Criação e configuração de base de dados

413 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
413
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Criação e configuração de base de dados

  1. 1. CRIAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DE BASE DE DADOSSintaxe Genérica para Criação de Base de DadosCREATE DATABASE database_name [ ON { [ PRIMARY ] [ <filespec> [ ,...n ] [ , <filegroup> [ ,...n ] ] [ LOG ON { <filespec> [ ,...n ] } ] } ] [ COLLATE collation_name ] [ WITH <external_access_option> ]][;]<filespec> ::={( NAME = logical_file_name , FILENAME = { os_file_name | filestream_path } [ , SIZE = size [ KB | MB | GB | TB ] ] [ , MAXSIZE = { max_size [ KB | MB | GB | TB ] | UNLIMITED } ] [ , FILEGROWTH = growth_increment [ KB | MB | GB | TB | % ] ]) [ ,...n ]}<filegroup> ::={FILEGROUP filegroup_name [ CONTAINS FILESTREAM ] [ DEFAULT ] <filespec> [ ,...n ]}<external_access_option> ::={ [ DB_CHAINING { ON | OFF } ] [ , TRUSTWORTHY { ON | OFF } ]}database_name Único numa instância Segue a regra de identificadores: Primeiro carácter deve ser letra de a-z | A-Z, _, @, # Caracteres subsequentes podem ser letra a-z | A-Z, números, _, @, #, $ Não pode ser uma palavra reservada Espaço entre palavras não é permitido ou caracteres especiais Máximo de 128 caracteres
  2. 2. ONIndica que os ficheiros de dados e unidades de armazenamento da base de dados são explicitamentedeclarados. Isto significa que ao usar ON deve-se obrigatoriamente usar <filespec>.PRIMARYIndica que os ficheiros de dados e unidades de armazenamento definidos em <filespec> definem o ficheiroprimário da base de dados. Caso não seja usado, o primeiro ficheiro de dados definido na lista torna-se oficheiro primário.LOG ONIndica que os ficheiros de dados e unidades de armazenamento definidos em <filespec> definem o ficheiro delog da base de dados. Caso não seja usado, é automaticamente criado um ficheiro de log cujo tamanho é 25%do tamanho total de todos os ficheiros de dados da base de dados ou 512 KB.<filespec>Controla as propriedades dos ficheiros e ou unidades de armazenamento da base de dados. NAME logical_file_nameIndica o nome lógico do ficheiro. Caso FILENAME seja especificado, a palavra NAME é de carácter obrigatório.logical_file_name não pode PRIMARY e deve seguir a regra para os identificadores.FILENAME { os_file_name | filestream_path }Especifica o caminho (path) físico para armazenamento dos ficheiros de dados. os_file_name O ficheiro deve existir antes da criação da base de dados. Este pode estar localizado num disco local ou num disco localizado noutro servidor da rede. Caso seja usado UNC (Universal Naming Convetion) para dar nome ao ficheiro SIZE, MAXSIZE, and FILEGROWTH não pode ser usado. Exemplo de UNC : Shared1_svrShared1WGroupsNetworkOrders.ndf filestream_path Especifica a localização de ficheiros to tipo FILESTREAM. O directório aonde se prevê estarem localizados os ficheiros não deve existir. Só pode existir um <filespec> para este ficheiros do tipo FILESTREAM e os parâmetros SIZE, MAXSIZE, and FILEGROWTH não devem ser usados.SIZE sizeDefine o tamanho do ficheiro.Caso não seja especificado para o ficheiro primário (PRIMARY) ganha automaticamente o tamanho do ficheiroprimário da base de dados model. Para o mesmo caso, os ficheiros secundários (ficheiros de log, etc) ganhamum tamanho de 1MB. O tamanho deve ser do tipo inteiro e as unidades podem ser KB (kilobyte), MB(megabyte), GB (gigabyte) ou TB (terabyte).MAXSIZE max_sizeIndica o tamanho máximo do ficheiro.
