Perigo nas redes sociais

495 visualizações

Publicada em

By Juliana

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
495
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Perigo nas redes sociais

  1. 1. PERIGO NAS REDES SOCIAIS
  2. 2. Perigo nas redes sociais Passar muito tempo nas redes – Tal como os jogos de vídeo, as redes sociais ocupam muito tempo na vida de uma criança/adolescente e assim sobra-lhe muito pouco tempo para estudar.
  3. 3. Perigos nas redes sociais - Um quarto das crianças registadas em redes sociais como o Facebook ou o Hi5 tem o seu perfil como público: ou seja, os seus dados podem ser vistos por qualquer pessoa que pesquise o seu nome na rede. · Ser vítima de um predador sexual – O risco de encontrar um predador sexual na Internet não é muito grande. Aliás, apenas 95% dos abusos sexuais em crianças têm origem no seu círculo familiar.
  4. 4. Perigos nas redes sociais Existem milhares de jovens (muitas vezes com idades inferiores a 10 ou 11 anos) que se expõem diariamente na Internet sem quaisquer cuidados · Assédio por parte de outras crianças - As mensagens e imagens partilhadas nas redes sociais permitem que estas sejam muitas vezes utilizadas para insultar uma determinada pessoa ou enviar fotos indecentes.
  5. 5. Perigos nas redes sociais · Roubos de identidade – Aqui existem vários graus. O primeiro é o roubo de uma fotografia e depois de esta ser roubada pode ser alterada. O segundo é quando uma pessoa copia as fotografias e os seus dados e faz um perfil a faz-se passar por ela.
  6. 6. Privacidade e segurança nas redes sociais. • Cuidado com a informação que partilha. • Nunca revelar informação pessoal (detalhes de morada, etc.) ou de negócio através de redes sociais; • Cuidado com fotos e outros conteúdos que se colocam nas redes sociais – o que é giro hoje pode ser comprometedor no futuro; • Desconfiar sempre dos links e outras mensagens que sejam partilhados por “amigos” conhecidos e desconhecidos; • Isto é particularmente difícil, pois os serviços de redução das URL escondem os detalhes da URL original. • Não instalar aplicações no Facebook, sem saber do que se trata primeiro. Nunca, mas mesmo nunca, instalar aplicações desconhecidas. Juliana

×