Apresentação - Germano Travassos

650 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
650
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação - Germano Travassos

  1. 1. BRT: ÔNIBUS COM ALTO DESEMPENHO E ELEVADO NÍVEL DE SERVIÇO Abril / 2011 Germano Travassos
  2. 2. X
  3. 3. “Aqueles que foram a Curitiba, no Brasil, voltaram todos entusiasmados. O objeto de sua admiração? Um sistema de transporte que, pela primeira vez, faz o ônibus operar como um metrô ...... ““...... De fato, a idéia que embasou o desenvolvimento do sistema de Curitiba, desde os anos 70, é simplesmente genial ........”“Somos obrigados a constatar que o modelo Latino- Americano de Curitiba, Bogotá ou Quito já fez escola no mundo ..........”BHNS – Bus à Haut Niveau de Service : Dossier Spécial( Ville & Transports – Magazine de 29/03/2006 )
  4. 4. Elementos básicos da concepção do BRT
  5. 5. Conceitos de BRT – Bus Rapid TransitBRT é “um modo de transporte público sobre pneus, velox e flexível, que combina estações, veículos, serviços, vias e elementos de sistema inteligente de transporte (ITS), em um sistema integrado com uma forte identidade positiva, que evoca uma única imagem” (Lenvinson et al, 2003, p. 12)BRT é “um modo de transporte rápido que consegue combinar a qualidade do transportes férrreos e a flexibilidade dos ônibus” (Thomas, 2001)Fonte: Manual de BRT – Ministério das Cidades – Dez/2008 ( ITDP – Institute for Transportation & Development Policy )
  6. 6. Características básicas de um sistema BRT
  7. 7. 1- Veículos de grande capacidade: padron, articulados e biarticulados2- Operação em faixa ou via segregada, de preferência no centro da via. É desejável faixas para ultrapassagens, mesmo quando a demanda não exige sistema de grande capacidade3- Pagamento ou validação da passagem fora dos veículos, nas estações e nas paradas4- Estações fechadas ou paradas confinadas, caracterizando “zona paga”
  8. 8. 5- Veículos com portas largas e embarque/desembarque em plataformas niveladas com os pisos dos ônibus. Acessibilidade para portadores de deficiências6- Centro de controle operacional monitorado por GPS7- Velocidades operacionais elevadas: mínimo de 22/23 km/h para sistema parador e 30/35 km/h para sistema expresso ou semiexpresso8- Elevada capacidade: entre 30 e 35 mil pas/hora/ sentido. Em condições especias pode superar 40 mil pas/hora/sentido (Transmilênio)
  9. 9. 9- Identidade visual própria, destacada e diferente dos ônibus convencionais. Idem para estações e paradas, como forma de marcar o “novo produto”10- Modelo de negócio e de contratação dos serviços diferentes dos tradicionais
  10. 10. Curitiba: o começo de tudo
  11. 11. Planejamento do transporte público junto com o uso do soloApresentação Sílvia Ramos – URB /Curitiba
  12. 12. Evolução da RIT 1974 - Corredor Norte/SulApresentação Sílvia Ramos – URB /Curitiba
  13. 13. 1979-1981Corredor BoqueirãoInterbairrosTarifa únicaCorredor Leste/OesteApresentação Sílvia Ramos – URB /Curitiba
  14. 14. 1991Linha Direta BoqueirãoApresentação Sílvia Ramos – URB /Curitiba
  15. 15. 1992Biarticulado BoqueirãoApresentação Sílvia Ramos – URB /Curitiba
  16. 16. 1995Biarticulado Norte/SulApresentação Sílvia Ramos – URB /Curitiba
  17. 17. 1996Integração MetropolitanaApresentação Sílvia Ramos – URB /Curitiba
  18. 18. 1999Biarticulado Circular SulApresentação Sílvia Ramos – URB /Curitiba
  19. 19. 2000Biarticulado Leste/OesteApresentação Sílvia Ramos – URB /Curitiba
  20. 20. 2009Linha VerdeApresentação Sílvia Ramos – URB /Curitiba
  21. 21. Bogotá – Transmilênio: o upgrade
  22. 22. Av. Caracas Norte (antes X depois) Fonte: Apresentação Dario Hidalgo – Ago/2008
  23. 23. Pistas exclusivas duplas que permitem ultrapassagens
  24. 24. Pistas exclusivas simples com ultrapassagens nas estações
  25. 25. Estações localizadas a cada 550 m (média)
  26. 26. Prioridade para o Transmilênio
  27. 27. Prioridade para o Transmilênio
  28. 28. Qualidade dos terminais
  29. 29. Qualidade das estações
  30. 30. Estações com paradas múltiplas
  31. 31. Linhas alimentadoras nos portais (cabeceiras)
  32. 32. Linhas alimentadoras nas estações intermediárias
  33. 33. Integração urbana – Eixo Ambiental
  34. 34. Integração urbana – Eixo Ambiental
  35. 35. Sistema de controle da operaçãoMonitoramento Informaçãodo sistema da operação Posicionamento da frotaCentro deControle Operação das linhas
  36. 36. Sistema de controle da operação - horários
  37. 37. Integrações com bicicletas- Bicicletários Portal Sur - NQS Portal Américas Portal Suba
  38. 38. Transmilênio Sistema Total (2016)
  39. 39. Transmilênio Fase I - 2000
  40. 40. Mapa dos serviços troncais – Fase I - 2000
  41. 41. Mapa dos serviços troncais – Fase II - 2006
  42. 42. Transmilênio é utilizado por segmentos de renda mais alta . 20% dos usuários têm autos no domicílio . 9% dos usuários transferidos dos autos privados
  43. 43. Marketing positivo do sistema – valor da marca
  44. 44. León: BRT adaptado às limitações urbanas
  45. 45. Qualidade dos terminais
  46. 46. Qualidade dos terminais
  47. 47. Outros exemplos de BRT na América Latina
  48. 48. Metrobus – México DF
  49. 49. Metrobus – Goiânia: ônibus biarticulado
  50. 50. Pereira – Colômbia
  51. 51. Quayaquil – Equador
  52. 52. Ecovia Quito – Equador
  53. 53. Ecovia Quito – Equador: trólebus
  54. 54. Intrusão visual e urbana
  55. 55. Alternativas de veículos para operação BRT
  56. 56. Piso rebaixado – “low entry”: Transantiago – Chile
  57. 57. Piso rebaixado – “low entry”: São Paulo – biarticulado
  58. 58. Veículos com portas nos dois lados Uberlândia São Paulo
  59. 59. NeoBus – Volvo: portas nos dois lados
  60. 60. Ônibus “super” biarticulados “Ligeirão” - CuritibaTransmilênio - Bogotá: 7 portas
  61. 61. Avanços na tecnologia “ônibus”
  62. 62. Avanços na tecnologia “ônibus”
  63. 63. Os BRT´s pelo mundo
  64. 64. 48 SISTEMAS EM OPERAÇÃO
  65. 65. 14 SISTEMAS EM EXPANÇÃO
  66. 66. 15 SISTEMAS EM CONSTRUÇÃO Vários no Brasil !
  67. 67. 100 SISTEMAS SENDO PLANEJADOS Vários no Brasil !
  68. 68. Obrigado ! Germano Travassos germanot@hotlink.com.br

×