SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 28
Baixar para ler offline
SUMÁRIO
2
• ESTRUTURA TARIFÁRIA
• GRUPOS, SUBGRUPOS, CLASSES E SUBCLASSES
• COMPOSIÇÃO DAS MODALIDADES
• SINAL HORÁRIO E POSTOS TARIFÁRIOS
• MODALIDADES TARIFÁRIAS
• BANDEIRAS TARIFÁRIAS
• MERCADO LIVRE DE ENERGIA
ESTRUTURA TARIFÁRIA
3
 ESTRUTURA TARIFÁRIA É UM CONJUNTO DE
TARIFAS E REGRAS APLICADAS AO FATURAMENTO
DO MERCADO DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA.
 O PROCESSO TARIFÁRIO É COMPOSTO POR DOIS
GRANDES PROCESSOS DENTRO DE UM CICLO
TARIFÁRIO: O REAJUSTE (IRT) E A REVISÃO
TARIFÁRIA PERIÓDICA (RTP).
FONTE: CEMIG – 30/09/2017
t0 t1 t2 t3 t4
REVISÃO REAJUSTE REAJUSTE REAJUSTE REVISÃO
ANO
CICLO TARIFÁRIO
ESTRUTURA TARIFÁRIA - DIVISÃO DE CUSTOS
4
TIPOS DE TARIFAS
5
ESTRUTURA TARIFÁRIA
TARIFAS FATURAMENTO
TE
TARIFA DE ENERGIA (TE): VALOR EM R$/MWH.
TUSD
TARIFA DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO : VALOR EM
R$/MWH (ENERGIA) OU EM R$/KW (DEMANDA).
TUST
TARIFA DE USO DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO : VALOR EM
R$/MWH (ENERGIA) OU EM R$/KW (DEMANDA).
BINÔMIA
CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA E DEMANDA.
MONÔMIA UNICAMENTE AO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA ATIVA.
6
ESTRUTURA TARIFÁRIA
PERTENCENTES AO GRUPO A
7
GRUPO A
AZUL
TUSD – AZUL
TUSDa – DP
(R$/Kw)
TUSDa – DFP
(R$/Kw)
TUSDa – E
(R$/Kw)
TE – HORÁRIA
TEh – EP
(R$/MWh)
TEh – EFP
(R$/MWh)
VERDE
TUSD – VERDE
TUSDv – D
(R$/Kw)
TUSDa – EP
(R$/Kw)
TUSDa – EFP
(R$/Kw)
TE – HORÁRIA
TEh – EP
(R$/MWh)
TEh – EFP
(R$/MWh)
CONVENCIONAL
TUSD –
CONVENCIONAL
A
TUSDca – D
(R$/Kw)
TUSDca – E
(R$/Mwh)
TE –
CONVENCIONAL
TEc – E
(R$/Mwh)
8
ESTRUTURA TARIFÁRIA – POSTOS TARIFÁRIOS
• PERÍODO DE 3 HORAS CONSECUTIVAS DIÁRIAS, EXCEÇÃO
FEITA AOS SÁBADOS, DOMINGOS E FERIADOS NACIONAIS;
PONTA [P]
• PERÍODO COMPOSTO PELAS HORAS COMPLEMENTARES.
FORA PONTA
[FP]
FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP P P P P FP FP FP FP
FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP
DIAS ÚTEIS: S, T, Q, Q, S
SÁBADO, DOMINGO E FERIADO
PERTENCENTES AO GRUPO B
9
GRUPO B
CONVENCIONAL
TUSD
CONVENCIONAL
B
TUSDcb – E
(R$/Mw)
TE
CONVENCIONAL
TEc – E (R$/MWh)
BRANCA
TUSD - BRANCA
TUSDb – EP
(R$/Mw)
TUSDb – EI
(R$/Mw)
TUSDb – EFP
(R$/Mw)
TE - BRANCA TEh – EP
(R$/MWh)
10
ESTRUTURA TARIFÁRIA – POSTOS TARIFÁRIOS
• PERÍODO DE 3 HORAS CONSECUTIVAS DIÁRIAS, EXCEÇÃO FEITA AOS
SÁBADOS, DOMINGOS E FERIADOS NACIONAIS;PONTA [P]
• PERÍODO FORMADO PELA HORA IMEDIATAMENTE ANTERIOR E
POSTREIOR AO PERÍODO DE PONTA, TOTALIZANDO 2 HORAS.
INTERMEDIÁRIA [IN]
• PERÍODO COMPOSTO PELAS HORAS COMPLEMENTARES.FORA PONTA [FP]
FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP IN P P P P IN FP FP FP
FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP
DIAS ÚTEIS: S, T, Q, Q, S
SÁBADO, DOMINGO E FERIADO
GRUPO B: 3 POSTOS TARIFÁRIOS
24 HORAS
CURVA DE CARGA DE UM CONSUMIDOR CURVA DE CARGA DE UMA DISTRIBUIDORA
11
ESTRUTURA TARIFÁRIA – CURVA DE CARGA
FORA PONTA [FP] FORA PONTA [FP]
PONTA [P]
PONTA [P]
12
GRUPO A
Subgrupo
Tensão de
Atendimento
A1 ≥ 230 kV
A2 88 kV à 138 kV
A3 69 kV
A3a 30 kV à 44 kV
A4 2,3 kV à 25 kV
AS Subterrâneo
GRUPO B
Subgrupo Classe de Atendimento
B1
