UFRN
CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
Plantas Vasculares
• Tracheophyta
• Ancestral: Algas verdes Complexas
• + de 400 Milhões de anos atrás
3 Divisões Extintas...
Pteridófitas
Características Evolutivas
• Criptógamas Vasculares
• Velocidade no Transporte de Água
• Caules, Folhas, Rizo...
Pteridófitas
Subdivisão Psilophytina
• Gêneros vivos: Psilotum e Tmesipteris
• Esporófitos simples
• Homospóricas
• Estelo...
PSYLOPHYTINA-Gênero Psilotum
• Única planta vascular com ausência de raízes ou
folhas.
• Micorrizas com fungos nas células...
PSYLOPHYTINA-Gênero Psilotum
• Distribuição em climas tropicais e subtropicais.
• Ocorrência no Brasil, FL, AZ, LO, TX e H...
PSYLOPHYTINA-Gênero Tmesipteris
• Crescem como epífitos sobre samambaias
arbóreas e outras plantas.
• Apêndices semelhante...
LYCOPHYTINA
• 5 Gêneros vivos, 1000 espécies.
• Prováveis descendentes de Zosterophyllum.
• Linha evolutiva recua até o De...
Lycophytina- Gên. Lycopodium
• ~ 200 espécies ocorrendo do ártico aos trópicos.
• Em regiões tropicais maioria são de epíf...
Lycophytina- Gên. Lycopodium
• Desenvolvimento e maturação dos arquegônios e
anterídios leva de 6 a 15 anos, gametófitos s...
Lycophytina- Gên. Selaginella
• ~700 espécies, maioria de regiões tropicais.
• Ambientes úmidos ou regiões desérticas.
• S...
Lycophytina- Gên. Selaginella
• Gametófitos unissexuados.
• Microgametófitos provenientes dos micrósporos.
• 4 micrósporos...
Lycophytina – Gên. Isoetes
• Plantas Aquáticas ou Anfíbias.
• Esporófito é um caule subterrâneo curto e
carnoso com folhas...
Sphenophytinas
• Existem desde o devoniano, mais abundantes
no fim o Paleozóico.
• No Devoniano superior e Carbonífero era...
Sphenophytina-Equisetum
• Caules articulados e com textura áspera.
• Folhas: microfilos verticiliados escamiformes.
• Ramo...
Sphenophytina-Equisetum
• Caules aéreos complexos, rizomas perenes.
• Homospórico, esporângio com 5 a10
esporângios em est...
Filicophytina
• Samambaias ou Fetos
• Abundantes registros fósseis desde o
Carbonífero.
• Únicas a possuírem megáfilos.
• ...
Filicophytina
• Prefoliação circinada (báculo) em quase todas.
• Rizomas sifonostélicos subterrâneos e carnosos
(sam. Orna...
Filicophytina
• Esporângios geralmente agrupados (soros),
pediculados - anel.
• Soros pode ter Indúsio ou não.
• Apenas 2 ...
Filicophytina
• Espermatozoides multi-flagelados nadantes.
• Jovem esporófito nutrido pelo gametófito
através de pedículo....
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Seminário pteridófitas

989 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
989
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminário pteridófitas

