122468111 quem mexeu_no_meu_queijo

865 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
865
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
54
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

122468111 quem mexeu_no_meu_queijo

  1. 1. Gestão da Mudança Leitura e análise da fábula “Quem mexeu no meu Queijo?” Formadora: Patrícia Matos Leite Dezembro de 2007
  2. 2. As Personagens Fungadela Correria Gaguinho Pigarro sente o cheiro da mudança à distância corre directo para a acção aprende a adaptar-se quando vê que a mudança conduz a uma situação melhor! resiste à mudança
  3. 3. A fábula O livro é uma fábula que retrata os objectivos que cada um de nós tem e as mudanças a que estamos sujeitos durante a busca destes objectivos. Nesta obra, os quatro personagens estão em busca de um mesmo objectivo: uma estação repleta de queijo. Ao encontrá-la, todos ficam felizes e imaginam o que farão com tanto queijo. No entanto, as personagens esquecem-se que, à medida vão fazendo uso do queijo, este vai acabando. Ao perceberem que o queijo terminou, cada um toma uma atitude diferente (da mesma maneira que cada um de nós também assume posturas diferentes diante de uma mesma dificuldade). O livro passa então a mostrar o que cada personagem está disposto a fazer (ou a não fazer!) para obter mais queijo. Durante a leitura, é possível observar a atitude de cada uma das personagens perante as adversidades do labirinto (que simboliza a própria vida).
  4. 4. A fábula (continuação) Depois de terem descoberto o seu queijo, verificam-se três tipos de atitudes nas personagens: O Fungadela e o Correria vão estando atentos à natural e previsível diminuição do mesmo e quando este acaba partem imediatamente em busca de um novo e melhor queijo. O Gaguinho demora algum tempo a perceber que ninguém iria repor o queijo naquele sítio e fica com medo. Passado algum tempo, começa a imaginar a possibilidade de poder vir a encontrar um novo e melhor queijo; nesse momento, resolve perseguir o seu sonho e acaba por conseguir alcançar o seu objectivo. No mesmo local desse novo e melhor queijo, encontra o Fungadela e o Correria. Apesar de tudo, o Gaguinho não deixou de pensar no seu amigo e foi registando mensagens importantes nas paredes do Labirinto que percorreu sozinho. O Pigarro acredita que alguém havia de voltar a colocar queijo no sítio onde ele estava e que não vale a pena pensar a possibilidade de existir um queijo melhor do que o que ali tinha encontrado. Em suma, perante uma alteração das circunstâncias, o Fungadela e o Correria enfrentaram as dificuldades, não perdem a vontade de conseguirem mais e melhor queijo e actual de imediato. O Gaguinho começou por ficar paralisado com a mudança mas alterou o seu comportamento e acabou por juntar-se ao Fungadela e ao Correria. O Pigarro não percebeu que ninguém o iria substituir na procura de uma solução para o seu caso e tanto quanto sabemos … ficou sem queijo.
  5. 5. O significado do Queijo O queijo simboliza aquilo que cada um de nós ambiciona possuir, seja na vida pessoal ou profissional: saúde, prosperidade, conforto, promoção na carreira, etc. “o meu queijo é conseguir um bom emprego.” “o meu queijo é terminar este curso.” “o meu queijo é educar bem os meus filhos.” No entanto, a busca pelo que se quer nem sempre é fácil. Às vezes, deparamo-nos com situações óptimas, que nos proporcionam alegria e satisfação pessoal; em outras situações, vemo-nos em "becos sem saída". A parábola mostra então que a vida não é necessariamente um caminho livre de obstáculos mas sim um caminho repleto de surpresas e de adversidades. A diferença está na maneira como cada um de nós lida com essas adversidades.