• Residencial
• Residencial Baixa Renda
B2
• Rural
• Cooperativa de
Eletrificação Rural
• Serviço Público de
Irrigação
B3 • Demais classes
B4 • Iluminação Pública
ESTRUTURA TARIFÁRIA - GRUPOS
TARIFA CONVENCIONAL
MONÔMIA
• APLICADA AOS CONSUMIDORES DO GRUPO B;
• UMA TARIFA DE CONSUMO DE ENERGIA
ELÉTRICA INDEPENDENTE DA HORA DE
UTILIZAÇÃO.
TUSD TE
R$/MWh R$/MWh
270,55 239,19
Exemplo: Tarifas de aplicação CEMIG para subgrupo B1
13
TARIFA CONVENCIONAL
BINÔMIA
• APLICADA AOS CONSUMIDORES DO GRUPO A;
• TARIFAS DE CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA
E DEMANDA DE POTÊNCIA,
INDEPENDENTEMENTE DAS HORAS DE
UTILIZAÇÃO DO DIA;
TUSD TE
R$/kW R$/MWh R$/MWh
30,60 82,08 239,19
Exemplo: Tarifas de aplicação CEMIG para subgrupo A4
TARIFA HORÁRIA VERDE
• APLICADAS AOS CONSUMIDORES DO GRUPO A;
• TARIFAS DIFERENCIADAS DE CONSUMO DE
ENERGIA ELÉTRICA DE ACORDO COM AS HORAS
DO DIA E DE UMA ÚNICA TARIFA DE DEMANDA
DE POTÊNCIA.
TUSD TE
R$/kW R$/MWh R$/MWh
NA P FP P FP
9,00 809,18 82,08 365,80 227,68
Exemplo: Tarifas de aplicação CEMIG para subgrupo A4
14
TARIFA HORÁRIA AZUL
• APLICADA AOS CONSUMIDORES DO GRUPO A;
• TARIFAS DIFERENCIADAS DE CONSUMO DE
ENERGIA ELÉTRICA E DE DEMANDA DE
POTÊNCIA DE ACORDO COM AS HORAS DE
UTILIZAÇÃO DO DIA;
TUSD TE
R$/kW R$/MWh R$/MWh
P FP P FP P FP
30,00 9,00 82,08 82,08 365,80 227,68
Exemplo: Tarifas de aplicação CEMIG para subgrupo A4
TARIFA HORÁRIA
• APLICADA AOS CONSUMIDORES DO
GRUPO B, EXCETO PARA GRUPO B4 E
PARA AS SUBCLASSES DE BAIXA RENDA
DO SUBGRUPO B1;
• TARIFAS DIFERENCIADAS DE CONSUMO
DE ENERGIA ELÉTRICA DE ACORDO
COM AS HORAS DE UTILIZAÇÃO.
TUSD TE
R$/MWh R$/MWh
P INT FP P INT FP
574,34 385,32 196,29 365,80 227,68 227,68
Exemplo: Tarifas de aplicação CEMIG para subgrupo B1
15
INFP PFORA PONTA PONTA INTERMEDIÁRIA
FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP IN P P P P IN FP FP FP
FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP
DIAS ÚTEIS: S, T, Q, Q, S
SÁBADO, DOMINGO E FERIADO
24 HORAS
TARIFA HORÁRIA Fonte: http://www.aneel.gov.br/tarifa-branca, acesso em 16/09/2017.
16
DIAS ÚTEIS SÁBADOS, DOMINGOS E FERIADOS
TARIFA CONVENCIONAL ATUAL TARIFA CONVENCIONAL ATUAL
TARIFA BRANCA TARIFA BRANCA
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24
HORAS DO DIA HORAS DO DIA
FORA PONTA
PONTA
INTERMEDIÁRIA
QUANTO MAIOR A DIFERENÇA ENTRE A TARIFA
CONVENCIONAL E A BRANCA FORA DE PONTA,
MAIOR A POSSIBILIDADE DE ADESÃO À TARIFA
BRANCA E VICE-VERSA
17
TARIFA DE ULTRAPASSAGEM DE DEMANDA
• COBRANÇA SOBRE A PARCELA DE DEMANDA MEDIDA QUE SUPERAR À DEMANDA
CONTRATADA, CASO ESSA PARCELA SEJA SUPERIOR AOS LIMITES MÍNIMOS DE TOLERÂNCIA.
QUE SÃO:
• 5% PARA CONSUMIDORES ATENDIDOS EM TENSÕES IGUAIS OU SUPERIORES À 69KV;
• 10% PARA CONSUMIDORES ATENDIDOS EM TENSÕES INFERIORES À 69KV.
DEMANDA ULTRAPASSADA
10% - LIMITE PARA NÃO SOFRER PENALIDADE, CONSUMIDORES ATENDIDOS ABAIXO DE 69 kV
5% - LIMITE PARA NÃO SOFRER PENALIDADE, CONSUMIDORES ATENDIDOS ACIMA DE 69 kV
DEMANDA CONTRATADA
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24
HORAS DO DIA
18
COBRANÇA DE ENERGIA REATIVA EXCEDENTE
• ENERGIA CAPACITIVA É MEDIDA NO PERÍODO ENTRE 23:30 E 6:30 E A MEDIÇÃO DA
ENERGIA REATIVA INDUTIVA É MEDIDA NO PERÍODO DIÁRIO COMPLEMENTAR.
