SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Baixar para ler offline
Olá, estudante! Somos da Prime Assessoria Acadêmica e iremos te
ajudar nesse MAPA!
Entre em contato
(99) 98525-8486
MAPA – FAR - FUNDAMENTOS DA MICROBIOLOGIA E
IMUNOLOGIA – 51/2023
CONTEXTUALIZAÇÃO
O reconhecimento da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) começou por volta de
1981 nos Estados Unidos, devido ao aumento do número de pacientes residentes em São
Francisco ou Nova York, do sexo masculino, gay e adulto, que apresentavam
imunossupressão do sistema imunológico, pneumonia por Pneumocystis carinii e sarcoma
de Kaposi (ABBAS; LICHTMAN; PILLAI, 2011).
O Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) causa a AIDS. Essa infecção se dá pela
transferência de partículas virais presentes, geralmente, no sangue, sêmen, fluido vaginal
de um indivíduo infectado para outro não infectado. A transmissão vertical também é uma
forma de contágio, onde há transferência do vírus da mãe para o filho durante a gravidez,
parto ou amamentação.
Após adquirir o envelope viral, as glicoproteínas do vírus atingem as células de defesa,
causando alterações imunológicas (CARDOSO et al., 2014). O tratamento é feito por meio
de medicamentos antirretrovirais que visam bloquear o ciclo de replicação do HIV (VIELMO
et al., 2014).
De acordo com o DataSUS, em 2021, foram registrados 13.501 novos casos de HIV/AIDS
no Brasil, desse total, o sexo masculino notificou 71,8% e o sexo feminino, 28,6% (AGUIAR
et al., 2022). Apesar do vírus HIV ser bem conhecido e difundido, o crescimento do número
de indivíduos infectados é uma preocupação mundial, como demonstrado pela alta taxa de
mortalidade pela progressão da doença em humanos.
Diante de todos esses fatos, você já parou para pensar sobre a morfologia do vírus
HIV e como o sistema imunológico atua para combater esse invasor?
DESENVOLVENDO O TRABALHO
a) Quais são as estruturas que constituem o vírus HIV?
Inicialmente, você deverá pesquisar e estudar a estrutura morfológica do vírus HIV. Após ter
adquirido o conhecimento, montará uma maquete FÍSICA em três dimensões,
demonstrando toda estrutura do vírus.
Para a conclusão do trabalho, você deverá colocar, no seu arquivo do MAPA, uma foto da
sua maquete.
Nessa foto, você deverá apontar todas as estruturas demonstradas por meio de setas e/ou
legendas.
b) Como ocorre a ativação e a ação do sistema imunológico após a infecção por um
VÍRUS?
Após finalizar a primeira etapa da sua atividade, você deverá estudar e compreender como
nosso sistema imunológico é ativado e como ocorrem as respostas imune inata e
adaptativas, tanto celular quanto humoral, quando existe uma infecção viral. Nessa etapa,
você deve descrever toda essa ação imunológica contra o vírus, podendo fazer essa
descrição na forma de esquemas explicativos.
DICA
O filme “E A VIDA CONTINUA” (And the Band Played On) de 1993, dirigido por Roger
Spottiswoode, faz uma abordagem de como foi a descoberta do vírus HIV.
ORIENTAÇÕES FINAIS
Sobre o arquivo a ser enviado:
O arquivo deve ser enviado, única e exclusivamente, pelo seu Studeo, no campo “MAPA”
desta disciplina.
Toda e qualquer outra forma de entrega desse modelo de resposta MAPA não é
considerada. Apenas o formato PDF será aceito.
SOMENTE UM ARQUIVO PODE SER ANEXADO NO STUDEO. SE VOCÊ TIROU FOTOS,
SE TEM OUTROS TIPOS DE REGISTROS PARA ANEXAR, COLOQUE TODOS EM UM
ÚNICO ARQUIVO.
A qualidade do trabalho será considerada na hora da avaliação, então, faça tudo com
cuidado, responda a demanda adequadamente e mostre sempre o seu raciocínio de modo
claro e direto.
Problemas frequentes a evitar:
→
Coloque um nome simples no seu arquivo. Se o nome tiver caracteres estranhos
(principalmente, pontos) ou for muito grande, a equipe de correção pode não conseguir abrir
o seu trabalho, e ele pode ser zerado.
→
→
Se você usa OPEN OFFICE ou MAC, transforme o arquivo em .pdf para evitar
incompatibilidades.
Verifique se você está enviando o arquivo correto! Identifique o arquivo com o seu primeiro
e último nome e a disciplina, para evitar que você troque o arquivo na hora de anexar. Ex.:
MAPA_MicroImuno_MariaSouza.pdf
Como enviar o seu arquivo:
→
Ao final do enunciado desta atividade, no Studeo, há uma caixa de envio de arquivo. Basta
clicar e selecionar sua atividade ou arrastar o arquivo até ela.
Antes de clicar em FINALIZAR, certifique-se de que está tudo certo, pois, uma vez
finalizado, você não poderá mais modificar o arquivo. Sugerimos que você clique no link
gerado da sua atividade e faça o download para conferir.
REFERÊNCIAS
ABBAS, A. K.; LICHTMAN, A. H.; PILLAI, S. Imunologia Celular e Molecular. 7. ed. Rio de
Janeiro: Elsevier, 2011. Cap. 20, p. 458-70.
AGUIAR, T. S. et al. Epidemiological profile of HIV/AIDS in Brazil based on data from
DataSUS in the year
2
021. Research, Society and Development, v. 11, n. 3, p. e4311326402, 2022. Disponível
em:
https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/26402. Acesso em: 25 jan. 2023.
CARDOSO, A. R. S. et al. Atividade Física de Crianças e Adolescentes que Vivem com HIV
Adquirido por
Transmissão Vertical. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde, v. 19, n. 2, p. 223–
233, 2014.
Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/RBAFS/arti cle/view/3172.
Acesso em: 25 jan. 2023.
VIELMO, L. et al. Atenção Farmacêutica na Fase Inicial de Tratamento da AIDS como Fator
Importante na
Adesão aos Antirretrovirais. Revista Brasileira de Farmácia, v. 95, n. 2, p. 617-35, 2014.

