SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
João Guimarães Rosa
Guimarães Rosa nasceu em Cordisburgo (MG)
em 27 de junho de 1908, era o primeiro dos seis
filhos de D. Francisca (Chiquitinha).
“Joãozito”, como era chamado, com menos de
7 anos começou a estudar francês sozinho.
Somente com a chegada do Frei Canísio
Zoetmulder, frade franciscano holandês,
em março de 1917, pode iniciar-se no holandês
e prosseguir os estudos de francês, agora sob a
supervisão de Canísio.
Biografia
Terminou o primário no Grupo Escolar Afonso
Pena em BH, para onde se mudou antes dos anos
para morar com os avós. Em Cordisburgo foi aluno
da Escola Mestre Candinho. Iniciou o curso
secundário no Colégio Santo Antônio, em São João
del Rei, onde permaneceu por pouco tempo,
em regime de internato, visto não ter conseguido
adaptar-se
— não suportava a comida.
Terminou o primário no Grupo Escolar Afonso
Pena em BH, para onde se mudou antes dos anos
para morar com os avós. Em Cordisburgo foi aluno
da Escola Mestre Candinho. Iniciou o curso
secundário no Colégio Santo Antônio, em São João
del Rei, onde permaneceu por pouco tempo,
em regime de internato, visto não ter conseguido
adaptar-se
— não suportava a comida.
Em 1925, matriculou-se na então "Faculdade de
Medicina da Universidade de Minas Gerais", com
apenas 16 anos.
Em 27 de junho de 1930, casou-se com Lígia
Cabral Pena, de apenas 16 anos, com quem teve
duas filhas: Vilma e Agnes. Ainda nesse ano se
formou e passou a exercer a profissão em
Itaguara, então município de Itaúna (MG), onde
permaneceu cerca de dois anos. Foi nessa
localidade que passou a ter contato com os
elementos do sertão que serviram de referência
e inspiração a sua obra.
De volta a Itaguara, Guimarães serviu como médico
voluntário da Força Pública (atual PM), durante a
Rev. de 1932. Em 33 foi para Barbacena na qualidade
de Oficial Médico do 9º Batalhão de Infantaria.
Aprovado em concurso para o Itamaraty, passou alguns
anos como diplomata na Europa e na América Latina.
No início da carreira diplomática, exerceu como primeira
função no exterior o cargo de Cônsul-adjunto do Brasil
na Alemanha, de 1938 a 1942. No contexto da 2ª
Guerra Mundial, emitiu, ao lado da segunda esposa, Aracy
de Carvalho Guimarães Rosa, mais vistos do que as cotas
legalmente estipuladas, para auxiliar judeus a fugir
para o Brasil, tendo ganhado, no pós-guerra, o
reconhecimento do Estado de Israel.
No Brasil, em sua segunda candidatura para a
Academia Brasileira de Letras, foi eleito por
unanimidade (1963). Temendo ser tomado por
uma forte emoção, adiou a cerimônia de posse
por quatro anos. Em seu discurso, quando enfim
decidiu assumir a cadeira da Academia, em 67,
chegou a afirmar sob tom sarcástico:
"…a gente morre é para provar que viveu.” ...
Faleceu três dias mais tarde na cidade do Rio de
Janeiro, em 19 de novembro. Seu laudo médico
atestou um infarto, mas sua morte permanece
um mistério inexplicável, ainda mais por estar
previamente anunciada em sua obra mais
marcante : Grande Sertão : Veredas.
Faleceu três dias mais tarde na cidade do Rio de
Janeiro, em 19 de novembro. Seu laudo médico
atestou um infarto, mas sua morte permanece
um mistério inexplicável, ainda mais por estar
previamente anunciada em sua obra mais
marcante : Grande Sertão : Veredas.
Contexto Literário
Realismo mágico, regionalismo, liberdades e
invenções linguísticas e neologismos são algumas
das características fundamentais da literatura de
Guimarães Rosa, mas não as suficientes para
explicar seu sucesso. Guimarães Rosa prova o quão
importante é ter a linguagem a serviço da temática,
e vice-versa, uma potencializando a outra. Nesse
sentido, o escritor mineiro inaugura uma
metamorfose no regionalismo brasileiro que o
traria de novo ao centro da ficção brasileira.
Obras
Magma
(1936)
Saragana
(1946)
Com o Vaqueiro
Mariano (1947)
Corpo de Baile
(1956)
Grande Sertão:
Veredas (1956)
Primeiras Estórias
(1962)
Noites do Sertão
(1965)
Tutaméia:
Terceiras Estórias
(1967)
Estas Estórias
(1969)
Ave Palavra
(1970)
Aracy, segunda esposa de Guimarães, é a única mulher
homenageada no Jardim dos Justos entre as Nações, no
Museu do Holocausto, em Israel.
Aracy ao lado de Guimarães Rosa
Observações
Disciplina: Língua Portuguesa
Alunos:
João Vitor Franco
Lucas Camargo
Fagner Cardoso

