Manejo sanitário e doenças pbsm [modo de compatibilidade]

1.527 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.527
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
179
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
227
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manejo sanitário e doenças pbsm [modo de compatibilidade]

  1. 1. Principais doenças e cuidadosPrincipais doenças e cuidadoscom a saúde de ovinos ecom a saúde de ovinos ecaprinoscaprinoscaprinoscaprinosSamuel Figueirêdo de SouzaMédico Veterinário, DSc - Produção AnimalTransferência de Tecnologias / EMBRAPA Tabuleiros Costeiros
  2. 2. A DESGRAÇA DA COISAFUNCIONA?VOCÊ MEXEU NELA?NÃO MEXA!SEU IDIOTA!!!ALGUÉM SABE? ENTÃO VOCÊ É UM VAI ESTOURARSIMSIMSIMSIMSIMSIMSIMSIMNÃONÃONÃONÃOALGUÉM SABE?ESCONDA!ENTÃO VOCÊ É UMPOBRE DESGRAÇADO!!!VAI ESTOURARNA SUA MÃO?VOCÊ PODE CULPAROUTRA PESSOA?FINJA QUE NÃO VIU!ENTÃO NÃO HÁPROBLEMA NENHUM!!!SIMSIMSIMSIMSIMSIMNÃONÃONÃONÃO NÃONÃO
  3. 3. IMPORTÂNCIABIOSSEGURANÇAANIMAISANIMAIS HUMANOSHUMANOSPRODUTOSPRODUTOS
  4. 4. Introdução•O manejo adequado melhora a saúde dos animais, a fertilidade, oganho de peso e a produção de leite.•Reduz os custos com tratamentos, incrementando assim a rentabilidadee a produtividade do rebanho.e a produtividade do rebanho.•As soluções para manter a saúde dos animais nãonão obedeceobedece aa umaumaúnicaúnica causa,causa, ee sim,sim, aa umum conjuntoconjunto dede causascausas.
  5. 5. VacinaçãoQuarentenaDesinfecçãoIsolamentoDiagnósticoDestino dos cadáveresDiagnósticoMANEJOMANEJOSANITÁRIOSANITÁRIO
  6. 6. HIGIENEVACINAÇÃOVERMIFUGAÇÃOQUARENTENATRATAMENTOTRATAMENTOMORTESBAIXAPRODUTIVIDADEGASTOS COMMEDICAMENTOSPROBLEMASREPRODUTIVOSNÃO PODE HAVER “FUROS”NÃO PODE HAVER “FUROS”
  7. 7. •As enfermidades podem ser prevenidas??????Sim!!! Podem e devem!!!-adotando medidas sanitárias,-adotando medidas sanitárias,-conhecendo as doenças,-controlando suas causas,-melhorando as condições gerais de manejo...
  8. 8. Sinais de Saúde•Olhos vivos e brilhantes•Pêlos lisos e sedosos•Pêlos lisos e sedosos•Apetite e ruminação presentes•Animal ativo (sempre junto aorebanho)
  9. 9. Sinais de Doença•Olhos fundos e sem brilho•Pêlos opacos e arrepiados•Pêlos opacos e arrepiados•Falta de apetite e apatia•Redução do escore corporal•Redução da produção de leite
  10. 10. 10 REGRAS10 REGRAS10 REGRAS10 REGRAS
  11. 11. 1. Aquisição de animais2. Quarentena3. Isolamento (individual ou grupo)
  12. 12. 4. Limpeza das instalações- limpar curral de chão batido* retirar fezes (rodo ou vassoura)* depositar fezes na esterqueira
  13. 13. • limpar piso ripado (estrados)• raspar com espátula• varrer cuidadosamente• retirar as fezes abaixo do estrado
  14. 14. Desinfecção
  15. 15. GRUPO COMPOSTOBactériasgram-negativas RotavírusFenólicos Hexaclorofeno + ++Triclosol + ++Cresol + + ++Fenol ±±±± -Halogênicos Povidona-iodada + -Hipoclorito + +Hipoclorito + +Biguamidas Clorexidina + + -Aldeidos Formaldeído + +Glutaraldeído + -Amônio Quaternário Cloreto de benzalcônio + +Cetrimida + -Amônia Amônia - -- (pouco efeito); ±±±± (algum efeito); + (efetivo/inat. M.O.); ++(efetivo/não inat. M.O.)
  16. 16. • Vassoura de fogo (lança-chamas)Pulverizar cercas, paredes, pisos ...
