SlideShare uma empresa Scribd logo

Poluicao agua solo

P
Pelo Siro
1 de 18
Baixar para ler offline
Perturbações no equilíbrio dos
Ecossistemas
Perturbações no equilíbrio dos ecossistemas
Poluicao agua solo
Poluição
Poluição aquática
Poluição aquática
O que sabes sobre a poluição da água? Classifica as seguintes afirmações como
verdadeiras (V) ou falsas (F) e descobre.
A poluição dos ecossistemas aquáticos tem reflexos no ambiente global.
Os plásticos e redes devem ser abandonados no alto mar pois a sua recolha é
muito demorada.
Os resíduos de pesticidas, de metais pesados e de adubos químicos devem ser
lançados no fundo do mar.
Muitos animais morrem no oceano, envenenados por produtos tóxicos.
Os petroleiros são uma das maiores fontes de poluição marítima.
V
F
F
V
V

Recomendados

1205450372 8ano perturbacoes_no_equilibrio_dos_ecosistemas
1205450372 8ano perturbacoes_no_equilibrio_dos_ecosistemas1205450372 8ano perturbacoes_no_equilibrio_dos_ecosistemas
1205450372 8ano perturbacoes_no_equilibrio_dos_ecosistemasPelo Siro
 
Perturbacoes no equilibrio_dos_ecosistemas
Perturbacoes no equilibrio_dos_ecosistemasPerturbacoes no equilibrio_dos_ecosistemas
Perturbacoes no equilibrio_dos_ecosistemasPelo Siro
 
Perturbações no equilíbrio dos ecossistemas
Perturbações no equilíbrio dos ecossistemasPerturbações no equilíbrio dos ecossistemas
Perturbações no equilíbrio dos ecossistemasfilomenacatatua
 
Desequilibrios causados pelo homem- 5º A
Desequilibrios causados pelo homem- 5º ADesequilibrios causados pelo homem- 5º A
Desequilibrios causados pelo homem- 5º Aemefelza
 
Aula para o Turma de 7 ano iv unidade Problemas Ambientais
Aula para o Turma de 7 ano iv unidade Problemas AmbientaisAula para o Turma de 7 ano iv unidade Problemas Ambientais
Aula para o Turma de 7 ano iv unidade Problemas AmbientaisNazael Araujo Pessoa
 
6º ano cap 7 o homem e o meio ambiente
6º ano cap 7  o homem e o meio ambiente6º ano cap 7  o homem e o meio ambiente
6º ano cap 7 o homem e o meio ambienteISJ
 
Problemas Ambientais do Século XXI
Problemas Ambientais do Século XXIProblemas Ambientais do Século XXI
Problemas Ambientais do Século XXIemef25dejulho
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Degradação do meio ambiente
Degradação do meio ambienteDegradação do meio ambiente
Degradação do meio ambienteiRedel
 
Problemas Ambientais.97ppt
Problemas Ambientais.97pptProblemas Ambientais.97ppt
Problemas Ambientais.97pptamendorins
 
Fontes de poluição
Fontes de poluiçãoFontes de poluição
Fontes de poluiçãoevaz1
 
causas e consequências da degradação ambiental
causas e consequências da degradação ambientalcausas e consequências da degradação ambiental
causas e consequências da degradação ambientalRoney Gusmão
 
Impacto industrial , amanda , carla, eliane e noemi
Impacto industrial , amanda , carla, eliane e noemiImpacto industrial , amanda , carla, eliane e noemi
Impacto industrial , amanda , carla, eliane e noemirosimeiresorano
 
Poluição das águas
Poluição das águas Poluição das águas
Poluição das águas RosaneRamos
 
A interferência do homem no meio ambiente
A interferência do homem no meio ambienteA interferência do homem no meio ambiente
A interferência do homem no meio ambientejoaofontes
 
A degradação ambiental é a degeneração do meio ambiente
A degradação ambiental é a degeneração do meio ambienteA degradação ambiental é a degeneração do meio ambiente
A degradação ambiental é a degeneração do meio ambienteSara Silva
 
Alterações Ambientais
Alterações AmbientaisAlterações Ambientais
Alterações Ambientaismarco :)
 
Desiquilibrio Ambiente
Desiquilibrio AmbienteDesiquilibrio Ambiente
Desiquilibrio AmbienteSérgio Luiz
 
Problemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanosProblemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanosMarcio Cicchelli
 
9º ano (cap. 2) Recursos naturais e problemas ambientais
9º ano (cap. 2) Recursos naturais e problemas ambientais9º ano (cap. 2) Recursos naturais e problemas ambientais
9º ano (cap. 2) Recursos naturais e problemas ambientaisAlexandre Alves
 
PROBLEMAS AMBIENTAIS
PROBLEMAS AMBIENTAIS PROBLEMAS AMBIENTAIS
PROBLEMAS AMBIENTAIS MELORIBEIRO
 

Mais procurados (20)

