PAPER
A IMPORTÂNCIA DOS PROCESSOS DE
SENSEMAKING
NO ÂMBITO DE PROCESSOS DE MUDANÇA
Pedro Falhas, n.º 090431035
Unidade c...
 
____________________________________________________________________
ii
PAPER
A importância dos processos de sensemaking...
 
____________________________________________________________________
iii
PAPER
A importância dos processos de sensemakin...
 
____________________________________________________________________
1
PAPER
A importância dos processos de sensemaking ...
 
____________________________________________________________________
2
PAPER
A importância dos processos de sensemaking ...
 
____________________________________________________________________
3
PAPER
A importância dos processos de sensemaking ...
 
____________________________________________________________________
4
PAPER
A importância dos processos de sensemaking ...
 
____________________________________________________________________
5
PAPER
A importância dos processos de sensemaking ...
 
____________________________________________________________________
6
PAPER
A importância dos processos de sensemaking ...
 
____________________________________________________________________
7
PAPER
A importância dos processos de sensemaking ...
 
____________________________________________________________________
8
PAPER
A importância dos processos de sensemaking ...
 
____________________________________________________________________
9
PAPER
A importância dos processos de sensemaking ...
 
____________________________________________________________________
10
PAPER
A importância dos processos de sensemaking...
 
____________________________________________________________________
11
PAPER
A importância dos processos de sensemaking...
 
____________________________________________________________________
12
PAPER
A importância dos processos de sensemaking...
 
____________________________________________________________________
13
PAPER
A importância dos processos de sensemaking...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Paper sense making final pdf

807 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Paper sense making final pdf