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Guimarães Rosa, características e obras.
Guimarães Rosa, características e obras.Guimarães Rosa, características e obras.
Guimarães Rosa, características e obras.Odilon Voss
 
"Grande sertão: veredas" e "Primeiras estórias"
"Grande sertão: veredas" e "Primeiras estórias""Grande sertão: veredas" e "Primeiras estórias"
"Grande sertão: veredas" e "Primeiras estórias"Mariana Klafke
 
Miguel Torga
Miguel TorgaMiguel Torga
Miguel Torgatimtim100
 
Guimarães Rosa 3ª A
Guimarães Rosa 3ª AGuimarães Rosa 3ª A
Guimarães Rosa 3ª Acvp
 
Apresentação para décimo segundo ano, aula 4
Apresentação para décimo segundo ano, aula 4Apresentação para décimo segundo ano, aula 4
Apresentação para décimo segundo ano, aula 4luisprista
 
Miguel Torga - Poemas
Miguel Torga - PoemasMiguel Torga - Poemas
Miguel Torga - PoemasAna Tapadas
 
Miguel Torga
Miguel TorgaMiguel Torga
Miguel TorgaGabriela
 
Miguel Torga
Miguel TorgaMiguel Torga
Miguel Torgafrutinha
 
Augusto dos anjos - PRÉ MODERNISMO
Augusto dos anjos - PRÉ MODERNISMOAugusto dos anjos - PRÉ MODERNISMO
Augusto dos anjos - PRÉ MODERNISMODanillo Rodrigues
 
Fernando Pessoa e os seus heterónimos
Fernando Pessoa e os seus heterónimosFernando Pessoa e os seus heterónimos
Fernando Pessoa e os seus heterónimosguest472d02
 
Poetas do século xx josé régio
Poetas do século xx  josé régioPoetas do século xx  josé régio
Poetas do século xx josé régioRosário Cunha
 
Miguel torga - eliana e joana
Miguel torga - eliana e joanaMiguel torga - eliana e joana
Miguel torga - eliana e joana101d1
 
Miguel Torga Gf
Miguel Torga GfMiguel Torga Gf
Miguel Torga GfHelena
 
Biografia De Fernando Pessoa
Biografia De Fernando PessoaBiografia De Fernando Pessoa
Biografia De Fernando Pessoaguest029d56
 

Mais procurados (20)

Guimarães Rosa, características e obras.
Guimarães Rosa, características e obras.Guimarães Rosa, características e obras.
Guimarães Rosa, características e obras.
 