Degradação Ambiental no Brasil
Degradação Ambiental no BrasilDegradação Ambiental no Brasil
Degradação Ambiental no Brasil
 
Degradação do meio ambiente
Degradação do meio ambienteDegradação do meio ambiente
Degradação do meio ambiente
 
Palestra sobre impactos ambientais urbanos
Palestra sobre impactos ambientais urbanosPalestra sobre impactos ambientais urbanos
Palestra sobre impactos ambientais urbanos
 
Problemas Ambientais.97ppt
Problemas Ambientais.97pptProblemas Ambientais.97ppt
Problemas Ambientais.97ppt
 
Fontes de poluição
Fontes de poluiçãoFontes de poluição
Fontes de poluição
 
causas e consequências da degradação ambiental
causas e consequências da degradação ambientalcausas e consequências da degradação ambiental
causas e consequências da degradação ambiental
 
Impacto ambiental
Impacto ambientalImpacto ambiental
Impacto ambiental
 
Impacto industrial , amanda , carla, eliane e noemi
Impacto industrial , amanda , carla, eliane e noemiImpacto industrial , amanda , carla, eliane e noemi
Impacto industrial , amanda , carla, eliane e noemi
 
Poluição das águas
Poluição das águas Poluição das águas
Poluição das águas
 
A interferência do homem no meio ambiente
A interferência do homem no meio ambienteA interferência do homem no meio ambiente
A interferência do homem no meio ambiente
 
A degradação ambiental é a degeneração do meio ambiente
A degradação ambiental é a degeneração do meio ambienteA degradação ambiental é a degeneração do meio ambiente
A degradação ambiental é a degeneração do meio ambiente
 
Alterações Ambientais
Alterações AmbientaisAlterações Ambientais
Alterações Ambientais
 
Desequilibrios ambientais
Desequilibrios ambientaisDesequilibrios ambientais
Desequilibrios ambientais
 
Impactos ambientais intensivo
Impactos ambientais intensivoImpactos ambientais intensivo
Impactos ambientais intensivo
 
Alterações ambientais
Alterações ambientaisAlterações ambientais
Alterações ambientais
 
Desiquilibrio Ambiente
Desiquilibrio AmbienteDesiquilibrio Ambiente
Desiquilibrio Ambiente
 
Problemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanosProblemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanos
 
9º ano (cap. 2) Recursos naturais e problemas ambientais
9º ano (cap. 2) Recursos naturais e problemas ambientais9º ano (cap. 2) Recursos naturais e problemas ambientais
9º ano (cap. 2) Recursos naturais e problemas ambientais
 
Problemas ambientais
Problemas ambientaisProblemas ambientais
Problemas ambientais
 
PROBLEMAS AMBIENTAIS
PROBLEMAS AMBIENTAIS PROBLEMAS AMBIENTAIS
PROBLEMAS AMBIENTAIS
 

Destaque

Perturbaesnoequilbriodosecossistemas 120512063425-phpapp01
Perturbaesnoequilbriodosecossistemas 120512063425-phpapp01Perturbaesnoequilbriodosecossistemas 120512063425-phpapp01
Perturbaesnoequilbriodosecossistemas 120512063425-phpapp01Pelo Siro
 
25309095 1205450372-8ano-perturbacoes-no-equilibrio-dos-ecosistemas
25309095 1205450372-8ano-perturbacoes-no-equilibrio-dos-ecosistemas25309095 1205450372-8ano-perturbacoes-no-equilibrio-dos-ecosistemas
25309095 1205450372-8ano-perturbacoes-no-equilibrio-dos-ecosistemasPelo Siro
 
Ciências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluição
Ciências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluiçãoCiências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluição
Ciências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluiçãoelonvila
 
Poluição do solo e da água3002
Poluição do solo e da água3002Poluição do solo e da água3002
Poluição do solo e da água3002cristbarb
 
Atividades sobre-os-estados-fisicos-da-agua
Atividades sobre-os-estados-fisicos-da-aguaAtividades sobre-os-estados-fisicos-da-agua
Atividades sobre-os-estados-fisicos-da-aguaFernanda Germano
 

Destaque (7)

Perturbaesnoequilbriodosecossistemas 120512063425-phpapp01
Perturbaesnoequilbriodosecossistemas 120512063425-phpapp01Perturbaesnoequilbriodosecossistemas 120512063425-phpapp01
Perturbaesnoequilbriodosecossistemas 120512063425-phpapp01
 
Poluicao ar
Poluicao arPoluicao ar
Poluicao ar
 
25309095 1205450372-8ano-perturbacoes-no-equilibrio-dos-ecosistemas
25309095 1205450372-8ano-perturbacoes-no-equilibrio-dos-ecosistemas25309095 1205450372-8ano-perturbacoes-no-equilibrio-dos-ecosistemas
25309095 1205450372-8ano-perturbacoes-no-equilibrio-dos-ecosistemas
 
Poluição dos ecossistemas aquáticos
Poluição dos ecossistemas aquáticosPoluição dos ecossistemas aquáticos
Poluição dos ecossistemas aquáticos
 