  1. 1.   PAPER A IMPORTÂNCIA DOS PROCESSOS DE SENSEMAKING NO ÂMBITO DE PROCESSOS DE MUDANÇA Pedro Falhas, n.º 090431035 Unidade curricular: Criatividade e Mudança Organizacional Docente: Manuel Graça Mestrado: Economia e Gestão das Cidades Elaborado em Julho de 2011
  2. 2.   ____________________________________________________________________ ii PAPER A importância dos processos de sensemaking no âmbito de processos de mudança A importância dos processos de sensemaking no âmbito de processos de mudança   Índice Introdução .......................................................................................................iii   1.   Projectos de Mudança..............................................................................1   2.   Mudança Planeada...................................................................................2   3.   Mudança Emergente (o sensemaking).....................................................3           4. Mudança nas Instituições tradicionais .................................................... 5 Reflexões finais.............................................................................................11 Referencias Bibliograficas.............................................................................13  
  3. 3.   ____________________________________________________________________ iii PAPER A importância dos processos de sensemaking no âmbito de processos de mudança A importância dos processos de sensemaking no âmbito de processos de mudança     Introdução Com o passar do tempo o ritmo de vida aumenta, o tempo é o mesmo, há um crescimento do número de ferramentas e com elas realizamos mais tarefas e de forma mais rápida, o que nos faz produzir mais e querer fazê-lo ainda mais e mais em menos tempo, acabando por na realidade nos restar cada vez menos tempo, o que nos faz “viver mais” e de forma mais diversificada, a mudança de hábitos reflecte o que historicamente mudou com a Mudança. Como disse Heraclito “ Nada é permanente, excepto a mudança”. Quem não percebe o mundo à sua volta, não muda e perderá mais cedo ou mais tarde o “comboio” da evolução e do desenvolvimento, até a lagarta sente a necessidade de se transformar em borboleta para sair do seu casulo de forma a conhecer o mundo. Como diz George Bernard Shaw “O progresso é impossível sem mudança. Aqueles que não conseguem mudar as suas mentes não conseguem mudar nada”. O objectivo deste trabalho é estudar e discutir os processos de sensemaking relacionando-o com os processos de mudança e evidenciando a influencia que podem ter na facilitação desta, tornando-a mais relacional, perceptível e permeável no seio de uma organização.
  4. 4.   ____________________________________________________________________ 1 PAPER A importância dos processos de sensemaking no âmbito de processos de mudança 1. Projectos de Mudança Muito tem sido escrito sobre mudança e projectos de mudança surgindo duas grandes abordagens, a Mudança Planeada e a Mudança Emergente. A Mudança Planeada é um projecto estruturado, com objectivos delineados, a ser posto em prática pela gestão de topo com o objectivo de melhorar o funcionamento e produtividade da organização. A Mudança Emergente é traduzida por um processo complexo, continuo e imprevisível, a concretização dos processos vai acontecendo à medida que pessoas da organização respondem aos desafios que aparecem. Há uma constante alteração dos planos devido a resistência, processos políticos, negociações, ambiguidades, interpretações erradas. Estas duas tipologias representam concepções diferentes de mudança e de gestão, contudo a segunda será um complemento da primeira, pois há sempre um objectivo e um caminho a seguir, a mudança emergente representará metaforicamente a borracha e o lápis que irão aprimorar e redesenhar o sistema visando o cumprimento do objectivo inicial, a melhoria.
  5. 5.   ____________________________________________________________________ 2 PAPER A importância dos processos de sensemaking no âmbito de processos de mudança 2. Mudança Planeada No que se refere a mudança planeada os oito passos de Kotter (1995) são uma referência e enfatizam a ideia de plano, os oito passos são: 1º Estabelecer a noção de urgência – fornecer evidências de fora da organização que a mudança é necessária 2º Formar coligações poderosas para liderar – formar um grupo com poder suficiente para liderar o esforço de mudança 3º Criar Visão – Criar uma visão para ajudar e fortalecer a mudança 4º Comunicar a Visão – Usar todos o meios possíveis para comunicar a visão e estratégia 5º Empowerment - remover obstáculos à mudança para que os actores possam actuar 6º Planear para vitórias de curto-prazo - planear e realizar melhorias pequenas, mas visíveis 7º Consolidar melhorias e produzir ainda mais mudança – planear e criar melhorias de desempenho visível 8º Institucionalizar novas abordagens – articular as conexões entre novos comportamentos e o sucesso organizacional. Retirado dos slides da aula 9 , slide 6 (Graça, Manuel) e da página da internet http://blogdoprofessorari.blogspot.com/2011/04/john-kotter-8-passos-da- mudanca.html) O modelo de Kotter (1995) é aplicável em qualquer processo de mudança topdown, o que faz com que exista alguma distância entre quem idealiza (Gestão de Topo) o processo de mudança e quem o vai operar, tornando-o falível, a sua força de implementação advém da força inicial imputada, que pode ir diminuindo devido a factores de várias ordem.
