 Primário: agropecuária, extrativismo vegetal e
pesca;
 Secundário: indústria;
 Terciário: comercio e serviços.
Apesar ...
 De acordo com os países podemos classificar:
 Subdesenvolvido não industrializado: força no
setor primário, seguido do ...
 Primeiro setor: público, governo;
 Segundo setor: privado;
 Terceiro setor: ONGs, que não estão ligadas
diretamente co...
 Sociedade da informação vive na nova economia,
formada pelas empresas “ponto com”;
 Empresas “ponto com”: empresas de t...
Novas tecnologias substituem trabalhadores por
máquinas;
Podemos classificar duas modalidades de
desemprego:
 Desemprego ...
 Reduzir barreiras comerciais;
 Regulamentar os IDE para o setor produtivo;
 Apoio do sistema financeiro internacional ...
 Economia informal: conjunto de atividades não
registradas oficialmente e que não são tributadas;
 Em 2009, 60% da força...
 Praticamente metade da PEA está no setor informal;
 Baixa remuneração, trabalho escravo e infantil,
subemprego, desempr...
Soluções / Alternativas:
 Investimento em educação e qualificação;
 Articulação entre ensino formal e técnico;
 Redução...
 Ainda é uma realidade nos dias atuais;
 Ocorre principalmente por dívidas;
 No campo, o trabalhador é levado para outr...
 Grave problema social;
 Abaixo de 14 anos não é permitido;
 4,5 milhões crianças entre 5 e 17 anos trabalham no
Brasil...
 Antigamente o homem era o responsável pela renda
familiar;
 Sociedade capitalista, mulher no mercado de trabalho
e luta...
 Participação cada vez mais crescente;
 Salários menores em relação aos homens;
 Além de receberem menos, a preferencia...
 ¼ da população mundial vive abaixo da linha da
pobreza;
 Países desenvolvidos = progresso econômico/
países subdesenvol...
 A partir da II Guerra Mundial surge o Estado do Bem-
Estar social, onde o Estado passa a ter a função de
garantir saúde,...
 Toda a evolução tecnológica, médica e a
globalização só veio a aumentar a exclusão
social, que apresenta várias faces:
d...
 Mostra a desigualdade social dos países;
 Indicador social e econômico;
 Criado pela ONU, considera:
1-PIB per capita, ajustado ao poder de compra;
2-grau de con...
Música: Desemprego
Aborto Elétrico
Não sei se tenho medo
Trabalho o tempo inteiro
To procurando emprego
Quem vai ser despe...
"Antônio, 27 anos, chegou sozinho a São Paulo em meados da década de 1970, vindo do
interior da Bahia. Ele arranjou coloca...
(UFPE) Verifique os dados apresentados a seguir.
Tomando-se por base esses indicadores sociais e econômicos, é
correto afi...
 O espaço geográfico transforma-se em espaço de
consumo;
 Turismo aproveita da paisagem natural ou
cultural;
 O ecoturi...
 Apresenta vários problemas: falta de
infraestrutura, violência, lixo, falta de pessoas
especializadas em outras línguas,...
(Fuvest/2000) - O ecoturismo é uma possibilidade de
aproveitamento econômico das unidades de conservação
no Brasil. Sobre ...
Geografia 3ano3bim Colégio Bimbatti
Geografia 3ano3bim Colégio Bimbatti
Geografia 3ano3bim Colégio Bimbatti
Geografia 3ano3bim Colégio Bimbatti
Geografia 3ano3bim Colégio Bimbatti
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Geografia 3ano3bim Colégio Bimbatti

478 visualizações

Publicada em

AULAS DE GEOGRAFIA - 3º BIM - COLÉGIO BIMBATTI

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Geografia 3ano3bim Colégio Bimbatti

