Young people and alcohol

305 visualizações

Publicada em

Lecture presented at the COMUDA meeting.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
305
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Young people and alcohol

  1. 1. www.pazinattoeducacional.com.brcpazi@uol.com.brtwitter: @CPEDUC(11) 3477-2184 / (11) 8182-4121 Os jovens e o álcool Apoio: Fapesp (2011/18963-4)http://www.abead.com.br/
  2. 2. Média da idade de início do consumo de drogas entre 5226 estudantes de 8º e 9º ano doensino fundamental e 1º, 2º e 3º de ensino médio Noto AR, Sanchez ZM, Locatelli DP, Battisti M, Moura YG, Amato TC, Carlini CMA, Opaleye ES Primeiro Levantamento sobre o consumo de substâncias psicoativas entre estudantes de ensino fundamental(8º e 9º ano) e médio(1º a 3º ano) representativo da rede particular de ensino do município de São Paulo – CEBRID 2010
  3. 3. Tipo de bebida consumida no mês anterior à pesquisa entre 2028 estudantes que relataram ter feitouso no mês de bebida alcoólica. * indica diferença estatisticamente significativa (Pearson Chi-Square – SPSSv17) Noto AR, Sanchez ZM, Locatelli DP, Battisti M, Moura YG, Amato TC, Carlini CMA, Opaleye ES Primeiro Levantamento sobre o consumo de substâncias psicoativas entre estudantes de ensino fundamental(8º e 9º ano) e médio(1º a 3º ano) representativo da rede particular de ensino do município de São Paulo – CEBRID 2010
  4. 4. Uso no ano de drogas entre 5226 estudantes, comparando-se prevalências por ensinofundamental (8º e 9º ano) e ensino médio (1º, 2º e 3º ano) * indica diferença estatisticamentesignificativa (Pearson Chi-Square – SPSSv17) Noto AR, Sanchez ZM, Locatelli DP, Battisti M, Moura YG, Amato TC, Carlini CMA, Opaleye ES Primeiro Levantamento sobre o consumo de substâncias psicoativas entre estudantes de ensino fundamental(8º e 9º ano) e médio(1º a 3º ano) representativo da rede particular de ensino do município de São Paulo – CEBRID 2010
  5. 5. VI Levantamento Nacional sobre o Consumo de Drogas Psicotrópicas entre Estudantes do Ensino Fundamental e Médio das Redes Pública ePrivada de Ensino nas 27 Capitais Brasileiras – 2010/ E. A. Carlini (supervisão) [et. al.], -- São Paulo: CEBRID - Centro Brasileiro deInformações sobre Drogas Psicotrópicas: UNIFESP - Universidade Federal de São Paulo 2010. SENAD - Secretaria Nacional de Políticassobre Drogas, Brasília – SENAD, 2010. 503 p.
  6. 6. Prática de “binge drinking” no mês anterior à pesquisa entre 5226 estudantes de 8º e 9º ano do ensino fundamental e 1º, 2º e 3º ano do ensino médio. * indica diferença estatisticamente significativa (Pearson Chi-Square – SPSSv17)Noto AR, Sanchez ZM, Locatelli DP, Battisti M, Moura YG, Amato TC,Carlini CMA, Opaleye ES Primeiro Levantamento sobre o consumo desubstâncias psicoativas entre estudantes de ensino fundamental(8º e 9ºano) e médio(1º a 3º ano) representativo da rede particular de ensinodo município de São Paulo – CEBRID 2010
  7. 7. Jovens entre 14 e 17 anos são responsáveis 6% de todo oconsumo de álcool no BrasilEntre 18 e 29 anos(1/5 da população brasileira segundo o IBGE)esse índice sobe para 40% Raul Caetano, MD, PhD Escola de Saude Publica, Universidade do Texas Escola de Profissoes de Saude, Centro Medico Sudoeste, Universidade do Texas citando dados da Primeira Pesquisa Nacional Brasileira Sobre Padrões de Consumo de Álcool (PNBA) em 2006. Entrevistas pessoais com 3.007 pessoas, 2.346 com 18 anos ou mais e 661 adolescentes entre 14 e 17 anos.
  8. 8. Propaganda Apoio: Fapesp (2011/18963-4)
  9. 9. Pesquisas sobre o impacto da propaganda de álcool sobre os jovens podem ser divididasem 4 categorias (Saffer, 2000; U.S. Department of Health and Human Services, 2000):Documentar o nível de segmentação e atração das propagandasEstudos experimentais para avaliar as respostas dos jovens às propagandasPesquisas com os jovens para avaliar a exposição às propagandas, as atitudes eexpectativas em relação ao álcoolEstudos econométricos
  10. 10. Segundo esses estudos a publicidade:reforça atitudes pró-álcoolpode aumentar o consumo de quem já bebepode desestimular a redução do consumopode influenciar as políticas públicasinfluencia a percepção dos jovens sobre álcool e as normas de beberpredispõe os jovens a beber muito antes dos 18 anos87% do merchandising e mais de 70% das propagandas na TV aberta ocorrem nos intervalos ou duranteprogramas esportivosocorre em vários meios de comunicação(TV, Rádio, PDV, Internet, Jornais e Revistas)promove e reforça a percepção do uso do álcool como um comportamento positivo, glamoroso e sem riscoA auto-regulamentação tende a ser fraca e ineficiente
  11. 11. “great place to create excitement and drive recruitment is within the student community” - Smirnoff“greater focus on students as core recruitmentaudience” - Carling “‘Young and Energised’ consumers who engage in new technologies and gadgets, always looking for the new things to tell their mates about and share on their Facebook/Twitter” - Smirnoff “It should look like it’s come from your mate, but is in fact Carling branded” - referência ao material divulgado via internet.
  12. 12. Redes Sociais e Internet Apoio: Fapesp (2011/18963-4)
  13. 13. Fonte: 2011
  14. 14. Skol - Redondinhohttp://www.youtube.com/watch?v=BtSSgfOmis0
  15. 15. Esporte
  16. 16. Datas
  17. 17. Dias da Semana
  18. 18. Outros
  19. 19. www.pazinattoeducacional.com.brcpazi@uol.com.brwww.twitter.com/@CPEDUC(11) 3477-2184 / (11) 98182-4121 http://www.abead.com.br/

×