  6. 6. As mensagens na parede Ao longo do seu percurso pelo Labirinto, o Gaguinho foi registando mensagens na parede, com o objectivo de se orientar e de indicar a Pigarro o caminho que estava fazer. Estas frases representam as principais reflexões e conclusões que foi efectuando: “Termos Queijo traz-nos felicidade” “Quanto mais importante for para ti o teu Queijo, mais terás que te apegar a ele” “Se não mudares aproximas-te da extinção” “O que farias se não estivesses com medo?” “Cheira o Queijo com frequência para saberes quando começa a ficar velho” “Movermo-nos numa nova direcção ajuda-nos a encontrar um novo Queijo”
  7. 7. As mensagens na parede (continuação) “Quando te moves para lá do teu medo sentes-te livre” “Imaginar-me a provar o novo Queijo, mesmo antes de o encontrar leva-me até ele” “Quanto mais cedo te livrares do Queijo velho, mais depressa encontrarás um Novo Queijo” “É mais seguro procurar no labirinto do que permanecer numa situação sem Queijo” “Velhas crenças não te conduzem ao Novo queijo” “Quando vês que podes encontrar e apreciar o Novo Queijo, mudas de rumo” “Reparar atempadamente em pequenas mudanças ajuda a preparares-te para as grandes mudanças vindouras”
  8. 8. As mensagens na parede (continuação) A mudança acontece Mudam constantemente o Queijo Antecipar a Mudança Prepara-te para que te mexam no Queijo Adapta-te rapidamente à Mudança Quanto mais cedo te libertares do velho Queijo, mais depressa encontrarás um Queijo novo Mudança Vai atrás do Queijo Desfruta a Mudança Saboreia a aventura e aprecia o sabor do novo Queijo
  9. 9. As mensagens na parede (continuação) Prepara-te para mudares rapidamente e apreciares a nova Mudança O Queijo continua a ser-te retirado Perseguir o Queijo e apreciá-lo!
  10. 10. Mensagem do livro “Quem mexeu no meu queijo?” Sejam quais forem as características que decidamos utilizar no nosso percurso de vida, todos partilhamos algo em comum: a necessidade de descobrir o nosso caminho no labirinto e de ter sucesso nestes tempos de mudança.
  11. 11. Análise do Grupo Diferenças entre as personagens Gaguinho e Pigarro: • Sentido de humor (capacidade de rir das situações e de si mesmo) • Bom temperamento (bons sentimentos, valores) • Espírito crítico (capacidade de ver a situação, nas suas vantagens e desvantagens) • Força de vontade • Auto-estima • Auto-confiança • Exploração de desafios • Aceitação da mudança • Vontade de resistir/ sobreviver/ viver.
  12. 12. Análise do Grupo (continuação) O maior obstáculo à antecipação, aceitação e gestão da mudança … é o medo. Medo de tentar Pânico Coragem Desconhecido Medo de falhar Terror (In)sucesso Medo Medo de perder Suspense Insegurança Medo de participar Receio Emoção Incerteza
  13. 13. apontamentos finais O medo é natural, faz parte de nós e tem uma função: proteger-nos. O importante é aprender a viver com ele e não desistir de tentar. Frases famosas sobre o Medo: “O medo nunca levou ninguém ao topo.” (Públio Siro, em "Sentenças") “Um dos efeitos do medo é perturbar os sentidos e fazer com que as coisas não pareçam o que são.” (Miguel Cervantes, em "Dom Quixote“)
  14. 14. apontamentos finais (continuação) Frases famosas sobre a Mudança: “Nada é permanente, salvo a mudança.” (Heráclito) “O progresso é impossível sem mudança. Aqueles que não conseguem mudar as suas mentes não conseguem mudar nada.” (Bernard Shaw) “A mudança é a lei da vida. E aqueles que apenas olham para o passado ou para o presente irão com certeza perder o futuro.” (John Kennedy)
  15. 15. fontes de informação Bibliografia: •“Quem mexeu no meu Queijo?” Autor: Dr. Spencer Johnson Editora: Pergaminho Edição: 2003 Netgrafia: • Wikipedia. A enciclopédia livre. Página: http://pt.wikipedia.org/wiki/Quem_Mexeu_no_Meu_Queijo (consultada em 06 de Dezembro de 2007)

×