Mais conteúdo relacionado

Mais de Unicesumar

8ª QUESTÃO Por meio de dados de crescimento e distribuição de renda dos Estad...
8ª QUESTÃO Por meio de dados de crescimento e distribuição de renda dos Estad...8ª QUESTÃO Por meio de dados de crescimento e distribuição de renda dos Estad...
8ª QUESTÃO Por meio de dados de crescimento e distribuição de renda dos Estad...Unicesumar
 
6ª TEXTO 1 Se o ritmo atual do aquecimento global não for controlado, isso em...
6ª TEXTO 1 Se o ritmo atual do aquecimento global não for controlado, isso em...6ª TEXTO 1 Se o ritmo atual do aquecimento global não for controlado, isso em...
6ª TEXTO 1 Se o ritmo atual do aquecimento global não for controlado, isso em...Unicesumar
 
5ª QUESTÃO Com base na charge apresentada e no estudo da Unidade 2 do Livro D...
5ª QUESTÃO Com base na charge apresentada e no estudo da Unidade 2 do Livro D...5ª QUESTÃO Com base na charge apresentada e no estudo da Unidade 2 do Livro D...
5ª QUESTÃO Com base na charge apresentada e no estudo da Unidade 2 do Livro D...Unicesumar
 
4ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Após participar de uma açã...
4ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Após participar de uma açã...4ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Após participar de uma açã...
4ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Após participar de uma açã...Unicesumar
 
3ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Em 1950, década em que seu...
3ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Em 1950, década em que seu...3ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Em 1950, década em que seu...
3ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Em 1950, década em que seu...Unicesumar
 
2ª QUESTÃO Ao olharmos para o termo em si, “tecnologia”, em um conceito mais ...
2ª QUESTÃO Ao olharmos para o termo em si, “tecnologia”, em um conceito mais ...2ª QUESTÃO Ao olharmos para o termo em si, “tecnologia”, em um conceito mais ...
2ª QUESTÃO Ao olharmos para o termo em si, “tecnologia”, em um conceito mais ...Unicesumar
 