Ciências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluição
Ciências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluiçãoCiências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluição
Ciências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluição
 
Poluição do solo e da água3002
Poluição do solo e da água3002Poluição do solo e da água3002
Poluição do solo e da água3002
 
Atividades sobre-os-estados-fisicos-da-agua
Atividades sobre-os-estados-fisicos-da-aguaAtividades sobre-os-estados-fisicos-da-agua
Atividades sobre-os-estados-fisicos-da-agua
 

Semelhante a Poluicao agua solo

Poluição água solo
Poluição água soloPoluição água solo
Poluição água soloCarla Martins
 
02 poluição do solo e da água3002
02 poluição do solo e da água300202 poluição do solo e da água3002
02 poluição do solo e da água3002cristbarb
 
Mares e oceanos
Mares e oceanosMares e oceanos
Mares e oceanosMayjö .
 
Impacto da contaminação no solo, na água e na atmosfera
Impacto da contaminação no solo, na água e na atmosferaImpacto da contaminação no solo, na água e na atmosfera
Impacto da contaminação no solo, na água e na atmosferaGrupo2apcm
 
Aula 1 caracterização quantitativa esgoto
Aula 1   caracterização quantitativa esgotoAula 1   caracterização quantitativa esgoto
Aula 1 caracterização quantitativa esgotoGiovanna Ortiz
 
Poluição dos ecossistemas aquáticos 1ª série - biologia
Poluição dos ecossistemas aquáticos   1ª série - biologiaPoluição dos ecossistemas aquáticos   1ª série - biologia
Poluição dos ecossistemas aquáticos 1ª série - biologiaAlpha Colégio e Vestibulares
 
poluentes_meio_aquatico.docx
poluentes_meio_aquatico.docxpoluentes_meio_aquatico.docx
poluentes_meio_aquatico.docxIsabelMaria77
 
poluentes_meio_aquatico.docx
poluentes_meio_aquatico.docxpoluentes_meio_aquatico.docx
poluentes_meio_aquatico.docxIsabelMaria77
 
PoluiçãO
PoluiçãOPoluiçãO
PoluiçãOsioly
 
Normas de higiene_segurana_e_ambiente
Normas de higiene_segurana_e_ambienteNormas de higiene_segurana_e_ambiente
Normas de higiene_segurana_e_ambientePelo Siro
 
Contaminação das águas
Contaminação das águasContaminação das águas
Contaminação das águasBruna Silva
 

Semelhante a Poluicao agua solo (20)

Poluição água solo
Poluição água soloPoluição água solo
Poluição água solo
 
Poluição agua
Poluição aguaPoluição agua
Poluição agua
 
02 poluição do solo e da água3002
02 poluição do solo e da água300202 poluição do solo e da água3002
02 poluição do solo e da água3002
 
Mares e oceanos
Mares e oceanosMares e oceanos
Mares e oceanos
 
Impactos sobre a água
Impactos sobre a águaImpactos sobre a água
Impactos sobre a água
 
PoluiçãO áGua 8ºB
PoluiçãO áGua 8ºBPoluiçãO áGua 8ºB
PoluiçãO áGua 8ºB
 
Trabalho de Geografia
Trabalho de GeografiaTrabalho de Geografia
Trabalho de Geografia
 
Impacto da contaminação no solo, na água e na atmosfera
Impacto da contaminação no solo, na água e na atmosferaImpacto da contaminação no solo, na água e na atmosfera
Impacto da contaminação no solo, na água e na atmosfera
 
Aula 1 caracterização quantitativa esgoto
Aula 1   caracterização quantitativa esgotoAula 1   caracterização quantitativa esgoto
Aula 1 caracterização quantitativa esgoto
 
Poluição dos ecossistemas aquáticos 1ª série - biologia
Poluição dos ecossistemas aquáticos   1ª série - biologiaPoluição dos ecossistemas aquáticos   1ª série - biologia
Poluição dos ecossistemas aquáticos 1ª série - biologia
 
poluentes_meio_aquatico.docx
poluentes_meio_aquatico.docxpoluentes_meio_aquatico.docx
poluentes_meio_aquatico.docx
 
poluentes_meio_aquatico.docx
poluentes_meio_aquatico.docxpoluentes_meio_aquatico.docx
poluentes_meio_aquatico.docx
 
PoluiçãO
PoluiçãOPoluiçãO
PoluiçãO
 
Normas de higiene_segurana_e_ambiente
Normas de higiene_segurana_e_ambienteNormas de higiene_segurana_e_ambiente
Normas de higiene_segurana_e_ambiente
 
Tipos de Poluição
Tipos de PoluiçãoTipos de Poluição
Tipos de Poluição
 
Tipos de Poluição
Tipos de PoluiçãoTipos de Poluição
Tipos de Poluição
 
Poluição
PoluiçãoPoluição
Poluição
 
Contaminação das águas
Contaminação das águasContaminação das águas
Contaminação das águas
 
