1262944517 agricultura

593 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
593
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
336
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1262944517 agricultura

  1. 1. Trabalho Seguro, Melhor Futuro Esta apresentação ainda não parece mas vai ser uma apresentação aberta como um jogo: o Jogo das Comparações. Para ler e para ver com muita atenção. Foi imaginada a pensar em todas as Rosas a Acácios, Marianas e Sofias e em todos os meninos do campo – para que aprendam a viver em segurança por entre máquinas agrícolas, ferramentas e produtos tóxicos, nos próprios locais de trabalho dos adultos. Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho
  2. 2. Trabalho Seguro, Melhor Futuro Aqui estão estes novos amigos. O Acácio leva um malmequer na mão e a Rosa não larga o seu patinho por nada deste mundo! Eles vivem numa quinta com os pais e os avós que são agricultores pois cultivam a terra e também criam carneiros, galinhas e perus, Nesta quinta há um estábulo, um celeiro e maquinas agrícolas. Ah, é verdade... e ainda um cão e um gato que não perdem pitada do que se passa à sua volta!
  3. 3. Trabalho Seguro, Melhor Futuro O dia vai começar. É a hora da distribuição de trabalhos. A mãe está contente por ter um computador, pois assim já pode informatizar a exploração agrícola. O pai vai ler os rótulos dos pesticidas para não se enganar nas doses, e entretanto recomenda aos filhos: - «Meninos, chapeuzinho sempre na cabeça e creme nas bochechas, que o sol vai estar forte!» Em sua sabedoria, os avós alegram-se: Como os tempos mudaram! Qualquer dia os nossos netos já poderão ajudar nos trabalhos da quinta!
  4. 4. - «E agora que já conhecem os nossos donos, que tal se começássemos o jogo das Comparações?» - pergunta o cão. - «Boa ideia! Boa ideia!» - concorda logo o gato. E nós também concordamos. Então vai ser assim: A partir daqui, em cada página, reparem como o cão e o gato até pulam de aflição ao verem as tolices que a Rosa e o Acácio fazem, algumas de grande perigo! Ora vamos lá descobrir que tolices são essas. Se as descobrirem, estão a perceber onde estão os perigos. Depois só falta compararem com o que se vê na respectiva página seguinte, em que a Rosa e o Acácio não estão a fazer coisas perigosas. Assim, vai ser mais fácil evitar os acidentes no campo, não acham? Trabalho Seguro, Melhor Futuro
  5. 5. Trabalho Seguro, Melhor Futuro Ai. mas onde é que a Rosa e o Acácio têm a cabeça? Que disparates andarão eles a fazer? Máquinas para trabalhar não são para brincar! E quem é que não sabe o perigo de morte que se esconde nas embalagens vazias dos pesticidas? Sim, porque estas também não são para brincar! Há tanta coisa interessante para fazer numa quinta, sem perigo nenhum! Ora olhem a página a seguir...
  6. 6. «Uff, que sorte!» - sorriu o cão. Os meus donos mais novos sabem brincar com segurança e imaginação. O que estará a ler a Rosa?! já sei... Livro tão grande só pode ser um Mapa de Tesouros... Ah, afinal, vendo bem, é mas é um Atlas! Um Atlas com indicações preciosas para uma bela aventura em terras e mares desconhecidos. «Uff, que sorte!» - sorriu o gato. Olha o Acácio! Mas que bela ideia! Vou ver se ele me deixa ir de tractor até à Patagónia! Trabalho Seguro, Melhor Futuro
  7. 7. Como é possível transformar um laranjal tão bonito num autêntico lugar de horrores! Pobre mãe que à noitinha se vai queixar com dores nas costas! Pudera... Levanta o cabaz cheio, a um quilómetro de distância do corpo, e nem dobra os joelhos, nem afasta os pés, nem endireita as costas... E o Acácio estará a preparar um valente trambolhão? Mas o mais perigoso é o pai estar a trabalhar com uma moto-serra e ter um cachecol comprido à volta do pescoço! Trabalho Seguro, Melhor Futuro