• ENERGIA REATIVA É MEDIDA O EXCEDENTE DA ENERGIA REATIVA PERMITIDA ( FP = 0,92)
É INCIDIDA UMA TARIFA DEFINIDA NA REVISÃO TARIFÁRIA PERIÓDICA DA DISTRIBUIDORA.
MEDIÇÃO DE ENERGIA CAPACITIVA
MEDIÇÃO DE ENERGIA REATIVA INDUTIVA
FATOR DE POTÊNCIA MÍNIMO EXIGIDO = 0,92
MEDIÇÃO DE ENERGIA REATIVA
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24
HORAS DO DIA
19
BANDEIRAS TARIFÁRIAS
• INDICAM A DIFERENÇA DE CUSTO DE GERAÇÃO DE ENERGIA PARA OS CONSUMIDORES;
• COMEÇOU A SER APLICADA A PARTIR DE 1º JANEIRO 2015;
• NÃO É VÁLIDA PARA SISTEMAS NÃO CONECTADOS AO SIN;
• BANDEIRA TARIFÁRIA VERDE: ACIONADA NOS MESES EM QUE O VALOR DO CVU DA
ÚLTIMA USINA A SER DESPACHADA FOR INFERIOR À R$ 211,28 POR MWH (SEM VARIAÇÃO
NA TARIFA DE ENERGIA);
• BANDEIRA TARIFÁRIA AMARELA: ACIONADA NOS MESES EM QUE O VALOR DO CVU DA
ÚLTIMA USINA A SER DESPACHADA ESTIVER ENTRE R$ 211,28 E R$ 422,56 POR MWH
(VARIAÇÃO DE R$ 15 POR MWH);
CVU – CUSTO VARIÁVEL UNITÁRIO
20
BANDEIRAS TARIFÁRIAS
• EM JANEIRO DE 2016 A AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA (ANEEL), APROVA
MUDANÇAS NAS BANDEIRAS TARIFÁRIAS.
• BANDEIRA TARIFÁRIA VERMELHA – NÍVEL 1: ACIONADA NOS MESES EM QUE O VALOR DO
CVU DA ULTIMA USINA A SER DESPACHADA FOR ENTRE R$ 422,56 E R$610,00 POR MWH.
• BANDEIRA TARIFÁRIA VERMELHA – NÍVEL 2: ACIONADA NOS MESES EM QUE O VALOR DO
CVU DA ULTIMA USINA A SER DESPACHADA FOR IGUAL OU SUPERIOR À R$ 610,00 POR
MWH.
FONTE: ANEEL – 24/10/2017
BANDEIRA TARIFÁRIA R$ / (A CADA 100kWh)
CVU
CUSTO VARIÁVEL UNITÁRIO
VERDE - < R$ 221,28 / MWh
AMARELA R$ 1,00
R$ 221,28 / MWh < CVU < R$ 422,56 /MWh
VERMELHA – PATAMAR 1 R$ 3,00
R$ 422,56 / MWh < CVU < R$ 610 /MWh
VERMELHA – PATAMAR 2 R$ 5,00 CVU > 610 / MWh
21
MERCADO DE ENERGIA ELÉTRICA
CNPE
Conselho Nacional
de Política
Energética
CMSE
Comitê de
Monitoramento do
Setor Elétrico
MME
Ministério de
Minas e Energia
EPE
Empresa de
Pesquisa
Energética
ANEEL
Agência Nacional
de Energia
Elétrica
ONS
Operador
Nacional do
Sistema Elétrico
CCEE
Câmara de
Comercialização
de Energia
Elétrica
22
MERCADO DE ENERGIA ELÉTRICA
• O NOVO MODELO DO SETOR ELÉTRICO BRASILEIRO FOI INSTITUÍDO PELA LEI
10.848/2004 COM A CRIAÇÃO DE DOIS AMBIENTES DE CONTRATAÇÃO DE ENERGIA
ELÉTRICA.
23
MERCADO DE ENERGIA ELÉTRICA
CONSUMIDOR
MERCADO CATIVO
24
NEGÓCIOS NO MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA
25
MERCADO DE ENERGIA ELÉTRICA
• O CONSUMIDOR PAGA UMA FATURA REFERENTE AO SERVIÇO DE DISTRIBUIÇÃO E UMA
OU MAIS FATURAS REFERENTES À COMPRA DE ENERGIA;
• ENERGIA INCENTIVADA PROVEM DE FONTES COMO PCH’S, BIOMASSA, SOLAR E
EÓLICA, O COMPRADOR RECEBE DESCONTOS DE 50%, 80% OU 100% NA TUSD;
• NÃO HÁ INCIDÊNCIA DE BANDEIRA TARIFÁRIA.
CONSUMIDOR FONTE
DEMANDA
MÍNIMA
TENSÃO MÍNIMA
LIVRE
CONVENCIONAL OU
INCENTIVADA
3.000 KW 2,3KV
ESPECIAL INCENTIVADA 500 KW 2,3KV
MERCADO LIVRE
26
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
[1] WWW.CEMIG.COM.BR, ACESSO EM 02/09/2017.
[2] WWW.ANEEL.COM.BR, ACESSO EM 30/09/2017.
[3] WWW.CCEE.COM.BR, ACESSO EM 02/09/2017.
[4] WWW.ABRADEE.ORG.BR, ACESSO EM 02/09/2017.
QUER SABER MAIS ?
QUAL A MELHOR TARIFA PARA SEU TIPO
DE CONSUMO?
PEÇA UMA SIMULAÇÃO!
27
ESTRUTURA TARIFÁRIA DE ENERGIA ELÉTRICA
28PRISTHER.MARQUES@ENGENHARIA.UFJF.BR