1ª QUESTÃO É através de um método científico que um pesquisador – seja de qua...
1ª QUESTÃO É através de um método científico que um pesquisador – seja de qua...1ª QUESTÃO É através de um método científico que um pesquisador – seja de qua...
1ª QUESTÃO É através de um método científico que um pesquisador – seja de qua...Unicesumar
 
Calcule o valor aproximado da Confiabilidade Global do Sistema (R ) com base ...
Calcule o valor aproximado da Confiabilidade Global do Sistema (R ) com base ...Calcule o valor aproximado da Confiabilidade Global do Sistema (R ) com base ...
Calcule o valor aproximado da Confiabilidade Global do Sistema (R ) com base ...Unicesumar
 
Como a capacidade patogênica da teníase é pequena, em boa parte dependente do...
Como a capacidade patogênica da teníase é pequena, em boa parte dependente do...Como a capacidade patogênica da teníase é pequena, em boa parte dependente do...
Como a capacidade patogênica da teníase é pequena, em boa parte dependente do...Unicesumar
 
a) Defina quem são os cestoides, citando e explicando as principais caracterí...
a) Defina quem são os cestoides, citando e explicando as principais caracterí...a) Defina quem são os cestoides, citando e explicando as principais caracterí...
a) Defina quem são os cestoides, citando e explicando as principais caracterí...Unicesumar
 
A teníase é uma parasitose causada por helmintos do gênero Taenia. Embora apr...
A teníase é uma parasitose causada por helmintos do gênero Taenia. Embora apr...A teníase é uma parasitose causada por helmintos do gênero Taenia. Embora apr...
A teníase é uma parasitose causada por helmintos do gênero Taenia. Embora apr...Unicesumar
 
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE.
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE.Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE.
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE.Unicesumar
 
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAEConhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAEUnicesumar
 
A fermentação é uma das técnicas de conservação de alimentos mais antigas exi...
A fermentação é uma das técnicas de conservação de alimentos mais antigas exi...A fermentação é uma das técnicas de conservação de alimentos mais antigas exi...
A fermentação é uma das técnicas de conservação de alimentos mais antigas exi...Unicesumar
 
01 - Diferencie as células procariontes dos eucariontes.
 01 - Diferencie as células procariontes dos eucariontes. 01 - Diferencie as células procariontes dos eucariontes.
01 - Diferencie as células procariontes dos eucariontes.Unicesumar
 
Todorov (1978, p. 18) afirma que, assim como prevê a função poética, “a liter...
Todorov (1978, p. 18) afirma que, assim como prevê a função poética, “a liter...Todorov (1978, p. 18) afirma que, assim como prevê a função poética, “a liter...
Todorov (1978, p. 18) afirma que, assim como prevê a função poética, “a liter...Unicesumar
 
Desconfie de tudo o que se refere à política. Desconfie dos jornais, televisã...
Desconfie de tudo o que se refere à política. Desconfie dos jornais, televisã...Desconfie de tudo o que se refere à política. Desconfie dos jornais, televisã...
Desconfie de tudo o que se refere à política. Desconfie dos jornais, televisã...Unicesumar
 
A ética está diretamente ligada à cidadania, condição que implica o conhecime...
A ética está diretamente ligada à cidadania, condição que implica o conhecime...A ética está diretamente ligada à cidadania, condição que implica o conhecime...
A ética está diretamente ligada à cidadania, condição que implica o conhecime...Unicesumar
 
A ética está diretamente ligada à cidadania, condição que implica o conhecime...
A ética está diretamente ligada à cidadania, condição que implica o conhecime...A ética está diretamente ligada à cidadania, condição que implica o conhecime...
A ética está diretamente ligada à cidadania, condição que implica o conhecime...Unicesumar
 