Trab Rafael 601
Trab Rafael 601Trab Rafael 601
Trab Rafael 601
 
A ÁGua
A ÁGuaA ÁGua
A ÁGua
 

Mais de Pelo Siro

Mais de Pelo Siro (20)

1195593414 substancias quimicas
1195593414 substancias quimicas1195593414 substancias quimicas
1195593414 substancias quimicas
 
11955889 121.derrames 1
11955889 121.derrames 111955889 121.derrames 1
11955889 121.derrames 1
 
1196259117 primeiros socorros
1196259117 primeiros socorros1196259117 primeiros socorros
1196259117 primeiros socorros
 
1199995673 riscos profissionais
1199995673 riscos profissionais1199995673 riscos profissionais
1199995673 riscos profissionais
 
119625756 motsser2
119625756 motsser2119625756 motsser2
119625756 motsser2
 
119999888 revisoes
119999888 revisoes119999888 revisoes
119999888 revisoes
 
119558341 123.avaliacao de_riscos
119558341 123.avaliacao de_riscos119558341 123.avaliacao de_riscos
119558341 123.avaliacao de_riscos
 
2146
21462146
2146
 
2079
20792079
2079
 
2080
20802080
2080
 
2064
20642064
2064
 
2061
20612061
2061
 
2060
20602060
2060
 
2032
20322032
2032
 
2031
20312031
2031
 
2019
20192019
2019
 
2018
20182018
2018
 
2017
20172017
2017
 
2015
20152015
2015
 
2014
20142014
2014
 

Poluicao agua solo

  • 1. Perturbações no equilíbrio dos Ecossistemas
  • 2. Perturbações no equilíbrio dos ecossistemas
  • 6. Poluição aquática O que sabes sobre a poluição da água? Classifica as seguintes afirmações como verdadeiras (V) ou falsas (F) e descobre. A poluição dos ecossistemas aquáticos tem reflexos no ambiente global. Os plásticos e redes devem ser abandonados no alto mar pois a sua recolha é muito demorada. Os resíduos de pesticidas, de metais pesados e de adubos químicos devem ser lançados no fundo do mar. Muitos animais morrem no oceano, envenenados por produtos tóxicos. Os petroleiros são uma das maiores fontes de poluição marítima. V F F V V
  • 7. Poluição aquática Fontes de poluição aquática:  Agricultura  Indústria  Centros urbanos  Transporte de resíduos perigosos em alto mar.
  • 8. Poluição aquática Eutrofização Processo pelo qual as águas de um rio, lago ou mar, à custa de elementos provenientes de campos fertilizados e de esgotos orgânicos, se tornam extraordinariamente ricas em nutrientes, provocando excesso de vida vegetal que dificulta a vida animal por falta de oxigénio.
  • 9. Poluição aquática Acumulação de resíduos Certos poluentes podem ser acumulados nos organismos vivos, passando do meio aquático para estes – quer por contato direto, quer pela alimentação – e ir sendo transferidos ao longo das cadeias alimentares, com graves consequências ao nível da saúde.
  • 10. Poluição aquática Saúde humana Os efeitos negativos sobre a saúde humana são outra das consequências negativas da poluição aquática. RESUMO
  • 11. Poluição do solo Fontes de poluição do solo  Resíduos sólidos domésticos e urbanos  Produtos químicos industriais  Fertilizantes e pesticidas  Poluição atmosférica e aquática
  • 12. Poluição do solo Consequências  Contaminação de aquíferos  Morte de diversos organismos  Alterações das cadeias alimentares  Doenças no ser humano
  • 14. Como prevenir?  Praticar agricultura sustentável, por exemplo, a agricultura biológica.  Não usa adubos químicos. Os alimentos são mais nutritivos, protege o ambiente e a saúde humana. Degradação de solos resultantes das alterações climáticas e das atividades humanas.
  • 16. Desflorestação Causas Consequências  Erosão dos solos mais acelerada.  Mudança das condições climáticas.  Destruição de habitats.  Diminuição da capacidade de renovação do ar.
  • 17. Introdução de espécies invasoras  Espécie exótica – Espécie introduzida pelo ser humano num habitat onde não existia anteriormente.  Espécie invasora – Espécies exóticas que se instalam no novo habitat, reproduzem-se e aumentam sem controlo a quantidade de indivíduos.  Espécie autóctone – Espécie que é natural do habitat onde vive.