"Grande sertão: veredas" e "Primeiras estórias"
"Grande sertão: veredas" e "Primeiras estórias""Grande sertão: veredas" e "Primeiras estórias"
"Grande sertão: veredas" e "Primeiras estórias"
 
Miguel Torga
Miguel TorgaMiguel Torga
Miguel Torga
 
Sagarana (1946)
Sagarana (1946)Sagarana (1946)
Sagarana (1946)
 
Guimarães Rosa 3ª A
Guimarães Rosa 3ª AGuimarães Rosa 3ª A
Guimarães Rosa 3ª A
 
Apresentação para décimo segundo ano, aula 4
Apresentação para décimo segundo ano, aula 4Apresentação para décimo segundo ano, aula 4
Apresentação para décimo segundo ano, aula 4
 
Miguel Torga - Poemas
Miguel Torga - PoemasMiguel Torga - Poemas
Miguel Torga - Poemas
 
Miguel Torga
Miguel TorgaMiguel Torga
Miguel Torga
 
Miguel Torga
Miguel TorgaMiguel Torga
Miguel Torga
 
Augusto dos anjos - PRÉ MODERNISMO
Augusto dos anjos - PRÉ MODERNISMOAugusto dos anjos - PRÉ MODERNISMO
Augusto dos anjos - PRÉ MODERNISMO
 
Fernando Pessoa e os seus heterónimos
Fernando Pessoa e os seus heterónimosFernando Pessoa e os seus heterónimos
Fernando Pessoa e os seus heterónimos
 
Poetas do século xx josé régio
Poetas do século xx  josé régioPoetas do século xx  josé régio
Poetas do século xx josé régio
 
Fernando pessoa
Fernando pessoaFernando pessoa
Fernando pessoa
 
Miguel torga - eliana e joana
Miguel torga - eliana e joanaMiguel torga - eliana e joana
Miguel torga - eliana e joana
 
Miguel Torga
Miguel TorgaMiguel Torga
Miguel Torga
 
Miguel Torga Gf
Miguel Torga GfMiguel Torga Gf
Miguel Torga Gf
 
Biografia De Fernando Pessoa
Biografia De Fernando PessoaBiografia De Fernando Pessoa
Biografia De Fernando Pessoa
 
Miguel Torga
Miguel TorgaMiguel Torga
Miguel Torga
 
Miguel Torga
Miguel TorgaMiguel Torga
Miguel Torga
 
Miguel torga
Miguel torgaMiguel torga
Miguel torga
 

Semelhante a João Guimarães Rosa

Guimarães.. 3ª
Guimarães.. 3ª Guimarães.. 3ª
Guimarães.. 3ª cvp
 
Trabalho de português
Trabalho de portuguêsTrabalho de português
Trabalho de portuguêsRuan Monte
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciososSistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciososBiblioteca UCS
 
Modernismo da Geração de 30
Modernismo da Geração de 30Modernismo da Geração de 30
Modernismo da Geração de 30Karina Cunha
 
Semana de leitura 8º ano
Semana de leitura  8º anoSemana de leitura  8º ano
Semana de leitura 8º anojunior santiago
 
João Ubaldo Ribeiro -
João Ubaldo Ribeiro - João Ubaldo Ribeiro -
João Ubaldo Ribeiro - Luana Bastos
 
Primeiras estórias, de Guimarães Rosa - análise
Primeiras estórias, de Guimarães Rosa - análisePrimeiras estórias, de Guimarães Rosa - análise
Primeiras estórias, de Guimarães Rosa - análisejasonrplima
 
Autores gaúchos - Trabalho Mídias na Educação - 7° ano
Autores gaúchos - Trabalho Mídias na Educação - 7° anoAutores gaúchos - Trabalho Mídias na Educação - 7° ano
Autores gaúchos - Trabalho Mídias na Educação - 7° anoEmef Coroinha Daronchi
 
Carlos drummond de andrade biografia
Carlos drummond de andrade biografiaCarlos drummond de andrade biografia
Carlos drummond de andrade biografiaLuzia Gabriele
 
Recordações do escrivão isaías caminha
Recordações do escrivão isaías caminhaRecordações do escrivão isaías caminha
Recordações do escrivão isaías caminhama.no.el.ne.ves
 
Modelos pedagogicos
Modelos pedagogicosModelos pedagogicos
Modelos pedagogicosJoanaPaiva16
 
Terceira geração modernista
Terceira geração modernistaTerceira geração modernista
Terceira geração modernistaJuliana Beatriz
 