  1. 1.  Primário: agropecuária, extrativismo vegetal e pesca;  Secundário: indústria;  Terciário: comercio e serviços. Apesar de muito empregada essa classificação se tornou obsoleta nesse mundo globalizado, devido a mecanização dos setor primário e dinamismo da indústria (auditoria, marketing).
  2. 2.  De acordo com os países podemos classificar:  Subdesenvolvido não industrializado: força no setor primário, seguido do secundário;  Emergente: força no setor secundário, seguido do terciário;  Desenvolvido: força no setor terciário (65% da PEA) seguido do secundário; O crescimento do setor terciário é conhecido como Terciarização da economia (não confundir com terceirização). Ampliação do setor terciário se dá muitas vezes pelo setor informal (legal ou ilegal): ambulantes, catadores, tráfico de entorpecentes, prostituição.
  3. 3.  Primeiro setor: público, governo;  Segundo setor: privado;  Terceiro setor: ONGs, que não estão ligadas diretamente com o primeiro e nem segundo setor;
  4. 4.  Sociedade da informação vive na nova economia, formada pelas empresas “ponto com”;  Empresas “ponto com”: empresas de tecnologia, telecomunicações, informática e internet;  Para essas empresas foi criado uma bolsa de valoras, a Nasdaq (demais empresas usam o Dow Jones -NY);  Hoje o espaço geográfico também passa a ser virtual;  Trouxe uma transformação no emprego: reduziu os postos de trabalho mas gerou nas áreas de processamento de informação.  Com isso há a marginalização de parte da mão de obra, sendo necessário uma formação e especialização constante nos dias atuais
  5. 5. Novas tecnologias substituem trabalhadores por máquinas; Podemos classificar duas modalidades de desemprego:  Desemprego Conjuntural: temporário, causados por crises econômicas;  Desemprego Estrutural (tecnológico): definitivo, causado devido aos avanços tecnológicos. Este é quantitativo e qualitativo(exclui a mão de obra menos qualificada); As novas tecnologias gera crescimento econômico desigual e acentua as desigualdades entre os países.
  6. 6.  Reduzir barreiras comerciais;  Regulamentar os IDE para o setor produtivo;  Apoio do sistema financeiro internacional para o crescimento global sustentado;  Incentivos a mão de obra e não ao capital;  Estímulo as políticas nacionais de qualificação profissional
  7. 7.  Economia informal: conjunto de atividades não registradas oficialmente e que não são tributadas;  Em 2009, 60% da força de trabalho mundial estava nessa situação (fonte: OCDE). A grande maioria mulheres, jovens e idosos;  O subemprego é diferente de trabalho informal: nele o trabalho é incerto, não regular e a renda não é garantida;  Terceirização: transferência de atividades para outra empresa, visando a redução de custos.
  8. 8.  Praticamente metade da PEA está no setor informal;  Baixa remuneração, trabalho escravo e infantil, subemprego, desemprego estrutural são desafios a serem enfrentados;  Desigualdades regionais gritantes;  Desde 1990 a taxa de desemprego (ou taxa de desocupação) só vinha crescendo (desde 2000 ela começou a decair), sendo o grupo mais afetado o dos jovens (até 25 anos);  Jovens (problemas): falta de experiência, tempo para conciliar estudo, trabalho, qualificação e cursos extracurriculares  1/3 dos aposentados ainda trabalham para complementar a renda;
  9. 9. Soluções / Alternativas:  Investimento em educação e qualificação;  Articulação entre ensino formal e técnico;  Redução da jornada de trabalho;  Aumento nas aposentadorias;  Combate ao trabalho infantil e escravo
  10. 10.  Ainda é uma realidade nos dias atuais;  Ocorre principalmente por dívidas;  No campo, o trabalhador é levado para outro município e tem que arcar com tudo referente a viagem, hospedagem, alimentação, ficando impedido de sair até sanar a dívida;  Na cidade não é diferente, mas muitas vezes são aliciados junto a prostituição
  11. 11.  Grave problema social;  Abaixo de 14 anos não é permitido;  4,5 milhões crianças entre 5 e 17 anos trabalham no Brasil (IBGE), apesar da redução ano a ano desse número;  Geralmente associado a pobreza rural, mas nas cidades são comuns em lixões, faróis, como domésticas, babás...  A deficiência escolar está relacionada ao trabalho infantil;  Políticas de erradicação desse tipo de trabalho vem se mostrando eficaz (bolsa família, por exemplo)
  12. 12.  Antigamente o homem era o responsável pela renda familiar;  Sociedade capitalista, mulher no mercado de trabalho e luta por direitos mudaram esse panorama;  Conquistas feministas foram intensas após 1960, mas não igual em todos os países;  Principalmente nos países subdesenvolvidos, muitas mulheres viraram chefes de família, sendo obrigadas a trabalhar ou ajudarem na renda familiar;  Com isso a mulher tem dupla jornada, pois ainda cuidam da casa e dos filhos, além do trabalho fora;  Ainda ganham menos que os homens.
  13. 13.  Participação cada vez mais crescente;  Salários menores em relação aos homens;  Além de receberem menos, a preferencia pela mão de obra feminina tem relação com a maior escolaridade;  Gera um maior Exército de Reserva;
  14. 14.  ¼ da população mundial vive abaixo da linha da pobreza;  Países desenvolvidos = progresso econômico/ países subdesenvolvidos = economia de subsistência;  É indicada pela renda per capita (por pessoa);  A partir da renda per capita é que definimos a pobreza e a riqueza;  No Brasil, praticamente 50% da renda está concentrada em menos de 10% da população (há uma grande concentração de renda/riqueza)
