ainda não está preparada, além de umacarga exacerbada de competitividade que pode comprometer o processo de construção daqueleesporte. Compartilho da idéia de que o futsal na infância justifica-se somente se este contribuirpara que a criança aprenda a se conhecer e viver melhor em sociedade.

×