Notas do Editor

  1. Medidas de protecção das populações A construção de diques e barragens tem sido o meio mais utilizado para evitar inundações. No entanto, este método ganharia em eficácia se os terrenos que circundam os cursos de água fossem mais permeáveis. Assim, é necessário: • evitar a urbanização excessiva; • aumentar as áreas naturais de prado e floresta ao longo das margens dos rios. Na verdade, as construções urbanas impermeabilizamos terrenos, enquanto que as áreas de prado e floresta favore cem a infiltração da água no solo, evitando a escorrência superficial e, consequentemente, as inundações. Deste modo, as populações ficariam mais protegidas e o efeito nos ecossis-temas seria positivo. SECflS As secas caracterizam-se por longos períodos de muito baixa ou inexistente pluviosidade. Principalmente nas últimas décadas, a intervenção humana fez com que locais que eram férteis ficassem desprovidos de Vida. As necessidades alimentares das populações, nalgumas zonas da Terra, promovem a criação de animais, que é, muitas vezes, excessiva em relação à capacidade das pastagens. Logo a vegetação diminui abruptamente, o que provoca a erosão do solo. Assim, o excesso populacional e a sobrepastageir são dois dos factores que promovem a desertificação.
  2. Medidas de protecção das populações A construção de diques e barragens tem sido o meio mais utilizado para evitar inundações. No entanto, este método ganharia em eficácia se os terrenos que circundam os cursos de água fossem mais permeáveis. Assim, é necessário: • evitar a urbanização excessiva; • aumentar as áreas naturais de prado e floresta ao longo das margens dos rios. Na verdade, as construções urbanas impermeabilizamos terrenos, enquanto que as áreas de prado e floresta favore cem a infiltração da água no solo, evitando a escorrência superficial e, consequentemente, as inundações. Deste modo, as populações ficariam mais protegidas e o efeito nos ecossis-temas seria positivo. SECflS As secas caracterizam-se por longos períodos de muito baixa ou inexistente pluviosidade. Principalmente nas últimas décadas, a intervenção humana fez com que locais que eram férteis ficassem desprovidos de Vida. As necessidades alimentares das populações, nalgumas zonas da Terra, promovem a criação de animais, que é, muitas vezes, excessiva em relação à capacidade das pastagens. Logo a vegetação diminui abruptamente, o que provoca a erosão do solo. Assim, o excesso populacional e a sobrepastageir são dois dos factores que promovem a desertificação.
  3. Medidas de protecção das populações A construção de diques e barragens tem sido o meio mais utilizado para evitar inundações. No entanto, este método ganharia em eficácia se os terrenos que circundam os cursos de água fossem mais permeáveis. Assim, é necessário: • evitar a urbanização excessiva; • aumentar as áreas naturais de prado e floresta ao longo das margens dos rios. Na verdade, as construções urbanas impermeabilizamos terrenos, enquanto que as áreas de prado e floresta favore cem a infiltração da água no solo, evitando a escorrência superficial e, consequentemente, as inundações. Deste modo, as populações ficariam mais protegidas e o efeito nos ecossis-temas seria positivo. SECflS As secas caracterizam-se por longos períodos de muito baixa ou inexistente pluviosidade. Principalmente nas últimas décadas, a intervenção humana fez com que locais que eram férteis ficassem desprovidos de Vida. As necessidades alimentares das populações, nalgumas zonas da Terra, promovem a criação de animais, que é, muitas vezes, excessiva em relação à capacidade das pastagens. Logo a vegetação diminui abruptamente, o que provoca a erosão do solo. Assim, o excesso populacional e a sobrepastageir são dois dos factores que promovem a desertificação.
  4. Medidas de protecção das populações A construção de diques e barragens tem sido o meio mais utilizado para evitar inundações. No entanto, este método ganharia em eficácia se os terrenos que circundam os cursos de água fossem mais permeáveis. Assim, é necessário: • evitar a urbanização excessiva; • aumentar as áreas naturais de prado e floresta ao longo das margens dos rios. Na verdade, as construções urbanas impermeabilizamos terrenos, enquanto que as áreas de prado e floresta favore cem a infiltração da água no solo, evitando a escorrência superficial e, consequentemente, as inundações. Deste modo, as populações ficariam mais protegidas e o efeito nos ecossis-temas seria positivo. SECflS As secas caracterizam-se por longos períodos de muito baixa ou inexistente pluviosidade. Principalmente nas últimas décadas, a intervenção humana fez com que locais que eram férteis ficassem desprovidos de Vida. As necessidades alimentares das populações, nalgumas zonas da Terra, promovem a criação de animais, que é, muitas vezes, excessiva em relação à capacidade das pastagens. Logo a vegetação diminui abruptamente, o que provoca a erosão do solo. Assim, o excesso populacional e a sobrepastageir são dois dos factores que promovem a desertificação.
