Use o seguinte texto apenas como base

1.380 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.380
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Use o seguinte texto apenas como base

  1. 1. Use o seguinte texto apenas como base para as questões 1 e 2. (Enem 2007 – adaptado) As famílias pobres e exploradas buscam sobreviver, na desigualdade, pelo trabalho. O trabalho da criança e dos adolescentes constitui um dos recursos que as famílias pobres utilizam para aumentar sua renda, e como mecanismo social para enfrentar emergências e situações de agravamento da subsistência. Isso acontece, por exemplo, em casos de invalidez, acidente, separação, desemprego e doença. Essas situações devem ser entendidas não como resultantes de dramas ou histórias isoladas e individuais das famílias pobres, mas como parte da história social da exploração. 1. Identifique a ideia controversa ou tese presente no parágrafo: a) a exploração do trabalho infantil é parte da história social da exploração. b) os pobres exploram as crianças porque desejam ficar ricos rapidamente. c) as famílias pobres gostam de explorar o trabalho infantil. d) a separação e a doença são consequência da desigualdade social. e) o Brasil não tem problemas com a exploração do trabalho infantil. 2. Complete adequadamente a seguinte frase: De acordo com o texto, a exploração do trabalho infantil ocorre porque... a) as famílias pobres não amam seus filhos. b) as famílias pobres precisam sobreviver por meio do trabalho. c) os patrões que empregam crianças desejam ter lucro fácil. d) existem dramas e histórias isoladas e individuais de famílias pobres. e) uma geração sonhadora não consegue pensar em seu futuro. Leia os trechos das letras de música a Seguir É o amor Eu não vou negar que sou louco por você Tô maluco pra te ver Eu não vou negar Eu não vou negar Sem você tudo é saudade Você traz felicidade Eu não vou negar [...] Valsa brasileira
  2. 2. Vivia a te buscar porque pensando em ti corria contra o tempo eu descartava os dias em que não te vi como de um filme a ação que não valeu rodava as horas pra trás, roubava um pouquinho e ajeitava o meu caminho pra encostar no teu A partir da leitura dessas duas letras de música, qual delas você consideraria objeto de entretenimento (fruto de um trabalho mais claro e direto com a linguagem) e qual você consideraria objeto artístico (aquele para o qual a linguagem não constrói um sentido imediato)? Qual delas é mais importante para a formação de sua identidade como cidadão? Justifiquea Reúna os dois períodos simples a seguir estabelecendo entre eles uma relação de causa e consequência: a) O trabalho infantil é moralmente errado. b) O trabalho infantil prejudica o desenvolvimento das crianças. O que é estilo de época? Assinale a alternativa incorreta a respeito do Trovadorismo em Portugal. a) Durante o Trovadorismo, ocorreu a separação entre poesia e a música. b) Muitas cantigas trovadorescas foram reunidas em livros ou coletâneas que receberam o nome de cancioneiros. c) Nas cantigas de amor, há o reflexo do relacionamento entre o senhor e vassalo na sociedade feudal: distância e extrema submissão. d) Nas cantigas de amigo, o trovador escreve o poema do ponto de vista feminino. Com base no nosso estudo sobre o Trovadorismo, responda: a) “Ai, flores, ai flores do verde ramo, se sabedes novas do meu amado? Ai, Deus, e u é?” Escreva as palavras que completam os espaços. Os versos acima pertencem a uma _____________, característica do ____________ português, escola literária dos séculos XII, XIII e XIV. Sobre a narrativa machadiana A Cartomante, apenas NÃO se pode afirmar que: a) a personagem Rita, ao concluir que “havia muita coisa misteriosa e verdadeira neste mundo”, traduz vulgarmente a sentença de Hamlet, o famoso herói shakespeareano: “há mais coisa no céu e na terra do que sonha a nossa vã filosofia”.
  3. 3. b) o desfecho de A Cartomante é trágico e seus personagens, Vilela, Camilo e Rita, formam o típico triângulo amoroso de grande parte das obras do período realista. c) a personagem Rita mostra-se descrente em relação às premonições da cartomante, opondo-se ao comportamento de Camilo, extremamente supersticioso e obcecado por bruxarias. d) a ironia machadiana reflete-se, sobretudo, nos momentos finais do texto, pelo contraste entre as profecias otimistas da cartomante e o destino cruel dos amantes Rita e Camilo. e) a narrativa A Cartomante retrata uma situação de adultério e confirma a tendência realista para destruir e ridicularizar o casamento romântico No mar, tanta tormenta e tanto dano, Tantas vezes a morte apercebida; Na terra, tanta guerra, tanto engano. Tanta necessidade aborrecida! Onde pode acolher-se um fraco humano, Onde terá segura a curta vida, Que não se arme e se indigne o Céu sereno Contra um bicho da terra tão pequeno? (Os Lusíadas) (FUVEST-SP) – Nesta estrofe, Camões: a)exalta a coragem dos homens que enfrentam os perigos do mar e da terra. b)considera quanto o homem deve confiar na Providência divina, que o ampara nos riscos e adversidades. c)lamenta a condição humana ante os perigos, sofrimentos e incertezas da vida. d)propõe uma explicação a respeito do destino do homem. e)classifica o homem como um bicho da terra, dada a sua agressividade. Quanto à linguagem, o que diferencia a cantiga de amigo da cantiga de amor No Brasil, o Barroco teve início em 1601, com a publicação do poema épico Prosopopeia, e finalizou-se em 1768 , ano em que Cláudio Manuel da Costa publica Obras Poéticas, inaugurando o Arcadismo brasileiro. Sobre o Barroco, responda brevemente: a) O que significam os termos: I) Conceptismo __________________________________________________________________ ____________ __________________________________________________________________ ____________ II) Cultismo ___________

×