A Dinâmica de Grupos e de Coesão nas Equipas Desportivas

5.252 visualizações

Publicada em

José Neto - AF Porto / UEFA / FPF

Publicada em: Esportes
0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.252
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.398
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Dinâmica de Grupos e de Coesão nas Equipas Desportivas

  1. 1. A Dinâmica de Grupos e deA Dinâmica de Grupos e de Coesão nas EquipasCoesão nas Equipas DesportivasDesportivas
  2. 2. O Rendimento ColectivoO Rendimento Colectivo
  3. 3. Nem sempreNem sempre ““os melhores atletas fazem a melhor equipaos melhores atletas fazem a melhor equipa”…”… ““uma boauma boa equipaequipa éé muito mais do que a soma das suas partesmuito mais do que a soma das suas partes””.. A produtividade do grupo tem por base os melhores rendimentos naA produtividade do grupo tem por base os melhores rendimentos na execuexecuçção da tarefaão da tarefa…… SSóó quando a equipaquando a equipa éé capaz de utilizar todos os seus recursoscapaz de utilizar todos os seus recursos…… éé que o rendimento e produtividade real se aproxima da produtividaque o rendimento e produtividade real se aproxima da produtividadede potencial.potencial. Numa equipa de Futebol tem de existir um traNuma equipa de Futebol tem de existir um traçço de uniãoo de união colectivocolectivo…… A equipa tem de ser um TODOA equipa tem de ser um TODO
  4. 4. A Equipa Como GrupoA Equipa Como Grupo
  5. 5. Coesão do grupo Processo do grupoEstrutura do grupo Produtos / Resultados individuais Produtos / Resultados do grupo Meio do grupo Composição do grupo Modelo conceptual para examinar a equipa desportiva como grupo (Modelo conceptual para examinar a equipa desportiva como grupo (adaptado deadaptado de CarronCarron, 1988), 1988)
  6. 6. ComposiComposiçção do grupo (relaão do grupo (relaçção entre as caracterão entre as caracteríísticas fsticas fíísicas,sicas, mentais e motoras dos indivmentais e motoras dos indivííduos e outros elementosduos e outros elementos –– sexo, idade,sexo, idade, raraçça religião)a religião) O meio ambiente (condiO meio ambiente (condiçções geogrões geográáficas, climatficas, climatééricas e condiricas e condiççõesões ffíísicas)sicas) A estrutura (localizaA estrutura (localizaçção geogrão geográáfica, estatuto, prestfica, estatuto, prestíígio egio e comportamento)comportamento) Coesão do grupo (processo dinâmico)Coesão do grupo (processo dinâmico) Processo de grupo (resultados da tarefa individual na conquistaProcesso de grupo (resultados da tarefa individual na conquista dodo colectivo)colectivo)
  7. 7. ImplicaImplicaçções Prões Prááticas para aticas para a PromoPromoçção do Ambiente deão do Ambiente de Grupo e de CoesãoGrupo e de Coesão
  8. 8. Seguindo uma orientaSeguindo uma orientaçção de (ão de (CarronCarron, 1984;, 1984; WeinbergWeinberg && GouldGould, 1995), 1995) apresentamos algumas linhas de orientaapresentamos algumas linhas de orientaçção prão práática na promotica na promoçção daão da coesão.coesão. A explicaA explicaçção clara de cada elemento no sucesso da equipa (trocaão clara de cada elemento no sucesso da equipa (troca de poside posiçções especões especííficas no treino).ficas no treino). Desenvolver o orgulho no cumprimento da tarefa (equipa no seuDesenvolver o orgulho no cumprimento da tarefa (equipa no seu todo).todo). Formular objectivos de rendimento desafiadores e progressivos deFormular objectivos de rendimento desafiadores e progressivos de conquista (positivos, especconquista (positivos, especííficos, realistas).ficos, realistas). Encorajar e promover a identidade da equipa (equipamento,Encorajar e promover a identidade da equipa (equipamento, convconvíívios perivios perióódicosdicos……).). Evitar a planificaEvitar a planificaçção de competião de competiçções com elevado grau deões com elevado grau de dificuldade no indificuldade no iníício dacio da éépoca (ausência de sucesso reduz apoca (ausência de sucesso reduz a coesão).coesão).
  9. 9. Evitar a formaEvitar a formaçção deão de ““grupinhosgrupinhos”” (rota(rotaçção na feitura das mesas).ão na feitura das mesas). Evitar excessivas contrataEvitar excessivas contrataçções de jogadores deões de jogadores de éépoca parapoca para éépocapoca (clima de incerteza em rela(clima de incerteza em relaççãoão àà longevidade do grupo).longevidade do grupo). Promover ao longo daPromover ao longo da éépoca estpoca estáágio de concentragio de concentraçção (juntar aão (juntar a ““famfamíílialia”” –– equipa toda para convequipa toda para convíívio divio diáário).rio). Permanecer atento ao que se passa no interior do grupo dosPermanecer atento ao que se passa no interior do grupo dos jogadores (jogadores (““chamarchamar”” jogadores de mais estatuto).jogadores de mais estatuto). EmpenharEmpenhar--se por conhecer a vida pessoal de cada jogador fora dose por conhecer a vida pessoal de cada jogador fora do clube (interesse e apoio).clube (interesse e apoio). Encorajar de forma equilibrada a competiEncorajar de forma equilibrada a competiçção e a rivalidadeão e a rivalidade (saud(saudáável) no interior da equipa.vel) no interior da equipa.
  10. 10. ““O desejo de vencer nasce com quase todos nO desejo de vencer nasce com quase todos nóós.s.”” ““A vontade de vencerA vontade de vencer éé uma questão de treino.uma questão de treino.”” ““A maneira de vencerA maneira de vencer éé uma questão de honra.uma questão de honra.””

×