  5. Medidas de protecção das populações A construção de diques e barragens tem sido o meio mais utilizado para evitar inundações. No entanto, este método ganharia em eficácia se os terrenos que circundam os cursos de água fossem mais permeáveis. Assim, é necessário: • evitar a urbanização excessiva; • aumentar as áreas naturais de prado e floresta ao longo das margens dos rios. Na verdade, as construções urbanas impermeabilizamos terrenos, enquanto que as áreas de prado e floresta favore cem a infiltração da água no solo, evitando a escorrência superficial e, consequentemente, as inundações. Deste modo, as populações ficariam mais protegidas e o efeito nos ecossis-temas seria positivo. SECflS As secas caracterizam-se por longos períodos de muito baixa ou inexistente pluviosidade. Principalmente nas últimas décadas, a intervenção humana fez com que locais que eram férteis ficassem desprovidos de Vida. As necessidades alimentares das populações, nalgumas zonas da Terra, promovem a criação de animais, que é, muitas vezes, excessiva em relação à capacidade das pastagens. Logo a vegetação diminui abruptamente, o que provoca a erosão do solo. Assim, o excesso populacional e a sobrepastageir são dois dos factores que promovem a desertificação.
  6. Medidas de protecção das populações A construção de diques e barragens tem sido o meio mais utilizado para evitar inundações. No entanto, este método ganharia em eficácia se os terrenos que circundam os cursos de água fossem mais permeáveis. Assim, é necessário: • evitar a urbanização excessiva; • aumentar as áreas naturais de prado e floresta ao longo das margens dos rios. Na verdade, as construções urbanas impermeabilizamos terrenos, enquanto que as áreas de prado e floresta favore cem a infiltração da água no solo, evitando a escorrência superficial e, consequentemente, as inundações. Deste modo, as populações ficariam mais protegidas e o efeito nos ecossis-temas seria positivo. SECflS As secas caracterizam-se por longos períodos de muito baixa ou inexistente pluviosidade. Principalmente nas últimas décadas, a intervenção humana fez com que locais que eram férteis ficassem desprovidos de Vida. As necessidades alimentares das populações, nalgumas zonas da Terra, promovem a criação de animais, que é, muitas vezes, excessiva em relação à capacidade das pastagens. Logo a vegetação diminui abruptamente, o que provoca a erosão do solo. Assim, o excesso populacional e a sobrepastageir são dois dos factores que promovem a desertificação.
  7. Medidas de protecção das populações A construção de diques e barragens tem sido o meio mais utilizado para evitar inundações. No entanto, este método ganharia em eficácia se os terrenos que circundam os cursos de água fossem mais permeáveis. Assim, é necessário: • evitar a urbanização excessiva; • aumentar as áreas naturais de prado e floresta ao longo das margens dos rios. Na verdade, as construções urbanas impermeabilizamos terrenos, enquanto que as áreas de prado e floresta favore cem a infiltração da água no solo, evitando a escorrência superficial e, consequentemente, as inundações. Deste modo, as populações ficariam mais protegidas e o efeito nos ecossis-temas seria positivo. SECflS As secas caracterizam-se por longos períodos de muito baixa ou inexistente pluviosidade. Principalmente nas últimas décadas, a intervenção humana fez com que locais que eram férteis ficassem desprovidos de Vida. As necessidades alimentares das populações, nalgumas zonas da Terra, promovem a criação de animais, que é, muitas vezes, excessiva em relação à capacidade das pastagens. Logo a vegetação diminui abruptamente, o que provoca a erosão do solo. Assim, o excesso populacional e a sobrepastageir são dois dos factores que promovem a desertificação.
  8. Medidas de protecção das populações A construção de diques e barragens tem sido o meio mais utilizado para evitar inundações. No entanto, este método ganharia em eficácia se os terrenos que circundam os cursos de água fossem mais permeáveis. Assim, é necessário: • evitar a urbanização excessiva; • aumentar as áreas naturais de prado e floresta ao longo das margens dos rios. Na verdade, as construções urbanas impermeabilizamos terrenos, enquanto que as áreas de prado e floresta favore cem a infiltração da água no solo, evitando a escorrência superficial e, consequentemente, as inundações. Deste modo, as populações ficariam mais protegidas e o efeito nos ecossis-temas seria positivo. SECflS As secas caracterizam-se por longos períodos de muito baixa ou inexistente pluviosidade. Principalmente nas últimas décadas, a intervenção humana fez com que locais que eram férteis ficassem desprovidos de Vida. As necessidades alimentares das populações, nalgumas zonas da Terra, promovem a criação de animais, que é, muitas vezes, excessiva em relação à capacidade das pastagens. Logo a vegetação diminui abruptamente, o que provoca a erosão do solo. Assim, o excesso populacional e a sobrepastageir são dois dos factores que promovem a desertificação.