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Estrutura tarifária de energia elétrica - Teoria Vigente e a "Nova" Tarifa Branca

E-bookTarifaeEstruturaTarifriaconceitosfundamentais.pdf
E-bookTarifaeEstruturaTarifriaconceitosfundamentais.pdfE-bookTarifaeEstruturaTarifriaconceitosfundamentais.pdf
E-bookTarifaeEstruturaTarifriaconceitosfundamentais.pdfArthurAguilar9
 
Fator de potencia
Fator de potenciaFator de potencia
Fator de potenciatelescteles
 
Tarifas de energia
Tarifas de energiaTarifas de energia
Tarifas de energiaLymestre
 
Manual de tarifação Energia Eletrica
Manual de tarifação Energia Eletrica Manual de tarifação Energia Eletrica
Manual de tarifação Energia Eletrica DaltonOliveira9
 
Tendências mercado e preço de energia elétrica no horizonte de 2015 a 2025
Tendências   mercado e preço de energia elétrica no horizonte de 2015 a 2025Tendências   mercado e preço de energia elétrica no horizonte de 2015 a 2025
Tendências mercado e preço de energia elétrica no horizonte de 2015 a 2025TriunfoRi
 
4 - Nova metodologia para estudos de viabilidade de projetos residenciais - C...
4 - Nova metodologia para estudos de viabilidade de projetos residenciais - C...4 - Nova metodologia para estudos de viabilidade de projetos residenciais - C...
4 - Nova metodologia para estudos de viabilidade de projetos residenciais - C...encontroresidencial
 
Operacao_comercializacao_energia (1).pptx
Operacao_comercializacao_energia (1).pptxOperacao_comercializacao_energia (1).pptx
Operacao_comercializacao_energia (1).pptxdadadda1
 
tarifas-e-preços-2023_final.pdf
tarifas-e-preços-2023_final.pdftarifas-e-preços-2023_final.pdf
tarifas-e-preços-2023_final.pdfssuserbf6c5b
 
Apresentacao copel
Apresentacao copelApresentacao copel
Apresentacao copelabihoestepr
 
Resolução Normativa ANEEL 414-2010
Resolução Normativa ANEEL 414-2010Resolução Normativa ANEEL 414-2010
Resolução Normativa ANEEL 414-2010Sindhotéis
 

Semelhante a Estrutura tarifária de energia elétrica - Teoria Vigente e a "Nova" Tarifa Branca (20)

E-bookTarifaeEstruturaTarifriaconceitosfundamentais.pdf
E-bookTarifaeEstruturaTarifriaconceitosfundamentais.pdfE-bookTarifaeEstruturaTarifriaconceitosfundamentais.pdf
E-bookTarifaeEstruturaTarifriaconceitosfundamentais.pdf
 
Fator de potencia
Fator de potenciaFator de potencia
Fator de potencia
 
Fator de potencia
Fator de potenciaFator de potencia
Fator de potencia
 
Perspectivas do Setor Elétrico
Perspectivas do Setor ElétricoPerspectivas do Setor Elétrico
Perspectivas do Setor Elétrico
 
Agenda Setorial 2019: Perspectivas da Regulação do Setor Elétrico
Agenda Setorial 2019: Perspectivas da Regulação do Setor ElétricoAgenda Setorial 2019: Perspectivas da Regulação do Setor Elétrico
Agenda Setorial 2019: Perspectivas da Regulação do Setor Elétrico
 
Assuntos em Destaque na Regulação do Setor Elétrico
Assuntos em Destaque na Regulação do Setor ElétricoAssuntos em Destaque na Regulação do Setor Elétrico
Assuntos em Destaque na Regulação do Setor Elétrico
 
Tarifas de energia
Tarifas de energiaTarifas de energia
Tarifas de energia
 
Manual de tarifação Energia Eletrica
Manual de tarifação Energia Eletrica Manual de tarifação Energia Eletrica
Manual de tarifação Energia Eletrica
 
Tendências mercado e preço de energia elétrica no horizonte de 2015 a 2025
Tendências   mercado e preço de energia elétrica no horizonte de 2015 a 2025Tendências   mercado e preço de energia elétrica no horizonte de 2015 a 2025
Tendências mercado e preço de energia elétrica no horizonte de 2015 a 2025
 
4 - Nova metodologia para estudos de viabilidade de projetos residenciais - C...
4 - Nova metodologia para estudos de viabilidade de projetos residenciais - C...4 - Nova metodologia para estudos de viabilidade de projetos residenciais - C...
4 - Nova metodologia para estudos de viabilidade de projetos residenciais - C...
 
Perspectivas de Oferta e Preço da Energia para o Mercado Livre - FIESP
Perspectivas de Oferta e Preço da Energia para o Mercado Livre - FIESPPerspectivas de Oferta e Preço da Energia para o Mercado Livre - FIESP
Perspectivas de Oferta e Preço da Energia para o Mercado Livre - FIESP
 
Panorama e perspectivas da comercialização de energia elétrica - UBS Utilitie...
Panorama e perspectivas da comercialização de energia elétrica - UBS Utilitie...Panorama e perspectivas da comercialização de energia elétrica - UBS Utilitie...
Panorama e perspectivas da comercialização de energia elétrica - UBS Utilitie...
 
