308

518 visualizações

Publicada em

escola

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

308

  1. 1. Grupo: Domingos Barros; José 1 ERGONOMIA Julho/ 2004
  2. 2. Grupo: Domingos Barros; José 2 Resumo da Apresentação • Método RULA (Rapid Upper Limb Assessment) • Tabelas de Pontuação - Postura do Membro Superior - Postura do Pescoço, Tronco e Pernas • Análise do Posto de Trabalho
  3. 3. Grupo: Domingos Barros; José 3 Método RULA Baseia-se na identificação dos principais factores que reconhecidamente contribuem para o aparecimento das lesões dos membros superiores (LOHUMS – Lesão Ocupacional por Hiper-Utilização dos Membros Superiores).
  4. 4. Grupo: Domingos Barros; José 4 Método RULA Factores associados às LOHUMS, segundo McPhee (1987) - Factores Externos: N.º de movimentos Trabalho muscular estático Força Postura determinada pelo equipamento e mobiliário
  5. 5. Grupo: Domingos Barros; José 5 Método RULA Factores associados às LOHUMS, segundo McPhee (1987) - Factores que influenciam a carga de trabalho, mas que podem variar de pessoa para pessoa: - Postura adoptada - Necessidade de rapidez e precisão dos movimentos - Frequência e duração das pausas feitas pelo colaborador - Uso desnecessário de força e precisão dos movimentos
  6. 6. Grupo: Domingos Barros; José 6 Método RULA Factores associados às LOHUMS, segundo McPhee (1987) - Factores que condicionam a resposta individual a uma determinada carga de trabalho: - Factores individuais (experiência, treino, idade, condição física) - Factores ambientais no local de trabalho (iluminação, ruído, vibrações, ambiente térmico) - Variáveis psico-sociais
  7. 7. Grupo: Domingos Barros; José 7 Método RULA Como utilizar o método RULA? Passo 1: Registar os pontos da postura de cada parte do corpo dos grupos A e B, na coluna da esquerda da folha de registo das pontuações RULA. Registar também os pontos de utilização dos músculos e a força exercida para ambos os grupos A e B.
  8. 8. Grupo: Domingos Barros; José 8 Método RULA Como utilizar o método RULA? Passo 2: Codificar os pontos das posturas do grupo A usando a tabela A e para o grupo B com a tabela B. Somar os pontos relativos ao uso dos músculos e força para obter as pontuações C e D.
  9. 9. Grupo: Domingos Barros; José 9 Método RULA Como utilizar o método RULA? Passo 3: Utilizando as pontuações C e D, obter a Pontuação Total na tabela C. Comparar este valor com a seguinte Lista de níveis acção
  10. 10. Grupo: Domingos Barros; José 10 Método RULA Lista de níveis acção Nível de acção 1: Uma pontuação de 1 ou 2 indica que a postura é aceitável se não for mantida ou repetida por longos períodos. Nível de acção 2: Um valor de 3 ou 4 indica que será preciso investigar melhor e que poderão ser necessárias modificações. Nível de acção 3: Uma pontuação de 5 ou 6 indica que é urgente investigar melhor e realizar modificações. Nível de acção 4: Uma pontuação de 7 ou superior indica que é imperioso realizar investigações e modificações imediatamente.
  11. 11. Grupo: Domingos Barros; José 11 Tabela A Pontuação da postura do membro superior 1 2 1 2 1 2 1 2 1 1 2 2 2 2 3 3 3 2 2 2 2 2 3 3 3 3 3 2 3 3 3 3 3 4 4 1 2 3 3 3 3 4 4 4 2 3 3 3 3 3 4 4 4 3 3 4 4 4 4 4 5 5 1 3 3 4 4 4 4 5 5 2 3 4 4 4 4 4 5 5 3 4 4 4 4 4 5 5 5 1 4 4 4 4 4 5 5 5 2 4 4 4 4 4 5 5 5 3 4 4 4 5 5 5 6 6 1 5 5 5 5 5 6 6 7 2 5 6 6 6 6 7 7 7 3 6 6 6 7 7 7 7 8 1 7 7 7 7 7 8 8 9 2 8 8 8 8 8 9 9 9 3 9 9 9 9 9 9 9 9 Rotação do Membro Superior Antebraço Pontuação da postura do pulso 1 2 3 4 5 6 TABELA A - Pontuação da postura do membro superior 1 2 3 4 Rotação do Rotação do Rotação do
  12. 12. Grupo: Domingos Barros; José 12 Tabela B Pontuação de postura do pescoço, tronco e pernas 1 2 1 2 1 2 1 2 1 2 1 2 1 1 3 2 3 3 4 5 5 6 6 7 7 2 2 3 2 3 4 5 5 5 6 7 7 7 3 3 3 3 4 4 5 5 6 6 7 7 7 4 5 5 5 6 6 7 7 7 7 7 8 8 5 7 7 7 7 7 8 8 8 8 8 8 8 6 8 8 8 8 8 8 8 9 9 9 9 9 6 Pernas Pernas Pernas Pernas Pontuação da Postura do Tronco Pontuação da postura do pescoço TABELA B - Pontuação da postura do pescoço, tronco e pernas Pernas Pernas 1 2 3 4 5
  13. 13. Grupo: Domingos Barros; José 13 Tabela C Pontuação Total 1 2 3 4 5 6 7 1 1 2 3 3 4 5 5 2 2 2 3 4 4 5 5 3 3 3 3 4 4 5 6 4 3 3 3 4 5 6 6 5 4 4 4 5 6 6 4 4 5 6 6 7 5 5 6 6 8 5 5 6 7 Pontuação C (Membro Superior) Pontuação D (Pescoço, tronco e pernas) TABELA C - Pontuação Total
  14. 14. Grupo: Domingos Barros; José 14 Grupo A – Pontuações para o membro superior
