SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 1
Baixar para ler offline
ATIVIDADE 1 – RH – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E
NEGOCIAÇÃO – 52/2023
"Comunicação é a transferência de informação e compreensão de uma pessoa para outra.
É uma forma de atingir os outros com ideias, fatos, pensamentos, sentimentos e valores.
Ela é uma ponte de sentido entre as pessoas, de tal forma que elas podem compartilhar
aquilo que sentem e sabem. Utilizando esta ponte, uma pessoa pode cruzar com segurança
o rio de mal-entendidos que muitas vezes as separam".
SILVA, C. C. da. Comunicação Empresarial: a influência das redes sociais na
comunicação interna. 2022. 14 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em
Administração) — Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí, Angical do
Piauí, 2022. p. 4.
A respeito da comunicação interpessoal, a literatura ressalta que o processo de socialização
passa, necessariamente, pela comunicação, como via de transmissão do pensar e da
participação social, a partir do que se estabelece na dinâmica social. A partir do exposto,
descreva os elementos da comunicação: Emissor, Receptor e Canal.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a ATIVIDADE 1 – RH – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52/2023

ATIVIDADE 1 – LOG – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52/2023
ATIVIDADE 1 – LOG – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52/2023ATIVIDADE 1 – LOG – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52/2023
ATIVIDADE 1 – LOG – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52/2023Unicesumar
 
ATIVIDADE 1 – LOG – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52/2023
ATIVIDADE 1 – LOG – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52/2023ATIVIDADE 1 – LOG – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52/2023
ATIVIDADE 1 – LOG – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52/2023Unicesumar
 
ATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdf
ATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdfATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdf
ATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdfUnicesumar
 
ATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdf
ATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdfATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdf
ATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdfUnicesumar
 
ATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdf
ATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdfATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdf
ATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdfUnicesumar
 
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (9).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (9).pdfCOMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (9).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (9).pdfD&H ASSESSORIA ACADÊMICA
 
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (8).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (8).pdfCOMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (8).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (8).pdfD&H ASSESSORIA ACADÊMICA
 
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia.pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia.pdfCOMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia.pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia.pdfD&H ASSESSORIA ACADÊMICA
 
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (2).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (2).pdfCOMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (2).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (2).pdfD&H ASSESSORIA ACADÊMICA
 
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (5).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (5).pdfCOMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (5).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (5).pdfD&H ASSESSORIA ACADÊMICA
 
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO.pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO.pdfCOMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO.pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO.pdfD&H ASSESSORIA ACADÊMICA
 
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (7).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (7).pdfCOMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (7).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (7).pdfD&H ASSESSORIA ACADÊMICA
 
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (6).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (6).pdfCOMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (6).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (6).pdfD&H ASSESSORIA ACADÊMICA
 

Semelhante a ATIVIDADE 1 – RH – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52/2023 (13)

ATIVIDADE 1 – LOG – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52/2023
ATIVIDADE 1 – LOG – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52/2023ATIVIDADE 1 – LOG – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52/2023
ATIVIDADE 1 – LOG – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52/2023
 
ATIVIDADE 1 – LOG – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52/2023
ATIVIDADE 1 – LOG – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52/2023ATIVIDADE 1 – LOG – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52/2023
ATIVIDADE 1 – LOG – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52/2023
 
ATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdf
ATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdfATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdf
ATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdf
 
ATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdf
ATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdfATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdf
ATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdf
 
ATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdf
ATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdfATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdf
ATIVIDADE 1 – GQ – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52 2023.pdf
 
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (9).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (9).pdfCOMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (9).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (9).pdf
 
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (8).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (8).pdfCOMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (8).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (8).pdf
 
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia.pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia.pdfCOMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia.pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia.pdf
 
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (2).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (2).pdfCOMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (2).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (2).pdf
 
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (5).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (5).pdfCOMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (5).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (5).pdf
 
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO.pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO.pdfCOMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO.pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO.pdf
 
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (7).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (7).pdfCOMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (7).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (7).pdf
 