  17. 17. 5. Esterqueiras- distância de 50 metros (local isolado, cercado e ao sol)- camada fina de cal + cobrir com lona (manter 30 dias)- condições de umidade e temperatura e reações químicas...ALERTA ECOLÓGICO: reservatórios de água = “evitar contaminação”
  18. 18. 6. Pedilúvio►►►► Vantagens...►►►► Desvantagens...
  19. 19. 7. Ordenha# Seguir a ordem (linha de ordenha)1º) fêmeas de primeiro parto2º) fêmeas velhas que nunca tiveram mastite3º) fêmeas tratadas e curadas4º) fêmeas com mastite√ lavar as mãos√ roupas limpas√ unhas cortadas
  20. 20. 08. Ferimentos“Lavagem, limpeza e raspagem”
  21. 21. 1º2º“Aplicando medicação”3º
  22. 22. -Casos graves e casos especiaisConsultar profissionalEXPERIENTE!!!
  23. 23. 09. Vacinação• São utilizadas para evitar doençasexistentes na região ou que jáocorreram anteriormente no rebanho.• Estabelecer calendário de vacinação• Estabelecer calendário de vacinaçãovia consulta de um profissional daregião.
  24. 24. - Anti-rábica- Boqueira- Ceratoconjuntivite- Mal-do-cascoSEGUIRSEGUIRRECOMENDAÇÕESRECOMENDAÇÕES- Mal-do-casco- LeptospiroseATENÇÃO: CLOSTRIDIOSES!!!
  25. 25. FEBRE AFTOSA- Ofício Circular n.85, de 16 de maio de 2006.
  26. 26. Cuidados com as vacinas:• Observar prazos de validade• Cuidados com conservação (respeitar temperaturas)• Ler a bula antes de ministrá-la
  27. 27. APLICAÇÃO CORRETA DE VACINAS- Lavar as mãos com água limpa e sabão;-Contar com auxiliares para realizar outras operações;-Após aplicação, massagear o local;- Higienizar sempre a seringa e as agulhas utilizadas:- Higienizar sempre a seringa e as agulhas utilizadas:1. Lavar as agulhas e todas as peças da seringa com água e sabão;2. Ferver 10 minutos as agulhas e as peças de vidro e metal da seringa;3. Mergulhar rapidamente as peças de borracha.Observação: Quando o número de animais for grande, utilizar a mesma agulhapara, no máximo, dez animais.
  28. 28. 10. Mineralização•Fornecer sal mineral à vontade para todos animais;•Cuidados com o sal (cochos cobertos, protegidos e estratégicos;•OBS.: A falta de sal: reduz o apetite, reduz a produção (leite e carne),queda de pêlos, repetição de cio, abortos e retenção de placenta.queda de pêlos, repetição de cio, abortos e retenção de placenta.•“USAR SAL ESPECÍFICO PARA ESPÉCIE”(toxicidade elevada / dose 20 vezes maior)
  29. 29. Principais doençasPrincipais doenças
  30. 30. √ TÉTANO√ BOTULISMO√ ENTEROTOXEMIA√ CARBÚNCULO SINTOMÁTICO• Clostridioses√ CARBÚNCULO SINTOMÁTICOVACINAÇÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!VACINAÇÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!
  31. 31. Verminose
  32. 32. Coccidiose ou eimeriose
  33. 33. Toxoplasmose
  34. 34. Miíase (bicheira)
  35. 35. Linfadenite caseosa
  36. 36. Abscessos caseosos viscerais:MúsculocardíacoGlândulamamáriaMúsculocardíacoPulmão
  37. 37. Tratamento recomendado:
  38. 38. Ceratoconjutivite
  39. 39. Pododermatite
  40. 40. “Realizar casqueamento”
  41. 41. AS MELHORES ARMAS!!!
  42. 42. “BALANÇA DO EXAME DE CONSCIÊNCIA”… VOCÊS ESCOLHEM!!!
  43. 43. “ÚLTIMA” MEDIDA DE CONTROLEFACA & VALAFACA & VALA
  44. 44. Considerações finais“PARA QUE SE TENHA UMABOA PRODUÇÃO, É IMPRESCINDÍVELQUE SE TENHA, TAMBÉM,UM ADEQUADO MANEJO SANITÁRIO”+ INFORMAÇÃO & ATUALIZAÇÃO!!!+ INFORMAÇÃO & ATUALIZAÇÃO!!!
  45. 45. DÚVIDAS ? ? ?DÚVIDAS ? ? ?
  46. 46. Obrigado pela atenção!Obrigado pela atenção!
  47. 47. Samuel Figueirêdo de Souzasamuel.souza@embrapa.br(79) 4009-1395 - SIPT

×