Trabalho final.pptx
Trabalho final.pptxTrabalho final.pptx
Trabalho final.pptx
 
Operacao_comercializacao_energia (1).pptx
Operacao_comercializacao_energia (1).pptxOperacao_comercializacao_energia (1).pptx
Operacao_comercializacao_energia (1).pptx
 
Artigo tcc edson naoki hoshino
Artigo tcc edson naoki hoshinoArtigo tcc edson naoki hoshino
Artigo tcc edson naoki hoshino
 
tarifas-e-preços-2023_final.pdf
tarifas-e-preços-2023_final.pdftarifas-e-preços-2023_final.pdf
tarifas-e-preços-2023_final.pdf
 
Caderno aneel tarifas
Caderno aneel   tarifasCaderno aneel   tarifas
Caderno aneel tarifas
 
Prorrogação da Reserva Global de Reversão (RGR) e do Programa de Incentivo...
Prorrogação da Reserva Global de Reversão (RGR) e do Programa de Incentivo...Prorrogação da Reserva Global de Reversão (RGR) e do Programa de Incentivo...
Prorrogação da Reserva Global de Reversão (RGR) e do Programa de Incentivo...
 
Apresentacao copel
Apresentacao copelApresentacao copel
Apresentacao copel
 
Resolução Normativa ANEEL 414-2010
Resolução Normativa ANEEL 414-2010Resolução Normativa ANEEL 414-2010
Resolução Normativa ANEEL 414-2010
 

Último

AE03 - VIBRACOES MECANICAS E ACUSTICAS.docx
AE03 - VIBRACOES MECANICAS E ACUSTICAS.docxAE03 - VIBRACOES MECANICAS E ACUSTICAS.docx
AE03 - VIBRACOES MECANICAS E ACUSTICAS.docxConsultoria Acadêmica
 
Resistencias dos materiais I - Tensao.pptx
Resistencias dos materiais I - Tensao.pptxResistencias dos materiais I - Tensao.pptx
Resistencias dos materiais I - Tensao.pptxjuliocameloUFC
 
MODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS EQUIPAM
MODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS  EQUIPAMMODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS  EQUIPAM
MODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS EQUIPAMCassio Rodrigo
 
Aulas Práticas da Disciplina de Desenho Técnico Projetivo _ Passei Direto.pdf
Aulas Práticas da Disciplina de Desenho Técnico Projetivo _ Passei Direto.pdfAulas Práticas da Disciplina de Desenho Técnico Projetivo _ Passei Direto.pdf
Aulas Práticas da Disciplina de Desenho Técnico Projetivo _ Passei Direto.pdfMateusSerraRodrigues1
 
AE03 - INFORMATICA INDUSTRIAL UNICESUMAR 51/2024
AE03 - INFORMATICA INDUSTRIAL UNICESUMAR 51/2024AE03 - INFORMATICA INDUSTRIAL UNICESUMAR 51/2024
AE03 - INFORMATICA INDUSTRIAL UNICESUMAR 51/2024Consultoria Acadêmica
 
Gestão de obras e projetos - Associação Nacional de Hospitais Privados
Gestão de obras e projetos - Associação Nacional de Hospitais PrivadosGestão de obras e projetos - Associação Nacional de Hospitais Privados
Gestão de obras e projetos - Associação Nacional de Hospitais PrivadosGuilhermeLucio9
 
AE03 - TEORIAS DA ADMINISTRACAO UNICESUMAR 51/2024
AE03 - TEORIAS DA ADMINISTRACAO UNICESUMAR 51/2024AE03 - TEORIAS DA ADMINISTRACAO UNICESUMAR 51/2024
AE03 - TEORIAS DA ADMINISTRACAO UNICESUMAR 51/2024Consultoria Acadêmica
 

Último (7)

AE03 - VIBRACOES MECANICAS E ACUSTICAS.docx
AE03 - VIBRACOES MECANICAS E ACUSTICAS.docxAE03 - VIBRACOES MECANICAS E ACUSTICAS.docx
AE03 - VIBRACOES MECANICAS E ACUSTICAS.docx
 
Resistencias dos materiais I - Tensao.pptx
Resistencias dos materiais I - Tensao.pptxResistencias dos materiais I - Tensao.pptx
Resistencias dos materiais I - Tensao.pptx
 
MODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS EQUIPAM
MODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS  EQUIPAMMODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS  EQUIPAM
MODELO LAUDO AVALIAÇÃO MÁQUINAS EQUIPAM
 
Aulas Práticas da Disciplina de Desenho Técnico Projetivo _ Passei Direto.pdf
Aulas Práticas da Disciplina de Desenho Técnico Projetivo _ Passei Direto.pdfAulas Práticas da Disciplina de Desenho Técnico Projetivo _ Passei Direto.pdf
Aulas Práticas da Disciplina de Desenho Técnico Projetivo _ Passei Direto.pdf
 
AE03 - INFORMATICA INDUSTRIAL UNICESUMAR 51/2024
AE03 - INFORMATICA INDUSTRIAL UNICESUMAR 51/2024AE03 - INFORMATICA INDUSTRIAL UNICESUMAR 51/2024
AE03 - INFORMATICA INDUSTRIAL UNICESUMAR 51/2024
 
Gestão de obras e projetos - Associação Nacional de Hospitais Privados
Gestão de obras e projetos - Associação Nacional de Hospitais PrivadosGestão de obras e projetos - Associação Nacional de Hospitais Privados
Gestão de obras e projetos - Associação Nacional de Hospitais Privados
 