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (6).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (6).pdfCOMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (6).pdf
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - Copia (6).pdf
 

Mais de Unicesumar

5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas.
5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas.5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas.
5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas.Unicesumar
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...Unicesumar
 
1. A atividade toda jurídica ocorre no plano do direito interno ou externo.
1. A atividade toda jurídica ocorre no plano do direito interno ou externo.1. A atividade toda jurídica ocorre no plano do direito interno ou externo.
1. A atividade toda jurídica ocorre no plano do direito interno ou externo.Unicesumar
 
A molécula de ATP fornece energia para todas as reações que acontecem em noss...
A molécula de ATP fornece energia para todas as reações que acontecem em noss...A molécula de ATP fornece energia para todas as reações que acontecem em noss...
A molécula de ATP fornece energia para todas as reações que acontecem em noss...Unicesumar
 
PROVA - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 54 2023
PROVA - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 54 2023PROVA - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 54 2023
PROVA - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 54 2023Unicesumar
 
10ª QUESTÃO Se você possui smartphone há mais de 10 anos, talvez não tenha pe...
10ª QUESTÃO Se você possui smartphone há mais de 10 anos, talvez não tenha pe...10ª QUESTÃO Se você possui smartphone há mais de 10 anos, talvez não tenha pe...
10ª QUESTÃO Se você possui smartphone há mais de 10 anos, talvez não tenha pe...Unicesumar
 
9ª QUESTÃO Um relatório especial da Organização das Nações Unidas para Educaç...
9ª QUESTÃO Um relatório especial da Organização das Nações Unidas para Educaç...9ª QUESTÃO Um relatório especial da Organização das Nações Unidas para Educaç...
9ª QUESTÃO Um relatório especial da Organização das Nações Unidas para Educaç...Unicesumar
 
8ª QUESTÃO Por meio de dados de crescimento e distribuição de renda dos Estad...
8ª QUESTÃO Por meio de dados de crescimento e distribuição de renda dos Estad...8ª QUESTÃO Por meio de dados de crescimento e distribuição de renda dos Estad...
8ª QUESTÃO Por meio de dados de crescimento e distribuição de renda dos Estad...Unicesumar
 
6ª TEXTO 1 Se o ritmo atual do aquecimento global não for controlado, isso em...
6ª TEXTO 1 Se o ritmo atual do aquecimento global não for controlado, isso em...6ª TEXTO 1 Se o ritmo atual do aquecimento global não for controlado, isso em...
6ª TEXTO 1 Se o ritmo atual do aquecimento global não for controlado, isso em...Unicesumar
 
5ª QUESTÃO Com base na charge apresentada e no estudo da Unidade 2 do Livro D...
5ª QUESTÃO Com base na charge apresentada e no estudo da Unidade 2 do Livro D...5ª QUESTÃO Com base na charge apresentada e no estudo da Unidade 2 do Livro D...
5ª QUESTÃO Com base na charge apresentada e no estudo da Unidade 2 do Livro D...Unicesumar
 
4ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Após participar de uma açã...
4ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Após participar de uma açã...4ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Após participar de uma açã...
4ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Após participar de uma açã...Unicesumar
 
3ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Em 1950, década em que seu...
3ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Em 1950, década em que seu...3ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Em 1950, década em que seu...
3ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Em 1950, década em que seu...Unicesumar
 
2ª QUESTÃO Ao olharmos para o termo em si, “tecnologia”, em um conceito mais ...
2ª QUESTÃO Ao olharmos para o termo em si, “tecnologia”, em um conceito mais ...2ª QUESTÃO Ao olharmos para o termo em si, “tecnologia”, em um conceito mais ...
2ª QUESTÃO Ao olharmos para o termo em si, “tecnologia”, em um conceito mais ...Unicesumar
 
1ª QUESTÃO É através de um método científico que um pesquisador – seja de qua...
1ª QUESTÃO É através de um método científico que um pesquisador – seja de qua...1ª QUESTÃO É através de um método científico que um pesquisador – seja de qua...
1ª QUESTÃO É através de um método científico que um pesquisador – seja de qua...Unicesumar
 