  15. 15. Grupo: Domingos Barros; José 15 Grupo B – Pontuações para pescoço, tronco e pernas
  16. 16. Grupo: Domingos Barros; José 16 Posto de Trabalho – Apoio de braço 1-Encaixar espuma na tampa flocada 2 - Aprovisionar capa(ver lista de produtos) e vestir espuma, ajustando os cantos 3 - Apontar perfis nas calhas da tampa flocada 4 - Fixar perfis nas calhas da tampa flocada 5 - Colocar 2 molas no botão 6 - Aplicar massa no botão
  17. 17. Grupo: Domingos Barros; José 17 Posto de Trabalho – Apoio de braço 7 - Encaixar botão na parte frontal da tampa flocada. 8 - Encaixar embelezador na parte frontal da tampa flocada, prendendo bordas do tecido.
  18. 18. Grupo: Domingos Barros; José 18 Análise do Posto de Trabalho Análise Ergonómica do Posto de Trabalho
  19. 19. Grupo: Domingos Barros; José 19 Avaliação de Nexo Causal Página 1 Identificação Nome Completo: Idade: Matrícula Função: Estatura: Setor: Fábrica: Turno: Uet: Supervisor: Sênior: Histórico Queixa: Parte do Corpo Atingida: Início da queixa: Postos de Trabalho: Posto de Queixa: Absenteísta: ( ) Sim ( ) Não Restrição: ( ) Sim ( ) Não Data da restrição: Histórico: Especialista: Médico: Data: Exames: RNM Data: Us: Data: RX/Outros: Data: Avaliação do Posto de Queixa Uet: Atividade com Menbro afetado: Posto: Habilidade: Cot. Erg.: Tempo de Trabalho no posto: Tempo de Trabalho ao Dia: Descrição das atividades: Tempo do Ciclo: Número de ciclos ao dia: Tempo ocupado no ciclo: Percentual do Ciclo Ocupado : * Limite de Peso Recomendado LPR = _____ Kg * Índice de Levantamento IL = __ FAV Altura: Fator:______ FRLT Desloc. Ang: Fator:______ FDUP Deslocamento: Fator:______ FDH Distância: Fator:______ FQPC Pega: Fator:______ FFL Frequência Fator:______ Presença de vibração: ( ) Sim ( )Não Presença de torque: ( ) Sim ( )Não N = Análise do Posto de Trabalho Ficha de registo de Dados Pessoais/ Médicos
  20. 20. Grupo: Domingos Barros; José 20 Análise do Posto de Trabalho Conclusão: É urgente investigar melhor e realizar modificações (Lista de níveis de acção) Grupo A/B Tabela A Uso de músculos Uso de Força Soma Tabela C Braço 2 Antebraço 1 Pulso 3 Rotação 2 Pescoço 3 Tronco 4 Pernas 1 * Só se atribui pontuação relativa à força ou carga, se tivermos um esforço além do que é considerado normal; caso contrário atribuímos zero. 0 0 0* 0B A 5 5 5 5 6
  21. 21. Grupo: Domingos Barros; José 21 Consequências Epicondilite Lateral
  22. 22. Grupo: Domingos Barros; José 22 Consequências Síndrome Canal do Carpo
  23. 23. Grupo: Domingos Barros; José 23 Consequências Tendinite de Quervain Tendinite Dupuytren
  24. 24. Grupo: Domingos Barros; José 24 Alterações propostas Alturas das mesas ajustáveis:
  25. 25. Grupo: Domingos Barros; José 25 Alterações propostas Colocar: - Tapetes de descanso - cadeira ajustável - “Pousa pés”
  26. 26. Grupo: Domingos Barros; José 26 Alterações propostas Posição Incorrecta Em alguns casos, pode-se mudar as ferramentas para manter os braços baixos Posição Correcta Deve-se ter o cotovelo baixo e manter o antebraço em linha recta
  27. 27. Grupo: Domingos Barros; José 27 Alterações propostas Utilização correcta da ferramenta:
  28. 28. Grupo: Domingos Barros; José 28 Alterações propostas Local de armazenagem de ferramentas ou peças adequado:
  29. 29. Grupo: Domingos Barros; José 29 Regras básicas para posicionamento de ferramentas e dispositivos no local de trabalho: - determine um local fixo para as ferramentas e materiais que o trabalhador mais usa; - coloque os instrumentos e componentes de uso frequente dentro da área de alcance óptimo; - a mesa deve ter iluminação adequada à exigência visual da tarefa - oriente utilizar dispositivos para o trabalho de segurar, fixar e sustentar as peças
  30. 30. Grupo: Domingos Barros; José 30 Regras básicas para posicionamento de ferramentas e dispositivos no local de trabalho: - posicione alavancas e controles ao alcance normal dos braços, evitando mudança de postura - dobre o cabo da ferramenta, para que não tenha que dobrar o punho; - adapte a empunhadeira das ferramentas, de forma a fazer contato com toda a superfície da palma da mão; - distribua a carga de trabalho de acordo com a capacidade das pernas, mãos e dedos.
  31. 31. Grupo: Domingos Barros; José 31 Muito obrigado. Trabalho realizado para o Módulo de Ergonomia, integrado no Curso de Pós Graduação em Segurança 31 Julho 2004 / ISQ, Grijó

×