Hebreus; Fenícios; Persas e Povos da Mesopotamia História

934 visualizações

Publicada em

vai ajudar quem tiver prescisando estudar pacas

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
934
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Hebreus; Fenícios; Persas e Povos da Mesopotamia História

  1. 1. Aulinha de Historia 2000°C Hebreus | Fenícios | Persas | Povos Da Mesopotâmia Pedro Artigas 1ºC
  2. 2. COMEÇANDO DO COMEÇO Conceitos já dados... Revolução Agrícola •9000 a.C •Homem aprende a plantar, e desencadeia um processo de sedentarismo. Revolução Urbana •6000 a.C •Teoria de Braidwood •Aparecimento do Estado •Classes e funções Efeitos Religiões organizadas Escrita (começa a “historia”) Comércio Expansionismo Idade dos metais •Do bronze (4000 a.C) •Do Ferro (1500 a.C)  Sedentarismo: homem se estabelece em um local (não confundir com cidades) e planta para a sua sobrevivência. Ocasiona em salto populacional; desenvolvimento de tecelagem e construção mais eficientes.  Teoria de Braidwood: este antropólogo diz que as cidades se formaram através das dificuldades de domar um ambiente (no caso rios Tigres e Eufrates/ Nilo), e que isso necessitava de muitas pessoas e um administrador dessas para controlar esses rios.
  3. 3. O que essa groselha tem a ver com o conteúdo dessa prova? TUDO isso começou no Crescente Fértil, lugar onde estão localizados os povos que vão cair nessa prova... UAU!!! Crescente Fértil: Simplesmente o berço da civilização e das cidades. Sendo a 1ªcidade: Ur, dos sumérios Mas eai, como essas cidades se organizavam? Como as pessoas viviam em cada império? Qual eram suas fontes de renda? TUDO ISSO CAI NA DESGRAÇA DA PROVA.
  4. 4. Povos Da Mesopotâmia O mais cabreiro, porque são os povos lutavam entre si. Aqui segue os períodos de supremacia de cada um. Os Sumérios Os Acadianos Os Amoritas (1º Império Babilônico) Os Assírios Os Caldeus (2º Império Babilônico) 4000 a.C 2350 a.C 1900 a.C 1300 a.C 612 a.C Existem Primordialmente 2 formas de governo As Cidades-Estados: cada cidade possuía autonomia econômica e politica. O povo Sumério detinha cidades estados, ex: Ur. Os Impérios: As cidades eram submetidas a uma capital, configurando um governo centralizado sob a imagem de um líder poderosíssimo.
  5. 5. Antes da Tabelassa, um rei importante de cada época Era o rei de Ur Expulsa Gútios e reunifica a Mesopotâmia. Cria um Código de leis e constroi o zigurate de Ur. Sumérios (Ur-Nammu) Conquistou as cidades Sumérias, mais uma vasta área da Mesopotâmia; criou o primeiro império multiétnico do mundo!!! 1º Rei Da Acádia Acadianos (Sargão) Único rei da 1ª dinastia babilônica; Conquistou praticamente toda a Mesopotâmia; Um grande administrador; compilou um código de leis (Código de Hamurabi), com 282 artigos em uma pedra. É um código de leis importantíssimo e ainda serviu de modelos para várias civilização. Amoritas (Hamurabi) Seu império incluia a Babilônia e ate mesmo o Egito. Atacou o Reino de Elão (entre Pérsia e Mesopotâmia) e o apagou da história. Um rei brutal, mas cultural. Construiu a importante Biblioteca de Ninive Assírios (Assurbanípal) Este rei conquistou, além da Mesopotâmia, a Palestina e lutou até sua morte com os Egipcios. Formou o maior império desses até então. Escravizou povos, como o dos judeus, e destruiu o maior templo deles em Jerusalém. Depois dele, a Babilônia teve mais 3 reis, até que foi conquistado por Ciro, o Grande. Caldeus (Nabucodonosor II) 2095 a.C – 2049 a.C 2270 a 2215 a.C 1792 a.C. - 1750 a.C 668 a.C. a 627 a.C. 604 a.C – 562 a.C