Calcule o valor aproximado da Confiabilidade Global do Sistema (R ) com base ...
Calcule o valor aproximado da Confiabilidade Global do Sistema (R ) com base ...Calcule o valor aproximado da Confiabilidade Global do Sistema (R ) com base ...
Calcule o valor aproximado da Confiabilidade Global do Sistema (R ) com base ...Unicesumar
 
Como a capacidade patogênica da teníase é pequena, em boa parte dependente do...
Como a capacidade patogênica da teníase é pequena, em boa parte dependente do...Como a capacidade patogênica da teníase é pequena, em boa parte dependente do...
Como a capacidade patogênica da teníase é pequena, em boa parte dependente do...Unicesumar
 
a) Defina quem são os cestoides, citando e explicando as principais caracterí...
a) Defina quem são os cestoides, citando e explicando as principais caracterí...a) Defina quem são os cestoides, citando e explicando as principais caracterí...
a) Defina quem são os cestoides, citando e explicando as principais caracterí...Unicesumar
 
A teníase é uma parasitose causada por helmintos do gênero Taenia. Embora apr...
A teníase é uma parasitose causada por helmintos do gênero Taenia. Embora apr...A teníase é uma parasitose causada por helmintos do gênero Taenia. Embora apr...
A teníase é uma parasitose causada por helmintos do gênero Taenia. Embora apr...Unicesumar
 
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE.
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE.Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE.
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE.Unicesumar
 
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAEConhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAEUnicesumar
 

Mais de Unicesumar (20)

5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas.
5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas.5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas.
5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas.
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
 
1. A atividade toda jurídica ocorre no plano do direito interno ou externo.
1. A atividade toda jurídica ocorre no plano do direito interno ou externo.1. A atividade toda jurídica ocorre no plano do direito interno ou externo.
1. A atividade toda jurídica ocorre no plano do direito interno ou externo.
 
A molécula de ATP fornece energia para todas as reações que acontecem em noss...
A molécula de ATP fornece energia para todas as reações que acontecem em noss...A molécula de ATP fornece energia para todas as reações que acontecem em noss...
A molécula de ATP fornece energia para todas as reações que acontecem em noss...
 
PROVA - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 54 2023
PROVA - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 54 2023PROVA - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 54 2023
PROVA - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 54 2023
 
10ª QUESTÃO Se você possui smartphone há mais de 10 anos, talvez não tenha pe...
10ª QUESTÃO Se você possui smartphone há mais de 10 anos, talvez não tenha pe...10ª QUESTÃO Se você possui smartphone há mais de 10 anos, talvez não tenha pe...
10ª QUESTÃO Se você possui smartphone há mais de 10 anos, talvez não tenha pe...
 
9ª QUESTÃO Um relatório especial da Organização das Nações Unidas para Educaç...
9ª QUESTÃO Um relatório especial da Organização das Nações Unidas para Educaç...9ª QUESTÃO Um relatório especial da Organização das Nações Unidas para Educaç...
9ª QUESTÃO Um relatório especial da Organização das Nações Unidas para Educaç...
 
8ª QUESTÃO Por meio de dados de crescimento e distribuição de renda dos Estad...
8ª QUESTÃO Por meio de dados de crescimento e distribuição de renda dos Estad...8ª QUESTÃO Por meio de dados de crescimento e distribuição de renda dos Estad...
8ª QUESTÃO Por meio de dados de crescimento e distribuição de renda dos Estad...
 
6ª TEXTO 1 Se o ritmo atual do aquecimento global não for controlado, isso em...
6ª TEXTO 1 Se o ritmo atual do aquecimento global não for controlado, isso em...6ª TEXTO 1 Se o ritmo atual do aquecimento global não for controlado, isso em...
6ª TEXTO 1 Se o ritmo atual do aquecimento global não for controlado, isso em...
 