  6. 6.   ____________________________________________________________________ 3 PAPER A importância dos processos de sensemaking no âmbito de processos de mudança 3. Mudança Emergente (o sensemaking) Esta teoria encara a mudança como um processo e com focus local, de onde se destacam três abordagens: os sistemas de actividade, a teoria do actor-network e o sensemaking. As organizações funcionam como um híbrido de pessoas e materiais, além desta interacção humano/material existe uma relação humano/humano que cria dificuldades e imprevisibilidade porque todas as pessoas são diferentes, agem de maneira diferente a situações idênticas e são fundamentalmente fruto de cultura diferente. As decisões não devem ser tomadas por intuição, é necessário que exista a interpretação da informação para passar à acção. “Organizações são sistemas sociais abertos que processam informação do ambiente” (DAFT; Weick, 1984, p.285). O sensemaking é o processo de dar sentido ao que acontece é a “arte” de ver sinais. Através do sensemaking as organizações e os funcionários tentam diminuir a incerteza, as ambiguidades, as mudanças e os problemas que surgem, inventando novas situações que tentem levar á solução dos problemas e às melhorias que se objectivam. È fundamental em primeiro lugar identificar a plausibilidade dos sinais transmitidos por parte dos envolvidos (Weick, 1995). O sensemaking possui sete propriedades, sendo o processo através do qual se tem por base a construção da identidade (são as experiencias passadas que nos constroem enquanto ser social e que influenciam as interpretações dos acontecimentos), é um processo continuo, retrospectivo e social, leva ao enactment do ambiente (que pode ser dividido em duas fases uma de leitura do ambiente e outra de retenção e criação do mesmo (Weick 1988)), é um processo com base em sinais que retiramos dos acontecimentos para os tornar plausíveis e por fim tem um carácter de plausibilidade (pode até não ser uma verdade, mas pelos sinais retirados parece ser). (Manuel Graça, slides da aula 9, slide 4).
  7. 7.   ____________________________________________________________________ 4 PAPER A importância dos processos de sensemaking no âmbito de processos de mudança O Sensemaking emerge na organização através de quatro processos interligados, mudança ecológica, enactment, selecção e retenção (Weick, 2005), a criação do sensemaking inicia-se aquando da percepção de sinais de mudança na organização. Pode-se dizer que nesta abordagem a mudança vai acontecendo, as pessoas captam os sinais e vão mudando, o individuo está no centro da mudança, esta é analisada relacionalmente.
  8. 8.   ____________________________________________________________________ 5 PAPER A importância dos processos de sensemaking no âmbito de processos de mudança 4. Mudança nas Instituições Tradicionais Neste capitulo será realizada uma pequena análise ao que trava a mudança numa instituição tradicional, com um potencial enorme e que à primeira vista teria tudo para rapidamente se conseguir transformar num exemplo a seguir por instituições similares, serão ainda apresentadas pequenas propostas visando a implementação de um processo de mudança que tenha sucesso. Trata-se de uma instituição com muitos e muitos anos, gerida por órgãos colegiais compostos por mais dez pessoas e com uma rotatividade média de seis anos, começamos aqui a detectar problemas de estabilidade e de poder de decisão, ou seja os projectos vão ser essencialmente de curto e médio prazo, pelo que não é possível pensar em mudanças estruturais e apenas conjunturais (primeiro erro), depois qualquer ser humano gosta de mostrar trabalho e de ver o seu esforço reconhecido, com a elaboração de projectos a longo prazo esse reconhecimento será dado a quem está presente no momento em que as “inaugurações” acontecem (segundo erro), por outro lado há um problema decisório, um problema temporal, é necessário esperar por reuniões que acontecem com desfasamento de tempo bastante elevado, o que não permite decisões rápidas (terceiro erro) e para complicar mais bocadinho todos os elementos do referido órgão são voluntários, não tendo o lucro como principal objectivo (quarto erro). Antes de se entrar na parte operacional da instituição seria importante desde já perceber como será possível iniciar a mudança, afinal é das chefias que tem que partir, é aqui que tem que começar, é aqui que está a força inicial. Propõe-se que aqui se opte por pensar numa mudança planeada para isso os 8 passos de Kotter referidos anteriormente assentam perfeitamente. Em primeiro lugar estabelecer a noção de urgência, transmitir a todos os colaboradores que eles são importantes, que na realidade a instituição é
