Francisco ferrer e a educação libertária

1.373 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.373
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
100
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Francisco ferrer e a educação libertária

  1. 1. FRANCISCO FERRER E AEDUCAÇÃO LIBERTÁRIAUFRGS - FACED - História da Educação – Professora Simone 2012/2 Grupo: Josué Vieira Leonardo Peixoto Thais B. Brites da Silva
  2. 2. FranciscoFerrer 1859 - 1909
  3. 3. BIOGRAFIA Nasceu em Alella (próximo a Barcelona – Espanha), em 1859; Veio de uma família de agricultores; Em sua comunidade, passou pela educação conservadora e autoritária, com fortes marcas do catolicismo. No entanto, considerava-se um autodidata; Atuou em Barcelona junto a uma fábrica de tecidos onde teve seu primeiro contato com as ideias anarquistas, disseminadas entre o proletariado;
  4. 4. BIOGRAFIA Trabalhou como ferroviário e, nessa função, aproximou-se do grupo republicano liderado por Manuel Ruiz Zorrilla, que tentou tomar o poder em 1886, mas não obteve sucesso; Após o envolvimento com esse grupo, Ferrer foi para o exílio na França. Em Paris, passou a dar aulas de espanhol. Como educador, conheceu alguns dos principais representantes da pedagogia renovadora e laica como o professor francês Paul Robin (1837 - 1912). Este criou o Manifesto aos partidários da Educação Integral.
  5. 5. BIOGRAFIA Também em Paris, Ferrer dá continuidade a sua filiação a maçonaria, que havia iniciado em 1883; Na cidade de Barcelona, em 1901, foi fundada a primeira Escola Moderna. O projeto educacional de Ferrer é colocado em prática: uma verdadeira revolução no método de ensino tradicional, baseada no pensamento livre; Ele foi fuzilado em 1909, após ter sido acusado de ser o principal instigador dos protestos que ocorreram durante a Semana Trágica em Barcelona, nesse mesmo ano;
  6. 6. CONTEXTO HISTÓRICO A Espanha em 1909 estava sob o poder do monarca Afonso XIII e tinha à frente do governo o líder Antonio Maura, do Partido Conservador; O país ainda não havia se recuperado após a perda dos territórios de Cuba e Filipinas; Os operários estavam organizando sindicatos em torno das áreas industriais; Em Barcelona teve início a Solidaritat Obrera, uma confederação que unia socialistas, anarquistas e republicanos que não estavam a favor aproximação da Solidaritat Catalana ao Partido Conservador de Maura;
  7. 7. CONTEXTO HISTÓRICO Espanha toma parte do Marrocos para si e começa a construir uma ferrovia que ligaria Melilha com as minas de Beni-Buifur; Os operários espanhóis são atacados por opositores do projeto. O líder espanhol, Maura, decide recrutar homens para mandar a Marrocos. Esse incidente é o início da Guerra de Marrocos, que duraria até 1927; O povo espanhol não foi a favor desse recrutamento. Iniciaram-se os protestos. Militares entraram em confronto com a população, dando início a Semana Trágica de 1909 em Barcelona. Nessa semana, o governo decretou a captura dos opositores, o fechamento dos sindicatos e
  8. 8. A ESCOLA MODERNA – PRINCIPAIS IDEIAS Pensamento educacional extremamente fundado a partir dos ideais anarquistas; Valorização de uma educação laica, que esteja sob o poder da comunidade e não do Estado e/ou da Igreja; Formação do homem integral; Escola mista e aberta a todas as classes sociais (Existe cobrança, conforme a renda da família); Segundo Ferrer, a escola tradicional é um poderoso meio de subjugação nas mãos dos dirigentes; que habitua as crianças a obedecer e a pensar segundo seus dogmas sociais. Para Ferrer, o ensino deve funcionar como um instrumento de mudança, de emancipação;
  9. 9. A ESCOLA MODERNA – PRINCIPAIS IDEIAS Francisco Ferrer dará uma ampla importância para as atividades físicas e manuais; Abolição do método de recompensas e castigos que era difundido nas escolas de educação tradicional; Não havia competição entre os alunos. Buscava- se formar um ser moral e físico bem equilibrado e totalmente autônomo. Conforme Ferrer: “Prefiro a espontaneidade livre de uma criança que não sabe nada, à instrução de palavras e a deformação intelectual de uma criança que sofreu a educação atual”. (FERRER,1912)
  10. 10. REFERÊNCIAS: FERRER Y GUARDIA, F. La Escuela Moderna, Barcelona:Ed.Solidaridad, 1912. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, n.25, p. 67–74 ,mar. 2007 - ISSN: 1676-2584. Site da Fundação Ferrer y Guardia <http://www.ferrerguardia.org/> Centro de Estudos Libertários de Aragón Ramón Acín <http://centroestudioslibertarios.jimdo.com/biograf ía-de-francisco-ferrer-i-guardia/>

×