  6. 6. Formas de Governo Organização Social Desenvolvimento Econômico Religião Desenvolvimento Cultural Cidades - Estados No caso, os Sumérios. Essa forma de governo tendia a voltar a cidade para o comércio. Impérios: No caso, os Acadianos,Os Amoritas, Os Caldeus, os Assírios. Todos se formaram através de guerras, com um rei e exército muito poderosos Toda cidade ou império possuía um imperador, chamado de Patesi. Abaixo destes, existia a aristocracia (donos de terra)e sacerdotes. Abaixo, existiam cidadãos (camponeses e artesãos) e abaixo de todos, os escravos, que na época eram prisioneiros de guerra Agricultura Intensa (por causa dos rios e canais) com vário materiais inventados por estes (enxada) e comércio de inúmeros produtos através de rotas comerciais fluviais ou terrestres (com a RODA). Usavam Ouro e Prata, mas depois adotaram a moeda. OBS: registravam tudo com sua escrita Governo Teocrático, mas com o líder sendo uma representação divina. Possuíam crença no politeísmo e representação antropozoomórfi cos. Os sumérios desenvolveram a escrita cuneiforme. Evoluíram sua agricultura e construíram inúmeros zigurates nas cidades. Haviam cidades cosmopolitas, com várias culturas. Povos da Mesopotâmia
  7. 7. Hebreus Os mais insignificantes, na época, mas os que mais nos influenciam Migração Patriarcal Hebraica Períodos Tribos Monarquia unificada Monarquia 2 reinos 1920 a.C – 1641 a.C 1230 a.C- 1030 a.C 1000 a.C- 925 a.C 925 a.C – 586 a.C Uma reflexão interessante a se fazer, é pensar que os Hebreus foram um POVO e não um império. Ou seja, a maior parte da historia deles, ocorreu em forma tribal, ou seminômade. O que não tira o mérito cultural deles, já que as influências do monoteísmo hebreu acompanham muito a atualidade.
  8. 8. Líderes mais Importantes Foi o Primeiro Hebreu. se muda para Palestina por pedido de Jeová, Seus filhos irão formar o povo judeu Abraão Este foi o 1º rei que governou as 12 tribos de Jerusalém. Teve inspiração divina para governar a todos. Conquistou vários territórios na palestina e representou o apogeu Judeu. Davi
  9. 9. Formas de Governo Organização Social Desenvolvimento Econômico Religião Desenvolvimento Cultural Migrações Pa- Tricarcais: Povos seminômades 12 Tribos: Cada uma tem um juiz (chefe militar e religioso)com conselho de anciões. Monarquia: Rei com estrutura burocrática, com centralização de poder teocrático Monarquia: Rei(representação divina); Sacerdotes e Funcionários de Governo; Nobres Patriarcas Filhos Mulheres Servos e Escravos Nas migrações: Pastoril Nas 12 tribos: Predominantement e pastoril, com tentativas de militarização Monarquia: Militar e pilhagem (Davi); Comércio e impostos burocráticos (Salomão) Tópico mais importante. A religião afeta as outras áreas até mesmo nas leis (passadas pela Torah) e estrutura social (patriarcal). Hebreus foram os primeiros monoteístas, idolatrando Jeová. E o contraste religioso trouxe o monoteísmo étnico Migração na Mesopotâmia -Escrita e fala -Mitos -Leis (Concubinas) 12 tribos: Idéia de formar um império (a partir dos cananeus e filisteus) Monarquia: Influência cananeia para se voltar p/ o comércio Leis tributárias
  10. 10. 1. http://exercicios.brasilescola.com/exercicios-historia/exercicios- sobre-mesopotamia.htm#questao-1135 Exercícios 2.Através da concepção Hebraica e Babilônica q você acabou de aprender, relacione a ilustração da concepção Bíblica da Torre De Babel com o Império Caldeu Tava foda de fazer o resto, mas, mas quarta ta teno tudo 3.Demonstre o motivo essencial e causas para a criação de códigos de lei
  11. 11. A Pérsia (‫هخامنشی‬ ‫امپراتوری‬) Maluko, nada mais nada menos que o maior império até então
  12. 12. Linha do Tempo Médios e Persas Migram para o Irã Média incorpora povos do Irã (entre eles os Persas) Ciro, O Grande funda o Império Persa Cambises II: Conquista Egito; Mal administrador Dario I Reorganiza o império em Satrapias Começa as Guerras Médicas Xerxes Começa a Decadência Dario III É conquistado por Alexandre, o Grande da Macedônia 550 a.C2000 a.C 700 a.C 530 a.C 522 a.C486 a.C311 a.C
  13. 13. Feitos de Ciro, O Grande • Funda o Império Persa; • Astuto conquistador e tolerante religioso ; • Se os conquistados pagassem os impostos, Ciro os dava até uma certa autonomia politica; • Cada região conquistada possuía um Sátrapa (poderia ser um ex governante local) • Criou uma vasta rede de espionagem • Liberta os Judeus do Cativeiro da Babilônia • Morre no meio da tentativa de conquistar uma tribo chamada Massagetas Eu sou Ciro, rei do mundo, grande rei, rei legítimo, rei de Babilônia, rei da Suméria e de Acade, rei das quatro extremidades, filho de Cambises, grande rei, rei de Anzã, . . . descendente de Teíspes . . . de uma família [que] sempre [exerceu] a realeza.”
