1202258172 novas doencas_sociais

278 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
278
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
48
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1202258172 novas doencas_sociais

  1. 1. Doenças Sociais Modernas Distúrbios Alimentares Anorexia Bulimia Obesidade
  2. 2. Anorexia Desordem caracterizada por uma imagem distorcida do próprio corpo e um medo mórbido de engordar, o que leva à recusa de manter um peso minimamente normal. Anorexia ⇔ “Falta de apetite”
  3. 3. Comportamentos da(o) Anoréctica (o)  Dieta  Usam  Jejum  Exercício Físico métodos purgativos como vómito, laxantes, diuréticos, hormonas da tiróide e pílulas para emagrecer.
  4. 4. A Anorexia é mais frequente  􀁺 Sexo feminino – 90%  􀁺 Localização geográfica     �Europa e EUA – maior incidência de casos; aumentou 10 vezes o nº de casos nos últimos anos Ásia, países árabes e África – raramente aparece � Desporto  �No ballet, na ginástica e na patinagem artística  �Desportos por categorias de pesos  �Desportos de resistência 􀁺 Moda
  5. 5. Quando surgem os primeiros sinais?  Inicio da adolescência entre 14 e 16 anos.  As alterações físicas da puberdade determinam o inicio desta patologia.  Índice de mortalidade  4% em anorécticos(as) tratados(as)  30% em situações não acompanhadas
  6. 6. Factores que contribuem para a doença  Aspectos     Genéticos Sociais Familiares Ambientais
  7. 7. Sinais e Sintomas  Recusa em ingerir alimentos ricos em hidratos de carbono e gorduras.  Apetite “caprichoso” de poucos alimentos ou até mesmo de um único alimento.  Preocupação excessiva com o corpo pode ser confundido com vaidade.  Passam horas olhando-se ao espelho.  Diminuem as horas de sono.  Isolamento social e dificuldade para namoros e vida sexual.
  8. 8. Sinais e Sintomas  Emagrecimento rápido sem causa aparente.  Cabelos finos e quebradiços.  Pilosidade na pele (lanugo).  Interrupção do ciclo menstrual nas raparigas – amenorreia.  Vómito.  Perda de erecção nos rapazes.  Depressão.  Anemia.
  9. 9. Sinais e Sintomas  Sentir-se gorda, apesar de já estar muito magra.  Excessiva preocupação com comida, receitas, culinária.  Cozinhar para os outros e não comer.  Irritabilidade.  Mudanças bruscas de humor.  Auto-estima determinada pela realização da dieta.
  10. 10. Sinais e Sintomas  Vergonha de se alimentar em frente aos outros.  Dar desculpas constantes para não comer.  Hábitos alimentares estranhos (cortar a comida em pedacinhos.  Pesagens constantes.  Usar roupas largas.
  11. 11. Riscos para a Saúde  Enfraquecimento e queda do cabelo.  Problemas circulatórios.  Perda de energia.  Dores de cabeça, tonturas e desmaios.  Desidratação.  Infertilidade.  Problemas de pele.
  12. 12. Riscos para a Saúde  Batimentos cardíacos irregulares.  Perda de massa óssea (osteoporose).  Prisão de ventre.  Problemas de fígado e rins.  Paragem cardíaca e morte.
  13. 13. Bulimia Nervosa  Bous – boi bulimia = fome de boi  Limos – fome  É um distúrbio grave da alimentação que se traduz por uma espécie de delinquência alimentar
  14. 14. A Bulimia é mais frequente  Sexo feminino - 90%  Idade mais atingida: 18 – 40 anos.  Modalidades com maior incidência moda, dança e atletismo.  Entre os(as) pacientes existe forte presença de abuso e dependência de drogas.
  15. 15. Causas e factores determinantes  Factores psicológicos  emocionais, comportamentais e de personalidade  Factores físicos  metabolismo, desenvolvimento  Factores sociais  pressões para a magreza, pertença grupal  Factores genéticos  predisposição à nascença
  16. 16. Características  Momentos de voracidade alimentar alternados com exageradas restrições alimentares.  Provocam o vómito.  Usam laxantes, processos químicos de emagrecimento.  Exercício físico exagerado.  Medo constante em não controlar os ataques de fome.
  17. 17. Sinais e Sintomas  Físicos:  Psicológicos:  Grandes oscilações de peso. Perda de água (desidratação). Fadiga. Dificuldade em dormir. Fraqueza muscular. Problemas dentários.  Alterações de humor. Obsessão por dietas. Auto-estima determinada pelo peso. Sentimento de culpa após o episódio bulímico. Necessidade de aprovação dos outros.          
  18. 18. Sinais e Sintomas  Comportamentais  Obsessão por comida  Indisposição depois das refeições  Comer às escondidas  Abuso de laxantes e diuréticos  Provocação do vómito  Isolamento social  Exercício físico em excesso  Jejuns prolongados e frequentes  Fuga a restaurantes e refeições planeadas
  19. 19. Complicações              Fadiga e perda de energia Diarreia Falta de ar Batimentos cardíacos irregulares Depressão Inchaço e dores de estômago Enfraquecimento da estrutura óssea Problemas de fígado e rins Mãos e pés inchados Tensão Baixa Úlceras no estômago Anemia Paragem cardíaca e morte
  20. 20. Obesidade
  21. 21. Obesidade  Peso em excesso.  Comer descontroladamente, sentindo que não consegue parar.  Comer mais depressa que a maioria das pessoas.  Comer até ficar muito cheio.  Comer às escondidas.  Sentimento de culpa depois de comer.
  22. 22. Causas da Obesidade  Factores Endócrinos  Factores genéticos  Falta de Exercício  Distúrbios Psicológicos  Maus hábitos alimentares
  23. 23. Maus hábitos alimentares  Saltar refeições: não tomar o pequenoalmoço, não lanchar.  Consumo excessivo de calorias e gorduras: bolos, refrigerantes, chocolates, hamburgers, pizzas, fritos, etc.  Baixo ou inexistente consumo de alimentos ricos em fibras: fruta, legumes, cereais, sopa, leguminosas secas, etc.
  24. 24. Consequências da Obesidade  Dificuldades Respiratórias.  Dificuldades de locomoção (movimentar-se).  Problemas cardiovasculares (coração).  Diabetes.  Hipertensão.  Cancro.  Depressão.

×