  8. 8. Assim, sim! Agora o pai está equipado como deve ser e ninguém pode dizer o contrário! A mãe está a levantar correctamente um cabaz cheio de laranjas. A escada está em bom estado - e a Rosa está a agarrá-la em segurança, sem o perigo de lhe cair uma ferramenta no nariz... Assim, sim! - medita o gato no alto da árvore, com um olho aberto e outro fechado. Trabalho Seguro, Melhor Futuro
  9. 9. Que grande barafunda! Ali é que eu não entro! - parece dizer o gato, espreitando para dentro da casa de arrumações. E tem toda a razão. Num lugar como este, nem a Rosa nem o Acácio deviam entrar. Não é um quarto de brinquedos nem sítio onde se coma. O perigo espreita por toda a parte: basta ler os rótulos! . E onde há inundação, nunca se arranjam lâmpadas. «Fujam! Fujam depressa desta casa de desarrumações!» - ladra o cão amigo, com todas as suas forças. Trabalho Seguro, Melhor Futuro
  10. 10. Cada coisa no seu sítio. Um sítio para cada coisa! Agora vê-se bem que os produtos venenosos estão fechados à chave. Também se vê onde descansam, lavados e arrumados, os fatos de protecção. Isto tem alguma comparação com a barafunda que se viu no desenho anterior? Reparem como a Rosa e o Acácío estão a espreitar à janela, pois... sabem muito bem que ali não devem entrar! Trabalho Seguro, Melhor Futuro
  11. 11. Se esta vaquinha falasse, talvez dissesse que gostava mais de viver noutro estábulo: num estábulo que obedecesse às regras de construção e segurança da UE! Mas como não fala, não se queixa... Não se queixa e vira as costas ao perigoso alçapão aberto, à forquilha abandonada no meio do chão, à escada sem sombra de corrimão e à inconsciência do Acácío que faz a sua fogueirinha no meio da maior porcaria, Vira as costas e vai comendo palha. Trabalho Seguro, Melhor Futuro
  12. 12. Comparem esta situação com a observada na página anterior, Estão a ver os melhoramentos? Está tudo limpo e arrumado. As escadas já têm corrimão. O alçapão está fechado e devidamente pintado de amarelo e preto. A forquilha não está atirada para o chão, de qualquer maneira. Na parede está pendurado um extintor, para o caso de acontecer um incêndio. Afinal parece que tudo mudou... excepto a vaquinha que continua virada de costas e a comer palha e mais palha! Trabalho Seguro, Melhor Futuro
  13. 13. Sem comentários! Este desenho é uma partida da Fernanda Fragateiro que fez as ilustrações presentes nesta apresentação. Não se está mesmo a ver? É claro, é claríssimo que “nesta altura do campeonato”, nem a Rosa nem o Acácio iam cometer esta série de disparates, pois já sabem muito bem como é perigoso brincar às corridas atrás das ceifeiras, dos tractores e de outras máquinas agrícolas! Trabalho Seguro, Melhor Futuro
  14. 14. Ora não é muito mais interessante admirar a Natureza onde há tanta coisa para descobrir? A Rosa diz que quer ser veterinária quando for grande, mas por enquanto diverte-se a fazer cócegas a uma lagartixa. O Acácio quer ver se consegue localizar «os músculos» de um gafanhoto que dá saltos de pasmar... Têm muita sorte em viver no campo. É bom observar a Natureza. É bom aprender a amar e a respeitar os animais e as plantas. Trabalho Seguro, Melhor Futuro
  15. 15. E em jeito de final O Acácío e mais a Rosa já ficaram a saber: coisas que parecem simples e até mesmo inofensivas, às vezes podem não ser! Donde menos se imagina, o perigo pode saltar pois há perigos escondidos em campo aberto, num estábulo, num celeiro ou num pomar. Nós quisemos afinal, jogando em Comparações, dizer-vos que o acidente nunca surge por acaso cá neste mundo rural. Acontecem muitas vezes, vejam só!... por distracção e outras vezes ignorância. Por coisas mal arrumadas, por descuidos sem razão. Por isso aqui alentamos, está todo o mundo avisado: com cuidado e com saber o acidente rural bem pode ser evitado! Trabalho Seguro, Melhor Futuro

×