Leis ponderais 2014 v2

2.059 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.059
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.091
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
47
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Leis ponderais 2014 v2

  1. 1. Prof. Luciane Soares 2014
  2. 2. I. INTRODUÇÃO As leis ponderais são aquelas que relacionam matematicamente as MASSAS das substâncias presentes nas reações. Há duas leis importantes: 1.Lei da conservação da massa 2.Lei das proporções constantes
  3. 3. LEI DA CONSERVAÇÃO DA MASSA Antoine Laurent Lavoisier (1743 – 1794). Popularmente essa lei é conhecida pela famosa frase: “Na natureza nada se cria, nada se perde; tudo se transforma”. Lavoisier enunciou essa lei assim: “Em um sistema fechado, a massa total dos reagentes é igual à massa total dos produtos”. Água → Gás hidrogênio + Gás Oxigênio 18 g 2 g 16 g Reagentes Produtos
  4. 4. LEI DA CONSERVAÇÃO DA MASSA Magnésio + Oxigênio Óxido de magnésio 24g 16g 40g Reagentes Produto 24g + 16g = 40g
  5. 5. LEI DAS PROPORÇÕES CONSTANTES “ A composição química das substâncias compostas é sempre constante, não importando a sua origem” Joseph Louis Proust (1754 – 1826)
  6. 6. LEI DAS PROPORÇÕES CONSTANTES  Dados experimentais referentes à decomposição de amostras de diferentes massas de água pura: água hidrogênio + oxigênio 9 g 1 g 8 g 18 g 2 g 16 g 27 g 3 g 24 g 100 g 11,11 g 88,89 g massa de hidrogênio massa de oxigênio = 1 g 8 g = 2 g 16 g = 3 g 24 g = 11,11 g 88,89 g
  7. 7. Explicando em nível microscópico a Lei de Proust 2 H2O (l) 2 H2 (g) + 1 O2 (g) 4 H2O (l) 4 H2 (g) + 2 O2 (g) A proporção se mantém constante mesmo que as quantidades de reagentes e produtos sejam alteradas. Capítulo 4 – Do macroscópico ao microscópico: átomos e moléculas
  8. 8. II. Parte demonstrativa Pag. 175 Ao se queimar papel ou palha de aço numa balança de dois pratos observa- se perda ou ganho de massa? Isto viola a Lei de Lavoisier? Pense!
  9. 9. Composição do papel Constituintes majoritários: lignina, celulose e hemiceluloses; Constituintes minoritários: substâncias minerais, proteicas, ácidos gordos, ácidos resínicos.
  10. 10. Combustão da celulose Celulose = (C6H10O5)n, com um valor mínimo de n=200 (tipicamente 300 a 700, podendo passar de 7000). 1 (C6H10O5)n (s) + 6n O2 (g)  6n CO2 (g) + 5n H2O (v) Equação para a combustão completa da celulose:
  11. 11. Composição da palha de aço Aço é uma generalização de ligas metálicas com base em FeFe e CC. As vezes alguns metais são adicionados, mudando o tipo do aço. Mas nas palhas de aço que usamos na cozinha, é basicamente 99,9% de Ferro e 0,1% de Carbono (o chamado aço 1010)
  12. 12. Reações com a palha de aço CC (s) ++ OO22 (g)  COCO22 (g) Diminuição da massa FeFe (s) ++ ½O½O22 (g)  FeOFeO (s) Aumento da massa Massa medida inicialmente Massa medida inicialmente Massa medida após experimento
  13. 13. Comparando as duas situações  A diminuição de massa é devido a formação de gás carbônico;  Como sistema não está fechado o gás escapa para o ambiente.  O aumento de massa ocorre porque o ferro se combina com oxigênio do ar formando o óxido de ferro. Combustão do Papel Combustão da Palha de aço
  14. 14. III. Atividade complementar Pag. 176 1. Fazer o seguinte quadro no espaço de anotações: Massa inicial Observação macroscópica Massa final 1 Massa final 2 Equação balanceada e com estados físicos Explicação
  15. 15. III. Atividade complementar Pag. 176 2. Colocar, dentro de um erlenmeyer, aproximadamente 50 mL da solução de sulfato de zinco ( ZnSO4). 3. Usar a pipeta para colocar, dentro do tubo de ensaio, aproximadamente o volume de ¾ do tubo, a solução de cloreto de bário (BaC2). 4. Colocar o tubo de ensaio dentro do erlenmeyer e tampá-lo com a rolha. 5. Colocar o conjunto sobre a balança e anotar a massa (massa inicial) no quadro. 6. Virar o erlenmeyer de boca para baixo 5 vezes, segurando a rolha, para que as soluções entre em contato. Anotar as observações macroscópicas, no quadro. 7. Colocar o conjunto na balança e medir a massa final 1 com o erlenmeyer tampado. 8. Tirar a rolha e colá-la ao lado do erlenmeyer no prato da balança. Medir a massa final 2. 9. Terminar de preencher o quadro, sabendo que ZnC é solúvel em água e BaSO4 é insolúvel.
  16. 16. Resultados da atividade complementar MASSAMASSA INICIALINICIAL MASSAMASSA FINAL 1FINAL 1
  17. 17. Resultados da atividade complementar MASSAMASSA FINAL 1FINAL 1 MASSAMASSA FINAL 2FINAL 2
  18. 18. Resultados da atividade complementar Reação química de precipitação ZnSO4 (aq) + BaC2(aq)  ZnC2 (aq) + BaSO4 (s) PRECIPITADO BRANCO
  19. 19. Reação realizada pela professora Mg (s) + 2 HC(aq)  MgC2 (aq) + H2 (g) Escapa para a atmosfera quando o recipiente é aberto Reação química com formação de gás Massa inicial (antes da reação) = 84,253 g Massa final 1 (erlenmeyer tampado) = 84,254 g Massa final 2 (erlenmeyer destampado)= 84,234 g Conclusão: foram produzidos e liberados 0,030 g de gás

×