  3. 3. UNLIMITEDIndica que o ficheiro não possui um tamanho máximo, podendo este crescer até a unidade de armazenamentoestar cheia.FILEGROWTH growth_incrementEspecifica o incremento automatico para o ficheiro. growth_increment pode ser KB (kilobyte), MB (megabyte),GB (gigabyte) ou TB (terabyte) ou %.Caso o valor 0 (zero) seja usado o crescimento automático é desabilitadoCaso FILEGROWTH não seja usado o crescimento para o ficheiro primário é de 1MB, e para os ficheiros de log éde 10%.<filegroup>Especifica o grupo de ficheiros de uma base de dados.FILEGROUP filegroup_nameIndica o nome lógico para o grupo de ficheiros. filegroup_name deve único numa base de dados, não pode serPRIMARY ou PRIMARY_LOG, e deve seguir a regra para os identificadores. CONTAINS FILESTREAM Indica que o grupo de ficheiros armazena ficheiros do tipo FILESTREAM largos (exemplos: imagens com tamanho grande). DEFAULT Indica que este é o grupo de ficheiros default da base de dados.COLLATE collation_nameDefine o tipo de Collation a ser usado na base de dados. Existem dois grupos de collation: Windows Collationou SQL Server Collation. Caso não seja especificado é atribuído o collation default da instância da base dedados.Exemplo de collations: Latin1_General_CS_AS_KS_WS, Traditional_Spanish_ci_ai.<external_access_option>Controla o acesso externo de e para a base de dados. DB_CHAINING { ON | OFF } Caso seja ON a base de dados pode partilhar recursos com outras base de dados configuradas no mesmo ciclo de partilha. Se for OFF, acontece o contrário.
  4. 4. TRUSTWORTHY { ON | OFF } Caso seja ON, objectos de base de dados (views, funções, procedimentos) podem aceder recursos usando personalização (impersonation) fora da base de dados onde foram criados. Se for OFF, acontece o contrário.Exemplos1. Criação de base de dados com um ficheiro primário definido de forma implícita (repare que não foi usada a palavra PRIMARY) e um ficheiro de log (salelog.ldf).USE master;GOCREATE DATABASE SalesON( NAME = Sales_dat, FILENAME = C:Program FilesMicrosoft SQL ServerMSSQL10_50.MSSQLSERVERMSSQLDATAsaledat.mdf, SIZE = 10, MAXSIZE = 50, FILEGROWTH = 5)LOG ON( NAME = Sales_log, FILENAME = C:Program FilesMicrosoft SQL ServerMSSQL10_50.MSSQLSERVERMSSQLDATAsalelog.ldf, SIZE = 5MB, MAXSIZE = 25MB, FILEGROWTH = 5MB);GO2. Criação de base de dados com um ficheiro primário definido de forma explícita (com o nome Arch1), 2 ficheiros secundários (com os nomes Arch2 e Arch2) e um ficheiro de log (Archlog1).USE master;GOCREATE DATABASE Archive
  5. 5. ONPRIMARY (NAME = Arch1, FILENAME = D:SalesDataarchdat1.mdf, SIZE = 100MB, MAXSIZE = 200, FILEGROWTH = 20), (NAME = Arch2, FILENAME = D:SalesDataarchdat2.ndf, SIZE = 100MB, MAXSIZE = 200, FILEGROWTH = 20), (NAME = Arch3, FILENAME = D:SalesDataarchdat3.ndf, SIZE = 100MB, MAXSIZE = 200, FILEGROWTH = 20)LOG ON (NAME = Archlog1, FILENAME = D:SalesDataarchlog1.ldf, SIZE = 100MB, MAXSIZE = 200, FILEGROWTH = 20), (NAME = Archlog2, FILENAME = D:SalesDataarchlog2.ldf, SIZE = 100MB, MAXSIZE = 200, FILEGROWTH = 20);GO3. Criação de base de dados com grupo de ficheirosUSE master;GOCREATE DATABASE SalesON PRIMARY(NAME = SPri1_dat, FILENAME = D:SalesDataSPri1dat.mdf, SIZE = 10, MAXSIZE = 50, FILEGROWTH = 15%),(NAME = SPri2_dat, FILENAME = D:SalesDataSPri2dt.ndf, SIZE = 10, MAXSIZE = 50, FILEGROWTH = 15%),FILEGROUP SalesGroup1(NAME = SGrp1Fi1_dat, FILENAME = D:SalesDataSG1Fi1dt.ndf, SIZE = 10, MAXSIZE = 50, FILEGROWTH = 5),(NAME = SGrp1Fi2_dat, FILENAME = D:SalesDataSG1Fi2dt.ndf,
  6. 6. SIZE = 10, MAXSIZE = 50, FILEGROWTH = 5),FILEGROUP SalesGroup2(NAME = SGrp2Fi1_dat, FILENAME = D:SalesDataSG2Fi1dt.ndf, SIZE = 10, MAXSIZE = 50, FILEGROWTH = 5),(NAME = SGrp2Fi2_dat, FILENAME = D:SalesDataSG2Fi2dt.ndf, SIZE = 10, MAXSIZE = 50, FILEGROWTH = 5)LOG ON(NAME = Sales_log, FILENAME = E:SalesLogsalelog.ldf, SIZE = 5MB, MAXSIZE = 25MB, FILEGROWTH = 5MB);GO4. Criação de base de dados especificando Collation e Acesso ExternoUSE master;GOIF DB_ID (NMyOptionsTest) IS NOT NULLDROP DATABASE MyOptionsTest;GOCREATE DATABASE MyOptionsTestCOLLATE French_CI_AIWITH TRUSTWORTHY ON, DB_CHAINING ON;GO--Verifying collation and option settings.SELECT name, collation_name, is_trustworthy_on, is_db_chaining_onFROM sys.databasesWHERE name = NMyOptionsTest;GO

×