Meia-idade?
Tu sabes que estás a chegar à meia-idade quando
tudo te dói e o que não dói não funciona.
Nós chegamos à meia-idade quando fazer amor nos
transforma num animal selvagem: uma preguiça.
Meia-idade é quando a tua idade
começa a aparecer na cintura!.
Na meia-idade ainda sentes vontade
mas não te lembras exactamente do quê.
Meia-idade é quando sentes vontade de te exercitar e
deitas-te para esperar que passe.
Meia-idade é quando o teu médico recomenda exercício ao ar
livre e tu pegas no carro e
sais a guiar com a janela aberta.
Na meia-idade, jantares à luz de velas não são mais
românticos porque não se consegue ler o Menu.
Meia-idade é quando começamos a apagar as luzes
por economia e não para criar
um clima romântico.
Meia-idade é quando em vez de pentear os cabelos,
começas a "arrumar" os que sobram.
Infância: época da vida em que fazemos
caretas para o espelho.
Meia-idade: época da vida em que
o espelho se vinga.
Há três períodos na vida:
infância, juventude e
estás com uma “aparência esplêndida”.
(esta é óptima)
Estás na meia-idade?
Ânimo! O pior ainda está por vir!
Sabes que estás na meia-idade quando
tudo aquilo que a Mãe Natureza te deu
o Pai Tempo começa levar embora.
Meia-idade é quando paramos de criticar a geração
mais velha e começamos a criticar a mais nova.
Meia-idade é quando sabemos todas as respostas e
ninguém nos pergunta nada.
Meia-idade é quando se atiram a ti no cinema, só
porque estão atrás das tuas pipocas.
Meia-idade: primeiro começas a esquecer os nomes,
depois as caras, e por fim de fechar a braguilha.
Meia-idade, enfim,
é quando já não temos mais idade para dar
maus exemplos e passamos a dar bons conselhos...
"Não há cura para o nascer e o
morrer,
a não ser saborear o intervalo".
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Meia idade

350 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
350
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • {}
  • Meia idade

    1. 1. Meia-idade?
    2. 2. Tu sabes que estás a chegar à meia-idade quando tudo te dói e o que não dói não funciona.
    3. 3. Nós chegamos à meia-idade quando fazer amor nos transforma num animal selvagem: uma preguiça.
    4. 4. Meia-idade é quando a tua idade começa a aparecer na cintura!.
    5. 5. Na meia-idade ainda sentes vontade mas não te lembras exactamente do quê.
    6. 6. Meia-idade é quando sentes vontade de te exercitar e deitas-te para esperar que passe.
    7. 7. Meia-idade é quando o teu médico recomenda exercício ao ar livre e tu pegas no carro e sais a guiar com a janela aberta.
    8. 8. Na meia-idade, jantares à luz de velas não são mais românticos porque não se consegue ler o Menu.
    9. 9. Meia-idade é quando começamos a apagar as luzes por economia e não para criar um clima romântico.
    10. 10. Meia-idade é quando em vez de pentear os cabelos, começas a "arrumar" os que sobram.
    11. 11. Infância: época da vida em que fazemos caretas para o espelho.
    12. 12. Meia-idade: época da vida em que o espelho se vinga.
    13. 13. Há três períodos na vida: infância, juventude e estás com uma “aparência esplêndida”. (esta é óptima)
    14. 14. Estás na meia-idade? Ânimo! O pior ainda está por vir!
    15. 15. Sabes que estás na meia-idade quando tudo aquilo que a Mãe Natureza te deu o Pai Tempo começa levar embora.
    16. 16. Meia-idade é quando paramos de criticar a geração mais velha e começamos a criticar a mais nova.
    17. 17. Meia-idade é quando sabemos todas as respostas e ninguém nos pergunta nada.
    18. 18. Meia-idade é quando se atiram a ti no cinema, só porque estão atrás das tuas pipocas.
    19. 19. Meia-idade: primeiro começas a esquecer os nomes, depois as caras, e por fim de fechar a braguilha.
    20. 20. Meia-idade, enfim, é quando já não temos mais idade para dar maus exemplos e passamos a dar bons conselhos...
    21. 21. "Não há cura para o nascer e o morrer, a não ser saborear o intervalo".

    ×