SlideShare uma empresa Scribd logo
1
8
IUDS – CREA-MG – FISCAL DE NÍVEL SUPERIOR
Seguem abaixo meus comentários às 10 questões de direito administrativo aplicadas na prova de
Fiscal – nível superior – para o Crea-MG.
Os itens I e II estão corretos, ao mencionar a utilidade/necessidade da presunção de legitimidade
dos atos administrativos e o fato de ser uma presunção relativa (e não absoluta).
O item III, por outro lado, foi dado como incorreto pela Banca, motivo pelo qual sugiro a interposição
de recurso.
Primeiramente, reparem que considerar incorreto o item III acabaria por contrariar o próprio
enunciado (ao mencionar “cabendo ao destinatário do ato o encargo de provar que o agente
administrativo agiu de forma ilegítima”) e com a parte final do item II – dado como correto (“prova
que deve ser produzida pelo interessado prejudicado”).
2
8
Além disso, o item III aparenta retratar a “inversão do ônus da prova” provocada pela presunção de
legitimidade e veracidade dos atos administrativas. Dessa forma, se determinado particular se sente
prejudicado com uma atuação ilegal do poder público, ele deverá sim provar que o ato praticado é
ilegítimo ou baseado em fatos inverídicos.
Nesse sentido, o item III contraria o entendimentos doutrinários a respeito do tema, a exemplo de
Di Pietro que afirma que (31ª ed; tópico 3.3.4):
Esse princípio, que alguns chamam de princípio da presunção de legalidade, abrange dois aspectos: de um lado,
a presunção de verdade, que diz respeito à certeza dos fatos; de outro lado, a presunção da legalidade, pois, se
a Administração Pública se submete à lei, presume-se, até prova em contrário, que todos os seus atos sejam
verdadeiros e praticados com observância das normas
legais pertinentes. Trata-se de presunção relativa (juris tantum) que, como tal, admite prova em contrário. O
efeito de tal presunção é o de inverter o ônus da prova.
De modo semelhante, Carvalho Filho menciona que "Outro efeito é o da inversão do ônus da prova,
cabendo a quem alegar não ser o ato legítimo a comprovação da ilegalidade. Enquanto isso não
ocorrer, contudo, o ato vai produzindo normalmente os seus efeitos e sendo considerado válido,
seja no revestimento formal, seja no seu próprio conteúdo" (28ª ed; p. 123).
Portanto, entende que cabe recurso deste gabarito preliminar, a fim de se considerar como gabarito
a alternativa (D).
Gabarito preliminar (A). Sugestão de recurso p/ letra (D).
Questão sem grandes dificuldades, que exigiu conhecimento quanto ao atributo da tipicidade, dos
atos administrativos, ou seja, à necessidade de corresponderem a figuras previamente tipificadas
em lei.
Gabarito (C)
3
8
Questão curiosa, cuja resposta encontra-se no próprio enunciado. Fico me perguntando se não teria
sido um erro de digitação da banca examinadora?!?! Em virtude de tal falha, poderia se argumentar
a necessidade de anulação da questão, dado que a falha frustrou os próprios objetivos da questão.
De toda forma, o princípio em questão é, de fato, o da isonomia, nos termos do caput do art. 3º da
Lei 8.666/1993, sendo sua garantia uma das finalidades do procedimento licitatório.
Gabarito (A)
Mais uma questão que exigiu a literalidade da Lei 8.666, desta vez do seu art. 4º, o qual consagra o
princípio do formalismo (moderado) do procedimento licitatório:
Art. 4º, parágrafo único. O procedimento licitatório previsto nesta lei caracteriza ato administrativo formal,
seja ele praticado em qualquer esfera da Administração Pública.
Gabarito (D)
4
8
O item I está incorreto, visto que o Estado não pode exercer sua autoridade de maneira arbitrária.
Deve, necessariamente, observar as regras jurídicas, materiais e processuais, previstas no nosso
ordenamento.
O item II está incorreto, dada a necessidade de se observar o princípio do devido processo legal
também nos processos administrativos, inclusive no PAD sob rito sumário (mencionado no
enunciado).
Gabarito (B)
5
8
São incomuns as questões de direito administrativo cobrando a diferença entre os princípios do
contraditório e da ampla defesa, como neste caso.
De toda forma, em síntese, podemos dizer que o princípio do contraditório está ligado à dialética
processual, oposição de fatos e argumentos pela parte interessada. A ampla defesa, por sua vez, diz
respeito à utilização de todos os meios de prova admitidos em Direito. Portanto, o gabarito da
questão é a letra (C).
Gabarito (C)
Questão que se situou na fronteira entre o direito constitucional e o direito administrativo e que
exigiu raciocínio lógico do candidato.
Sabemos que o “império da lei” (princípio da legalidade) é a marca registrada do Estado de Direito.
No entanto, para o administrativista Cretella Júnior, o princípio da legalidade também é
característica essencial do Estado Democrático, de onde se conclui que a expressão “Estado
Democrático de Direito” seria redundante e temos acertadamente a letra (A) como gabarito.
Gabarito (A)
6
8
Outra questão fronteiriça com o direito constitucional, mas que apresenta possibilidade de recurso.
A banca apontou, como gabarito preliminar, a letra (B). No entanto, entendo que cabe recurso para
se pleitear a anulação do item, visto que a letra (A) não pode ser apontada como incorreta.
Ora, sabemos que o Judiciário exerce o controle de legalidade de atos administrativos, sejam eles
discricionários ou vinculados. Não podemos nos olvidar de que os atos discricionários também se
sujeitam ao controle de legalidade, inclusive judicial.
O exemplo clássico é a remoção de ofício de servidor público (ato discricionário), que possui
finalidade punitiva. Apesar de ser ato discricionário, é plenamente possível a “atuação do Judiciário
na análise dos atos administrativos praticados ao valer-se da competência discricionária”.
Dessa forma, afigura-se equivocado o gabarito da questão, apontando a letra (A) como incorreta,
motivo pelo qual requer-se a anulação da questão.
Gabarito da banca (B). Sugestão de recurso p/ anulação.
7
8
Os itens I e II estão corretos ao mencionarem, respectivamente, um conceito de direito
administrativo e uma finalidade da atuação estatal.
O item III, por outro lado, está incorreto. Primeiramente, destaco que as “sujeições” atuam em
sentido oposto às “prerrogativas”. As prerrogativas é que se relacionam com o princípio da
supremacia do interesse público, ao passo que as sujeições dizem respeito ao princípio da
indisponibilidade do interesse público.
Assim é incorreto afirmar que a Administração possui sujeições “com o fito de suprir as necessidades
decorrentes do interesse particular (..) e o condicionamento ou limitação do exercício de direitos e
liberdades individuais”. O poder de polícia, implicitamente mencionado neste item, é fundamentado
pela supremacia do interesse público sobre o privado (prerrogativas).
Além disso, a Banca menciona “interesse público sobre o coletivo”, também maculando o referido
item.
Gabarito (A)
8
8
As alternativas (A), (B) e (C) estão relacionadas ao princípio da impessoalidade, o qual impede que
um particular seja indevidamente favorecido ou perseguido pelos agentes públicos, dispondo sobre
a necessidade de os agentes públicos atuarem de modo a perseguir o interesse público – e não seus
interesses particulares.
A alternativa (D), por outro lado, está incorreta, visto que o princípio da impessoalidade também
está intimamente ligado com a finalidade da atuação estatal, não havendo a divergência
mencionada pela Banca. A finalidade é exatamente uma das dimensões do princípio da
impessoalidade.
Gabarito (D)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Calorimetria I
Calorimetria ICalorimetria I
Calorimetria I
Marco Antonio Sanches
 
