Potencialidades do sector primário no          Litoral Alentejano
O clima e o solo Quanto ao clima, mediterrâneo, este só se  encontra em 1,7 % da superfície terrestre e  apresenta caract...
A escolha de culturasA escolha das culturas tem que respeitar o clima, o que significa:a) a opção por culturas de Outono/I...
Condições específicas O Alentejo litoral devido à proximidade do mar confere temperaturas mais amenas no Inverno e menos ...
A exploração sustentada a exploração sustentada do Litoral alentejano deverá  apostar no aproveitamento destas condições ...
A disponibilidade de água para fins de regadio e as condiçõestérmicas, resultado do efeito termo-regulador do mar, oferece...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

6 potencialidades do sector primário no litoral alentejano

1.389 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.389
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
908
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

6 potencialidades do sector primário no litoral alentejano

  1. 1. Potencialidades do sector primário no Litoral Alentejano
  2. 2. O clima e o solo Quanto ao clima, mediterrâneo, este só se encontra em 1,7 % da superfície terrestre e apresenta características muito específicas - desencontro entre o período de temperaturas elevadas e a estação das chuvas -condicionando drasticamente as opções do sector primário no aproveitamento do seu recurso principal, o solo. Quanto ao tipo de solo existe predominância de solos litólicos e podzólicos, com uma reduzida aptidão para uma agricultura de sequeiro
  3. 3. A escolha de culturasA escolha das culturas tem que respeitar o clima, o que significa:a) a opção por culturas de Outono/Inverno, resistentes às temperaturas baixas e à eventual ocorrência de geadas, como p. ex. o trigo ou a ervilha;b) a possibilidade de cultivar espécies exigentes em temperatura durante a estação quente quando existe o recurso ao regadio, como arroz ou milho;c) o aproveitamento de espécies vegetais permanentes, capazes de suportar a secura e o calor estivais, como a vinha, o olival ou algumas espécies florestais.
  4. 4. Condições específicas O Alentejo litoral devido à proximidade do mar confere temperaturas mais amenas no Inverno e menos tórridas no Verão, possibilitando, na presença de água, uma panóplia de culturas, que vão desde as mais vulgares como o milho e o arroz, a batata doce e o amendoim, até às culturas hortícolas mais diversas produzidas em estufa durante o Inverno. O outro aspecto único desta região é o enorme património florestal, cuja composição, dominada pela presença do sobreiro, representa um valor incalculável, não apenas para o sector primário.
  5. 5. A exploração sustentada a exploração sustentada do Litoral alentejano deverá apostar no aproveitamento destas condições específicas, ou seja, em grande parte do seu território, no aproveitamento das suas zonas de montado por sistemas de exploração silvo- pastoris, que visam a obtenção de algumas mais- valias quer a nível do aproveitamento florestal quer pecuário, como seria a integração de várias espécies animais e a melhoria das condições do pastoreio. Uma gestão integrada do montado que visa a sua exploração económica por um lado, e a sua preservação e limpeza por outro
  6. 6. A disponibilidade de água para fins de regadio e as condiçõestérmicas, resultado do efeito termo-regulador do mar, oferecem aesta região potencialidades únicas, que estão a ser exploradas deuma forma muito deficiente. Dever-se-á postar na exploração de produtos horto-frutícolasnum quadro de elevados padrões de qualidade dos mesmos erespeitador das exigências ambientais, em combinação comestruturas adequadas de comercialização.Esta postura traria uma nova dinâmica a esta região que temvindo a ser dominada pelas actividades do sector terciário. FIM

×