  9. 9.   ____________________________________________________________________ 6 PAPER A importância dos processos de sensemaking no âmbito de processos de mudança deles, que são eles que a fazem, que é urgente mudar, que os tempos mudaram. Porquê ter um diamante em bruto quando este pode ser trabalhado, tornando-o mais valioso e valorizando todos. Em segundo lugar formar um grupo com poder suficiente para liderar o esforço de mudança, é necessário juntarem forças e tornar o poder de decisão mais consolidado e forte, para isso deveria ser criado um grupo de gestão composto por um misto de uma equipa profissionalizada na gestão (trabalhadores a tempo inteiro com prémios por objectivos) e por elementos da gestão de topo de forma a construir uma ponte entre o órgão colegial e os colaboradores e acelerando a tomada de decisão. Em terceiro lugar criar uma visão, objectivos, o que se pretende atingir no curto, no médio e no longo prazo, para onde se pretende caminhar, de forma a motivar uma maioria que fortaleça a mudança. Em quarto lugar comunicar a visão, reunindo as chefias intermédias que por sua vez reuniriam os seus colaboradores de forma a que a visão chegasse a toda a gente e de forma a que todos percebam o que se pretende atingir. Em quinto lugar devem-se remover os obstáculos á mudança para que seja possível aos actores actuar, será um dos passos mais difíceis de concretizar, mas o de importância suprema, sem ele o processo de mudança acaba aqui, é nesta fase que o “comboio” entra em alta velocidade ou não. Em sexto lugar é necessário planear vitórias de curto prazo, conseguir pequenas melhorias que sejam visíveis, mostrando que se está a conseguir implementar a mudança. Em sétimo lugar devem-se consolidar as melhorias e produzir ainda mais mudança, as pequenas alterações devem ser monitorizadas de forma a ficarem bem consolidas e posteriormente partir para novos desafios, não se pode parar ou ficar contente com o que se conseguiu, tem que se querer sempre mais e melhor. Em oitavo e ultimo lugar devem-se institucionalizar novas abordagens articulando as conexões entre novos comportamentos e o sucesso da organização, mostrar que o sucesso da organização é fruto do trabalho e esforço desenvolvido por todos e será o sucesso de cada um.
  10. 10.   ____________________________________________________________________ 7 PAPER A importância dos processos de sensemaking no âmbito de processos de mudança Como é obvio esta proposta é muito interessante e sensata em termos teóricos, contudo num contexto prático torna-se facilmente falível, lidamos com seres humanos de ideias, objectivos, visões, valores e fundamentalmente culturas diferentes, daqui advém a importância de estudar a parte operacional da instituição, os seus colaboradores, para quem a instituição é a sua vida o seu ganha-pão. Na realidade só os colaboradores conseguem operar a mudança, se estes não a pretenderem ela nunca acontecerá. Será agora elaborada uma pequena introdução à parte operacional para que se entenda o contexto em que se está inserido e o porquê da tão grande dificuldade de ter um verdadeiro processo de mudança. A instituição é composta por cerca de 100 colaboradores, dos 20 aos 65 anos, com diferenças de formação, cultura e objectivos muito acentuadas. A instituição está dividida em várias “semi-empresas” a maioria separada fisica e ideologicamente (o que torna difícil a ideia uno, grupo ou equipa), para piorar a situação a maioria das infra-estruturas e ferramentas de trabalho são tradicionais e arcaicas, não preparadas para os tempos modernos. Como uma organização é um híbrido de pessoas e matérias e dos seus relacionamentos, aqui estão evidenciados embora de forma leviana factores que levam a pensar que a mudança através do sensemaking em conjugação com a mudança planeada seria a melhor forma de se conseguir criar um verdadeiro processo de mudança e melhoria organizacional. O sensemaking é o processo de dar sentido ao que acontece é a “arte” de ver sinais. Para que exista uma mudança consistente será necessário entender o que as pessoas desejam, a maneira como agem e o porquê de realizarem as suas acções da forma como o fazem, só assim se reduz a incerteza e se prevêem certos problemas que possam surgir. Com base nas sete propriedades do sensemaking serão apresentados pequenos objectivos concretos que facilitariam a mudança dado poder entender-se melhor o meio em que se está a trabalhar, tornando mais