Direito Constitucional II - Aula 05 - Direito à vida - I
Direito Constitucional II - Aula 05  - Direito à vida - IDireito Constitucional II - Aula 05  - Direito à vida - I
Direito Constitucional II - Aula 05 - Direito à vida - I
Carlos José Teixeira Toledo
 
Classificação periódica dos elementos
Classificação periódica dos elementosClassificação periódica dos elementos
Classificação periódica dos elementos
Erica Rocha
 
O átomo
O átomoO átomo
O átomo
Atami Santos
 
Linha do Tempo: História da Criança e do Adolescente no Brasil
Linha do Tempo: História da Criança e do Adolescente no BrasilLinha do Tempo: História da Criança e do Adolescente no Brasil
Linha do Tempo: História da Criança e do Adolescente no Brasil
Aghata Gonsalves
 
05
0505
Surgimento das leis trabalhistas no brasil
Surgimento das leis trabalhistas no brasilSurgimento das leis trabalhistas no brasil
Surgimento das leis trabalhistas no brasil
Carla Moraes
 
Questões Corrigidas, em Word: Transmissão de Calor - Conteúdo vinculado ao ...
Questões Corrigidas, em Word:  Transmissão de Calor  - Conteúdo vinculado ao ...Questões Corrigidas, em Word:  Transmissão de Calor  - Conteúdo vinculado ao ...
Questões Corrigidas, em Word: Transmissão de Calor - Conteúdo vinculado ao ...
Rodrigo Penna
 
Folclore Infantil
Folclore InfantilFolclore Infantil
Folclore Infantil
Paulo Fochi
 
áTomo
áTomoáTomo
1. teoria geral do direito comercial aula 1
1. teoria geral do direito comercial   aula 11. teoria geral do direito comercial   aula 1
1. teoria geral do direito comercial aula 1
Cristiano Carrilho Medeiros
 
Direito Empresarial 2
Direito Empresarial 2Direito Empresarial 2
Direito Empresarial 2
Lucas Guerreiro
 
Resumo ligações químicas
Resumo   ligações  químicasResumo   ligações  químicas
Resumo ligações químicas
Profª Alda Ernestina
 