  15. 15.  A partir da II Guerra Mundial surge o Estado do Bem- Estar social, onde o Estado passa a ter a função de garantir saúde, educação, emprego e moradia aos cidadãos;  Isso também pode ser considerado como uma distribuição de renda;  Mas com o neoliberalismo (1980), muitas nações optaram pelo Estado Mínimo (cortes de gastos públicos);  Outra questão são os impostos indiretos, que oneram ainda mais o trabalhador pobre;  O distribuição de renda aumenta o poder de consumo e consequentemente os empregos
  16. 16.  Toda a evolução tecnológica, médica e a globalização só veio a aumentar a exclusão social, que apresenta várias faces: desempregados, inválidos, mulheres, crianças, imigrantes, pobres...;  O Brasil, que apresenta um dos maiores PIBs (Produto Interno Bruto = soma de bens e serviços) do mundo, também apresenta uma das piores distribuições de renda do planeta.
  17. 17.  Mostra a desigualdade social dos países;
  18. 18.  Indicador social e econômico;  Criado pela ONU, considera: 1-PIB per capita, ajustado ao poder de compra; 2-grau de conhecimento; 3-expectatriva de vida;
  19. 19. Música: Desemprego Aborto Elétrico Não sei se tenho medo Trabalho o tempo inteiro To procurando emprego Quem vai ser despedido? Quem vai dançar primeiro? E o pouco que eu recebo É uma metade pelo meio... Música: Teatro Dos Vampiros Legião Urbana ...Vamos sair Mas não temos mais dinheiro Os meus amigos todos estão Procurando emprego Voltamos a viver Como há dez anos atrás... Analisando as duas letras e sabendo que foram escritas nas décadas de 1980 e 1990, qual o tipo de desemprego é retratado? Quais os principais anseios descrito nos trechos? Transcreva o trecho em que há uma crítica em relação ao salário e a explique.
  20. 20. "Antônio, 27 anos, chegou sozinho a São Paulo em meados da década de 1970, vindo do interior da Bahia. Ele arranjou colocação em uma metalúrgica em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, onde já trabalhava um primo. Com registro na carteira de trabalho, ganhou segurança e mandou buscar a mulher e os cinco filhos pequenos. Progrediu na profissão. Eles moravam numa casinha boa na própria cidade. O emprego garantiu o básico, as crianças cresceram, foram para a escola, mas apenas duas terminaram os estudos. A filha mais nova casou-se e mudou-se para Goiás com a família do marido. Chegaram tempos difíceis com o fechamento da fábrica, que acabou se instalando em outro estado. Antônio equilibrou-se entre o desemprego e os trabalhos temporários, enquanto os filhos adultos procuravam um rumo para a vida." Atualidades Vestibular 2009 - Editora Abril O texto fala ainda que Antônio, após o fechamento da fábrica em que trabalhava, acabou se equilibrando entre o desemprego e os trabalhos temporários. O número de indivíduos nas grandes metrópoles latino- americanas que se dedicam a atividades temporárias sem vínculos trabalhistas e empregatícios vem crescendo significativamente nas últimas décadas. Tal fenômeno é classificado como: a) Emprego sazonal b) Emprego setorial c) Subemprego d)Desemprego conjuntural e) Desemprego estrutural
  21. 21. (UFPE) Verifique os dados apresentados a seguir. Tomando-se por base esses indicadores sociais e econômicos, é correto afirmar que: a) desses países, apenas dois têm economia desenvolvida. b) os países 1 e 5 devem estar situados na Europa Ocidental. c) o país 4 encontra-se numa fase de recessão. d) os países 2 e 3 devem possuir um sistema econômico socialista. e) o país 5 é o único que possui uma economia desenvolvida.
  22. 22.  O espaço geográfico transforma-se em espaço de consumo;  Turismo aproveita da paisagem natural ou cultural;  O ecoturismo encontra-se em alta atualmente;  Como as pessoas estabelecem uma relação passageira, é necessário todo um aparato (infraestrutura, marketing, etc) no qual o Estado tem grande responsabilidade;  A Europa é o continente mais visitado e tem excelente infraestrutura;  Os EUA é o país que mais recebe turista no mundo
  23. 23.  Apresenta vários problemas: falta de infraestrutura, violência, lixo, falta de pessoas especializadas em outras línguas, etc;  Há também a exploração do trabalho infantil, o turismo sexual, trabalhos exclusivamente temporários;  O turismo interno é inacessível para muitos brasileiros, apesar de estar em alta nos últimos anos;  Eventos como a Copa do Mundo (2014) e as Olimpíadas de 2016, trazem algumas melhorias de infraestrutura e projeção do país no cenário mundial.
  24. 24. (Fuvest/2000) - O ecoturismo é uma possibilidade de aproveitamento econômico das unidades de conservação no Brasil. Sobre esta atividade, é FALSO dizer que a) atrai turistas de todo o mundo, sendo o principal ramo da atividade turística no país. b) pode causar, quando ocorre em terra firme, a compactação do solo pelo uso frequente das trilhas. c) deve ser implementada, procurando-se conciliar os interesses dos visitantes com as expectativas da população que vive nas áreas protegidas. d) procura explorar a beleza cênica da paisagem, propondo atividades ao turista, de acordo com as características naturais do ambiente. e) pode causar a fuga da fauna que se assusta com a presença dos turistas.

×