Todorov (1978, p. 18) afirma que, assim como prevê a função poética, “a liter...
Todorov (1978, p. 18) afirma que, assim como prevê a função poética, “a liter...Todorov (1978, p. 18) afirma que, assim como prevê a função poética, “a liter...
Todorov (1978, p. 18) afirma que, assim como prevê a função poética, “a liter...Unicesumar
 

Mais de Unicesumar (20)

8ª QUESTÃO Por meio de dados de crescimento e distribuição de renda dos Estad...
8ª QUESTÃO Por meio de dados de crescimento e distribuição de renda dos Estad...8ª QUESTÃO Por meio de dados de crescimento e distribuição de renda dos Estad...
8ª QUESTÃO Por meio de dados de crescimento e distribuição de renda dos Estad...
 
6ª TEXTO 1 Se o ritmo atual do aquecimento global não for controlado, isso em...
6ª TEXTO 1 Se o ritmo atual do aquecimento global não for controlado, isso em...6ª TEXTO 1 Se o ritmo atual do aquecimento global não for controlado, isso em...
6ª TEXTO 1 Se o ritmo atual do aquecimento global não for controlado, isso em...
 
5ª QUESTÃO Com base na charge apresentada e no estudo da Unidade 2 do Livro D...
5ª QUESTÃO Com base na charge apresentada e no estudo da Unidade 2 do Livro D...5ª QUESTÃO Com base na charge apresentada e no estudo da Unidade 2 do Livro D...
5ª QUESTÃO Com base na charge apresentada e no estudo da Unidade 2 do Livro D...
 
4ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Após participar de uma açã...
4ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Após participar de uma açã...4ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Após participar de uma açã...
4ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Após participar de uma açã...
 
3ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Em 1950, década em que seu...
3ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Em 1950, década em que seu...3ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Em 1950, década em que seu...
3ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Em 1950, década em que seu...
 
2ª QUESTÃO Ao olharmos para o termo em si, “tecnologia”, em um conceito mais ...
2ª QUESTÃO Ao olharmos para o termo em si, “tecnologia”, em um conceito mais ...2ª QUESTÃO Ao olharmos para o termo em si, “tecnologia”, em um conceito mais ...
2ª QUESTÃO Ao olharmos para o termo em si, “tecnologia”, em um conceito mais ...
 
1ª QUESTÃO É através de um método científico que um pesquisador – seja de qua...
1ª QUESTÃO É através de um método científico que um pesquisador – seja de qua...1ª QUESTÃO É através de um método científico que um pesquisador – seja de qua...
1ª QUESTÃO É através de um método científico que um pesquisador – seja de qua...
 
Calcule o valor aproximado da Confiabilidade Global do Sistema (R ) com base ...
Calcule o valor aproximado da Confiabilidade Global do Sistema (R ) com base ...Calcule o valor aproximado da Confiabilidade Global do Sistema (R ) com base ...
Calcule o valor aproximado da Confiabilidade Global do Sistema (R ) com base ...
 
Como a capacidade patogênica da teníase é pequena, em boa parte dependente do...
Como a capacidade patogênica da teníase é pequena, em boa parte dependente do...Como a capacidade patogênica da teníase é pequena, em boa parte dependente do...
Como a capacidade patogênica da teníase é pequena, em boa parte dependente do...
 
a) Defina quem são os cestoides, citando e explicando as principais caracterí...
a) Defina quem são os cestoides, citando e explicando as principais caracterí...a) Defina quem são os cestoides, citando e explicando as principais caracterí...
a) Defina quem são os cestoides, citando e explicando as principais caracterí...
 
A teníase é uma parasitose causada por helmintos do gênero Taenia. Embora apr...
A teníase é uma parasitose causada por helmintos do gênero Taenia. Embora apr...A teníase é uma parasitose causada por helmintos do gênero Taenia. Embora apr...
A teníase é uma parasitose causada por helmintos do gênero Taenia. Embora apr...
 
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE.
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE.Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE.
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE.
 
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAEConhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE
 
A fermentação é uma das técnicas de conservação de alimentos mais antigas exi...
A fermentação é uma das técnicas de conservação de alimentos mais antigas exi...A fermentação é uma das técnicas de conservação de alimentos mais antigas exi...
A fermentação é uma das técnicas de conservação de alimentos mais antigas exi...
 