  11. 11.   ____________________________________________________________________ 8 PAPER A importância dos processos de sensemaking no âmbito de processos de mudança previsíveis os acontecimentos e por consequência antecipando as decisões que melhor conduziriam ao sucesso. O sensemaking é o processo através do qual se tem a construção da identidade, nós interpretamos os acontecimentos pelas nossas experiências empíricas, logo aqui se detecta o primeiro problema, há pessoas de todos os quadrantes sociais, de várias faixas etárias e logicamente com vivências, valores, ideias e culturas completamente diferentes, há pessoas que querem manter o seu status quo e há pessoas que querem evoluir profissionalmente, logo aqui irá existir a primeira resistência à mudança, para prever problemas é fundamental um estudo profundo de todos os recursos humanos inseridos nas diferentes etapas do processo, é aqui (se é que poderemos considerar a primeira fase) que começa o jogo, que se tomam as grandes decisões, que se decide a forma como se deverá actuar, será necessário escolher entre elaborar um manual de funções adaptado à realidade de cada colaborador ou escolher o caminho organizacional geral a seguir, facultando formação de forma a poder ser acompanhado por todos e pela lógica da evolução eliminar quem não quis acompanhar a mudança pretendida. A segunda propriedade é de que o sensemaking é um processo contínuo, está constantemente em andamento, é modificável pelo quotidiano organizacional e pelos acontecimentos fora da instituição, assim a melhor forma de perceber o impacte que essas modificações operam é realizar reuniões periódicas, o que faz com que a comunicação se torne mais eficaz e com que as pessoas se conheçam melhor, o que por consequência torna mais previsível a sua actuação podendo-se agir de forma mais célere com vista ao sucesso de implementação da mudança. Algo também importante trazido pelas reuniões (por exemplo de inicio de semana) é a ideia de consolidação equipas, pois com a discussão de objectivos propostos e realizados anteriormente, cada um sabe qual é o trabalho desenvolvido pelo seu colega, tornando também mais perceptíveis os objectivos da instituição e as pequenas mudanças que estão a ocorrer. A terceira propriedade é que se trata de um processo
  12. 12.   ____________________________________________________________________ 9 PAPER A importância dos processos de sensemaking no âmbito de processos de mudança retrospectivo está muito ligado ao que aconteceu no passado, de como as coisas foram construídas, dos hábitos existentes, será necessário desenvolver competências especificas fornecendo formação especifica para que cada colaborador perceba realmente qual a sua missão no processo de mudança e as vantagens que vai ter com a concretização deste. A quarta propriedade é que se trata de um processo social, a organização é além da interacção humano/matéria uma relação humano/humano, é então necessário entender que todos são humanos embora com missões diferentes pelo que deveria existir uma maior interacção e presença das chefias junto dos colaboradores, mostrando-lhes que também eles pretendem a mudança e que esta trará vantagens e reconhecimento a todos, o reconhecimento é muitas vezes o melhor pagamento que um colaborador tem pelo esforço imprimido no seu trabalho e a melhor forma de motivar, fazendo com que a mudança ocorra de forma mais fácil e apoiada. A quinta propriedade é que leva ao enactment do ambiente, é a leitura do ambiente e posteriormente a retenção e criação do mesmo, deve-se entender o ambiente que está na organização, o porquê de existir uma enorme desmotivação. Será necessário melhorar o relacionamento entre colaboradores criando por exemplo eventos de confraternização, ou tão simplesmente o pequeno “lanche das sextas feiras” para se perceber o que correu bem e mal durante a semana e criar relação entre funcionários, trocar ideias do que se passa na organização e do caminho para onde se vai ou para onde se deverá direccionar. A sexta propriedade é que o sensemaking se trata de um processo com base em sinais que retiramos dos acontecimentos para os tornar plausíveis, há alturas em que existem decisões tomadas que fazem com que as pessoas desacreditem nas intenções da chefia e da mudança, as decisões devem ser trabalhadas e explicadas aos trabalhadores para que entendam qual o motivo da decisão e onde se pretende chegar, as chefias devem ter ligações fortes com os seus colaboradores quando se está inserido num processo de mudança para não ficarem desacreditadas. A última e sétima propriedade é que tem que existir um carácter de plausibilidade nas decisões tomadas, é necessário para isto que as chefias sejam admiradas
  13. 13.   ____________________________________________________________________ 10 PAPER A importância dos processos de sensemaking no âmbito de processos de mudança pelos colaboradores, se isto acontecer as decisões tomadas vão parecer na grande maioria das vezes plausíveis, mesmos que na realidade não o sejam, mas para conseguir a referida admiração é necessário um trabalho de muito tempo, é preciso confiar e ser confiável, demonstrar acreditação nas capacidade de cada um, é fundamentalmente conseguir ser um líder e se possível um líder carismático. O sensemaking inicia-se verdadeiramente quando se começam a detectar sinais de mudança na organização, para isso é necessário que realmente as chefias sejam as primeiras pessoas a querer mudar. O Sensemaking é um elemento fundamental para o sucesso da mudança, contudo não deve actuar sozinho, deve sempre ser conseguido que exista uma interacção entre o processo de mudança planeado e emergente, deve planear- se e modificar o planeado com o decorrer dos tempos e dependendo dos efeitos que as mudanças vão operando, porque a mudança dependerá sempre da interacção entre humanos e destes com o material.                        