  9. Medidas de protecção das populações A construção de diques e barragens tem sido o meio mais utilizado para evitar inundações. No entanto, este método ganharia em eficácia se os terrenos que circundam os cursos de água fossem mais permeáveis. Assim, é necessário: • evitar a urbanização excessiva; • aumentar as áreas naturais de prado e floresta ao longo das margens dos rios. Na verdade, as construções urbanas impermeabilizamos terrenos, enquanto que as áreas de prado e floresta favore cem a infiltração da água no solo, evitando a escorrência superficial e, consequentemente, as inundações. Deste modo, as populações ficariam mais protegidas e o efeito nos ecossis-temas seria positivo. SECflS As secas caracterizam-se por longos períodos de muito baixa ou inexistente pluviosidade. Principalmente nas últimas décadas, a intervenção humana fez com que locais que eram férteis ficassem desprovidos de Vida. As necessidades alimentares das populações, nalgumas zonas da Terra, promovem a criação de animais, que é, muitas vezes, excessiva em relação à capacidade das pastagens. Logo a vegetação diminui abruptamente, o que provoca a erosão do solo. Assim, o excesso populacional e a sobrepastageir são dois dos factores que promovem a desertificação.
  10. Medidas de protecção das populações A construção de diques e barragens tem sido o meio mais utilizado para evitar inundações. No entanto, este método ganharia em eficácia se os terrenos que circundam os cursos de água fossem mais permeáveis. Assim, é necessário: • evitar a urbanização excessiva; • aumentar as áreas naturais de prado e floresta ao longo das margens dos rios. Na verdade, as construções urbanas impermeabilizamos terrenos, enquanto que as áreas de prado e floresta favore cem a infiltração da água no solo, evitando a escorrência superficial e, consequentemente, as inundações. Deste modo, as populações ficariam mais protegidas e o efeito nos ecossis-temas seria positivo. SECflS As secas caracterizam-se por longos períodos de muito baixa ou inexistente pluviosidade. Principalmente nas últimas décadas, a intervenção humana fez com que locais que eram férteis ficassem desprovidos de Vida. As necessidades alimentares das populações, nalgumas zonas da Terra, promovem a criação de animais, que é, muitas vezes, excessiva em relação à capacidade das pastagens. Logo a vegetação diminui abruptamente, o que provoca a erosão do solo. Assim, o excesso populacional e a sobrepastageir são dois dos factores que promovem a desertificação.
  11. Medidas de protecção das populações A construção de diques e barragens tem sido o meio mais utilizado para evitar inundações. No entanto, este método ganharia em eficácia se os terrenos que circundam os cursos de água fossem mais permeáveis. Assim, é necessário: • evitar a urbanização excessiva; • aumentar as áreas naturais de prado e floresta ao longo das margens dos rios. Na verdade, as construções urbanas impermeabilizamos terrenos, enquanto que as áreas de prado e floresta favore cem a infiltração da água no solo, evitando a escorrência superficial e, consequentemente, as inundações. Deste modo, as populações ficariam mais protegidas e o efeito nos ecossis-temas seria positivo. SECflS As secas caracterizam-se por longos períodos de muito baixa ou inexistente pluviosidade. Principalmente nas últimas décadas, a intervenção humana fez com que locais que eram férteis ficassem desprovidos de Vida. As necessidades alimentares das populações, nalgumas zonas da Terra, promovem a criação de animais, que é, muitas vezes, excessiva em relação à capacidade das pastagens. Logo a vegetação diminui abruptamente, o que provoca a erosão do solo. Assim, o excesso populacional e a sobrepastageir são dois dos factores que promovem a desertificação.
  12. Medidas de protecção das populações A construção de diques e barragens tem sido o meio mais utilizado para evitar inundações. No entanto, este método ganharia em eficácia se os terrenos que circundam os cursos de água fossem mais permeáveis. Assim, é necessário: • evitar a urbanização excessiva; • aumentar as áreas naturais de prado e floresta ao longo das margens dos rios. Na verdade, as construções urbanas impermeabilizamos terrenos, enquanto que as áreas de prado e floresta favore cem a infiltração da água no solo, evitando a escorrência superficial e, consequentemente, as inundações. Deste modo, as populações ficariam mais protegidas e o efeito nos ecossis-temas seria positivo. SECflS As secas caracterizam-se por longos períodos de muito baixa ou inexistente pluviosidade. Principalmente nas últimas décadas, a intervenção humana fez com que locais que eram férteis ficassem desprovidos de Vida. As necessidades alimentares das populações, nalgumas zonas da Terra, promovem a criação de animais, que é, muitas vezes, excessiva em relação à capacidade das pastagens. Logo a vegetação diminui abruptamente, o que provoca a erosão do solo. Assim, o excesso populacional e a sobrepastageir são dois dos factores que promovem a desertificação.
  13. Medidas de protecção das populações A construção de diques e barragens tem sido o meio mais utilizado para evitar inundações. No entanto, este método ganharia em eficácia se os terrenos que circundam os cursos de água fossem mais permeáveis. Assim, é necessário: • evitar a urbanização excessiva; • aumentar as áreas naturais de prado e floresta ao longo das margens dos rios. Na verdade, as construções urbanas impermeabilizamos terrenos, enquanto que as áreas de prado e floresta favore cem a infiltração da água no solo, evitando a escorrência superficial e, consequentemente, as inundações. Deste modo, as populações ficariam mais protegidas e o efeito nos ecossis-temas seria positivo. SECflS As secas caracterizam-se por longos períodos de muito baixa ou inexistente pluviosidade. Principalmente nas últimas décadas, a intervenção humana fez com que locais que eram férteis ficassem desprovidos de Vida. As necessidades alimentares das populações, nalgumas zonas da Terra, promovem a criação de animais, que é, muitas vezes, excessiva em relação à capacidade das pastagens. Logo a vegetação diminui abruptamente, o que provoca a erosão do solo. Assim, o excesso populacional e a sobrepastageir são dois dos factores que promovem a desertificação.