AE03 - TEORIAS DA ADMINISTRACAO UNICESUMAR 51/2024
AE03 - TEORIAS DA ADMINISTRACAO UNICESUMAR 51/2024AE03 - TEORIAS DA ADMINISTRACAO UNICESUMAR 51/2024
AE03 - TEORIAS DA ADMINISTRACAO UNICESUMAR 51/2024
 

Estrutura tarifária de energia elétrica - Teoria Vigente e a "Nova" Tarifa Branca

  • 1.
  • 2. SUMÁRIO 2 • ESTRUTURA TARIFÁRIA • GRUPOS, SUBGRUPOS, CLASSES E SUBCLASSES • COMPOSIÇÃO DAS MODALIDADES • SINAL HORÁRIO E POSTOS TARIFÁRIOS • MODALIDADES TARIFÁRIAS • BANDEIRAS TARIFÁRIAS • MERCADO LIVRE DE ENERGIA
  • 3. ESTRUTURA TARIFÁRIA 3  ESTRUTURA TARIFÁRIA É UM CONJUNTO DE TARIFAS E REGRAS APLICADAS AO FATURAMENTO DO MERCADO DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA.  O PROCESSO TARIFÁRIO É COMPOSTO POR DOIS GRANDES PROCESSOS DENTRO DE UM CICLO TARIFÁRIO: O REAJUSTE (IRT) E A REVISÃO TARIFÁRIA PERIÓDICA (RTP). FONTE: CEMIG – 30/09/2017 t0 t1 t2 t3 t4 REVISÃO REAJUSTE REAJUSTE REAJUSTE REVISÃO ANO CICLO TARIFÁRIO
  • 4. ESTRUTURA TARIFÁRIA - DIVISÃO DE CUSTOS 4
  • 5. TIPOS DE TARIFAS 5 ESTRUTURA TARIFÁRIA TARIFAS FATURAMENTO TE TARIFA DE ENERGIA (TE): VALOR EM R$/MWH. TUSD TARIFA DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO : VALOR EM R$/MWH (ENERGIA) OU EM R$/KW (DEMANDA). TUST TARIFA DE USO DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO : VALOR EM R$/MWH (ENERGIA) OU EM R$/KW (DEMANDA). BINÔMIA CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA E DEMANDA. MONÔMIA UNICAMENTE AO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA ATIVA.
  • 7. PERTENCENTES AO GRUPO A 7 GRUPO A AZUL TUSD – AZUL TUSDa – DP (R$/Kw) TUSDa – DFP (R$/Kw) TUSDa – E (R$/Kw) TE – HORÁRIA TEh – EP (R$/MWh) TEh – EFP (R$/MWh) VERDE TUSD – VERDE TUSDv – D (R$/Kw) TUSDa – EP (R$/Kw) TUSDa – EFP (R$/Kw) TE – HORÁRIA TEh – EP (R$/MWh) TEh – EFP (R$/MWh) CONVENCIONAL TUSD – CONVENCIONAL A TUSDca – D (R$/Kw) TUSDca – E (R$/Mwh) TE – CONVENCIONAL TEc – E (R$/Mwh)
  • 8. 8 ESTRUTURA TARIFÁRIA – POSTOS TARIFÁRIOS • PERÍODO DE 3 HORAS CONSECUTIVAS DIÁRIAS, EXCEÇÃO FEITA AOS SÁBADOS, DOMINGOS E FERIADOS NACIONAIS; PONTA [P] • PERÍODO COMPOSTO PELAS HORAS COMPLEMENTARES. FORA PONTA [FP] FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP P P P P FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP DIAS ÚTEIS: S, T, Q, Q, S SÁBADO, DOMINGO E FERIADO
  • 9. PERTENCENTES AO GRUPO B 9 GRUPO B CONVENCIONAL TUSD CONVENCIONAL B TUSDcb – E (R$/Mw) TE CONVENCIONAL TEc – E (R$/MWh) BRANCA TUSD - BRANCA TUSDb – EP (R$/Mw) TUSDb – EI (R$/Mw) TUSDb – EFP (R$/Mw) TE - BRANCA TEh – EP (R$/MWh)
  • 10. 10 ESTRUTURA TARIFÁRIA – POSTOS TARIFÁRIOS • PERÍODO DE 3 HORAS CONSECUTIVAS DIÁRIAS, EXCEÇÃO FEITA AOS SÁBADOS, DOMINGOS E FERIADOS NACIONAIS;PONTA [P] • PERÍODO FORMADO PELA HORA IMEDIATAMENTE ANTERIOR E POSTREIOR AO PERÍODO DE PONTA, TOTALIZANDO 2 HORAS. INTERMEDIÁRIA [IN] • PERÍODO COMPOSTO PELAS HORAS COMPLEMENTARES.FORA PONTA [FP] FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP IN P P P P IN FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP DIAS ÚTEIS: S, T, Q, Q, S SÁBADO, DOMINGO E FERIADO GRUPO B: 3 POSTOS TARIFÁRIOS 24 HORAS
  • 11. CURVA DE CARGA DE UM CONSUMIDOR CURVA DE CARGA DE UMA DISTRIBUIDORA 11 ESTRUTURA TARIFÁRIA – CURVA DE CARGA FORA PONTA [FP] FORA PONTA [FP] PONTA [P] PONTA [P]