01 - Diferencie as células procariontes dos eucariontes.
 01 - Diferencie as células procariontes dos eucariontes. 01 - Diferencie as células procariontes dos eucariontes.
01 - Diferencie as células procariontes dos eucariontes.
 
Todorov (1978, p. 18) afirma que, assim como prevê a função poética, “a liter...
Todorov (1978, p. 18) afirma que, assim como prevê a função poética, “a liter...Todorov (1978, p. 18) afirma que, assim como prevê a função poética, “a liter...
Todorov (1978, p. 18) afirma que, assim como prevê a função poética, “a liter...
 
Desconfie de tudo o que se refere à política. Desconfie dos jornais, televisã...
Desconfie de tudo o que se refere à política. Desconfie dos jornais, televisã...Desconfie de tudo o que se refere à política. Desconfie dos jornais, televisã...
Desconfie de tudo o que se refere à política. Desconfie dos jornais, televisã...
 
A ética está diretamente ligada à cidadania, condição que implica o conhecime...
A ética está diretamente ligada à cidadania, condição que implica o conhecime...A ética está diretamente ligada à cidadania, condição que implica o conhecime...
A ética está diretamente ligada à cidadania, condição que implica o conhecime...
 
A ética está diretamente ligada à cidadania, condição que implica o conhecime...
A ética está diretamente ligada à cidadania, condição que implica o conhecime...A ética está diretamente ligada à cidadania, condição que implica o conhecime...
A ética está diretamente ligada à cidadania, condição que implica o conhecime...
 
Todorov (1978, p. 18) afirma que, assim como prevê a função poética, “a liter...
Todorov (1978, p. 18) afirma que, assim como prevê a função poética, “a liter...Todorov (1978, p. 18) afirma que, assim como prevê a função poética, “a liter...
Todorov (1978, p. 18) afirma que, assim como prevê a função poética, “a liter...
 

Último

DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBAline Santana
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.keislayyovera123
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfmirandadudu08
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 

Último (20)

DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdf
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 

CONTEXTUALIZAÇÃO O reconhecimento da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) começou por volta de 1981 nos

