Características do status social

877 visualizações

Publicada em

Características do Status Social por E. T. Hiller.

Publicada em: Ciências
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
877
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Visão de status. Prestígio. Socialização. Ajustamento.
  • Simpatia pessoal e identificação, domínio e submissão, troca de vantagens.
  • Complexo de inferioridade.
  • Características do status social

    1. 1. ( E . T . H I L L E R ) U F P B / C C H L A / C C S / S O C I O L O G I A P R O F E S S O R : M A U R O K O U R Y E S T U D A N T E : P E D R O C A R D O S O S A R A I V A M A R Q U E S N Ú M E R O D E M A T R Í C U L A : 1 1 4 0 5 4 8 5 CARACTERÍSTICAS DO “STATUS” SOCIAL
    2. 2. Características gerais  Status social é uma condição conferida a um indivíduo a qual lhe atribui direitos e deveres.  O ingresso em um status implica o seguimento de uma orientação prescrita, que é difundida através da educação e da coação social.  Status sociais implicam relações de posição que motivam os indivíduos a seguir orientações diferenciadas mediante o status da pessoa com quem interagem. Elas são emparelhadas e recíprocas e determinam expectativas e condutas entre as pessoas.  Os requisitos advindos do status social abre espaço para um controle social, uma vez que coage os indivíduos a comportarem-se de uma determinada maneira e confere privilégios e obrigações a pessoas que ocupam posições específicas.  A noção de status está presente em desde as sociedades mais simples às mais complexas. Nestas, há eventualmente mais status, o que permite inclusive distinguir sociedades a partir da variedade de status.
    3. 3. Posições não institucionalizadas  Compartilhando características do status social, observa-se a existência de posições criadas por um indivíduo como forma de forçar novos ajustamentos não reconhecidos institucionalmente e com a intenção de se obterem privilégios. Obviamente, isso só será possível se seus associados consentirem em corresponder.  Tais posições não estão fora da possibilidade de se tornarem status e podem ter uma validade limitada.
    4. 4. Conteúdo do status  As motivações prescritas nas relações emparelhadas mediante os status variam bastante, e a reciprocidade nessas relações não são necessariamente iguais.  Tais motivações podem, inclusive, ser de ordem profundamente utilitária, orientando a conduta da pessoa de modo que ela conquiste prestígio e poder.  As relações sociais fundamentadas sobre os status promovem a estabilidade de um sistema social, uma vez que estes motivam as pessoas a agirem não só para si mesmas como também em função dos outros e vice versa, baseando as inter- relações dentro de uma sociedade.
    5. 5. Como se designam os status Os status são distribuídos em três categorias: • S. atribuídos – são status inevitavelmente conferidos a uma pessoa de acordo com características que a identifique (como idade, sexo, descendência, ordem de nascimento, localização espacial etc). • S. assumidos – o ingresso nestes é feito de forma completamente voluntária pelo indivíduo e não lhe exigem uma capacitação determinada para obtê-los, embora requeiram uma determinada conduta quando obtidos. • S. adquiridos – são status que devem ser conquistados pelo indivíduo através de uma capacitação específica e de se sair vitorioso perante a sua concorrência recebendo, inclusive, reconhecimento.
    6. 6. Uma pessoa participa de várias reciprocidades  Uma mesma pessoa é portadora de vários status sociais, pois não se limita a uma só função ou papel. E mesmo em um mesmo status, pode participar de mais de uma reciprocidade em suas relações sociais.  Como um mesmo indivíduo abriga diversos status e cada um destes possui regras e deveres possivelmente distintos, pode- se surgir incompatibilidade entre esses status. A conduta requerida em um deles pode ser antagônica à conduta requerida em outra, por exemplo. A isso, dá-se a necessidade de uma adaptação eficiente.
    7. 7. O status principal e a posição na vida  Dentre todos os status de uma pessoa, haverá um que se sobressairá perante os outros e lhe servirá de uma certa identidade e maior importância: é o status principal.  Tal status é uma posição considerada relevante e que implica uma série de efeitos na vida de um indivíduo.  Dentro desta noção de desigualdade entre status, cria-se um quadro de prioridades em relação a eles sobre o qual se esperará que o indivíduo priorize seu status principal independente de suas preferências pessoais, o que pode gerar conflitos.
    8. 8. Status principal e perspectiva social O status principal é a perspectiva social de um indivíduo por três motivos: • Constitui um reconhecimento do status de uma pessoa mesmo fora do círculo social correspondente, pois torna-se uma identificação dela; • Tal status tem efeitos sobre as outras relações de posição do indivíduo; • Define possíveis vantagens ou até mesmo desvantagens em torno da pessoa.
    9. 9. ( E U G E N E L . H A R T L E Y E R U T H E . H A R T L E Y ) STATUS SOCIAL E PAPEL SOCIAL
    10. 10. Noção de status  Dentro de um grupo, as posições tomadas pelos membros não são igualmente valorizadas, havendo então uma hierarquização que traz consigo privilégios e prestígio.  Os status permitem a comparação entre indivíduos, eventualmente lhes atribuindo valores. Geralmente, segundo E. Benoit-Smullyan, um indivíduo de status elevado possui as seguintes características: • É admirado; • É respeitado e reconhecido; • Sujeita-se à imitação dos outros; • É referência em oferecer sugestões; • É centro de atração.  Além disso, o status não é particularidade das sociedades humanas.
    11. 11. Status e papel  Os status determinam que condutas devem ser seguidas por seus portadores. Mais especificamente, determina a postura que se assume entre pessoas quando uma ocupa uma posição superior ou inferior que a outra.  Na execução de um papel social, principalmente, o status social trará consigo toda a orientação comportamental que se dará em seu entorno. E caso tal orientação não seja seguida, o indivíduo poderá perder seu status ou mesmo ser excluído de um grupo.  A interação entre pessoas de níveis de status diferentes também resulta em posturas diferentes de um perante o outro.  Aqueles de status inferiores terão um comportamento de caráter subordinativo e se esforçaram para serem bem vistos por seus, assim determinados, superiores.  Já o contrário não se observa geralmente.
    12. 12. Status e papel  Ter um status elevado de acordo com os critérios de um determinado grupo não necessariamente confere a uma pessoa ter a mesma grandeza em outros grupos, nos quais os critérios possivelmente são diferentes.

    ×