  • 12. 12 GRUPO A Subgrupo Tensão de Atendimento A1 ≥ 230 kV A2 88 kV à 138 kV A3 69 kV A3a 30 kV à 44 kV A4 2,3 kV à 25 kV AS Subterrâneo GRUPO B Subgrupo Classe de Atendimento B1 • Residencial • Residencial Baixa Renda B2 • Rural • Cooperativa de Eletrificação Rural • Serviço Público de Irrigação B3 • Demais classes B4 • Iluminação Pública ESTRUTURA TARIFÁRIA - GRUPOS
  • 13. TARIFA CONVENCIONAL MONÔMIA • APLICADA AOS CONSUMIDORES DO GRUPO B; • UMA TARIFA DE CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA INDEPENDENTE DA HORA DE UTILIZAÇÃO. TUSD TE R$/MWh R$/MWh 270,55 239,19 Exemplo: Tarifas de aplicação CEMIG para subgrupo B1 13 TARIFA CONVENCIONAL BINÔMIA • APLICADA AOS CONSUMIDORES DO GRUPO A; • TARIFAS DE CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA E DEMANDA DE POTÊNCIA, INDEPENDENTEMENTE DAS HORAS DE UTILIZAÇÃO DO DIA; TUSD TE R$/kW R$/MWh R$/MWh 30,60 82,08 239,19 Exemplo: Tarifas de aplicação CEMIG para subgrupo A4
  • 14. TARIFA HORÁRIA VERDE • APLICADAS AOS CONSUMIDORES DO GRUPO A; • TARIFAS DIFERENCIADAS DE CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA DE ACORDO COM AS HORAS DO DIA E DE UMA ÚNICA TARIFA DE DEMANDA DE POTÊNCIA. TUSD TE R$/kW R$/MWh R$/MWh NA P FP P FP 9,00 809,18 82,08 365,80 227,68 Exemplo: Tarifas de aplicação CEMIG para subgrupo A4 14 TARIFA HORÁRIA AZUL • APLICADA AOS CONSUMIDORES DO GRUPO A; • TARIFAS DIFERENCIADAS DE CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA E DE DEMANDA DE POTÊNCIA DE ACORDO COM AS HORAS DE UTILIZAÇÃO DO DIA; TUSD TE R$/kW R$/MWh R$/MWh P FP P FP P FP 30,00 9,00 82,08 82,08 365,80 227,68 Exemplo: Tarifas de aplicação CEMIG para subgrupo A4
  • 15. TARIFA HORÁRIA • APLICADA AOS CONSUMIDORES DO GRUPO B, EXCETO PARA GRUPO B4 E PARA AS SUBCLASSES DE BAIXA RENDA DO SUBGRUPO B1; • TARIFAS DIFERENCIADAS DE CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA DE ACORDO COM AS HORAS DE UTILIZAÇÃO. TUSD TE R$/MWh R$/MWh P INT FP P INT FP 574,34 385,32 196,29 365,80 227,68 227,68 Exemplo: Tarifas de aplicação CEMIG para subgrupo B1 15 INFP PFORA PONTA PONTA INTERMEDIÁRIA FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP IN P P P P IN FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP FP DIAS ÚTEIS: S, T, Q, Q, S SÁBADO, DOMINGO E FERIADO 24 HORAS
  • 16. TARIFA HORÁRIA Fonte: http://www.aneel.gov.br/tarifa-branca, acesso em 16/09/2017. 16 DIAS ÚTEIS SÁBADOS, DOMINGOS E FERIADOS TARIFA CONVENCIONAL ATUAL TARIFA CONVENCIONAL ATUAL TARIFA BRANCA TARIFA BRANCA 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 HORAS DO DIA HORAS DO DIA FORA PONTA PONTA INTERMEDIÁRIA QUANTO MAIOR A DIFERENÇA ENTRE A TARIFA CONVENCIONAL E A BRANCA FORA DE PONTA, MAIOR A POSSIBILIDADE DE ADESÃO À TARIFA BRANCA E VICE-VERSA
  • 17. 17 TARIFA DE ULTRAPASSAGEM DE DEMANDA • COBRANÇA SOBRE A PARCELA DE DEMANDA MEDIDA QUE SUPERAR À DEMANDA CONTRATADA, CASO ESSA PARCELA SEJA SUPERIOR AOS LIMITES MÍNIMOS DE TOLERÂNCIA. QUE SÃO: • 5% PARA CONSUMIDORES ATENDIDOS EM TENSÕES IGUAIS OU SUPERIORES À 69KV; • 10% PARA CONSUMIDORES ATENDIDOS EM TENSÕES INFERIORES À 69KV. DEMANDA ULTRAPASSADA 10% - LIMITE PARA NÃO SOFRER PENALIDADE, CONSUMIDORES ATENDIDOS ABAIXO DE 69 kV 5% - LIMITE PARA NÃO SOFRER PENALIDADE, CONSUMIDORES ATENDIDOS ACIMA DE 69 kV DEMANDA CONTRATADA 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 HORAS DO DIA