5ª QUESTÃO Com base na charge apresentada e no estudo da Unidade 2 do Livro D...
5ª QUESTÃO Com base na charge apresentada e no estudo da Unidade 2 do Livro D...5ª QUESTÃO Com base na charge apresentada e no estudo da Unidade 2 do Livro D...
5ª QUESTÃO Com base na charge apresentada e no estudo da Unidade 2 do Livro D...
 
4ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Após participar de uma açã...
4ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Após participar de uma açã...4ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Após participar de uma açã...
4ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Após participar de uma açã...
 
3ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Em 1950, década em que seu...
3ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Em 1950, década em que seu...3ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Em 1950, década em que seu...
3ª QUESTÃO Considere a seguinte situação fictícia. Em 1950, década em que seu...
 
2ª QUESTÃO Ao olharmos para o termo em si, “tecnologia”, em um conceito mais ...
2ª QUESTÃO Ao olharmos para o termo em si, “tecnologia”, em um conceito mais ...2ª QUESTÃO Ao olharmos para o termo em si, “tecnologia”, em um conceito mais ...
2ª QUESTÃO Ao olharmos para o termo em si, “tecnologia”, em um conceito mais ...
 
1ª QUESTÃO É através de um método científico que um pesquisador – seja de qua...
1ª QUESTÃO É através de um método científico que um pesquisador – seja de qua...1ª QUESTÃO É através de um método científico que um pesquisador – seja de qua...
1ª QUESTÃO É através de um método científico que um pesquisador – seja de qua...
 
Calcule o valor aproximado da Confiabilidade Global do Sistema (R ) com base ...
Calcule o valor aproximado da Confiabilidade Global do Sistema (R ) com base ...Calcule o valor aproximado da Confiabilidade Global do Sistema (R ) com base ...
Calcule o valor aproximado da Confiabilidade Global do Sistema (R ) com base ...
 
Como a capacidade patogênica da teníase é pequena, em boa parte dependente do...
Como a capacidade patogênica da teníase é pequena, em boa parte dependente do...Como a capacidade patogênica da teníase é pequena, em boa parte dependente do...
Como a capacidade patogênica da teníase é pequena, em boa parte dependente do...
 
a) Defina quem são os cestoides, citando e explicando as principais caracterí...
a) Defina quem são os cestoides, citando e explicando as principais caracterí...a) Defina quem são os cestoides, citando e explicando as principais caracterí...
a) Defina quem são os cestoides, citando e explicando as principais caracterí...
 
A teníase é uma parasitose causada por helmintos do gênero Taenia. Embora apr...
A teníase é uma parasitose causada por helmintos do gênero Taenia. Embora apr...A teníase é uma parasitose causada por helmintos do gênero Taenia. Embora apr...
A teníase é uma parasitose causada por helmintos do gênero Taenia. Embora apr...
 
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE.
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE.Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE.
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE.
 
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAEConhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE
Conhecendo um pouco mais sobre esse programa, relate qual é o objetivo do PNAE
 

Último

AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceRonisHolanda
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 

Último (20)

AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 

ATIVIDADE 1 – RH – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52/2023

  • 1. ATIVIDADE 1 – RH – COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO – 52/2023 "Comunicação é a transferência de informação e compreensão de uma pessoa para outra. É uma forma de atingir os outros com ideias, fatos, pensamentos, sentimentos e valores. Ela é uma ponte de sentido entre as pessoas, de tal forma que elas podem compartilhar aquilo que sentem e sabem. Utilizando esta ponte, uma pessoa pode cruzar com segurança o rio de mal-entendidos que muitas vezes as separam". SILVA, C. C. da. Comunicação Empresarial: a influência das redes sociais na comunicação interna. 2022. 14 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Administração) — Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí, Angical do Piauí, 2022. p. 4. A respeito da comunicação interpessoal, a literatura ressalta que o processo de socialização passa, necessariamente, pela comunicação, como via de transmissão do pensar e da participação social, a partir do que se estabelece na dinâmica social. A partir do exposto, descreva os elementos da comunicação: Emissor, Receptor e Canal.