Ideias ecopolíticas

217 visualizações

Publicada em

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
217
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ideias ecopolíticas

  1. 1. 9 Idéias para o aprimoramentodo conceito de política sustentável A Eco-Política pode ser definida como uma forma de pensar e de agir em relação ao planeta como um todo e, por isso, não se limita aos espaços constituídos pelas regiões, países ou partidos políticos.
  2. 2. Idéia 1 Organização Partidária para o Século 21 Uma reorganização de qualquer estrutura, principalmente aquelas de interesse público, como os partidos políticos, deve ser construída utilizando-se de uma metodologia não autoritária, isto é, democrática e requer a produção e a absorção dos novos valores e, portanto, demanda tempo, transparência e concordância no mínimo da maioria de seus membros e não pode ser alcançada verdadeiramente, de uma maneira estável, de forma imediata e intempestiva.
  3. 3. Idéia 2 Política e Democracia Nas sociedades democráticas atuais, o cidadão só se individualiza (só exerce seu poder político) quando o sistema vigente necessita, isto é, em situações de ameaça à estabilidade do sistema ou em sua manutenção (como nos períodos eleitorais). Isto é o que podemos conceituar como um sistema democrático formal, já que a democracia só é exercida de fato em situações específicas e esporádicas.
  4. 4. Idéia 3 Comunitarismo Eletrônico As redes sociais virtuais em expansão acelerada no dias de hoje, talvez representem uma lacuna deixada pela redução da força dos antigos laços comunitários (tradicionais). Essa comunidade convencional, aglutinada pelos princípios gregários que sempre orientaram o homem, agora está sendo substituída pelo hiperindividualismo decorrente provável da dinâmica do capitalismo presente nas atuais democracias liberais.
  5. 5. Idéia 4 O casamento real: Uma idiossincrasia do momentoÉ com espanto que assisto a toda essa movimentaçãomidiática em relação ao casamento de William e Kate. Pareceaté que estamos ainda no século passado e corroborandocom o discurso ultrapassado de Robert Filmer, o qualsustentava que assim como a criança é dependente dos seuspais, do mesmo modo, os seres humanos em geral já nascemcomo súditos de reis para sua própria orientação. Acredito,exatamente ao contrário, que hoje em dia nós – sereshumanos – conquistamos a liberdade por nós mesmos, pelanossa vontade e pelo uso adequado da razão.
  6. 6. Idéia 5 Autonomia e liberdade dos povos na era da globalizaçãoNenhum país ou grupo depaíses podem estar acima doestado de direito internacio-nalmente acordado entre ospovos, tomando para si opapel de “Polícia do Mundo”.
  7. 7. Idéia 6 Olho por olho e dente por dente?Em pleno século 21, ainda somos uma sociedade orientada pelo antigo preceitojurídico e bíblico do “olho por olho e dente por dente”. Não há mais sentidoalgum, no mundo globalizado de hoje, extremamente controlado e totalmentemapeado por avançadas tecnologias de observação visual e de escutaeletrônica, ações como acontecida dias atrás, como a realizada pelos órgãossecretos de segurança dos Estados Unidos, simplesmente assassinando umapessoa que por mais que tenham sido seus atos deterrorismo terríveis em termos de vidas humanasperdidas ou pânico psicológico em grande escala, ecertamente assim o foram, mesmo assim, nãohaveria razão para não capturá-lo e levá-lo aostribunais internacionais para julgamento e posteriorcumprimento das penalidades cabíveis.
  8. 8. Idéia 7 A natureza não é democrática A natureza não é democrática em sua essência, mas sim absolutamen- te meritocrática em sua práxis. Nela, apenas sobrevivem os seres com maior capacidade de adaptação ao meio ambiente do momento. Po- rém, nós, humanos, somos seres híbridos, tanto conectados e dependentes da natureza como produtores e também dependentes da cultura, pois utilizamos em nossas decisões tanto o instinto quanto a razão. Somos, pois, seres de inteligência e de afetos, imanentes e transcendentes ao mesmo tempo. Somos afetados pelo sofrimento de todos, dos nossos semelhantes como também dos animais, princi- palmente, dos que temos maior convívio. Penso, enfim, que como humanidade, viveríamos melhor em um sistema político em que as normas democráticas fossem complementadas com as meritocráticas.
  9. 9. Idéia 8 DemomeritocraciaVivemos em um mundo cada vez mais complexo. A produção de conhecimento científico e tecnológicose intensifica a cada momento. Nossa época é a do conhecimento transdisciplinar: tudo esta relacio-nado com tudo e tudo se comunica com tudo. Os seres humanos se comunicam entre si de umamaneira instantânea, sem limites de distância e em grande escala. Homens se comunicam com máqui-nas, máquinas se comunicam com homens e máquinas se comunicam entre si. Essa comunicação econhecimento tão vastos e difundidos globalmente nos leva a aspirar por uma maior liberdade, tantoindividual quanto coletiva. Sendo assim, cada vez mais necessitamos de mecanismos democráticospara ter o que se chamaria filosoficamente de uma vida boa.Porém, pela complexidade que o mundo alcançou através do uso e talvez mesmo pelo abuso de umaenorme quantidade de tecnologia, pela produção intensa de novos conceitos, estilos de vidaocasionados pela tecnociência, temos necessidade de uma política e de políticos capacitados paradiscernir entre implementar ou limitar os produtos resultantes desse processo de aceleraçãotecnológica, para alcançarmos o bem de uma sociedade verdadeiramente sustentável. Teremos, pois,de ter um perfil de político com enorme espírito democrático e com ampla sensibilidade econhecimento tecnocientífico para realizar uma política adequada ao novo século. Essa nova propostade política deverá ser um híbrido entre uma democracia radical e uma meritocracia eficiente. Talvezestejamos criando um novo conceito de sistema político que poderá ser denominado pelo novo termoDemomeritocracia.
  10. 10. “Uma política sem ética é pobre e não-sustentável. Precisamos de uma nova política”. José Augusto Silveira Pres. da ONG Pensamento Ecológico ePres. do Partivo Verde/Cidade do Rio de Janeiro BLOG://politicasustentavel.blogspot.com BLOG: www.pensamentoecologico.org

×