Poetas e Escritores Republicanos
Poetas e Escritores RepublicanosPoetas e Escritores Republicanos
Poetas e Escritores RepublicanosMichele Pó
 

Semelhante a João Guimarães Rosa (20)

Guimarães.. 3ª
Guimarães.. 3ª Guimarães.. 3ª
Guimarães.. 3ª
 
Trabalho de português
Trabalho de portuguêsTrabalho de português
Trabalho de português
 
Graciliano Ramos
Graciliano RamosGraciliano Ramos
Graciliano Ramos
 
Biografia 4º A
Biografia 4º ABiografia 4º A
Biografia 4º A
 
Projeto poesia - 2015
Projeto poesia - 2015Projeto poesia - 2015
Projeto poesia - 2015
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciososSistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
Sistema de Bibliotecas UCS - Tambores silenciosos
 
Modernismo da Geração de 30
Modernismo da Geração de 30Modernismo da Geração de 30
Modernismo da Geração de 30
 
Semana de leitura 8º ano
Semana de leitura  8º anoSemana de leitura  8º ano
Semana de leitura 8º ano
 
Pré- Modernismo
Pré- ModernismoPré- Modernismo
Pré- Modernismo
 
João Ubaldo Ribeiro -
João Ubaldo Ribeiro - João Ubaldo Ribeiro -
João Ubaldo Ribeiro -
 
Primeiras estórias, de Guimarães Rosa - análise
Primeiras estórias, de Guimarães Rosa - análisePrimeiras estórias, de Guimarães Rosa - análise
Primeiras estórias, de Guimarães Rosa - análise
 
Autores gaúchos - Trabalho Mídias na Educação - 7° ano
Autores gaúchos - Trabalho Mídias na Educação - 7° anoAutores gaúchos - Trabalho Mídias na Educação - 7° ano
Autores gaúchos - Trabalho Mídias na Educação - 7° ano
 
Carlos drummond de andrade biografia
Carlos drummond de andrade biografiaCarlos drummond de andrade biografia
Carlos drummond de andrade biografia
 
Recordações do escrivão isaías caminha
Recordações do escrivão isaías caminhaRecordações do escrivão isaías caminha
Recordações do escrivão isaías caminha
 
Modelos pedagogicos
Modelos pedagogicosModelos pedagogicos
Modelos pedagogicos
 
Literatura
LiteraturaLiteratura
Literatura
 
Gilberto freire
Gilberto freireGilberto freire
Gilberto freire
 
Jorge de Sena
Jorge de SenaJorge de Sena
Jorge de Sena
 
Terceira geração modernista
Terceira geração modernistaTerceira geração modernista
Terceira geração modernista
 
Poetas e Escritores Republicanos
Poetas e Escritores RepublicanosPoetas e Escritores Republicanos
Poetas e Escritores Republicanos
 

Último

HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAElianeAlves383563
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptxLuana240603
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxsfwsoficial
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxpatriciapedroso82
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteIpdaWellington
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....LuizHenriquedeAlmeid6
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 

Último (20)

HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 

João Guimarães Rosa

  • 2. Guimarães Rosa nasceu em Cordisburgo (MG) em 27 de junho de 1908, era o primeiro dos seis filhos de D. Francisca (Chiquitinha). “Joãozito”, como era chamado, com menos de 7 anos começou a estudar francês sozinho. Somente com a chegada do Frei Canísio Zoetmulder, frade franciscano holandês, em março de 1917, pode iniciar-se no holandês e prosseguir os estudos de francês, agora sob a supervisão de Canísio. Biografia
  • 3. Terminou o primário no Grupo Escolar Afonso Pena em BH, para onde se mudou antes dos anos para morar com os avós. Em Cordisburgo foi aluno da Escola Mestre Candinho. Iniciou o curso secundário no Colégio Santo Antônio, em São João del Rei, onde permaneceu por pouco tempo, em regime de internato, visto não ter conseguido adaptar-se — não suportava a comida.
  • 4. Terminou o primário no Grupo Escolar Afonso Pena em BH, para onde se mudou antes dos anos para morar com os avós. Em Cordisburgo foi aluno da Escola Mestre Candinho. Iniciou o curso secundário no Colégio Santo Antônio, em São João del Rei, onde permaneceu por pouco tempo, em regime de internato, visto não ter conseguido adaptar-se — não suportava a comida.
  • 5. Em 1925, matriculou-se na então "Faculdade de Medicina da Universidade de Minas Gerais", com apenas 16 anos. Em 27 de junho de 1930, casou-se com Lígia Cabral Pena, de apenas 16 anos, com quem teve duas filhas: Vilma e Agnes. Ainda nesse ano se formou e passou a exercer a profissão em Itaguara, então município de Itaúna (MG), onde permaneceu cerca de dois anos. Foi nessa localidade que passou a ter contato com os elementos do sertão que serviram de referência e inspiração a sua obra.
  • 6. De volta a Itaguara, Guimarães serviu como médico voluntário da Força Pública (atual PM), durante a Rev. de 1932. Em 33 foi para Barbacena na qualidade de Oficial Médico do 9º Batalhão de Infantaria. Aprovado em concurso para o Itamaraty, passou alguns anos como diplomata na Europa e na América Latina. No início da carreira diplomática, exerceu como primeira função no exterior o cargo de Cônsul-adjunto do Brasil na Alemanha, de 1938 a 1942. No contexto da 2ª Guerra Mundial, emitiu, ao lado da segunda esposa, Aracy de Carvalho Guimarães Rosa, mais vistos do que as cotas legalmente estipuladas, para auxiliar judeus a fugir para o Brasil, tendo ganhado, no pós-guerra, o reconhecimento do Estado de Israel.
  • 7. No Brasil, em sua segunda candidatura para a Academia Brasileira de Letras, foi eleito por unanimidade (1963). Temendo ser tomado por uma forte emoção, adiou a cerimônia de posse por quatro anos. Em seu discurso, quando enfim decidiu assumir a cadeira da Academia, em 67, chegou a afirmar sob tom sarcástico: "…a gente morre é para provar que viveu.” ...
  • 8. Faleceu três dias mais tarde na cidade do Rio de Janeiro, em 19 de novembro. Seu laudo médico atestou um infarto, mas sua morte permanece um mistério inexplicável, ainda mais por estar previamente anunciada em sua obra mais marcante : Grande Sertão : Veredas.
  • 9. Faleceu três dias mais tarde na cidade do Rio de Janeiro, em 19 de novembro. Seu laudo médico atestou um infarto, mas sua morte permanece um mistério inexplicável, ainda mais por estar previamente anunciada em sua obra mais marcante : Grande Sertão : Veredas.
  • 10. Contexto Literário Realismo mágico, regionalismo, liberdades e invenções linguísticas e neologismos são algumas das características fundamentais da literatura de Guimarães Rosa, mas não as suficientes para explicar seu sucesso. Guimarães Rosa prova o quão importante é ter a linguagem a serviço da temática, e vice-versa, uma potencializando a outra. Nesse sentido, o escritor mineiro inaugura uma metamorfose no regionalismo brasileiro que o traria de novo ao centro da ficção brasileira.
  • 11. Obras Magma (1936) Saragana (1946) Com o Vaqueiro Mariano (1947) Corpo de Baile (1956) Grande Sertão: Veredas (1956) Primeiras Estórias (1962) Noites do Sertão (1965) Tutaméia: Terceiras Estórias (1967) Estas Estórias (1969) Ave Palavra (1970)
  • 12. Aracy, segunda esposa de Guimarães, é a única mulher homenageada no Jardim dos Justos entre as Nações, no Museu do Holocausto, em Israel. Aracy ao lado de Guimarães Rosa Observações
  • 13.
  • 14.
  • 15. Disciplina: Língua Portuguesa Alunos: João Vitor Franco Lucas Camargo Fagner Cardoso