79

369 visualizações

Publicada em

Técnicas de Procura de Emprego

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
369
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
35
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

79

  1. 1. Educação, Formação e Emprego “Como apresentar uma Candidatura Espontânea?”
  2. 2. Candidatura Espontânea O que é?  A candidatura espontânea é uma forma de se dar a conhecer, isto é, de fazer a sua promoção pessoal.
  3. 3. Existem duas formas de fazer a candidatura espontânea:  Escrevendo e publicando o seu próprio anúncio de emprego;  Escrevendo e enviando uma carta da candidatura espontânea.
  4. 4. O seu próprio anúncio de emprego Como redigi-lo? Para ser eficaz, o anúncio deve:  Ser de fácil leitura;  Ser escrito de forma resumida;
  5. 5.  Salientar as suas características que considere mais importantes para o posto de trabalho que pretende;  Ser apelativo de forma a motivar os potenciais empregadores a quererem conhecê-lo.
  6. 6. Se decidiu publicar o seu próprio anúncio, tenha em atenção:  O aspecto gráfico;  O formato;  Dias e frequência de publicação.
  7. 7. Exemplos: Publicar o seu próprio anúncio é oferecer os seus serviços. JOVEM QUALIFICADO Com 25 anos, curso de mecânico com alguma experiência, procura emprego. Disponibilidade imediata: Telefone: xxxxxxxxx COZINHEIRO Competente, com muita experiência na cozinha tradicional portuguesa. Está disponível para trabalhar em qualquer parte do país. Telefone: xxxxxxxxx
  8. 8. Carta de candidatura Espontânea O que é?  É uma carta dirigida a um empregador, oferecendo espontaneamente os seus serviços. Ela é, geralmente, acompanhada de um Currículo.
  9. 9. Para que serve?  Suscitar o interesse do empregador;  Chamar a atenção para o seu Currículo;  Expressar o seu interesse e motivação face à função e à empresa a que se candidata;  Conseguir obter uma entrevista.
  10. 10. Como proceder? Antes de escrever a Carta de Candidatura Espontânea deverá:  Definir com exactidão aquilo que pode e quer fazer;  Anotar e seleccionar as actividades e empresas que mais lhe interessam;
  11. 11.  Informar-se o mais possível sobre as empresas a que se candidata, através de, por exemplo:  Jornais, revistas e anúncios especializados;  Cartazes publicitários ou anúncios da empresa;  Trabalhadores da própria empresa;  Associações empresariais e sindicatos.
  12. 12. Como redigi-lo? A carta de candidatura espontânea deverá desenvolver três ideias principais:  Introdução;  Desenvolvimento;  Conclusão.
  13. 13. Ao escrever a carta deverá ter em atenção os seguintes aspectos:  Escreva de preferência à mão, em papel branco, A4, sem linhas;  Utilize frases curtas, claras, sem erros de ortografia; A carta é uma imagem de si! Dê-lhe uma apresentação cuidada.
  14. 14.  Evite banalidades, falsos elogios e frases pomposas;  Não utilize o post-scriptum (P.S.);  Escreva os seus elementos de identificação no canto superior esquerdo da folha;  Se for acompanhada de um currículo escreva no canto inferior esquerdo “Anexo: Currículo”.
  15. 15. A quem deve dirigi-la?  Ao Director de Recursos Humanos, na grandes empresas;  Ao Director da Empresas, nas pequenas e médias empresas e nas empresas de recrutamento e selecção.

×