  14. 14. Feitos de Dario I • Sucedeu Cambises II de uma forma incomum, pois Dario, um influente general, entra no poder após abafar a sucessão real do filho de Cambises, afirmando que aquele era um mago zoroastra. • Dedicou-se a reorganizar o império de forma que menos rebeliões acontecessem. Dividiu todo o reino em 20 satrapias, e agora os satrapas eram escolhidos do circulo do Xá • Unifica o sistema monetário, criando o Dárico e aprimora o comércio EXTERIOR • Recrutamento obrigatório • Muda a capital de Pasagarda para Persépolis, ordena a criação da estrada Real • Libera a reconstrução do Templo de Salomão • Inicia as Guerras Médicas • Morre enfermo, enquanto viajava para o Egito. Ruinas de Persépolis
  15. 15. Feitos de Xerxes • Manteve a mesma configuração administrativa que Dario I • Se voltou para o campo militar, tentando conquistar a Grécia, marchando em batalhas com aproximadamente 70 mil fucking homens. • Ganha a batalha de Térmopilas, matando Leonidas, mas a fodisse dos espartanos atrasou o exército persa, deixando tempo para Atenas preparar uma defesa. • A batalha maritma de Salamina foi a que Xerxes perdeu, já que Temístocles (general Heleno) soube manejar os triremes Gregos. • Após a derrota das Guerras Médicas, Xerxes se dedica a terminar obras de Dario • É assassinado por Artabano (general influente de seu império) • Após sua morte o império Persa entraria em decadência, e recebe o golpe final com a conquista de Alexandre, Grande em 311 a.C A elite do exército Persa, os imortais
  16. 16. Formas de governo Organização Social Desenvolvimento Econômico Religião Influências Culturais • Permitia a Existência de várias culturas e credos; isso o fez crescer rapidamente; • Com Dário, se torna EXTREMAMENTE burocrático e eficiente na coleta de tributos (estrada real) • Várias províncias chamadas satrapias; • Dependia da imagem do Xá para manter o império unido Xá (dinastia Aquemênida) Sátrapas (sempre havia um espião do Xá), funcionários públicos altos E sacerdotes Nobres Persas e Imortais Nobres Medos Nobres de outros povos e cidadão persa Campones Escravos Eram bons agricultores, metalúrgicos, artesãos. Mas souberam fazer um comércio monetário intenso, através da unificação de moedas (Dárico) e as várias estradas do império. Pérsia adotava a religião Zoroastra, que pregava a dualidade (bem e mal) no mundo. Heródoto chamava os sacerdotes de Magos. O profeta é chamado de Zoroastro, antes dele, a religião dos Pars era politeista representando forças da natureza Adotou influencias dos povos que incorporou, tem várias semelhanças de leis com o Código de Hamurabi Os nascidos no Irã eram privilegiados. Nas capitais, ocorria uma mitificação da Dinastia Aquemênida
  17. 17. Os Gregos foram provavelmente a nação que mais estudou os Persas, um desses estudos está presente abaixo, onde Heródoto descreve os povos que compunham os Persas. "A nação persa contém diversas tribos, como listado aqui. [...]: os pasárgadas, maráfios, e máspios, de qual dependem todas as outras tribos. Destes, os mais importantes são os pasárgadas; eles contêm o clã dos aquemênidas, do qual vieram todos os reis pérseos. Outras tribos são os pantialeus, derúsios, germânios, todos estes fixos à terra, e o restante - os daios, mardos, drópicos, sagárcios, são nômades." Heródoto, Histórias, 1.101, 125 Hipotize o motivo de tantos estudos feitos por Gregos sobre o Grande Império Aquemênida. Exercício
  18. 18. • http://www.historiazine.com/2011/03/os-grandes-reis- persas-dario.html • http://www.historiazine.com/2011/03/os-grandes-reis- persas-xerxes.html • http://www.historiazine.com/2011/03/os-grandes-reis- persas-ciro.html Esses ai estão Bala