Distinção entre Direitos Pessoais e Direitos Reais
Distinção entre Direitos Pessoais e Direitos ReaisDistinção entre Direitos Pessoais e Direitos Reais
Distinção entre Direitos Pessoais e Direitos Reais
Junior Ozono
 
Física 3º ano ensino médio campo elétrico
Física 3º ano  ensino médio   campo elétricoFísica 3º ano  ensino médio   campo elétrico
Física 3º ano ensino médio campo elétrico
Tiago Gomes da Silva
 
Química distribuição eletronica
Química   distribuição eletronicaQuímica   distribuição eletronica
Química distribuição eletronica
Rubao1E
 
Direitos da Pessoa com Deficiência
Direitos da Pessoa com DeficiênciaDireitos da Pessoa com Deficiência
Direitos da Pessoa com Deficiência
Madalena Charruadas
 
Filosofia Clínica: um instrumental útil em sala de aula
Filosofia Clínica: um instrumental útil em sala de aulaFilosofia Clínica: um instrumental útil em sala de aula
Filosofia Clínica: um instrumental útil em sala de aula
Aparecido Alcântara
 
ESTUDO DOS GASES - EXERCÍCIOS
ESTUDO DOS GASES - EXERCÍCIOSESTUDO DOS GASES - EXERCÍCIOS
ESTUDO DOS GASES - EXERCÍCIOS
Cursos Profissionalizantes
 
Eletricidade
EletricidadeEletricidade
Eletricidade
Sandra Peixoto
 

Mais procurados (20)

Calorimetria I
Calorimetria ICalorimetria I
Calorimetria I
 
Direito Constitucional II - Aula 05 - Direito à vida - I
Direito Constitucional II - Aula 05  - Direito à vida - IDireito Constitucional II - Aula 05  - Direito à vida - I
Direito Constitucional II - Aula 05 - Direito à vida - I
 
Classificação periódica dos elementos
Classificação periódica dos elementosClassificação periódica dos elementos
Classificação periódica dos elementos
 
O átomo
O átomoO átomo
O átomo
 
Linha do Tempo: História da Criança e do Adolescente no Brasil
Linha do Tempo: História da Criança e do Adolescente no BrasilLinha do Tempo: História da Criança e do Adolescente no Brasil
Linha do Tempo: História da Criança e do Adolescente no Brasil
 
05
0505
05
 
Surgimento das leis trabalhistas no brasil
Surgimento das leis trabalhistas no brasilSurgimento das leis trabalhistas no brasil
Surgimento das leis trabalhistas no brasil
 
Questões Corrigidas, em Word: Transmissão de Calor - Conteúdo vinculado ao ...
Questões Corrigidas, em Word:  Transmissão de Calor  - Conteúdo vinculado ao ...Questões Corrigidas, em Word:  Transmissão de Calor  - Conteúdo vinculado ao ...
Questões Corrigidas, em Word: Transmissão de Calor - Conteúdo vinculado ao ...
 
Folclore Infantil
Folclore InfantilFolclore Infantil
Folclore Infantil
 
áTomo
áTomoáTomo
áTomo
 
1. teoria geral do direito comercial aula 1
1. teoria geral do direito comercial   aula 11. teoria geral do direito comercial   aula 1
1. teoria geral do direito comercial aula 1
 
Direito Empresarial 2
Direito Empresarial 2Direito Empresarial 2
Direito Empresarial 2
 
Resumo ligações químicas
Resumo   ligações  químicasResumo   ligações  químicas
Resumo ligações químicas
 
Distinção entre Direitos Pessoais e Direitos Reais
Distinção entre Direitos Pessoais e Direitos ReaisDistinção entre Direitos Pessoais e Direitos Reais
Distinção entre Direitos Pessoais e Direitos Reais
 
Física 3º ano ensino médio campo elétrico
Física 3º ano  ensino médio   campo elétricoFísica 3º ano  ensino médio   campo elétrico
Física 3º ano ensino médio campo elétrico
 
Química distribuição eletronica
Química   distribuição eletronicaQuímica   distribuição eletronica
Química distribuição eletronica
 
Direitos da Pessoa com Deficiência
Direitos da Pessoa com DeficiênciaDireitos da Pessoa com Deficiência
Direitos da Pessoa com Deficiência
 
Filosofia Clínica: um instrumental útil em sala de aula
Filosofia Clínica: um instrumental útil em sala de aulaFilosofia Clínica: um instrumental útil em sala de aula
Filosofia Clínica: um instrumental útil em sala de aula
 
ESTUDO DOS GASES - EXERCÍCIOS
ESTUDO DOS GASES - EXERCÍCIOSESTUDO DOS GASES - EXERCÍCIOS
ESTUDO DOS GASES - EXERCÍCIOS
 
Eletricidade
EletricidadeEletricidade
Eletricidade
 

Semelhante a Iuds crea-mg - fiscal

Direito administrativo
Direito administrativoDireito administrativo
Direito administrativo
Ptx Bsb
 
2046 - Elaboramos Parecer Peças Processuais
2046 - Elaboramos Parecer Peças Processuais2046 - Elaboramos Parecer Peças Processuais
2046 - Elaboramos Parecer Peças Processuais
Consultor JRSantana
 
