Facetas do desenvolvedor agil

891 visualizações

Publicada em

Slides apresentados no Agile Tour 2011 em Belém, com o objetivo de mostrar um pouco da evolução do desenvolvedor de software durante o entendimento do ofício com o objetivo de mostrar preocupações básicas que o desenvolvedor deve ter durante o seu cotidiano.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
891
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
28
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • Facetas do desenvolvedor agil

    1. 1. AS FACETAS DO DESENVOLVEDOR ÁGILEntendendo o desenvolvimento de software como uma arte. Paulo Igor piagodinho@gmail.com @pigodinho blog.pigor.net
    2. 2. Bacharel em Sistemas de Informação e Mestre em Ciência daComputação . Há 7 anos desenvolve sistemas, onde atuou em projetos para o setorbancário, P&D, Departamento de Trânsito, Companhia de Saneamento Básico e desenvolvendosistemas e portais em projetos nacionais e internacionais pela Ci&T, ministrou aulas em disciplinas ligadasa Engenharia de Software e Metodologias Ágeis, CSM pela Scrum Alliance e atualmente trabalha comoEngenheiro de Software no projeto Idopter.
    3. 3. Bacharel em Sistemas de Informação e Mestre em Ciência da Computação. Há 7 anosdesenvolve sistemas , onde atuou em projetos para o setor bancário, P&D,Departamento de Trânsito, Companhia de Saneamento Básico e desenvolvendo sistemas e portaisem projetos nacionais e internacionais pela Ci&T, ministrou aulas em disciplinas ligadas a Engenhariade Software e Metodologias Ágeis, CSM pela Scrum Alliance e atualmente trabalha como Engenheirode Software no projeto Idopter.
    4. 4. Bacharel em Sistemas de Informação e Mestre em Ciência da Computação. Há 7 anos desenvolvesistemas, onde atuou em projetos para o setor bancário, P&D, Departamento de Trânsito,Companhia de Saneamento Básico e desenvolvendo sistemas e portais em projetos nacionais einternacionais pela Ci&T, ministrou aulas em disciplinas ligadas a Engenharia deSoftware Metodologias Ágeis e , CSM pela Scrum Alliance e atualmentetrabalha como Engenheiro de Software no projeto Idopter.
    5. 5. Bacharel em Sistemas de Informação e Mestre em Ciência da Computação. Há 7 anos desenvolvesistemas, onde atuou em projetos para o setor bancário, P&D, Departamento de Trânsito,Companhia de Saneamento Básico e desenvolvendo sistemas e portais em projetos nacionais einternacionais pela Ci&T, ministrou aulas em disciplinas ligadas a Engenharia de Software eMetodologias Ágeis, CSM pela Scrum Alliance e atualmente trabalha como Engenheiro deSoftware no projeto idopter .
    6. 6. idopter.com/users/paulo-igor
    7. 7. VAMOS FALAR SOBRE...
    8. 8. AS FACETAS DO DESENVOLVEDOR ÁGILEntendendo o desenvolvimento de software como uma arte.
    9. 9. AS FACETAS DO DESENVOLVEDOR ÁGILEntendendo o desenvolvimento de software como uma arte.
    10. 10. desenvolvedor ágildesenvolvedor tradicional
    11. 11. desenvolvedor ágildesenvolvedor tradicional
    12. 12. desenvolvedores programadores codificadores analistasengenheiros de sw ...
    13. 13. você quer ser programador?
    14. 14. “Grandes poderes trazem grandes responsabilidades” (Ben Parker)
    15. 15. #FAIL
    16. 16. pensando com o dedo...
    17. 17. ASPIRA!!!!
    18. 18. o sistema é F$∂@!!!!
    19. 19. “desenvolver software não é só codificar...”
    20. 20. “...tem que debugar!!!!”
    21. 21. Essa é uma dasfases mais longas!!!
    22. 22. agora eu sei o que é importante!
    23. 23. Qualidade
    24. 24. “Entender bem o problema”
    25. 25. “Pensar na solução antes decomeçar a escrever código”
    26. 26. “Certificar que a solução resolve o problema...”
    27. 27. “...mas sem gerar NOVOS problemas!!!”
    28. 28. “consegue entregar software de qualidade”
    29. 29. Zen Programmer
    30. 30. processo criativo e de aperfeiçoamento
    31. 31. Qualidade
    32. 32. passa a encarar os problemas com naturalidade...
    33. 33. Pair Programming
    34. 34. ...mas funciona!!!
    35. 35. Qualidade do Código “Clean Code” (Uncle Bob)
    36. 36. Refatoração“Refactoring: Improving the Design of Existing Code” (Martin Fowler)
    37. 37. Testes
    38. 38. Testes Manuais
    39. 39. Testes AutomáticosJUnit, JBehave, TestNG, RSpec, Cumcuber, Test::Unit
    40. 40. Especificação Testável
    41. 41. Especificação Testável Concordion / FitNesse
    42. 42. Código Blindado!!!
    43. 43. “...da qualidade não se abre mão”
    44. 44. TDD / BDD“TDD - Kent Beck / BDD - Dan North”
    45. 45. Design Evolutivo“TDD - Kent Beck / BDD - Dan North”
    46. 46. DNA do Programador
    47. 47. Preguiçoso
    48. 48. Preguiçoso Criativo
    49. 49. Continuous TDD / BDD Integration“TDD - Kent Beck / BDD - Dan North” (Martin Fowler)
    50. 50. Continuous Delivery(Jez Humble e David Farley)
    51. 51. Continuous Delivery• Ant / Maven• Capistrano
    52. 52. ...técnicas e práticas• Clean Code• Refatoração• Testes automatizados• TDD / BDD• Pair Programming• Continuous Integration• Continuous Delivery
    53. 53. Qualidade
    54. 54. “Arte deProgramar”
    55. 55. “controlar a força”
    56. 56. “A arte de programar éum processo criativo e de aperfeiçoamento”
    57. 57. “Treinar pra quê?”
    58. 58. Obrigado! Paulo Igor

    ×