Fabrica de carrocerias
de ônibus
Gabaritos;
Fabricação;
Preparação e
acoplamento de
chassis;
Estrutura;
Fibras;
Chapeamento;
Acabamento;
Pintura;
Elétrica/...
Estrutura
Setor de montagem
e preparação do
casulo para
acoplamento da
estrutura no chassi.
ANTECIPAÇÃO E RECONHECIMENTO
DOS RISCOS AMBIENTAIS
Atividades:
Operações em solda, montagem de peças e
estruturas, solda e...
IDENTIFICAÇÃO DOS RISCOS
• Físico: Ruído, Radiação não Ionizantes;
• Químico: Poeiras e fumos metálicos;
• Ergonômico: Pos...
AVALIAÇÃO E MEDIDA DE CONTROLE
RISCO FÍSICO
Ruído contínuo e intermitente
A exposição ao ruído acima do limite de
tolerânc...
METODOLOGIA
Decibelímetro LEQ
Nível de
Ruído DB
(A)
Máxima
Exposição
Diária
Permissível
87 7 Horas
O nível de ruído na jornada diária de
trabalho foi superior ao limite de
tolerância estabelecido pelo Anexo 1 da
NR 15, pa...
Radiações Não Ionizantes (NR 15 –
Anexo 7)
A exposição prolongada às radiações
ocasionadas pela atividade de solda, sem
a ...
Recomenda-se o
uso de:
Mascara de solda;
Respirador
apropriado;
Óculos incolor;
Luvas de raspa;
Avental de raspa
tipo barb...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Fábrica de Carrocerias de Ônibus

819 visualizações

Publicada em

Riscos existentes na fabricação da estrutura.

Publicada em: Indústria automotiva
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
819
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fábrica de Carrocerias de Ônibus

  1. 1. Fabrica de carrocerias de ônibus
  2. 2. Gabaritos; Fabricação; Preparação e acoplamento de chassis; Estrutura; Fibras; Chapeamento; Acabamento; Pintura; Elétrica/Ar condicionado; Revisão final; Espuma; Fabricação de poltronas. Setores presentes na fábrica
  3. 3. Estrutura Setor de montagem e preparação do casulo para acoplamento da estrutura no chassi.
  4. 4. ANTECIPAÇÃO E RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS Atividades: Operações em solda, montagem de peças e estruturas, solda em geral (MIG, MAG, eletrodo revestido), acabamentos de produtos e peças, corte de chapas com maçarico, soldagem com arame tubular; limpeza e organização do local de trabalho.
  5. 5. IDENTIFICAÇÃO DOS RISCOS • Físico: Ruído, Radiação não Ionizantes; • Químico: Poeiras e fumos metálicos; • Ergonômico: Postura inadequada e movimentos repetitivos; • Acidentes: Projeção de partículas, batidas contra objetos, queda em diferença de nível, contato com superfície aquecida, choque elétrico.
  6. 6. AVALIAÇÃO E MEDIDA DE CONTROLE RISCO FÍSICO Ruído contínuo e intermitente A exposição ao ruído acima do limite de tolerância estabelecido pelo Anexo 01 da NR 15 – Atividades e operações insalubres, pode acarretar estresse psíquico, dores de cabeça e perda auditiva ao longo da vida laboral.
  7. 7. METODOLOGIA Decibelímetro LEQ Nível de Ruído DB (A) Máxima Exposição Diária Permissível 87 7 Horas
  8. 8. O nível de ruído na jornada diária de trabalho foi superior ao limite de tolerância estabelecido pelo Anexo 1 da NR 15, para exposição diária de 7 horas, tornando obrigatório a utilização do protetor auricular durante toda a jornada de trabalho.
  9. 9. Radiações Não Ionizantes (NR 15 – Anexo 7) A exposição prolongada às radiações ocasionadas pela atividade de solda, sem a devida proteção, podem ocasionar queimadura de retina, câncer de pele e esterilidade.
  10. 10. Recomenda-se o uso de: Mascara de solda; Respirador apropriado; Óculos incolor; Luvas de raspa; Avental de raspa tipo barbeiro; Perneira de raspa; Protetor solar.

×