SPPREV - Técnico - Questões de Direito Administrativo
SPPREV - Técnico - Questões de Direito AdministrativoSPPREV - Técnico - Questões de Direito Administrativo
SPPREV - Técnico - Questões de Direito Administrativo
Prof. Antonio Daud Jr
 
Improbidade administrativa módulo I
Improbidade administrativa   módulo IImprobidade administrativa   módulo I
Improbidade administrativa módulo I
Nany Lael
 
Abuso de poder
Abuso de poderAbuso de poder
Abuso de poder
Daniel Dos Santos
 
Direito administrativo profa. fernanda marinella
Direito administrativo   profa. fernanda marinellaDireito administrativo   profa. fernanda marinella
Direito administrativo profa. fernanda marinella
Deivid Alex
 
Justificativas
JustificativasJustificativas
Justificativas
romeromelosilva
 
Resumo de Direito administrativo do livro de Alexandre Mazza
Resumo de Direito administrativo do livro de Alexandre MazzaResumo de Direito administrativo do livro de Alexandre Mazza
Resumo de Direito administrativo do livro de Alexandre Mazza
Jamile Silva
 
Casos concretos direito administrativo i (2)
Casos concretos direito administrativo i (2)Casos concretos direito administrativo i (2)
Casos concretos direito administrativo i (2)
Allessandro Oliveira
 
MP-RJ -Analista Administrativo
MP-RJ  -Analista AdministrativoMP-RJ  -Analista Administrativo
MP-RJ -Analista Administrativo
Prof. Antonio Daud Jr
 
Vedação a ampla defesa e ao contra.p.administrativo fiscal
Vedação a ampla defesa e ao contra.p.administrativo fiscalVedação a ampla defesa e ao contra.p.administrativo fiscal
Vedação a ampla defesa e ao contra.p.administrativo fiscal
PrLinaldo Junior
 
Gabarito - TJPA - Direito Administrativo - Analista - Direito
Gabarito - TJPA - Direito Administrativo - Analista - DireitoGabarito - TJPA - Direito Administrativo - Analista - Direito
Gabarito - TJPA - Direito Administrativo - Analista - Direito
Prof. Antonio Daud Jr
 
Simulado ii mpmg - comentado
Simulado ii   mpmg - comentadoSimulado ii   mpmg - comentado
Simulado ii mpmg - comentado
wpaulv
 
Vedacao a ampla defesa e ao contra.p.administrativo fiscal
Vedacao a ampla defesa e ao contra.p.administrativo fiscalVedacao a ampla defesa e ao contra.p.administrativo fiscal
Vedacao a ampla defesa e ao contra.p.administrativo fiscal
PrLinaldo Junior
 
41 questões atos administrativos - lfg
41 questões   atos administrativos - lfg41 questões   atos administrativos - lfg
41 questões atos administrativos - lfg
ihagoG3
 
Revista tce mg tac
Revista tce mg   tacRevista tce mg   tac
Revista tce mg tac
grazi87
 
Justiça decide pelo retorno do delegado Israel Rubis para Arcoverde
Justiça decide pelo retorno do delegado Israel Rubis para ArcoverdeJustiça decide pelo retorno do delegado Israel Rubis para Arcoverde
Justiça decide pelo retorno do delegado Israel Rubis para Arcoverde
Jornal do Commercio
 
TJPA - auxiliar - Direito Administrativo
TJPA - auxiliar - Direito AdministrativoTJPA - auxiliar - Direito Administrativo
TJPA - auxiliar - Direito Administrativo
Prof. Antonio Daud Jr
 
Carencia da ação
Carencia da açãoCarencia da ação
Carencia da ação
marilena redivo
 
PRESIDIOS: CONSTRUÇÃO COM FINANCIAMENTO PRIVADO
PRESIDIOS:  CONSTRUÇÃO COM FINANCIAMENTO PRIVADOPRESIDIOS:  CONSTRUÇÃO COM FINANCIAMENTO PRIVADO
PRESIDIOS: CONSTRUÇÃO COM FINANCIAMENTO PRIVADO
PLANORS
 

Semelhante a Iuds crea-mg - fiscal (20)

Direito administrativo
Direito administrativoDireito administrativo
Direito administrativo
 
2046 - Elaboramos Parecer Peças Processuais
2046 - Elaboramos Parecer Peças Processuais2046 - Elaboramos Parecer Peças Processuais
2046 - Elaboramos Parecer Peças Processuais
 
SPPREV - Técnico - Questões de Direito Administrativo
SPPREV - Técnico - Questões de Direito AdministrativoSPPREV - Técnico - Questões de Direito Administrativo
SPPREV - Técnico - Questões de Direito Administrativo
 
Improbidade administrativa módulo I
Improbidade administrativa   módulo IImprobidade administrativa   módulo I
Improbidade administrativa módulo I
 