  14. Medidas de protecção das populações A construção de diques e barragens tem sido o meio mais utilizado para evitar inundações. No entanto, este método ganharia em eficácia se os terrenos que circundam os cursos de água fossem mais permeáveis. Assim, é necessário: • evitar a urbanização excessiva; • aumentar as áreas naturais de prado e floresta ao longo das margens dos rios. Na verdade, as construções urbanas impermeabilizamos terrenos, enquanto que as áreas de prado e floresta favore cem a infiltração da água no solo, evitando a escorrência superficial e, consequentemente, as inundações. Deste modo, as populações ficariam mais protegidas e o efeito nos ecossis-temas seria positivo. SECflS As secas caracterizam-se por longos períodos de muito baixa ou inexistente pluviosidade. Principalmente nas últimas décadas, a intervenção humana fez com que locais que eram férteis ficassem desprovidos de Vida. As necessidades alimentares das populações, nalgumas zonas da Terra, promovem a criação de animais, que é, muitas vezes, excessiva em relação à capacidade das pastagens. Logo a vegetação diminui abruptamente, o que provoca a erosão do solo. Assim, o excesso populacional e a sobrepastageir são dois dos factores que promovem a desertificação.
  15. Medidas de protecção das populações A construção de diques e barragens tem sido o meio mais utilizado para evitar inundações. No entanto, este método ganharia em eficácia se os terrenos que circundam os cursos de água fossem mais permeáveis. Assim, é necessário: • evitar a urbanização excessiva; • aumentar as áreas naturais de prado e floresta ao longo das margens dos rios. Na verdade, as construções urbanas impermeabilizamos terrenos, enquanto que as áreas de prado e floresta favore cem a infiltração da água no solo, evitando a escorrência superficial e, consequentemente, as inundações. Deste modo, as populações ficariam mais protegidas e o efeito nos ecossis-temas seria positivo. SECflS As secas caracterizam-se por longos períodos de muito baixa ou inexistente pluviosidade. Principalmente nas últimas décadas, a intervenção humana fez com que locais que eram férteis ficassem desprovidos de Vida. As necessidades alimentares das populações, nalgumas zonas da Terra, promovem a criação de animais, que é, muitas vezes, excessiva em relação à capacidade das pastagens. Logo a vegetação diminui abruptamente, o que provoca a erosão do solo. Assim, o excesso populacional e a sobrepastageir são dois dos factores que promovem a desertificação.
  16. Medidas de protecção das populações A construção de diques e barragens tem sido o meio mais utilizado para evitar inundações. No entanto, este método ganharia em eficácia se os terrenos que circundam os cursos de água fossem mais permeáveis. Assim, é necessário: • evitar a urbanização excessiva; • aumentar as áreas naturais de prado e floresta ao longo das margens dos rios. Na verdade, as construções urbanas impermeabilizamos terrenos, enquanto que as áreas de prado e floresta favore cem a infiltração da água no solo, evitando a escorrência superficial e, consequentemente, as inundações. Deste modo, as populações ficariam mais protegidas e o efeito nos ecossis-temas seria positivo. SECflS As secas caracterizam-se por longos períodos de muito baixa ou inexistente pluviosidade. Principalmente nas últimas décadas, a intervenção humana fez com que locais que eram férteis ficassem desprovidos de Vida. As necessidades alimentares das populações, nalgumas zonas da Terra, promovem a criação de animais, que é, muitas vezes, excessiva em relação à capacidade das pastagens. Logo a vegetação diminui abruptamente, o que provoca a erosão do solo. Assim, o excesso populacional e a sobrepastageir são dois dos factores que promovem a desertificação.
  17. Medidas de protecção das populações A construção de diques e barragens tem sido o meio mais utilizado para evitar inundações. No entanto, este método ganharia em eficácia se os terrenos que circundam os cursos de água fossem mais permeáveis. Assim, é necessário: • evitar a urbanização excessiva; • aumentar as áreas naturais de prado e floresta ao longo das margens dos rios. Na verdade, as construções urbanas impermeabilizamos terrenos, enquanto que as áreas de prado e floresta favore cem a infiltração da água no solo, evitando a escorrência superficial e, consequentemente, as inundações. Deste modo, as populações ficariam mais protegidas e o efeito nos ecossis-temas seria positivo. SECflS As secas caracterizam-se por longos períodos de muito baixa ou inexistente pluviosidade. Principalmente nas últimas décadas, a intervenção humana fez com que locais que eram férteis ficassem desprovidos de Vida. As necessidades alimentares das populações, nalgumas zonas da Terra, promovem a criação de animais, que é, muitas vezes, excessiva em relação à capacidade das pastagens. Logo a vegetação diminui abruptamente, o que provoca a erosão do solo. Assim, o excesso populacional e a sobrepastageir são dois dos factores que promovem a desertificação.