  14. 14.   ____________________________________________________________________ 11 PAPER A importância dos processos de sensemaking no âmbito de processos de mudança Reflexões finais Analisando a mudança planeada e a mudança emergente através da abordagem sensemaking deparamo-nos com vários pontos que as distanciam, contudo só uma interacção entre os dois processos a torna mudança menos falível. È fundamental planear a mudança, ter uma estratégia, definir passos a seguir, é necessário idealizar o que fazer, onde se pretende actuar e a finalidade a atingir. Por outro lado há sempre o factor surpresa, obstáculos que aparecem que não estavam previsto, a mudança é caracterizada pela sua imprevisibilidade, assim assume plena importância discutir-se a mudança emergente, conseguir entender os dois projectos como um só é conseguir tornar a mudança menos falível. A mudança planeada é uma acção topdown realizada através de quatro etapas principais, em primeiro lugar é preciso perceber e analisar as necessidades, neste ponto o líder identifica as necessidades de melhoria; em segundo lugar pensam-se as soluções e planeia-se a forma de actuar com vista à resolução do problema; em terceiro lugar implementa-se a que se julga ser a melhor opção, é a fase mais complicada pois é necessário ter em conta a cultura da organização, os valores vigentes, as crenças e o clima de trabalho, podendo estes factos constituírem forças impulsionadoras ou inibidoras; em quarto lugar é necessário monitorar a mudança, as pessoas têm que se sentir apoiadas e vigiadas neste processo, sob a pena desta inicialmente ser bem aceite e ao longo do tempo se diluir a motivação e consequentemente a acção. O processo de interpretação do ambiente é realizado pelas organizações e pelos seus funcionários de forma diferente. “As organizações devem fazer interpretações “ (Weick 1984, p.286), traduzindo eventos externos e desenvolvendo modelos para a compreensão destes, atribuindo-lhes
  15. 15.   ____________________________________________________________________ 12 PAPER A importância dos processos de sensemaking no âmbito de processos de mudança significado e desenvolvendo entendimento compartilhado e esquemas conceituais entre membros da administração. Para uma melhor compreensão do processo Daft e Weick (1984) definiram 3 estágios: procura, interpretação e aprendizagem. A procura corresponde ao levantamento de informações do ambiente, informações essas que dão origem ao segundo estágio a interpretação e atribuição de significado através da partilha de percepções e construção de mapas cognitivos; o terceiro estágio é caracterizado pela acção através da mudança nos pressupostos e mapas cognitivos permitindo assim novas interpretações das informações de forma a serem interiorizadas pelas organizações. Weick (2005) diz quando o ambiente é percebido de forma diferente do existente anteriormente o individuo tende a fazer um esforço para lhe atribuir um significado com o objectivo de reduzir a sua incerteza. O Sensemanking “não está somente relacionado à capacidade humana de analisar o ambiente e reagir a ele, mas, também, ao sentido atribuído a cada uma dessas acções. A acção dos agentes traz à existência os eventos e estruturas e coloca-os a funcionar, demonstrando claramente a interação entre a ação e o ambiente em que esta se desenrola” (Sergio Luis Seloti JR.2008). A mudança é necessáriamente interacção entre pessoas, é um processo continuo, indivisivel, modificavel e aprefeiçoavel, a mudança acontece sempre da interacção entre o individuo e o meio o que reporta para a importancia da interação dos dois projectos de mudança e especialmente da abordagem sensemaking. “Não espere influenciar sem ser susceptível à influencia” (Carl Jung). “Não vemos as coisas como elas são vemos como nós somos” (Anais Nin).
  16. 16.   ____________________________________________________________________ 13 PAPER A importância dos processos de sensemaking no âmbito de processos de mudança Referencias Bibliograficas DAFT, Richard L; WEICK, Karl. Toward a model of organizations as Interpretation systems. Academy of Management. The Academy of Management Review (pre- 1986); 9; pg. 284; Apr 1984. Gestão & Regionalidade – São Paulo, Volume 24, nº72 set-dez/2008, Criação de Sentido e Decisão Naturalista, Russo, Rosária; Frederick, Bjorn; Nogueira, Claudia; Graça, Manuel, Slides da aula 9. Prespectivas de Mudança Graça, Manuel, Slides da aula 10. Sensemakink e Mudança Lopes, Ari, John Kotter e os passos da mudança, 13 de Junho de 2011, http://blogdoprofessorari.blogspot.com/2011/04/john-kotter-8-passos-da- mudanca.html SELOTI JR., SERGIO LUIS. SENSEMAKING EM ALIANÇAS ESTRATÉGICAS BUSCA, INTERPRETAÇÃO. São Paulo 2008 WEICK, Karl. Enacted Sensemaking in Crisis Situation. Journal of Management Studies. 25:4, pp. 305-317, July, 1988. WEICK, K. E. Sensemaking in Organizations. USA: Sage Publications, 1995. WEICK, Karl E.; SUTCLIFFE, Kathleen M; OBSTFELD, David. Organizing and the Process of Sensemaking. Organization Science. Vol. 16, no 4, p. 409-421, Jul/Aug, 2005.

×