Abuso de poder
Abuso de poderAbuso de poder
Abuso de poder
 
Direito administrativo profa. fernanda marinella
Direito administrativo   profa. fernanda marinellaDireito administrativo   profa. fernanda marinella
Direito administrativo profa. fernanda marinella
 
Justificativas
JustificativasJustificativas
Justificativas
 
Resumo de Direito administrativo do livro de Alexandre Mazza
Resumo de Direito administrativo do livro de Alexandre MazzaResumo de Direito administrativo do livro de Alexandre Mazza
Resumo de Direito administrativo do livro de Alexandre Mazza
 
Casos concretos direito administrativo i (2)
Casos concretos direito administrativo i (2)Casos concretos direito administrativo i (2)
Casos concretos direito administrativo i (2)
 
MP-RJ -Analista Administrativo
MP-RJ  -Analista AdministrativoMP-RJ  -Analista Administrativo
MP-RJ -Analista Administrativo
 
Vedação a ampla defesa e ao contra.p.administrativo fiscal
Vedação a ampla defesa e ao contra.p.administrativo fiscalVedação a ampla defesa e ao contra.p.administrativo fiscal
Vedação a ampla defesa e ao contra.p.administrativo fiscal
 
Gabarito - TJPA - Direito Administrativo - Analista - Direito
Gabarito - TJPA - Direito Administrativo - Analista - DireitoGabarito - TJPA - Direito Administrativo - Analista - Direito
Gabarito - TJPA - Direito Administrativo - Analista - Direito
 
Simulado ii mpmg - comentado
Simulado ii   mpmg - comentadoSimulado ii   mpmg - comentado
Simulado ii mpmg - comentado
 
Vedacao a ampla defesa e ao contra.p.administrativo fiscal
Vedacao a ampla defesa e ao contra.p.administrativo fiscalVedacao a ampla defesa e ao contra.p.administrativo fiscal
Vedacao a ampla defesa e ao contra.p.administrativo fiscal
 
41 questões atos administrativos - lfg
41 questões   atos administrativos - lfg41 questões   atos administrativos - lfg
41 questões atos administrativos - lfg
 
Revista tce mg tac
Revista tce mg   tacRevista tce mg   tac
Revista tce mg tac
 
Justiça decide pelo retorno do delegado Israel Rubis para Arcoverde
Justiça decide pelo retorno do delegado Israel Rubis para ArcoverdeJustiça decide pelo retorno do delegado Israel Rubis para Arcoverde
Justiça decide pelo retorno do delegado Israel Rubis para Arcoverde
 
TJPA - auxiliar - Direito Administrativo
TJPA - auxiliar - Direito AdministrativoTJPA - auxiliar - Direito Administrativo
TJPA - auxiliar - Direito Administrativo
 
Carencia da ação
Carencia da açãoCarencia da ação
Carencia da ação
 
PRESIDIOS: CONSTRUÇÃO COM FINANCIAMENTO PRIVADO
PRESIDIOS:  CONSTRUÇÃO COM FINANCIAMENTO PRIVADOPRESIDIOS:  CONSTRUÇÃO COM FINANCIAMENTO PRIVADO
PRESIDIOS: CONSTRUÇÃO COM FINANCIAMENTO PRIVADO
 

Mais de Prof. Antonio Daud Jr

Prova de Analista Judiciário da Área Judiciária - TRT RN
Prova de Analista Judiciário da Área Judiciária - TRT RNProva de Analista Judiciário da Área Judiciária - TRT RN
Prova de Analista Judiciário da Área Judiciária - TRT RN
Prof. Antonio Daud Jr
 
Analista Judiciário da Área Administrativa - TRT RN
Analista Judiciário da Área Administrativa - TRT RNAnalista Judiciário da Área Administrativa - TRT RN
Analista Judiciário da Área Administrativa - TRT RN
Prof. Antonio Daud Jr
 
Prova FCC TRT RN - Técnico Judiciário - Direito do Trabalho
Prova FCC TRT RN - Técnico Judiciário - Direito do TrabalhoProva FCC TRT RN - Técnico Judiciário - Direito do Trabalho
Prova FCC TRT RN - Técnico Judiciário - Direito do Trabalho
Prof. Antonio Daud Jr
 
Comentários prova TRT SC
Comentários prova TRT SCComentários prova TRT SC
Comentários prova TRT SC
Prof. Antonio Daud Jr
 
Prova TRT SC - Analista da área Judiciária
Prova TRT SC - Analista da área JudiciáriaProva TRT SC - Analista da área Judiciária
Prova TRT SC - Analista da área Judiciária
Prof. Antonio Daud Jr
 
prova TRT ES - direito do trabalho
prova TRT ES - direito do trabalhoprova TRT ES - direito do trabalho
prova TRT ES - direito do trabalho
Prof. Antonio Daud Jr
 