  1. 1. UFRN CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
  2. 2. Plantas Vasculares • Tracheophyta • Ancestral: Algas verdes Complexas • + de 400 Milhões de anos atrás 3 Divisões Extintas: • Rhyniophytina • Zosterophyllophytina • Trimerophytina
  3. 3. Pteridófitas Características Evolutivas • Criptógamas Vasculares • Velocidade no Transporte de Água • Caules, Folhas, Rizomas • Caule Fotossintetizante • Conquista do Ambiente Terrestre • Aumento de Tamanho • Esporófito dominante
  4. 4. Pteridófitas Subdivisão Psilophytina • Gêneros vivos: Psilotum e Tmesipteris • Esporófitos simples • Homospóricas • Estelo do tipo Protostelo • Folhas do tipo Microfilo • Formas Primitivas
  5. 5. PSYLOPHYTINA-Gênero Psilotum • Única planta vascular com ausência de raízes ou folhas. • Micorrizas com fungos nas células corticais. • Protostelo ou Sifonostelos? • Esporângios na ponta de ramos laterais. • Esporos originam gametófitos bissexuados. • Gametófitos subterrâneos com fungos simbiontes. • Alguns Gametófitos possuem tecido vascular. • Espermatozóides multi-flagelados nadam até a oosfera.
  6. 6. PSYLOPHYTINA-Gênero Psilotum • Distribuição em climas tropicais e subtropicais. • Ocorrência no Brasil, FL, AZ, LO, TX e Havaí.
  7. 7. PSYLOPHYTINA-Gênero Tmesipteris • Crescem como epífitos sobre samambaias arbóreas e outras plantas. • Apêndices semelhantes a folhas tipo Microfilos ou raminhos achatados. • Ocorrem na AU, NZ, NC e Ilhas do Pacífico Sul. • Em outros aspectos, semelhante à Psilotum.
  8. 8. LYCOPHYTINA • 5 Gêneros vivos, 1000 espécies. • Prováveis descendentes de Zosterophyllum. • Linha evolutiva recua até o Devoniano. • Divisão entre grupos Herbáceos (atuais) e Arboriformes lenhosas (lepidodendrídeos). • Lepidodendrídeos se extinguiram no Permiano. • Foram dominantes no carbonífero, formavam as florestas formadoras de carvão.
  9. 9. Lycophytina- Gên. Lycopodium • ~ 200 espécies ocorrendo do ártico aos trópicos. • Em regiões tropicais maioria são de epífitas. • Em zonas temperadas como touceiras perenifólias. • Esporófito ramificado com ramos aéreos e raízes adventícias. • Caules e Raízes protostélicos, folhas microfilas. • Homospóricas, esporângios sobre esporofilos ou agrupados em estróbilos. • Gametófitos andróginos, tendo fungos simbiontes quando subterrâneos.
  10. 10. Lycophytina- Gên. Lycopodium • Desenvolvimento e maturação dos arquegônios e anterídios leva de 6 a 15 anos, gametófitos subterrâneos vivem ~ 25 anos. • Espermatozóides biflagelados nadam p/ o arquegônio, descendo ao colo. • Zigoto – Embrião, cresce no ventre do arquegônio • Esporófito permanece preso ao gametófito longo tempo antes de se tornar independente.
  11. 11. Lycophytina- Gên. Selaginella • ~700 espécies, maioria de regiões tropicais. • Ambientes úmidos ou regiões desérticas. • Selaginella lepidophylla – planta revivescente. • Caule e raízes protostélicos. • Esporófito herbáceo, microfilos, esporófilos em estróbilos. • Presença de lígulas. • Heterospóricas, cada esporofilo com 1 único esporângio na superfície superior. • Megasporângios inseridos em megasporófilos. • Microsporângios inseridos em microsporófilos. • Os 2 tipos ocorrendo no mesmo estróbilo.
  12. 12. Lycophytina- Gên. Selaginella • Gametófitos unissexuados. • Microgametófitos provenientes dos micrósporos. • 4 micrósporos formam-se por meiose, a partir de cada célula mãe. • Megagametófitos advém dos megásporos. • Gametófito masc. Consiste em 1 único prótalo e 1 anterídio, é aclorofilado. • Espermatozóides nadam até as oosferas. • Suspensor • Esporófito gradualmente se desprende do gametófito.
  13. 13. Lycophytina – Gên. Isoetes • Plantas Aquáticas ou Anfíbias. • Esporófito é um caule subterrâneo curto e carnoso com folhas e raízes. • Folhas uninérveas aciculares ou sulcadas tipo microfilos. • Heterosporada • Únicas pteridófitas vivas que apresentam câmbio vascular e tecidos secundários.
  14. 14. Sphenophytinas • Existem desde o devoniano, mais abundantes no fim o Paleozóico. • No Devoniano superior e Carbonífero eram representadas por árvores de até 15 m. • Apenas 1 Gênero atual: Equisetum • Conhecidas como cavalinhas • Habitam áreas úmidas, pantanosas, ou às margens de florestas.
  15. 15. Sphenophytina-Equisetum • Caules articulados e com textura áspera. • Folhas: microfilos verticiliados escamiformes. • Ramos laterais nos nós, alternados com folhas. • Entrenós costelados, com linhas em relevo. • Depósitos silicosos na epiderme. • Juncos de limpeza. • Raízes adventícias nos nós dos rizomas. • Cavalinhas
  16. 16. Sphenophytina-Equisetum • Caules aéreos complexos, rizomas perenes. • Homospórico, esporângio com 5 a10 esporângios em estróbilos. • Esporos com eláteros em hélice. • Gametófitos verdes de vida livre, pequenos. • Podem ser masc. e andróginos ou bissexuados • Espermatozóides nadam até as oosferas.
  17. 17. Filicophytina • Samambaias ou Fetos • Abundantes registros fósseis desde o Carbonífero. • Únicas a possuírem megáfilos. • ~ 12000 espécies, maioria nos trópicos. • 1/3 habita regiões temperadas. • Grande diversidade de formas e habitats. • Apenas 1 espécie (Botrichium)com câmbio vascular.
  18. 18. Filicophytina • Prefoliação circinada (báculo) em quase todas. • Rizomas sifonostélicos subterrâneos e carnosos (sam. Ornamentais, de florestas e regiões temperadas). • Raízes adventícias perto da base das folhas. • Com poucas exceções, são homosporadas. • Esporângios na parte inferior das folhas, em folhas modificadas ou em hastes separadas.
  19. 19. Filicophytina • Esporângios geralmente agrupados (soros), pediculados - anel. • Soros pode ter Indúsio ou não. • Apenas 2 grupos heterospóricos (sam. d’água) • Maioria das homosp. com esporos verdes, bissexuados e de vida livre. • Gametófito inicialmente um protonema, desenvolvendo-se em prótalo. • Anterídios e arquegônios se desenvolvem na porção inferior do prótalo.
  20. 20. Filicophytina • Espermatozoides multi-flagelados nadantes. • Jovem esporófito nutrido pelo gametófito através de pedículo. • Quando o esporófito se torna independente o gametófito se desintegra.

×