  • 1. Olá, estudante! Somos da Prime Assessoria Acadêmica e iremos te ajudar nesse MAPA! Entre em contato (99) 98525-8486 MAPA – FAR - FUNDAMENTOS DA MICROBIOLOGIA E IMUNOLOGIA – 51/2023 CONTEXTUALIZAÇÃO O reconhecimento da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) começou por volta de 1981 nos Estados Unidos, devido ao aumento do número de pacientes residentes em São Francisco ou Nova York, do sexo masculino, gay e adulto, que apresentavam imunossupressão do sistema imunológico, pneumonia por Pneumocystis carinii e sarcoma de Kaposi (ABBAS; LICHTMAN; PILLAI, 2011). O Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) causa a AIDS. Essa infecção se dá pela transferência de partículas virais presentes, geralmente, no sangue, sêmen, fluido vaginal de um indivíduo infectado para outro não infectado. A transmissão vertical também é uma forma de contágio, onde há transferência do vírus da mãe para o filho durante a gravidez, parto ou amamentação. Após adquirir o envelope viral, as glicoproteínas do vírus atingem as células de defesa, causando alterações imunológicas (CARDOSO et al., 2014). O tratamento é feito por meio de medicamentos antirretrovirais que visam bloquear o ciclo de replicação do HIV (VIELMO et al., 2014). De acordo com o DataSUS, em 2021, foram registrados 13.501 novos casos de HIV/AIDS no Brasil, desse total, o sexo masculino notificou 71,8% e o sexo feminino, 28,6% (AGUIAR et al., 2022). Apesar do vírus HIV ser bem conhecido e difundido, o crescimento do número de indivíduos infectados é uma preocupação mundial, como demonstrado pela alta taxa de mortalidade pela progressão da doença em humanos. Diante de todos esses fatos, você já parou para pensar sobre a morfologia do vírus HIV e como o sistema imunológico atua para combater esse invasor? DESENVOLVENDO O TRABALHO a) Quais são as estruturas que constituem o vírus HIV?
  • 2. Inicialmente, você deverá pesquisar e estudar a estrutura morfológica do vírus HIV. Após ter adquirido o conhecimento, montará uma maquete FÍSICA em três dimensões, demonstrando toda estrutura do vírus. Para a conclusão do trabalho, você deverá colocar, no seu arquivo do MAPA, uma foto da sua maquete. Nessa foto, você deverá apontar todas as estruturas demonstradas por meio de setas e/ou legendas. b) Como ocorre a ativação e a ação do sistema imunológico após a infecção por um VÍRUS? Após finalizar a primeira etapa da sua atividade, você deverá estudar e compreender como nosso sistema imunológico é ativado e como ocorrem as respostas imune inata e adaptativas, tanto celular quanto humoral, quando existe uma infecção viral. Nessa etapa, você deve descrever toda essa ação imunológica contra o vírus, podendo fazer essa descrição na forma de esquemas explicativos. DICA O filme “E A VIDA CONTINUA” (And the Band Played On) de 1993, dirigido por Roger Spottiswoode, faz uma abordagem de como foi a descoberta do vírus HIV. ORIENTAÇÕES FINAIS Sobre o arquivo a ser enviado: O arquivo deve ser enviado, única e exclusivamente, pelo seu Studeo, no campo “MAPA” desta disciplina. Toda e qualquer outra forma de entrega desse modelo de resposta MAPA não é considerada. Apenas o formato PDF será aceito. SOMENTE UM ARQUIVO PODE SER ANEXADO NO STUDEO. SE VOCÊ TIROU FOTOS, SE TEM OUTROS TIPOS DE REGISTROS PARA ANEXAR, COLOQUE TODOS EM UM ÚNICO ARQUIVO. A qualidade do trabalho será considerada na hora da avaliação, então, faça tudo com cuidado, responda a demanda adequadamente e mostre sempre o seu raciocínio de modo claro e direto. Problemas frequentes a evitar: → Coloque um nome simples no seu arquivo. Se o nome tiver caracteres estranhos (principalmente, pontos) ou for muito grande, a equipe de correção pode não conseguir abrir o seu trabalho, e ele pode ser zerado. → → Se você usa OPEN OFFICE ou MAC, transforme o arquivo em .pdf para evitar
  • 3. incompatibilidades. Verifique se você está enviando o arquivo correto! Identifique o arquivo com o seu primeiro e último nome e a disciplina, para evitar que você troque o arquivo na hora de anexar. Ex.: MAPA_MicroImuno_MariaSouza.pdf Como enviar o seu arquivo: → Ao final do enunciado desta atividade, no Studeo, há uma caixa de envio de arquivo. Basta clicar e selecionar sua atividade ou arrastar o arquivo até ela. Antes de clicar em FINALIZAR, certifique-se de que está tudo certo, pois, uma vez finalizado, você não poderá mais modificar o arquivo. Sugerimos que você clique no link gerado da sua atividade e faça o download para conferir. REFERÊNCIAS ABBAS, A. K.; LICHTMAN, A. H.; PILLAI, S. Imunologia Celular e Molecular. 7. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011. Cap. 20, p. 458-70. AGUIAR, T. S. et al. Epidemiological profile of HIV/AIDS in Brazil based on data from DataSUS in the year 2 021. Research, Society and Development, v. 11, n. 3, p. e4311326402, 2022. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/26402. Acesso em: 25 jan. 2023. CARDOSO, A. R. S. et al. Atividade Física de Crianças e Adolescentes que Vivem com HIV Adquirido por Transmissão Vertical. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde, v. 19, n. 2, p. 223– 233, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/RBAFS/arti cle/view/3172. Acesso em: 25 jan. 2023. VIELMO, L. et al. Atenção Farmacêutica na Fase Inicial de Tratamento da AIDS como Fator Importante na Adesão aos Antirretrovirais. Revista Brasileira de Farmácia, v. 95, n. 2, p. 617-35, 2014.