TRT ES - PROVA COMENTADA
TRT ES - PROVA COMENTADATRT ES - PROVA COMENTADA
TRT ES - PROVA COMENTADA
Prof. Antonio Daud Jr
 
Prova TRT BA comentada - questões de Analista Administrativo
Prova TRT BA comentada - questões de Analista AdministrativoProva TRT BA comentada - questões de Analista Administrativo
Prova TRT BA comentada - questões de Analista Administrativo
Prof. Antonio Daud Jr
 
TRT BA - questões comentadas de Direito do Trabalho
TRT BA - questões comentadas de Direito do TrabalhoTRT BA - questões comentadas de Direito do Trabalho
TRT BA - questões comentadas de Direito do Trabalho
Prof. Antonio Daud Jr
 
TRT BA - prova de técnico administrativo
TRT BA - prova de técnico administrativoTRT BA - prova de técnico administrativo
TRT BA - prova de técnico administrativo
Prof. Antonio Daud Jr
 
TRT-MT - Questões de Direito do Trabalho
TRT-MT - Questões de Direito do TrabalhoTRT-MT - Questões de Direito do Trabalho
TRT-MT - Questões de Direito do Trabalho
Prof. Antonio Daud Jr
 
Gabarito TRT PR - técnico administrativo
Gabarito TRT PR - técnico administrativoGabarito TRT PR - técnico administrativo
Gabarito TRT PR - técnico administrativo
Prof. Antonio Daud Jr
 
Questões Direito do trabalho - TRT RS
Questões Direito do trabalho - TRT RSQuestões Direito do trabalho - TRT RS
Questões Direito do trabalho - TRT RS
Prof. Antonio Daud Jr
 
TRT-RS - Prova comentada de Técnico
TRT-RS - Prova comentada de TécnicoTRT-RS - Prova comentada de Técnico
TRT-RS - Prova comentada de Técnico
Prof. Antonio Daud Jr
 
Prova Técnico - TRT-RS
Prova Técnico - TRT-RS Prova Técnico - TRT-RS
Prova Técnico - TRT-RS
Prof. Antonio Daud Jr
 
Lei de improbidade ESQUEMATIZADA versão 2020/2
Lei de improbidade ESQUEMATIZADA versão 2020/2Lei de improbidade ESQUEMATIZADA versão 2020/2
Lei de improbidade ESQUEMATIZADA versão 2020/2
Prof. Antonio Daud Jr
 
Lei de improbidade ESQUEMATIZADA versão 2020/2
Lei de improbidade ESQUEMATIZADA versão 2020/2Lei de improbidade ESQUEMATIZADA versão 2020/2
Lei de improbidade ESQUEMATIZADA versão 2020/2
Prof. Antonio Daud Jr
 
Lei de improbidade Esquematizada
Lei de improbidade EsquematizadaLei de improbidade Esquematizada
Lei de improbidade Esquematizada
Prof. Antonio Daud Jr
 
Prova do Metrô-SP comentada - Direito Administrativo
Prova do Metrô-SP comentada - Direito AdministrativoProva do Metrô-SP comentada - Direito Administrativo
Prova do Metrô-SP comentada - Direito Administrativo
Prof. Antonio Daud Jr
 
MP-RJ - Técnico Administrativo
MP-RJ - Técnico AdministrativoMP-RJ - Técnico Administrativo
MP-RJ - Técnico Administrativo
Prof. Antonio Daud Jr
 

Mais de Prof. Antonio Daud Jr (20)

Prova de Analista Judiciário da Área Judiciária - TRT RN
Prova de Analista Judiciário da Área Judiciária - TRT RNProva de Analista Judiciário da Área Judiciária - TRT RN
Prova de Analista Judiciário da Área Judiciária - TRT RN
 
Analista Judiciário da Área Administrativa - TRT RN
Analista Judiciário da Área Administrativa - TRT RNAnalista Judiciário da Área Administrativa - TRT RN
Analista Judiciário da Área Administrativa - TRT RN
 
Prova FCC TRT RN - Técnico Judiciário - Direito do Trabalho
Prova FCC TRT RN - Técnico Judiciário - Direito do TrabalhoProva FCC TRT RN - Técnico Judiciário - Direito do Trabalho
Prova FCC TRT RN - Técnico Judiciário - Direito do Trabalho
 
Comentários prova TRT SC
Comentários prova TRT SCComentários prova TRT SC
Comentários prova TRT SC
 
Prova TRT SC - Analista da área Judiciária
Prova TRT SC - Analista da área JudiciáriaProva TRT SC - Analista da área Judiciária
Prova TRT SC - Analista da área Judiciária
 
prova TRT ES - direito do trabalho
prova TRT ES - direito do trabalhoprova TRT ES - direito do trabalho
prova TRT ES - direito do trabalho
 
TRT ES - PROVA COMENTADA
TRT ES - PROVA COMENTADATRT ES - PROVA COMENTADA
TRT ES - PROVA COMENTADA
 
Prova TRT BA comentada - questões de Analista Administrativo
Prova TRT BA comentada - questões de Analista AdministrativoProva TRT BA comentada - questões de Analista Administrativo
Prova TRT BA comentada - questões de Analista Administrativo
 