  19. 19. Fenícios ou cananeus (Kna’an) Burgueses malditos comerciantes monstros Porque justo eles viraram a civilização-símbolo de comércio na antiguidade? A proximidade com o mar? A infertilidade das terras? A força dos impérios “terrestres” à leste? Tudo isso ne kakaraioo. Principais cidades da Fenícia Moeda Fenícia
  20. 20. Videozinho suave https://www.youtube.com/watch?v=4GZjSPDXRoQ Foi a mais importante cidade fenícia Foi fundada em cerca de 2700 a.C. Teve seu apogeu entre os anos 1000 a.C. e 700 a.C. 1000 a.C.: acumulou imensa riqueza e sofreu numerosas reformas A partir de 1000 a.C.: fundaram numerosas colônias, dentre elas, Cartago em 814 a.C A partir do século VIII a.C.: as cidades sofreram sucessivas dominações Ainda detinham a maior matéria prima da região: A PÚRPURA Tiro Cidades-estados Importantes assírios, persas, greco-macedônios No porto - onde atividades comerciais se concentravam
  21. 21. Byblos • Seus comerciantes revendiam os rolos de papiro egípcios para fabricar “livros”, biblos em grego • Tinham um intenso comércio com o Egito, que comprava as árvores Libanesas e vendia o papiro. • Foi a primeira cidade Fenícia a se desenvolver fortemente, em 3000 a.C. Sarcófago de Ahiram (um rei de Byblos), que mostrou à arqueólogos o alfabeto fonético dos Fenícios, que se mostrou mais eficaz do que os pictogramas sumérios. O alfabeto Cananeu deu origem ao Grego.
  22. 22. Sidon • Talvez tenha sido a cidade fenícia mais antiga, e pode ter fundado Tiro • Era uma das principais bases dos faraós para suas incursões na Ásia • Se transformou na mais importante cidade comercial da região, quando houve a decadência do Egito e a queda dos hititas • Deixou de ser importante com a invasão assíria
  23. 23. Cartago – essa colônia virou tão foda que quase destruiu os romanos • Colônias na Fenícia tinham relação diferente de Colônia- Metrópole; • Depois das sucessivas ocupações (Assíria, Pérsia e Macedônia), vários Fenícios do Levante se mudam para esta colônia ascendente; • Aperfeiçoa a construção de barcos até o limite • Sec. 5 e 6 a.C torna-se grande potência no Mediterrâneo. E briga pau-a-pau com os Gregos • Briga com Romanos nas chamadas Guerras Púnicas. Na 2ª guerra Púnica (218- 203 a.C) Aníbal Barca, general cartaginense, simplesmente atravessa os Alpes Suiços com Elefantes.
  24. 24. Aníbal e seus Elefantes nos Alpes Rota de Invasão De Aníbal
  25. 25. Formas de Governo Organização Social Econômia Religião Inflências São Cidades- Estado com governo Talassocratico, que dependendo da cidade, assumiu monarquias ou oligarquias de Sufetas (ancião) com a aristocracia Na conquista de Ciro (539 a.C) as cidades são divididas em Satrapas Rei e Sufetas Grandes aristocratas marítimos e sacerdotes Trabalhadores Livres marinheiros pobres Escravos Se voltaram ao comércio com o Mediterrâneo; comércio com artesanato, púrpura, papiro, marfim, etc; Criação de colonias que mantinham comércio nas proximidades; Realizavam trocas do Zimbábue até a Britânia; Alfabeto Fonético Possuía Deuses vindos de todas as outras religiões. Politeístas, cada cidade tinha seu guardião A deusa Astarte influenciou a Afrodite Grega (Talvez) sacrificavam primogênitos para garantir fertilidade e riqueza O povo Fenício assumiu muitas características Egípcias, chegavam até a usar sarcófagos em seus parentes. Cada cidade assume influencias diferentes diante de seus comércios bilaterais
  26. 26. Adendos.... • Eram grandes arquitetos, tanto é que projetaram o Templo de Jerusalém para Salomão; • As Mulheres possuíam papel significante na sociedade, podendo até participar da política Exemplo de navio Fenício, chamado de trireme, ou hippoi

×