  • 18. 18 COBRANÇA DE ENERGIA REATIVA EXCEDENTE • ENERGIA CAPACITIVA É MEDIDA NO PERÍODO ENTRE 23:30 E 6:30 E A MEDIÇÃO DA ENERGIA REATIVA INDUTIVA É MEDIDA NO PERÍODO DIÁRIO COMPLEMENTAR. • ENERGIA REATIVA É MEDIDA O EXCEDENTE DA ENERGIA REATIVA PERMITIDA ( FP = 0,92) É INCIDIDA UMA TARIFA DEFINIDA NA REVISÃO TARIFÁRIA PERIÓDICA DA DISTRIBUIDORA. MEDIÇÃO DE ENERGIA CAPACITIVA MEDIÇÃO DE ENERGIA REATIVA INDUTIVA FATOR DE POTÊNCIA MÍNIMO EXIGIDO = 0,92 MEDIÇÃO DE ENERGIA REATIVA 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 HORAS DO DIA
  • 19. 19 BANDEIRAS TARIFÁRIAS • INDICAM A DIFERENÇA DE CUSTO DE GERAÇÃO DE ENERGIA PARA OS CONSUMIDORES; • COMEÇOU A SER APLICADA A PARTIR DE 1º JANEIRO 2015; • NÃO É VÁLIDA PARA SISTEMAS NÃO CONECTADOS AO SIN; • BANDEIRA TARIFÁRIA VERDE: ACIONADA NOS MESES EM QUE O VALOR DO CVU DA ÚLTIMA USINA A SER DESPACHADA FOR INFERIOR À R$ 211,28 POR MWH (SEM VARIAÇÃO NA TARIFA DE ENERGIA); • BANDEIRA TARIFÁRIA AMARELA: ACIONADA NOS MESES EM QUE O VALOR DO CVU DA ÚLTIMA USINA A SER DESPACHADA ESTIVER ENTRE R$ 211,28 E R$ 422,56 POR MWH (VARIAÇÃO DE R$ 15 POR MWH); CVU – CUSTO VARIÁVEL UNITÁRIO
  • 20. 20 BANDEIRAS TARIFÁRIAS • EM JANEIRO DE 2016 A AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA (ANEEL), APROVA MUDANÇAS NAS BANDEIRAS TARIFÁRIAS. • BANDEIRA TARIFÁRIA VERMELHA – NÍVEL 1: ACIONADA NOS MESES EM QUE O VALOR DO CVU DA ULTIMA USINA A SER DESPACHADA FOR ENTRE R$ 422,56 E R$610,00 POR MWH. • BANDEIRA TARIFÁRIA VERMELHA – NÍVEL 2: ACIONADA NOS MESES EM QUE O VALOR DO CVU DA ULTIMA USINA A SER DESPACHADA FOR IGUAL OU SUPERIOR À R$ 610,00 POR MWH. FONTE: ANEEL – 24/10/2017 BANDEIRA TARIFÁRIA R$ / (A CADA 100kWh) CVU CUSTO VARIÁVEL UNITÁRIO VERDE - < R$ 221,28 / MWh AMARELA R$ 1,00 R$ 221,28 / MWh < CVU < R$ 422,56 /MWh VERMELHA – PATAMAR 1 R$ 3,00 R$ 422,56 / MWh < CVU < R$ 610 /MWh VERMELHA – PATAMAR 2 R$ 5,00 CVU > 610 / MWh
  • 21. 21 MERCADO DE ENERGIA ELÉTRICA CNPE Conselho Nacional de Política Energética CMSE Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico MME Ministério de Minas e Energia EPE Empresa de Pesquisa Energética ANEEL Agência Nacional de Energia Elétrica ONS Operador Nacional do Sistema Elétrico CCEE Câmara de Comercialização de Energia Elétrica
  • 22. 22 MERCADO DE ENERGIA ELÉTRICA • O NOVO MODELO DO SETOR ELÉTRICO BRASILEIRO FOI INSTITUÍDO PELA LEI 10.848/2004 COM A CRIAÇÃO DE DOIS AMBIENTES DE CONTRATAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA.
  • 23. 23 MERCADO DE ENERGIA ELÉTRICA CONSUMIDOR MERCADO CATIVO
  • 24. 24 NEGÓCIOS NO MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA
  • 25. 25 MERCADO DE ENERGIA ELÉTRICA • O CONSUMIDOR PAGA UMA FATURA REFERENTE AO SERVIÇO DE DISTRIBUIÇÃO E UMA OU MAIS FATURAS REFERENTES À COMPRA DE ENERGIA; • ENERGIA INCENTIVADA PROVEM DE FONTES COMO PCH’S, BIOMASSA, SOLAR E EÓLICA, O COMPRADOR RECEBE DESCONTOS DE 50%, 80% OU 100% NA TUSD; • NÃO HÁ INCIDÊNCIA DE BANDEIRA TARIFÁRIA. CONSUMIDOR FONTE DEMANDA MÍNIMA TENSÃO MÍNIMA LIVRE CONVENCIONAL OU INCENTIVADA 3.000 KW 2,3KV ESPECIAL INCENTIVADA 500 KW 2,3KV MERCADO LIVRE
  • 26. 26 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS [1] WWW.CEMIG.COM.BR, ACESSO EM 02/09/2017. [2] WWW.ANEEL.COM.BR, ACESSO EM 30/09/2017. [3] WWW.CCEE.COM.BR, ACESSO EM 02/09/2017. [4] WWW.ABRADEE.ORG.BR, ACESSO EM 02/09/2017.
  • 27. QUER SABER MAIS ? QUAL A MELHOR TARIFA PARA SEU TIPO DE CONSUMO? PEÇA UMA SIMULAÇÃO! 27 ESTRUTURA TARIFÁRIA DE ENERGIA ELÉTRICA