TRT BA - questões comentadas de Direito do Trabalho
TRT BA - questões comentadas de Direito do TrabalhoTRT BA - questões comentadas de Direito do Trabalho
TRT BA - questões comentadas de Direito do Trabalho
 
TRT BA - prova de técnico administrativo
TRT BA - prova de técnico administrativoTRT BA - prova de técnico administrativo
TRT BA - prova de técnico administrativo
 
TRT-MT - Questões de Direito do Trabalho
TRT-MT - Questões de Direito do TrabalhoTRT-MT - Questões de Direito do Trabalho
TRT-MT - Questões de Direito do Trabalho
 
Gabarito TRT PR - técnico administrativo
Gabarito TRT PR - técnico administrativoGabarito TRT PR - técnico administrativo
Gabarito TRT PR - técnico administrativo
 
Questões Direito do trabalho - TRT RS
Questões Direito do trabalho - TRT RSQuestões Direito do trabalho - TRT RS
Questões Direito do trabalho - TRT RS
 
TRT-RS - Prova comentada de Técnico
TRT-RS - Prova comentada de TécnicoTRT-RS - Prova comentada de Técnico
TRT-RS - Prova comentada de Técnico
 
Prova Técnico - TRT-RS
Prova Técnico - TRT-RS Prova Técnico - TRT-RS
Prova Técnico - TRT-RS
 
Lei de improbidade ESQUEMATIZADA versão 2020/2
Lei de improbidade ESQUEMATIZADA versão 2020/2Lei de improbidade ESQUEMATIZADA versão 2020/2
Lei de improbidade ESQUEMATIZADA versão 2020/2
 
Lei de improbidade ESQUEMATIZADA versão 2020/2
Lei de improbidade ESQUEMATIZADA versão 2020/2Lei de improbidade ESQUEMATIZADA versão 2020/2
Lei de improbidade ESQUEMATIZADA versão 2020/2
 
Lei de improbidade Esquematizada
Lei de improbidade EsquematizadaLei de improbidade Esquematizada
Lei de improbidade Esquematizada
 
Prova do Metrô-SP comentada - Direito Administrativo
Prova do Metrô-SP comentada - Direito AdministrativoProva do Metrô-SP comentada - Direito Administrativo
Prova do Metrô-SP comentada - Direito Administrativo
 
MP-RJ - Técnico Administrativo
MP-RJ - Técnico AdministrativoMP-RJ - Técnico Administrativo
MP-RJ - Técnico Administrativo
 

Último

Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
marcos oliveira
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 

Último (20)

Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 

Iuds crea-mg - fiscal

  • 1. 1 8 IUDS – CREA-MG – FISCAL DE NÍVEL SUPERIOR Seguem abaixo meus comentários às 10 questões de direito administrativo aplicadas na prova de Fiscal – nível superior – para o Crea-MG. Os itens I e II estão corretos, ao mencionar a utilidade/necessidade da presunção de legitimidade dos atos administrativos e o fato de ser uma presunção relativa (e não absoluta). O item III, por outro lado, foi dado como incorreto pela Banca, motivo pelo qual sugiro a interposição de recurso. Primeiramente, reparem que considerar incorreto o item III acabaria por contrariar o próprio enunciado (ao mencionar “cabendo ao destinatário do ato o encargo de provar que o agente administrativo agiu de forma ilegítima”) e com a parte final do item II – dado como correto (“prova que deve ser produzida pelo interessado prejudicado”).
  • 2. 2 8 Além disso, o item III aparenta retratar a “inversão do ônus da prova” provocada pela presunção de legitimidade e veracidade dos atos administrativas. Dessa forma, se determinado particular se sente prejudicado com uma atuação ilegal do poder público, ele deverá sim provar que o ato praticado é ilegítimo ou baseado em fatos inverídicos. Nesse sentido, o item III contraria o entendimentos doutrinários a respeito do tema, a exemplo de Di Pietro que afirma que (31ª ed; tópico 3.3.4): Esse princípio, que alguns chamam de princípio da presunção de legalidade, abrange dois aspectos: de um lado, a presunção de verdade, que diz respeito à certeza dos fatos; de outro lado, a presunção da legalidade, pois, se a Administração Pública se submete à lei, presume-se, até prova em contrário, que todos os seus atos sejam verdadeiros e praticados com observância das normas legais pertinentes. Trata-se de presunção relativa (juris tantum) que, como tal, admite prova em contrário. O efeito de tal presunção é o de inverter o ônus da prova. De modo semelhante, Carvalho Filho menciona que "Outro efeito é o da inversão do ônus da prova, cabendo a quem alegar não ser o ato legítimo a comprovação da ilegalidade. Enquanto isso não ocorrer, contudo, o ato vai produzindo normalmente os seus efeitos e sendo considerado válido, seja no revestimento formal, seja no seu próprio conteúdo" (28ª ed; p. 123). Portanto, entende que cabe recurso deste gabarito preliminar, a fim de se considerar como gabarito a alternativa (D). Gabarito preliminar (A). Sugestão de recurso p/ letra (D). Questão sem grandes dificuldades, que exigiu conhecimento quanto ao atributo da tipicidade, dos atos administrativos, ou seja, à necessidade de corresponderem a figuras previamente tipificadas em lei. Gabarito (C)
  • 3. 3 8 Questão curiosa, cuja resposta encontra-se no próprio enunciado. Fico me perguntando se não teria sido um erro de digitação da banca examinadora?!?! Em virtude de tal falha, poderia se argumentar a necessidade de anulação da questão, dado que a falha frustrou os próprios objetivos da questão. De toda forma, o princípio em questão é, de fato, o da isonomia, nos termos do caput do art. 3º da Lei 8.666/1993, sendo sua garantia uma das finalidades do procedimento licitatório. Gabarito (A) Mais uma questão que exigiu a literalidade da Lei 8.666, desta vez do seu art. 4º, o qual consagra o princípio do formalismo (moderado) do procedimento licitatório: Art. 4º, parágrafo único. O procedimento licitatório previsto nesta lei caracteriza ato administrativo formal, seja ele praticado em qualquer esfera da Administração Pública. Gabarito (D)
  • 4. 4 8 O item I está incorreto, visto que o Estado não pode exercer sua autoridade de maneira arbitrária. Deve, necessariamente, observar as regras jurídicas, materiais e processuais, previstas no nosso ordenamento. O item II está incorreto, dada a necessidade de se observar o princípio do devido processo legal também nos processos administrativos, inclusive no PAD sob rito sumário (mencionado no enunciado). Gabarito (B)
  • 5. 5 8 São incomuns as questões de direito administrativo cobrando a diferença entre os princípios do contraditório e da ampla defesa, como neste caso. De toda forma, em síntese, podemos dizer que o princípio do contraditório está ligado à dialética processual, oposição de fatos e argumentos pela parte interessada. A ampla defesa, por sua vez, diz respeito à utilização de todos os meios de prova admitidos em Direito. Portanto, o gabarito da questão é a letra (C). Gabarito (C) Questão que se situou na fronteira entre o direito constitucional e o direito administrativo e que exigiu raciocínio lógico do candidato. Sabemos que o “império da lei” (princípio da legalidade) é a marca registrada do Estado de Direito. No entanto, para o administrativista Cretella Júnior, o princípio da legalidade também é característica essencial do Estado Democrático, de onde se conclui que a expressão “Estado Democrático de Direito” seria redundante e temos acertadamente a letra (A) como gabarito. Gabarito (A)
  • 6. 6 8 Outra questão fronteiriça com o direito constitucional, mas que apresenta possibilidade de recurso. A banca apontou, como gabarito preliminar, a letra (B). No entanto, entendo que cabe recurso para se pleitear a anulação do item, visto que a letra (A) não pode ser apontada como incorreta. Ora, sabemos que o Judiciário exerce o controle de legalidade de atos administrativos, sejam eles discricionários ou vinculados. Não podemos nos olvidar de que os atos discricionários também se sujeitam ao controle de legalidade, inclusive judicial. O exemplo clássico é a remoção de ofício de servidor público (ato discricionário), que possui finalidade punitiva. Apesar de ser ato discricionário, é plenamente possível a “atuação do Judiciário na análise dos atos administrativos praticados ao valer-se da competência discricionária”. Dessa forma, afigura-se equivocado o gabarito da questão, apontando a letra (A) como incorreta, motivo pelo qual requer-se a anulação da questão. Gabarito da banca (B). Sugestão de recurso p/ anulação.
  • 7. 7 8 Os itens I e II estão corretos ao mencionarem, respectivamente, um conceito de direito administrativo e uma finalidade da atuação estatal. O item III, por outro lado, está incorreto. Primeiramente, destaco que as “sujeições” atuam em sentido oposto às “prerrogativas”. As prerrogativas é que se relacionam com o princípio da supremacia do interesse público, ao passo que as sujeições dizem respeito ao princípio da indisponibilidade do interesse público. Assim é incorreto afirmar que a Administração possui sujeições “com o fito de suprir as necessidades decorrentes do interesse particular (..) e o condicionamento ou limitação do exercício de direitos e liberdades individuais”. O poder de polícia, implicitamente mencionado neste item, é fundamentado pela supremacia do interesse público sobre o privado (prerrogativas). Além disso, a Banca menciona “interesse público sobre o coletivo”, também maculando o referido item. Gabarito (A)
  • 8. 8 8 As alternativas (A), (B) e (C) estão relacionadas ao princípio da impessoalidade, o qual impede que um particular seja indevidamente favorecido ou perseguido pelos agentes públicos, dispondo sobre a necessidade de os agentes públicos atuarem de modo a perseguir o interesse público – e não seus interesses particulares. A alternativa (D), por outro lado, está incorreta, visto que o princípio da impessoalidade também está intimamente ligado com a finalidade da atuação estatal, não havendo a divergência mencionada pela Banca. A finalidade é exatamente uma das dimensões do princípio da impessoalidade. Gabarito (D)